Igreja Mórmon e Bullying

Como você trata pessoas em grupos minoritários ou diferentes de você diz muito mais sobre quem você é do que o que você diz de si mesmo.

'PARE DE FAZER BULLYING COM AS PESSOAS', “Mormon Church & Bullying” por David Hayward

‘PARE DE FAZER BULLYING COM AS PESSOAS’ diz a charge entitulada “Igreja Mórmon & Bullying” por David Hayward

O pastor David Hayward se inspira no drama e sofrimento de muitos cristãos a quem ele ministra (e alguns de seus leitores mórmons) sob o peso opressivo de algumas instituições religiosas.

“Bullies intimidam. Eles vergonham. Eles fazem as pessoas sentirem medo. Eles gostam de controlar as pessoas.

Muitas vezes é apenas por causa de suas próprias inseguranças profundas.

Nem todas as igrejas locais ou individuais agem desta forma. Mas é um problema suficientemente comum que muitas pessoas acham que é seguro o suficiente para generalizar. A igreja como um todo não tem tratado algumas pessoas muito bem.

O Papa afirmou recentemente que a igreja deve se desculpar com um monte de grupos de pessoas. Por quê? Pela discriminação. Em outras palavras, pelo abuso. Pelo bullying.”

A Igreja Mórmon faz bullying contra grupos minoritários entre seus membros?

 

 

 

4 comentários sobre “Igreja Mórmon e Bullying

  1. Não sei o que é pior, se é a maldade do ser humano que não entende o que é conversão cristã de fato, ou uma instituição que não procura alertar e trabalhar sobre esse problema (como se ele não existisse, como se fosse bobagem).

    É de uma ignorância irresponsável.

    E aos defensores de “não é propósito da igreja”, seria propósito de quem então? De quem se diz cristão ou dos demais?

    Eu raramente vi irmãos saírem em defesa de pequeninos. A maioria ri junto com o algoz, ignora a vítima ou perpetua a indiscrição com outros sem qualquer pudor.

  2. Muito pertinente, vejo algumas cenas de bulling na minha ala, contudo o evangelho tem um propósito de mão dupla , trazer conforto e força interior ao perseguido mas também levar e ensinar amor as pessoas para que não persigam, devemos denunciar as perseguições e fazer movimentos para que toda violência seja extirpada de nosso meio.O setenta elder Dias esta falando agora no treinamento neste momento na capela , ele disse que não devemos julgar as pessoas pela aparência, nem status, que não sabemos o dia de amanhã e essa pessoa que julgamos pode estar numa situação muito melhor que a nossa no futuro.Devemos incentivar e amar as pessoas com problemas de homossexualidade para que elas sintam que Deus as ama ,então ela vai se relacionar com Deus sem acusações de perseguição ou vergonha.Lembremos que diz no Novo Testamento que não devemos ser “uma pedra de tropeço”.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.