Igreja Mórmon Publica Resposta Oficial

Após uma longa semana em que milhares de membros da Igreja SUD saem em protesto contra uma nova política oficial recente da Igreja discriminando contra crianças em famílias LGBT, e uma semana depois de uma resposta improvisada, a Primeira Presidência finalmente publica uma resposta oficial sobre as mudanças de regras institucionais.

A Primeira Presidência em 2015: Thomas S Monson, com Henry B Eyring à esquerda e Dieter F Uchtdor à direita da foto

A Primeira Presidência em 2015: Thomas S. Monson, com Henry B. Eyring à esquerda e Dieter F. Uchtdorf à direita da foto

A Primeira Presidência publicou esta carta no seu site oficial, ainda sem tradução para português, tentando oferecer algumas respostas oficiais para os líderes locais que estão sendo inundados de questionamentos e protestos.

Eis a nossa tradução da carta:

Primeira Presidência Esclarece Alterações no Manual da Igreja
A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

GABINETE DA PRIMEIRA PRESIDÊNCIA

47 EAST SOUTH TEMPLE STREET, SALT LAKE CITY, UTAH 84150-1200

13 de novembro de 2015

Para: Autoridades Gerais; Setentas de Área; Presidências Gerais das Auxiliares; Presidentes de Estaca, Distrito, Missão e Templo; Bispos e Presidentes de Ramo

Queridos irmãos e irmãs:

O Conselho da Primeira Presidência e do Quórum dos Doze Apóstolos, fornece a seguinte orientação para a aplicação das disposições sobre o casamento do mesmo sexo adicionados recentemente ao Manual 1:

A doutrina revelada é clara que as famílias são eternas em natureza e propósito. Somos obrigados a agir com essa perspectiva para o bem-estar de ambos os adultos e as crianças. As disposições recém-adicionadas ao Manual afirmam que os adultos que optam por entrar em um casamento do mesmo sexo ou relacionamento semelhante cometem pecado que merece um conselho disciplinar da Igreja.

Nossa preocupação no que diz respeito às crianças é o seu bem-estar presente e futuro e a harmonia em seu ambiente familiar. As disposições do Manual 1, Seção 16.13, que restringem as ordenanças do sacerdócio para os menores, aplicam-se apenas às crianças cuja residência principal é com um casal vivendo em um casamento do mesmo sexo ou relação similar. Como sempre, os líderes locais podem solicitar orientações adicionais em casos particulares quando têm dúvidas.

Quando uma criança que vive com tal casal do mesmo sexo já foi batizado e está participando ativamente na Igreja, disposições da Seção 16.13 não exigem que suas atividades de filiação ou privilégios do sacerdócio sejam reduzidos ou que outras ordenanças sejam restringidas. As decisões sobre quaisquer ordenanças futuras para essas crianças devem ser feitas por líderes locais com a sua consideração principal sendo a preparação e os melhores interesses da criança.

Todas as crianças devem ser tratadas com o máximo de respeito e amor. Eles são bem-vindas a participar das reuniões da Igreja e participar em atividades da Igreja. Todas as crianças podem receber as bênçãos do sacerdócio de cura e orientação espiritual.

Que o Senhor continue a abençoá-lo em seu ministério.

Atenciosamente,

[Assinado]
Thomas S. Monson
Henry B. Eyring
Dieter F. Uchtdorf

A Primeira Presidência

 

Alguém consegue encontrar alguma informação nesta carta sobre a qual já não sabíamos?

Alguém dirá que não sabíamos se essa restrição se aplica a filhos de casais homossexuais cuja habitação principal seja com o guardião heterossexual, mas a carta não deixou essa questão ambígua e a critério do líder local? (Leia o relato de uma mãe sobre o conceito de “loteria de líderes locais”)

Alguém dirá que não sabíamos se crianças que já receberam algumas ordenanças antes da mudança podem se qualificar para novas ordenanças, mas, novamente, a carta não deixou essa questão ambígua e a critério do líder local? (Ninguém teve flashbacks de Elijah Abel e Jane Manning James?)


Leia mais sobre a política oficial da Igreja SUD aqui.

Leia mais sobre as resignações de membros SUD aqui.

Leia reações e histórias pessoais de membros SUD aqui.

Leia mais sobre a reação oficial da Igreja ao vazemento aqui.

Leia mais sobre a reação extra-oficial da Igreja SUD a isto aqui.

Leia pronunciamento da Primeira Presidência sobre Casamento Tradicional aqui.

34 comentários sobre “Igreja Mórmon Publica Resposta Oficial

    • Assim como o sexo – masculino e feminino – são de natureza e propósitos eternos, isto é, a família é um relacionamento entre homem e mulher, e seus filhos. Em outras palavras está dizendo que antes e após essa vida, não existiram nem virão a existir famílias homoafetivas.
      Esse padrão existia antes dessa vida e continuará a existir após.
      (antes que usem esse argumento, sei que a doutrina da poligamia nunca foi refutada ou superada, mas proibida de ser ensinada e praticada o que é bem diferente)

    • Acreditamos que nossas familias podem continuar unidas para sempre mesmo depois da morte ao nos esforçarmos por sermos fiéis e obedientes à Deus e aos convênios que fazemos com Ele nos Templos da Igreja.

  1. Como eu amo este evangelho!!!
    O povo faz um alvoroço tão grande, um escarcel, pulam, xingam, esbravejam, se rasgam, se revoltam, pedem resignações etc e tal.
    Mas a voz do Senhor vem sempre mansa e delicada!

    • A voz do Senhor vem mansa e delicada .Sempre.É por isso que o Senhor permite que os filhos de assassinos sejam batizados na Igreja e o filho de um casal gay não.Isso se chama REVELAÇÃO!!!!

    • Cuidado com as comparações, Lígia.

      Todo Relações Públicas (o popular RP) é assim, minha irmã, ‘voz mansa e delicada’, e a grande maioria sequer trabalha ou é membro desta igreja. Diplomatas também falam do mesmo modo.

      Não há qualquer correlação entre esse tipo de fala e a ‘voz do Senhor’ ou o ‘Espírito Santo’. Se fosse assim bastaria eu me especializar em oratória e todas essas habilidades humanas que poderia ser considerado um profeta.

      Basta dar uma olhada nas falas de alguns advogados nestes últimos escândalos políticos ou nessa tragédia lá de minas.

      Agora, voltando ao tópico em questão, fico me perguntando se essa ‘resposta’ teria vindo caso todo esse vazamento e todo esse ‘escarcéu’ não tivesse ocorrido? E porque de algum tempo, e agora ainda mais, pouquíssimas pessoas tem acesso a essa parte do tal manual?

      Uma coisa é dizer que faz, outra é o que quem lê entende para fazer. Já tem muito tempo que percebi que espiritual, social, emocional e administrativamente, esse Manual é mais importante até que o próprio cânone da Igreja. Muitos se perguntam das novas revelações de D&C, pois é esta aí, mas só os ‘escolhidos’ podem ler. Aquela outra lá só serve para fins históricos.

      Menos, irmãos, uma igreja não precisaria disso para servir bem a Jeová. Isso sim são sinais de homens, pois homens negociam desse modo entre si. Eles já previam problemas e tentaram minimizar isso, senão teriam esperado a próxima conferência para tratar do assunto.

      Poucas pessoas sabem, e é difícil conseguir manuais antigos, que até casos de estupro não eram previstos nesses manuais para justificar aborto. Outro assunto polêmico era a inseminação artificial, que agora conta nas suas páginas. E por aí vai. E não adiante disponibilizar o livro para todo mundo, agora, digitalmente, ele vem sendo alterado com frequência sem necessidade de impressão.

      • Li num site da igreja que isso é “uma política da igreja” e não revelação! O pessoal fala coisas que nem sabem, como a irmã ali.

      • Olha pode ser um politico, um advogado ou até mesmo alguém que estudou muito para falar bem, mas falar com a voz mansa e delicada do espirito é algo que nenhum estudo te ensinara.
        Quem vai começar a passar aos membros da igreja vai ser a liderança, pois se é passado para eles e eles nos passam, tudo tem uma ordem.
        O que está acontecendo é que dessa forma não haverá conflitos no lar, pois a igreja vai ensinar algo que os pais da criança não vivem, se eles forem do mesmo sexo, isso é forma de proteger e não de preconceito, as crianças terão todo o direito a bençãos e assim por diante. A igreja não pode compactuar com algo que não vivemos e não é ensinado. Existe homem e mulher e dessa forma que um casal é constituído, mas que vive em um relacionamento com pessoas do mesmo sexo merece todo o respeito, atenção e amor, pois são filhos de Deus.
        E como está na carta cada casa vai ser avaliado pelos líderes. Devemos prestar mais atenção no que lemos e no que saímos por aí dizendo e nós cuidar mais também, pq cometemos inúmeros atos de preconceitos, de corrupção e de injustiças no nosso dia a dia, mas sempre preferimos falar dos outros até mesmo sem entender.
        Sei que cada pessoa tem sua opinião e vontade própria, mas temos que cuidar pois estamos falando de coisas que envolvem muitas pessoas.
        SAIBAMOS DO QUE ESTAMOS FALANDO.

      • ¨´Não é necessário q o SENHOR mande q se faça todas as coisas¨.Os líderes por ELE escolhidos tomam,muitas vezes,decisões pelo poder e autoridade q possuem.Eles acertam muitas e erram outras,aí o SENHOR vem e os corrige.Existem muitas coisas reveladas pelo SENHOR,assim como no passado,q não é revelado as pessoas comuns na sua igreja,por não estarem preparadas p receberem,e quando estão as recebem.O q está acontecendo hoje como essas mudanças ou revelações são normais,como foi no passado.O q me entristece é ver perseguidores já conhecidos e alguns ex-mórmons(aproveitadores) se dedicando tanto contra a igreja mórmon.Qual sua preocupação?

  2. Ligia, não é preciso dizer o porquê do alvoroço do povo, não é mesmo?? A “voz do Senhor” continuará mansa e delicada para ti e para muitos , enquanto ela não tolher o teu direito básico de crença , fé e exercício das mesmas, enquanto isso, o amor …

  3. Só queria saber por que excluíram meu comentario no facebook da postagem referente a esse artigo e ainda bloquearam minha opção de comentar. Falei algo verdadeiro demais?

    • Reciprocidade, simplesmente.

      Porque você nos bloqueou. Fomos responde-lo e estávamos bloqueados para responde-lo.

      Verdadeiro demais? Não. Você escreveu um comentário néscio demais, mas nada ofensivo. Você se queixou que o nosso “subtítulo é tendencioso… pra gerar polêmica”.

      O “subtítulo” é uma piada do tipo trocadilho e até inocente, porém a propos.

      Primeira Presidência “sai do armário”.

      Sequer imaginamos que alguém fosse se ofender ou achar que fosse gerar polêmica, mas como estudos sugerem que falta de senso de humor é claro sinal de falta de inteligência, talvez seja realmente culpa nossa por não nos antecipar e supor que haveria alguém que reagiria assim.

      “O teste de uma boa religião é se pode-se fazer piadas com ela.” ― G.K. Chesterton (Escritor, filósofo, e apologista Cristão… influente na conversão de C.S. Lewis, apologista queridinho dos profetas SUD)

  4. Belíssima resposta oficial da igreja. Não esperava menos que isso de nossos apóstolos e profetas.
    Não recuando nem um milímetro do que vem sido pregado à décadas.

      • Não. Está lá. Esse aqui, não é?

        “A decisão mais amorosa, mais justa, mais afável, mais mansa e delicada unsure emoticon .Lendo a expressão deles, estão convictos de terem baixado a Lei penal para as criancinhas e as famílias delas mais justa até hoje proclamada. E ainda com o principio da retroatividade da lei penal benéfica ao réu, e tudo em nome do máximo respeito e amor por elas e em nome de Deus. Não creio nisso!”

  5. Reposta vaga, sem amor e sem o menor respeito ao próximo. na minha opinião a igreja deixou a responsabilidade das ações aos líderes, a quem, por sua vez, ensinaram a acepção de pessoas excluindo e discriminando filhos de gays. Pelo que percebo, os lideres serão culpados pela falta de clareza e posição da igreja e ouviremos a frase famosa: “A igreja é verdadeira mas os lideres são falhos”.
    Belo jeito de colocar a culpa nos outros e não se posicionar adequadamente.
    Por favor, voltemos ao século XIX com discursos como a maldição de caim.

      • Lisiane, realmente épico. Escondemos a história até hoje e além disso temos que encontrar desculpa para poligamia, racismo, maçonaria, agora será mais uma para historiadores futuros.Interressante foi no século XX a igreja proibir a coca, na época em que batizei isso era ensinado todos os domingos pregado pelos missionários assim como café e fumo, porém a igreja mudou de idéia. Boatos dizem que ela foi processada, não sei o real motivo.

    • A igreja não faz acepção d ninguém irmã.Todas as pessoas são bem vindas na igreja e podem participar de todas as reuniões nela.Negro,branco,gays,assassinos e filhos destes e todos.Como foi falado pela primeira presidência,é uma proteção a essas crianças e seus tutores ou pais.Essa e outras páginas estão fazendo alvoroço,como já foi feito no passado e seu resultado será o mesmo destes.

  6. Minha visão sobre essa nova política adotada pela Igreja: à primeira vista, parece absurdo e causa muita revolta, especialmente entre as famílias LGBT. Mas, se formos ser sensatos, esta política apresenta coerência. Porque a Igreja considera que qualquer relação de natureza homossexual é um pecado grave. Eu espero que isso mude no futuro, mas infelizmente esta é a realidade do dia. Me diz qual casal gay iria conseguir conviver com isso, levando os seus filhos para uma Igreja que vai ensiná-los que o amor entre os seus pais é um grande pecado? Eu acho mais saudável que filhos de relações LGBT fiquem fora desta verdadeira guerra entre a Igreja e os seus pais, para o bem de todos e a tentativa de se evitar ainda mais intolerância. Embora eu concorde que a Igreja é um ótimo lugar para você levar os seus filhos, criá-los dentro de uma comunidade religiosa forte, tudo isso eu acho ótimo… Mas como vai ser a vida de uma criança dessas em meio aos seus parceiros em idade dentro da Igreja? Como essa criança vai encarar as aulas sobre famílias eternas e o sentido do plano de salvação? Como essa criança vai passar a encarar a própria relação de seus pais no futuro? Será que esta criança não vai ter vergonha dos seus pais com o passar do tempo? Porque se elas forem espertas na interpretação das doutrinas da Igreja e se elas se envolverem com famílias de membros que são mais conservadores, isso pode levar a inúmeras situações nas quais um conflito com os seus pais pode ser gerado. Porque, todos nós sabemos, que ao mesmo tempo em que temos membros altamente calorosos e gentis dentro de nossas alas, igualmente temos um número muito grande de pessoas “fanáticas”, dispostas a constranger – de maneira direta ou indireta – outros membros que supostamente estão mais “fracos” ou “mornos na fé”. Eu desejo profundamente ver filhos e filhas de casais LGBT crescerem sem ter medo ou vergonha do relacionamento dos seus pais e temo que, para que isso ocorra, é melhor que eles permaneçam formalmente fora da Igreja… Pelo menos até a Igreja realmente resolver as suas questões com a comunidade gay de maneira justa…

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s