Mórmons Perdem Processo Por Discriminação

Família Ganha Processo Contra Município Em Utah Por Discriminação Contra Não-Mórmons

Ron e Jinjer Cooke processaram município por discriminação religiosa

Ron e Jinjer Cooke processaram município por discriminação religiosa

Na semana, um jurado popular deu ganho de causa para uma família de Hildale, Utah, por serem discriminadas por oficiais públicos apenas por não pertencer à mesma fé Mórmon que a maioria na cidade. O município foi condenado a pagar USD 5,2 milhões em danos morais e reparações por anos de discriminação.

A condenação e a sentença concluem anos de brigas e litígio entre a família Cooke e os municípios de Hildale, em Utah, e Colorado City, no Arizona. Eles alegam que oficiais de ambas cidades lhes negaram serviços básicos simplesmente por não serem membros de A Igreja Fundamentalista de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Eles haviam se mudado para a região na fronteira entre Utah e Arizona, popularmente conhecida como Short Creek, em 2008 e desde então sofreram com falta de serviços básicos como água encanada.

Quando a família Cooke se mudou para a região há 6 anos atrás, eles compraram uma casa inacabada da United Effort Plan, um trust controlado pelo Estado de Utah mas de propriedade da Igreja FSUD. Seus planos eram de completar a casa rapidamente e mudar-se para ela, mas logo descobriram que não conseguiam ligar serviços básicas à ela, como água encanada, conexão à rede de esgoto, ou eletricidade. Por conta disse, tiveram que morar com seus 3 filhos pequenos em trailers por todo este tempo. Eles conseguiram, eventualmente, eletricidade (intermitente) e esgoto encanado, mas permanecem sem água até hoje.

Argumentam a família, e seus advogados, que oficiais das duas cidades em questão discriminaram contra eles por não serem membros da Igreja FSUD e não partilharem de sua fé Mórmon, e que havia um esforço coordenado pela liderança da Igreja para encorajá-los a saíram da cidade. Durante o julgamento, leu-se cartas do Profeta Mórmon FSUD Warren Jeffs, atualmente encarcerado, aos líderes do município, inclusive para o prefeito e para o chefe de polícia, demonstrando o poder político e administrativo da Igreja na região. Os testemunhos do ex-oficiais de segurança da Igreja FSUD e ex-Mórmons Willie Jessop, Guy Timpson, e Patrick Barlow também contribuíram para demonstrar que havia planos concretos e coordenados para força-los a abandonar a comunidade negando-lhes serviços básicos, que autoridades da Igreja espionavam a família, e que a Igreja controla recursos públicos na região.

Após anos de batalhas administrativas, a família decidiu o caminho litigioso e o processo vem se desenrolando há meses. Advogados Mórmons denunciaram as acusações como falsas e extorsivos os pedidos de indenizações, culpando-os de propositadamente deixar de preencher os formulários de requerimento corretamente e acusando-os de planejarem o processo intencionalmente, porém o jurado popular recusou tais argumentos e acabou estabelecendo multas ainda maiores do que a família havia solicitado como meio de desencorajar tão comportamento discriminatório no futuro.

Durante os testemunhos da família, Jinjer Cooke relatou as muitas dificuldades com os cuidados higiênicos do marido deficiente físico, encanamentos congelados, a necessidade de carregar água até a casa e de carregar esgoto para fora da casa, e ainda aturar assédio moral dos seus vizinhos Mórmons.

Com o julgamento em favor dos Cooke, além da indenização para a família e a ordem para regularização dos serviços básicos para o seu lar, as autoridades públicas estaduais são encorajadas a investigar abusos administrativos contra minorias religiosas (i.e., não-Mórmons) na região. Ironicamente, tais acusações de abuso administrativo do poder público contra minorias religiosas foram justamente o motivo principal da intervenção do governo federal em Utah durante a administração de Brigham Young em 1857. Como disse Karl Marx: “A História se repete, primeiro como tragédia, depois como farsa”.

 

 

 

7 comentários sobre “Mórmons Perdem Processo Por Discriminação

  1. Se entendi, a ação discriminatória partiu da A Igreja Fundamentalista de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, (IFJCSUD) presidida por Warren Jeffs; com sede em Hilldale (Utah). Não há relação com a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (IJCSUD), presidida por Thomas S. Monson, com sede em Salt Like City (Utah); sendo denominações distintas e separadas.
    Tal confusão pode levar a conceitos errôneos e discriminatórios. É o que entendo.
    Parabéns por trazer a noticia aos de língua português.

    • Isso mesmo cara, esse cara posta essas notícias para confundir as pessoas q não sa em q existe várias denominações “mormons”.

      • Existem pelo menos 50 denominações Mórmons atualmente em atividade, sem contar o mesmo tanto de grupos menores informalmente constituídos. Historicamente, ainda, houve mais dúzias de denominações que já existiram e hoje não estão mais em atividade.

        Você acha que o texto não deixa claro que se está falando da Igreja FSUD e não da Igreja SUD?

  2. Eu acho que tá tudo bem você chamar a Igreja FSUD de Mórmon (talvez tem jeito de melhor esclarecer esse fato), mas eu acho que fica confuso dizer que sofreram discriminação por ser não-Mórmons. Sofreram discriminação por não fazer parte da denominação da Igreja FSUD–é possivel que sejam da Igreja SUD, eu não sei. Uma pessoa da Igreja SUD naquela comunidade teria sofrido discriminação da mesma maneira. Como está escrito agora é igual dizer que pessoas numa communidade Calvinista sofreram discriminação por não ser protestantes, ainda que a discriminação foi por que eram Batistas, não por não ser protestantes.

    • Você tem razão, Taylor.

      É claro que, da perspectiva fundamentalista dos FSUD (sem trocadilhos) todos os outros são “não-Mórmons”, inclusive os SUD. Ademais, a dicotomia entre “nós” e “eles” com a “outrificação” de pessoas de outras “tribos”, tão evidente na mentalidade FSUD (como demonstrado por este episódio), é melhor exemplificado pela classificação “Mórmons versus não-Mórmons”.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s