Mórmons: Votem para Derrotar Donald Trump

Enquanto a Associação Brasileira de Estudos Mórmons não toma posições oficiais sobre política e não favorece partidos ou ideologias políticas, sentimos confiantes o suficiente nos fatos para encorajar todos os mórmons que nos acompanham dos Estados Unidos, que são eleitores registrados ou que conheçam amigos e familiares que o sejam, para votar no(a) candidato(a) que hoje oferece uma real possibilidade eleitoral em seu estado para derrotar o candidato Republicano à Presidência dos Estados Unidos.

Julie Beck, a 15a Presidente Geral da Sociedade de Socorro e membro do conselho do Sistema Educacional da Igreja, em campanha por Donald Trump

Julie Beck, a 15a Presidente Geral da Sociedade de Socorro e membro do conselho do Sistema Educacional da Igreja, em campanha por Donald Trump oferecendo oração pedindo-lhe a bênção de Deus

Independente de motivações pessoais, ideologias políticas, ou considerações de interesses de grupos, o candidato Donald Trump oferece uma visão francamente aberta de xenofobia, racismo, misoginia, intolerância religiosa, desonestidade, ignorância, preconceitoautocracia e irresponsabilidade antidemocrática. Isso sem falar na apologia ao bullying e o incentivo ao racismo contra crianças.

Há quatro anos atrás, nós publicamos alguns artigos documentando o hábito, desconfortavelmente frequente, do candidato mórmon ao mesmo cargo pelo mesmo partido, Mitt Romney, de mentir e distorcer os fatos. [ver aqui e aqui] Não obstante, jamais questionamos a capacidade intelectual ou senso de responsabilidade de Romney, que inclusive foi um dos primeiros Republicanos a aberta e publicamente denunciar Trump e urgir seus partidários a derrotá-lo nas eleições.

Embora algumas Autoridades Gerais eméritas e muitos  políticos mórmons estejam ativamente fazendo campanha por Trump, e apesar de receber muito apoio de membros da Igreja SUD, muitos mórmons surpreendentemente romperam com seus laços tradicionais ao Partido Republicano e indicam votar contra ele. Alguns mórmons, inclusive, organizaram-se para apoiar sua principal oponente, Hillary Clinton.

[155+ Republicanos proeminentes que denunciaram o candidato Republicano, ou mesmo votarão em sua principal oponente, Hillary Clinton.]

Um voto contra Trump é um voto contra os ideais fascistas que ele defende e prega, e apelamos a todos os mórmons por essa contribuição pela decência, pelas liberdades democráticas, e pela ética. Agora é a hora de suspender, ao menos por 2 dias, as brigas e as divergências partidárias e ideológicas, e lutar pelo que é moral e ético, pelo respeito e a integridade das instituições democráticas do país mais rico e mais influente do mundo. Mórmons, especialmente em Utah, podem causar um impacto importante – quiçá determinante – nessas eleições de amanhã. Essa é a hora para mórmons contribuirem de maneira significativa e positiva a história e o futuro da humanidade.

A partir de quarta-feira, voltemos todos às discussões e debates sobre políticas públicas, economia, e ideologias. Concordemos, por agora, em defender os princípios básicos humanistas de responsabilidade pública, democracia, respeito ético a minorias e a todos os seres humanos, valorização dos fatos e das ciências, que nos trouxeram ao período de maior prosperidade na história da humanidade.


Por que neo-nazistas apoiam Donald Trump?

O que Donald Trump pensa em política externa?

Por que Donald Trump abusa sexualmente de mulheres?

Por que Donald Trump faz apologia à violência partidária?

E como sua apologia à violência influência seus eleitores?

17 comentários sobre “Mórmons: Votem para Derrotar Donald Trump

  1. Clinton está legalizando aborto de bebês de 9 meses isso sim que eh Falta de moralidade
    Estamos torcendo para que Trump possa ganhar pq ele tem mais valores morais do que essa mulher fria e desumana

    • Em primeiro lugar, “aborto de bebês de 9 meses” não existe. É uma mentira que o Donald Trump andou dizendo. Eduque-se antes de escrever, por favor.

      Em segundo lugar, Clinton não “está legalizando” nada. Ela ainda nem foi eleita, ela não pode “legalizar” nada. Pense antes de escrever, por favor.

      Em terceiro lugar, Clinton não publicou nada em sua plataforma, ou prometeu nada em sua campanha, indicando alterar as leis vigentes em relação a prática legal do aborto. Ou seja, de acordo com a plataforma dela, os abortos que são legais continuarão legais, os que são ilegais, continuarão ilegais. Eduque-se melhor antes de escrever, por favor.

      Em quarto lugar, o artigo não está defendendo Hillary Clinton como única opção para derrotar Trump, especialmente em Utah. Leia melhor os artigos antes de escrever, por favor.

      E, finalmente, Donald Trump defende ideais claros de xenofobia, racismo, intolerância religiosa, misoginia, violência sexual contra mulheres, e militarismo. Hillary Clinton não defende nada disso. Se você acha que esses são os “valores morais” que são importantes para você, então talvez seja hora de repensar suas crenças sobre o cristianismo que supostamente abraça.

  2. Lamentável. Clinton quer mais conflitos armados e não hesitaria em continuar provocando a Rússia sem nenhuma necessidade. Querem mais guerras? Querem uma guerra nuclear? Então apóiem Hillary Clinton. Não querem isso? Nesse caso, o seu candidato – como o meu – é Donald Trump.

    • José Martins Moraes,

      Por favor, não seja mentiroso. Baseado em quais fatos, seja dos 4 anos que ela serviu como Secretária de Estado, seja de sua plataforma política, que qualquer pessoa racional poderia afirmar que ela “quer mais conflitos armados”?

      Donald Trump é tão, se não mais, intervencionista que a Clinton. Ele defendeu aumentar drasticamente gastos com o aparato militar. Ele defendeu armar Japão e Coréia do Sul, entre outros, inclusive a Arábia Saudita, com armas nucleares. Ele defendeu a possibilidade de usar armas nucleares no Oriente Médio contra o Daesh ou mesmo na Europa. Ele é profundamente ignorante sobre os programas nucleares militares e acredita ser preferível ser “imprevisível” com o uso de armas nucleares. Ele defendeu o assassinato de familiares de terroristas.
      defendeu nova invasão militar no Iraque e o bombardeio indiscriminado de campos de petróleo na região. Donald Trump defendeu transferir a embaixada americana em Israel para Jerusalém, assegurando assim piorar o conflito regional.

      E, sobre a Rússia, não nos esqueçamos que Trump nomeou como seu chefe de campanha um operador de campanhas pró-Rússia na Ucrânia que está envolvido em escândalo por ilegalmente receber dinheiro do governo russo para a campanha eleitoral presidencial norte-americana. E um de seus principais conselheiros em política externa é lobista para uma estatal russa.

    • Lamentavel e alguem que se diz seguidor de Cristo apoiar um candidato cuja campanha eleitoral foi inteiramente baseada em intolerancia; racismo; desrespeito a mulheres etc… Nao ha nada mais lamentavel do que alguem sujar o nome daquele que pregou justamente o amor, a tolerancia, a inclusao social entre outras coisas quando esteve aqui na terra. Mormons que acreditam ou dizem que acreditam no Salvador do mundo e apoiam alguem como o Trump para comandar a nacao mais poderosa e influente no planeta, sem mencionar a maior forca militar da terra, deveriam pensar muito sobre sua situacao perante o Salvador. Nos Mormons, devemos lembrar a triste historia de duas grandes civilizacoes que foram destruidas no continente Americano devido ao orgulho, falta de caridade, intolerancia e afastamento da verdade.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.