Por Que Tantos Mórmons Mentem e Xingam nas Redes Sociais?

Por que tantos mórmons mentem e xingam outras pessoas nas redes sociais apenas por relatar fatos ou expressar suas opiniões? Esse é o tipo de comportamento que se espera de um seguidor de Joseph Smith? Acreditam eles que isso é o verdadeiro espírito do cristianismo como pregado no Novo Testamento?

Consideremos alguns exemplos recentes. Ontem, publicamos um artigo sobre os comentários públicos de uma celebridade mórmon e ex-deputado federal. Jason Chaffetz foi à televisão comentar sobre a trágica morte de uma criança de 7 anos que morreu enquanto sob custódia do governo federal estadunidense. Ao invés de expressar consternação ou revolta de que políticas públicas criaram artificial e desnecessariamente as condições que levaram a uma morte facilmente evitável, Chaffetz decidiu utilizar essa morte para enviar uma mensagem pública contra refugiados.

Naturalmente, os comentários de Chaffetz causaram condenações e repúdios entre comentaristas e figuras públicas. Enquanto figura pública mórmon, naturalmente nós cobrimos seus comentários e suas repercussões. Não esperávamos, contudo, que a reação do público mórmon brasileiro fosse de nos xingar por cobrir esse evento público, e muito menos que mentissem para defender algo – o que, exatamente, defendiam não ficou muito claro. A Igreja? Não, porque o artigo nada falava da Igreja SUD. A si mesmos? Não, porque o artigo não falava de mórmons em geral. A Chaffetz? A morte da criança?

Vejamos alguns exemplos concretos: Continuar lendo

Ex-Deputado Mórmon Comemora Morte de Criança

A criança de 7 anos de idade, Jakelin Ameí Rosmery Caal Maquin, morreu enquanto sob custódia do Departamento de Imigração do governo federal dos Estados Unidos.

Jason Chaffetz, ex-deputado federal por Utah e colunista da Fox News

Jason Chaffetz, Deputado Federal pelo estado de Utah entre 2009 e 2017, e membro d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, comemorou a morte de Jakelin em entrevista televisiva por enviar uma mensagem clara a refugiados: Não venham aos EUA pois mataremos suas crianças!

Chaffetz, que renunciou no meio de seu mandato supostamente por causa de pressão popular em Utah contra seu apoio adulador a Donald Trump e sua obstrução a investigações criminais contra este, e no dia seguinte assinou contrato de colunista para o canal de TV a cabo Fox News, conhecido entre jornalistas sérios como “TV Trump”, expressou oportunismo pela morte da criança: Continuar lendo

Como o Passado da Igreja Mórmon Molda sua Posição Atual em Imigração

Em 24 de julho de 1847, Brigham Young e outros 146 pioneiros mórmons entraram no Vale do Lago Salgado. Eles haviam deixado os Estados Unidos e se encontravam em território mexicano.

Naquela época, a guerra mexicano-americana estava no seu auge, e dentro de um ano o México cederia o Vale do Lago Salgado aos Estados Unidos. Mas isso não estava nos planos dos mórmons. Eles estavam tentando deixar os Estados Unidos para escapar de violência e perseguição.

Brigham Young e outros homens preparando mulheres para guerra: “Brigham Young organizando suas forças para batalhar as tropas dos Estados Unidos” (Harper’s Weekly, volume v. 1, November 28, 1857, p. 768. Scan from BX8609.A1a#466, L. Tom Perry Special Collections, Harold B. Lee library, Brigham Young University)

Porém, uma vez que eles estavam no novo território, eles se estabeleceram no Vale sem a aprovação do governo mexicano ou dos povos indígenas que já viviam na terra árida perto do Grande Lago Salgado. A história mórmon em Utah os revela tanto como imigrantes perseguidos como colonizadores.

Continuar lendo

Igreja Mórmon Condena Racismo, Não Condena Nazistas

Respondendo ao recente atentado terrorista deste sábado (12), quando um neonazista intencionalmente atropelou 19 manifestantes pacíficos, matando uma jovem de 32 anos, protestando contra a marcha de neonazistas na pequena cidade universitária de Charlottesville, Virgínia, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias emitiu nota oficial condenando “racismo” e “intolerância”.

Neonazistas e Nacionalistas Brancos marcham pela cidade de Charlottesville, Virgina

Não obstante, para o regozijo de muitos simpatizantes deste movimento fascista norteamericano moderno, entre eles próprios membros da Igreja, ela restringiu-se a comentários genéricos e brandos, evitando direta condenação de neonazistas ou os chamados “nacionalistas brancos”. Continuar lendo

Por Que é Hora da Igreja Mórmon Revisitar Seu Passado Diverso

Numa época em que a frequência tradicional a igrejas diminuiu e a filiação religiosa de mais rápido crescimento na América são os “não” — aqueles que não reivindicam afiliação com uma fé organizada —, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias continuou a se expandir.

Missionários FIJI

Missionários SUD em Fiji (Foto cortesia d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Esse crescimento na Igreja SUD, comumente chamada de Mórmon, é em grande parte resultado do número crescente de congregações predominantemente brancas, bem como de um grande número de novos conversos latinos. Em outros lugares, as taxas de conversão mórmon diminuíram visivelmente.

Da minha perspectiva como estudioso da história religiosa e política americana, essas duas correntes para o crescimento significam uma tensão crucial no coração da experiência mórmon: a comunidade mórmon está lutando para manter sua identidade cultural, ao mesmo tempo que abraça múltiplas origens raciais, étnicas e nacionais. Continuar lendo

Igreja Mórmon Expressa Preocupação Com Refugiados

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias publicou no último sábado, 28 de janeiro, um comunidado à imprensa, um dia após o decreto presidencial americano suspendendo a entrada de refugiados e imigrantes de sete países, incluindo aqueles que possuem green card. O breve, quiçá tímido, comunicado afirma:

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias demonstra preocupação com o bem-estar temporal e espiritual de todos os filhos de Deus em toda a Terra, com atenção especial àqueles que têm fugido de situações de violência física, guerra e perseguição religiosa. A Igreja exorta todas as pessoas e governos a cooperar plenamente ao buscar as melhores soluções para atender às necessidades humanas e aliviar o sofrimento.

Mórmons refugiados política

Imagem: lds.org

Em dezembro de 2015, reagindo a declarações do então pré-candidato Donald Trump sobre impedir a entrada de muçulmanos nos Estados Unidos, a Igreja SUD havia publicado um comunidado em favor da liberdade religiosa, citando um documento do Profeta Joseph Smith, escrito em 1841, em que são mencionados “maometamos” [muçulmanos] dentre grupos religiosos que seriam bem-vindo à cidade mórmon.

Utah é considerado o quarto estado mais conservador dos EUA e lar de uma das religiões menos racialmente diversas dos EUA. Continuar lendo

O Oue Diz a Bíblia Sobre Acolher Refugiados

Na sexta-feira, 27 de janeiro, o presidente Donald Trump assinou um decreto que veta temporariamente refugiados de sete países de maioria muçulmana. Entretanto, a entrada de refugiados da Síria será proibida pelos próximos 120 dias.

refugiados bíblia migração

Crianças sírias em campo de refugiados na Turquia, abril de 2016. Foto: Lefteris Pitarakis/AP

Dois dias antes, ele comprometeu os Estados Unidos a construir um muro em sua fronteira com o México. Pouco depois da ordem, o presidente mexicano Enrique Peña Nieto cancelou uma viagem programada aos Estados Unidos.

O presidente Trump também propôs que bens mexicanos sejam tributados à alíquota de 20% para prover fundos à construção do muro. Isso cumpriria sua promessa de campanha de que o México de fato pagaria pela construção do muro, apesar dos protestos dos vizinhos ao sul dos EUA.

Para os cristãos, as questões sobre a construção do muro de fronteira ou a admissão de imigrantes e refugiados aos Estados Unidos envolvem uma série de considerações associadas, não apenas sobre as especificidades da lei de imigração, sobre a economia da mão-de-obra barata que atravessa a fronteira ou potenciais ameaças terroristas. Continuar lendo

Trump Ameaça a Constituição, Diz Conservador Mórmon

O presidente eleito Donald Trump usa táticas autoritárias para corroer as instituições democráticas e angariar mais poder para si, opina o mórmon Evan McMullin, em editorial publicado ontem no jornal The New York Times.

McMullin foi candidato independente à presidência dos EUA nas últimas eleições, buscando o voto republicano contrário a Trump. O conservador ganhou meros 0,48% dos votos, que lhe garantiram a terceira colocação nacionalmente. Porém, em Utah, seu estado natal, atingiu 21,5% dos votos. No mês anterior à eleição, especulava-se que MucMullin poderia mesmo vencer no estado mórmon.

Evan McMullin. Imagem: evanmcmullin.com

Evan McMullin. Imagem: evanmcmullin.com

Diferentemente de Mitt Romney, passadas as eleições, MucMullin não mudou de opinião sobre Donald Trump. O mórmon que serviu como missionário no Brasil, trabalhou para a CIA e para o Partido Republicano no Congresso está em um esforço cotidiano para denunciar as ações do presidente eleito.

Leia a seguir alguns dos principais trechos do editorial.

Continuar lendo

Romney Poderá Integrar Equipe de Trump

O mórmon Mitt Romney está sendo cotado como futuro Secretário de Estado do governo de Donald Trump. Caso seja nomeado, Romney passará a ser o mórmon a ocupar o mais alto cargo político dos EUA.

Após seu segundo encontro com o presidente eleito, ontem à noite (29/11), Romney não poupou elogios: “tive uma noite maravilhosa com o presidente eleito Trump”, disse aos repórteres. “Tivemos outra discussão sobre assuntos ao redor do mundo e essas discussões que tenho tido com ele têm sido esclarecedoras, interessantes e envolventes”, declarou. Romney ainda se disse “muito impressionado” com o discurso de vitória de Trump.

romney-trump

O ex-governador de Massachusetts, e ex-candidato derrotado à presidência em 2012, teceu elogios à equipe de transição de Trump e às pessoas selecionadas para o gabinete ministerial. Romney disse que todos esses fatores lhe dão “uma esperança crescente de que o presidente eleito Trump é o homem que pode nos levar a esse futuro melhor”.

Oito meses atrás, no entanto, Romney tinha uma opinião muito diferente sobre o futuro sob a liderança de Trump:  Continuar lendo

Alunos Intimidados em Comunidades Mórmons por Racistas Pró-Trump

Um dia após a vitória eleitoral de Donald Trump à presidência dos Estados Unidos, alunos de ensino fundamental, médio, e superior de comunidades mórmons já estão sofrendo com intimidação racial, xenofóbica, homofóbica, misógina, e religiosa.

Alunos do Distrito Escolar Granite, no condado de Salt Lake

Alunos do Distrito Escolar Granite, no condado de Salt Lake

O Distrito Escolar de Granite, no condado de Salt Lake, recebeu múltiplos relatos de Continuar lendo

Igreja Mórmon Congratula Trump

A Primeira Presidência e os Doze Apóstolos d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias emitiram nota congratulando o presidente-eleito Donald Trump por sua vitória eleitoral e urgindo todos os americanos a orar pelo “presidente-eleito, por sua nova administração, e por líderes eleitos em todo o país e no mundo”.

President-elect Donald Trump speaks during an election night rally, Wednesday, Nov. 9, 2016, in New York. (FOTO: Evan Vucci do Associated Press)

O presidente-eleito Donald Trump discursa em convenção celebrando sua vitória ontem. (FOTO: Evan Vucci do Associated Press)

Apesar de haver criticado oficialmente o candidato Trump por sua posição sobre Continuar lendo

Mórmons Ajudam a Eleger Presidente Trump

Surpreendendo a todos os analistas e as pesquisas de opinião pública, Donald J. Trump foi eleito o 45º Presidente dos Estados Unidos da América.

trump-eleitoE com considerável e majoritário apoio da comunidade mórmon.

As eleições de ontem viram o estado de Utah, cuja maioria mórmon Continuar lendo

Mórmons: Votem para Derrotar Donald Trump

Enquanto a Associação Brasileira de Estudos Mórmons não toma posições oficiais sobre política e não favorece partidos ou ideologias políticas, sentimos confiantes o suficiente nos fatos para encorajar todos os mórmons que nos acompanham dos Estados Unidos, que são eleitores registrados ou que conheçam amigos e familiares que o sejam, para votar no(a) candidato(a) que hoje oferece uma real possibilidade eleitoral em seu estado para derrotar o candidato Republicano à Presidência dos Estados Unidos.

Julie Beck, a 15a Presidente Geral da Sociedade de Socorro e membro do conselho do Sistema Educacional da Igreja, em campanha por Donald Trump

Julie Beck, a 15a Presidente Geral da Sociedade de Socorro e membro do conselho do Sistema Educacional da Igreja, em campanha por Donald Trump oferecendo oração pedindo-lhe a bênção de Deus

Independente de motivações pessoais, ideologias políticas, ou considerações de interesses de grupos, o candidato Donald Trump oferece uma visão francamente aberta de xenofobia, racismo, misoginia, intolerância religiosa, desonestidade, ignorância, preconceitoautocracia e irresponsabilidade antidemocrática. Isso sem falar na apologia ao bullying e o incentivo ao racismo contra crianças.

Há quatro anos atrás, nós publicamos alguns artigos documentando o hábito, desconfortavelmente frequente, do candidato mórmon ao mesmo cargo pelo mesmo Continuar lendo

Nós Somos Mórmons a Favor da Hillary

Membros da Igreja SUD voluntariaram-se para gravar um vídeo anunciando seu apoio à candidata a presidente dos EUA Hillary Clinton.

No vídeo, vários mórmons aparecem lendo um trecho da autobiografia de Clinton de 1996 intitulada É preciso uma aldeia, uma alusão ao provérbio africano “é preciso uma aldeia para se criar uma criança”, para demonstrar a preocupação em comum entre mórmons e Clinton com o cuidado com educação infantil e o cultivo de valores nas gerações futuras.

A campanha presidencial de Hillary Clinton publicou o vídeo hoje (assista abaixo), ressaltando justamente esses valores familiares. Continuar lendo

Ex-Candidato Demonstra Machismo Mórmon

O candidato a presidente dos EUA pelo partido Republicano, Donald J. Trump, está sendo severamente criticado por comentários sexistas em vídeo vazado, no qual ele defende abuso sexual contra mulheres.

Mórmon Mitt Romney foi o candidato à presidência dos EUA em 2012 pelo Partido Republicano

Mórmon Mitt Romney foi o candidato à presidência dos EUA em 2012 pelo Partido Republicano

Dezenas de políticos Republicanos imediatamente criticaram Trump, entre eles o ex-candidato mórmon a presidente dos EUA pelo mesmo partido, Mitt Romney.

Contudo, a declaração de Romney não apenas repudia a postura de Trump, mas perfeitamente ilustra e expõe o machismo dentro do mormonismo.
Continuar lendo