Quantos Mórmons São Ativos?

Os Apóstolos d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias receberam dados estatísticos levantados pelo professor da BYU Alan Wilkins em reunião privada em novembro de 2008.

Jovens SUD

Jovens SUD

Os dados secretos sagrados demonstrados aos Apóstolos vazaram, junto com a apresentação inteira, em formato de vídeo recentemente. Apesar da Igreja não publicar informações demográficas negativas e insistir na fantasia de que há mais de 15 milhões de membros “fortes” (de acordo com Thomas Monson em Conferência Geral), essa informação oficial de 2008 agora pode ser confirmada e é de domínio público.

De acordo com o levantamento que Wilkins apresentou aos Apóstolos:

  • Taxas de participação (i.e., “atividade”) caem entre 15 e 20 anos de idade, e caem vertiginosamente entre 20 e 25 anos de idade;
  • 72% de todos os jovens ficam inativos antes dos 20 anos de idade;
  • Apenas 30% dos jovens adultos são ativos na Igreja nos EUA;
  • Apenas 20% dos jovens adultos são ativos na Igreja fora dos EUA;
  • Apenas 6% dos jovens fora dos EUA se casam no templo até os 30 anos de idade;
  • Taxas de casamentos no templo vêm caindo nas últimas décadas, especialmente entre jovens fora dos EUA;
  • A maioria dos membros inativos são desconhecidos de seus respectivos bispos;
  • A idade média para primeiro casamento fora do templo é 27 anos para homens e 25 anos para mulheres; para casamentos no templo a idade é menor, 24 para homens e 23 para mulheres;
  • A idade média para primeiro casamento entre membros da Igreja vem subindo paulatinamente, causando preocupações entre os líderes;
  • Jovens casados apresentam uma taxa de atividade 2 vezes maior que jovens solteiros;
  • Jovens solteiros sentem-se ignorados e descartados pela Igreja;
  • Internacionalmente, há 7 homens ativos na Igreja para cada 10 mulheres;
  • O nível educacional médio é maior entre as mulheres que entre homens;
  • 85% dos jovens adultos solteiros são “invisíveis aos seus líderes”.

Esses dados estatísticos negativos certamente não surpreenderão nossos leitores assíduos [veja artigos nossos sobre isso aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, e aqui], porém é interessante notar que dados internos da Igreja confirmam nossas análises prévias.

Assista a apresentação aqui:

Amanhã discutiremos o debate de mais de meia-hora entre os Apóstolos em resposta à apresentação de Wilkins. Aos que decidirem assistir essa segunda parte do vídeo acima, deixe-nos suas impressões de como eles reagem a essas informações e suas opiniões sobre suas ideias e sugestões nos comentários abaixo.

21 comentários sobre “Quantos Mórmons São Ativos?

  1. Interessante observar que os líderes locais ainda insistem que a igreja cresce. Nao vemos isso acontecer. Quando entramos nas capelas, aparecem sempre as mesmas caras, aqueles membros “antigos” se achando os donos da ala. As pessoas mais “fortes” e perfeitas da face da terra. Os que se afastaram sao vistos como nao tendo fe ou nao oraram o suficiente. Pura alienação.

    • Isso é verdade JR, minha mãe sempre me perguntava porque não tinha ninguém na igreja, só quatro pessoas, e os líderes inventando tanta besteira e os pobres membros cegos não conseguem ver algo tão óbvio.

      • Sião prospera,não como a igreja do diabo que cresce abundantemente.
        mas a igreja de Cristo cresce aos poucos,essa é uma obra maravilhosa e um assombro.
        as experiências que tive com Cristo foram magnificas,
        Ele vive e voltara e sera um grande dia
        ou terrível (para apóstatas ).
        agora atingimos o numero de 4 mil missionários Brasileiros em campo,um numero nunca atingido antes,isso é maravilhoso.
        não importa se talvez muitos de meus batismos iram se afastar,o importante é que eu vou continuar firme ,e os batismos que continuarem firmes trarão mais frutos,
        eu sou um fruto dessa corrente.
        boa noite amiguinhos.
        desejo tudo de bom pra vocês!
        sem ressentimento e ira em pessoal!

    • Talves no seu lugar não está crescendo, porque tem membros como você,fraco na fé,não ora…….
      A minha estaca e ala está crescendo mais do que nunca.
      Faz menos de um mês que voltei da missão, e neste domingo tive o privilégio de ver 6 jovens só da minha ala,abrindo o chamado no mesmo dia.
      Está obra é maravilhosa,ela cresce.

      • Antes de mais nada, Elison Carneiro, pedimos a gentileza de se abster de ofensas pessoais e xingamentos. Se você não sabe como se comportar num fórum público de debates, eis as nossas regras para o nosso fórum. Leia-nas com cuidado e atenção, por favor.

        Com relação ao seu argumento: Embora a sua experiência pessoal seja interessante, ela é irrelevante como critério de evidência no sentido de apresentar apenas evidência anedotal. Os dados estatísticos demográficos, oficiais e objetivos, demonstram um quadro marcadamente diferente do descrito pela experiência pessoal. Leia-os aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, ou mesmo nos dados apresentados na reunião dos Apóstolos citados no artigo acima.

        Não que duvidemos da sua palavra ou da sua experiência, certamente é possível que a sua estaca esteja passando por um período de crescimento (aliás, diga-nos qual é a sua estaca e vamos investigar os dados dela objetivamente para checar suas afirmações). Contudo, não é isso que está acontecendo no Brasil ou mesmo no mundo em geral.

      • Não julgueis para que não sejais julgados… quem é vc pra dizer isso rapaz? Deixa de se muleque!!! E daí que 6 foram pra missão? Qualquer um vai pra missão!!! Vc acabou de chegar da missão? Há possibilidade que dentro de 5 anos nenhum de seus batismos estarão na igreja .. é oq acontece com a maioria!!! Deixa de ser babaca, abra sua mente e vai se instruir, vai ler, vai aprender sobre a igreja! A minoria fica na igreja, isso é fato, e crescimento de ala e estaca não tem nada a ver com fé!!! Utilize sua fé e vai visitar um asilo, orfanato, vai doar uma sexta básica…. deixa de ser idiota rapaz e respeite os mais velhos!

      • Eu moro aqui no estado de Pernambuco, na cidade do Recife, onde há um templo. Há dez anos que nenhuma estaca foi criada. A última estaca a ser criada foi a minha, no segundo semestre de 2006. Em relação ao que você fala sobre jovens abrindo o chamado para a missão, isso é fato. Mas isso não indica crescimento da Igreja, até porque o número de missionários no campo não resultou em maior número de batismos. Preste atenção à Igreja no mundo e não use sua ala como exemplo mundial.

        Na Suíça não existem mais missões. O governo do país fechou as missões. Na Alemanha o número de missões baixou para três. Na Espanha reduziu-se o número de missionários em mais de 200. Okay? Dê uma olhada geral.

        A análise tem que ser geral e não específica. Os locais onde a Igreja mais cresce é na América Latina e principalmente África mas isso não resulta em retenção e atividade. Pegue as Liahonas antigas de Conferência Geral e veja o quanto a Igreja perde em número de membros. Abra sempre na página de relatório da Igreja e veja o número de batismos e número de membros e faça dados comparativos ano a ano e você vai verificar que estamos perdendo membros. O crescimento da Igreja atingiu seu ponto mais baixo desde o ano de 1937 e também não se esqueça que o número de missionários no campo diminuiu. Isso são fatos. “E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”.

  2. Não se sabe por certo quantos Mormons são ativos, mas uma coisa é certa: O número de inativos é enorme e não é por razões de falta de fé ou de terem caracter de fraqueza, mas por razões de terem padrões elevados maiores que muitos membros da Igreja.

    Se para muitos de nós coisas básicas como princípio de amor, amizade genuina, e caridade é algo comum e fácil de ser praticada pois nascemos com essas caracteristicas, para os membros já é algo diferente pois essas características não são algo que venha a ser natural para membros que sempre viveram dentro da mesma panela. Enquanto nós vemos o principio do amor como algo natural e de fácil entendimento, para os membros o principio do amor é somente um mandamento, ou seja para grande parte dos membros eles “amam” você por ser um mandamento de Deus e estar nas escrituras, e não porque realmente te amam.

    O problema da igreja a qual tem levado muitos a sairem da religião é a falta de amor genuino aos membros e lógico a arrogância em achar que eles estão sempre corretos. Além desse ponto, há o problema de membros desejarem se meter em assuntos onde não se deve meter( relações familiares, relações profissionais, relações romanticas, e qualquer coisa privada). Muitos se metem e depois que isso resulta em problemas, eles caem fora dizendo “ah… eu não sei de nada, não tenho nada a ver, não disse nada, e blabla” Esse tipo de atitude deixa qualquer membro de bom senso não ver o corpo da Igreja como algo a ser respeitada.

    Enfim, poderiamos falar de vários pontos, mas em geral a grande maioria que sai da igreja é por questão de atitude dos membros que são aquem do que se espera de um membro “cristão”. Os fanáticos dizem que se tivesse testemunho não iriam sair, mas na verdade não tem nada a ver com testemunho. Tem gente que mesmo inativo sente o testemunho deles e compartilham com os Mestre familiares e só não vão pois não conseguem encontrar paz, harmonia e pessoas a qual podem confiar dentro de cada ala e ramo.

    Agora, falando sobre números, muito falam de 15 milhões, mas na realidade se tiver 2 milhões já é muito, mesmo assim desconfio que no meio desses 2 milhões tenham “membros” já falecidos nas fichas de membros a qual não foram retiradas da lista, pessoas com problemas psicológicos que foram batizados só para servir de número, pessoas já mortas que foram “batizadas” pelos Elders para servir de números, membros que vão 1 vez por mês a igreja e assim vai. Ou em outras palavras, a igreja SUD estagnou e a tendência é perder mais membros ainda devido a arrogância dos seus membros em acharem que estão certos em zombar com sentimentos de outros membros.

    • Boa tarde Hico;

      Acrescento ainda o enorme número de crianças batizadas infamemente pelos missonários ‘fubecas’ (quem já foi missionário sabe a que se refere esse termo rs), que em sua maioria estão ali só pra satisfazer suas famílias! Repito sempre… se vc precisa de uma religião pra ser BOM e amar seu semelhante, não será BOM e sim um cão adestrado. Abç

      • Hico e Nilson é bem assim mesmo, saí fora daquele hospício de loucos fanáticos e certamente sou muito julgada por todos, ninguém tem sangue de barata para alguém tudo isso com aquele velho e idiota bordão “a igreja é perfeita mas os membros não”, o povo sai porque não aguenta tanta investigação na vida alheia e regras idiotas sem nexo algum!

  3. Os dados estatísticos da Igreja SUD pertencem à Jesus Cristo, à Igreja SUD e à ninguém mais!
    Se o problema é transparência, é notável que a Igreja SUD já foi inpecionada e auditada por diversos grupos, públicos e privados, especialmente sobre finanças (uma revista americana publica as devassas anuais em empresas e grandes institutos), e até agora, nada de errado foi encontrado… Inclusive elevam a Igreja SUD como uma das mais corretas e organizadas, no que se refere à governança e complaince com leis federais, estaduais, municipais, tanto estatutárias quanto fiscais.

    Como profissional de TI, certamente que o enorme banco de dados que a Igreja SUD tem, pode perfeitamente produzir um relatório como esse mencionado no artigo, através de CMMI, ERP, bigdata, data warehouse, etc. A grande questão é: Pq um site antimórmon publica informações tão particulares sobre a Igreja SUD, à qual a maioria dos seus idealizadores, defensores, colunistas ou até mesmo, simpatizantes, que já foram memnros ativos (e até mesmo, lideranças) quer tanto ter acesso? Afirmo sem medo de errar: Ou são informações mentirosas, esporte de verão (e inverno) dos antimórmons, ou então é mesmo verdade, porém conseguido através de, sabe se lá, que meios!!! Eu estou levemente inclinado a aceitar a primeira opção…

    Respeito o direito de todos à crítica e à opinião, pois isso é regra de fé do mormonismo e princípio básico do Evangelho, mas se o objetivo é combater a Igreja, diminuindo ou desacreditando seus métodos, informo que os canhões estão apontados para o lado errado! A verdadeira reflexão ou devassa, deveria ser realizada dentro de cada um de nós. Temos algumas ferramentas para isso, como a auto-análise, a introspeção, a filosofia (quando as perguntas são mais importantes que as respostas), que podem nos ajudar nesse processo. Tenho certeza que o ser humano será muito mais produtivo e feliz, se fizer uma faxina em sua alma, descartando aquilo que o torna amargo ou pesado, e ajudando outros a conseguir o mesmo objetivo! Até pq, gente feliz não enche o saco!

    Infelizmente muitos não querem trilhar esse caminho, e é por isso que vemos tanta gente frustrada, azeda, passando a vida criticando e acusando outros, perdendo um tempo tão valioso, que só se darão conta disso, do outro lado do véu… Aí, mai broder… A casa já caiu…

    • Quanta bobagem.

      Primeiro, disponibilizar conhecimento histórico da Igreja não é ser anti mórmon. Incrível como as pessoas têm vergonha do passado da “única Igreja verdadeira e viva na face da Terra”.

      Segundo, se vc tivesse lido o artigo e não passado o olho, veria que as informações foram disponibilizadas pelo Wikileaks.

      Terceiro, a página é dedicada à estudos sobre o mormonismo em geral, obviamente os dados demográficos estatísticos são de extremo interesse.

      Quarto, achar que dados demográficos “pertencem apenas a Cristo” mostra claramente seu nível de alienação.

      Quinto, a informação mentirosa que vc acredita ser foi passada em reunião fechada com os apóstolos.

      Sexto, a Igreja é auditada por empresas contratadas por ela mesma. Além do mais, não entendi o que raios tem a ver auditoria na Igreja com o artigo em questão.

      Sétimo, concordo que gente feliz não enche o saco. Veja vc por exemplo, vem a uma página dedicada a estudar o mormonismo reclamar que estamos estudando o mormonismo. Acredito que muitos mórmons como vc vao se surpreender do outro lado do véu. Verborragiam achando que são salvos e que o tribunal de Cristo será para os outros e não para vcs. Quando vcs julgam e condenam sem fundamento, esquecem a caridade, a honestidade, o puro amor de Cristo, etc. A palavra que Cristo usava para pessoas como vc era: HIPÓCRITA.

  4. Eu acredito que essa grande evasão, principalmente de jovens, se dá pelo fato de que os líderes da igreja insinam direta ou indiretamente que pensar é errado. Vivemos em um momento da história humana onde tudo está mudando, mas a igreja e muitos dr seus membros, inclusive minha família, infelizmente, insiste em viver com uma mentalidade século xix!
    Ou a igreja passa por uma reforma profunda, que já vem sendo feita em muitas outras denominações do movimento mórmon, ou em algumas décadas a igreja mórmon sediada em Salt Lake City vai entrar pras estatísticas como uma igreja morta!

  5. É fato incontroverso que a frequência nos ramos e alas vem caindo drasticamente. A realidade é bastante diferente daquela anunciada a cada ano nas Conferências Gerais. Minha ala mal chega a ter frequência semanal de 100/120 membros, no entanto a relação de membros supera 600 pessoas. Em outras alas que participei em mais de 30 anos não era diferente… O que se percebe é um esforço hercúleo de pretender demonstrar que os números só crescem ano após ano. Talvez na tentativa de fazer parecer que a “igreja verdadeira” só cresce e Sião próspera. Mas esse não é o caso, pois nos últimos anos está ocorrendo uma grande evasão de membros, especialmente os jovens que sao mais curiosos em conhecer a verdadeira história do mormonismo, se deparando com antagonismos e contradições… A igreja não deve ter um terço do número de membros que anúncia.

  6. Baseado na minha experiência como membro e como missionário de tempo integral, percebi alguns pontos que parecem ser comuns em várias unidades da igreja, e me entristece ver a instituição que formou muito do que sou, consumindo a si mesma com erros tão… tão… na falta de um melhor termo, infantis:
    Primeiro: Falta de autocrítica. Não sei se o princípio de inspiração divina afeta as pessoas dessa forma, mas há sempre um rosário de desculpas pra negar o fato de que as pessoas ou a instituição erraram, e quando um erro é finalmente analisado, miram no que não viram, e atacam ainda outra coisa, menos a causa real.
    Segundo: Relativismo moral. Certas atitudes embora não desejáveis, não são o fim do mundo, mas ganham destaque na hierarquia dos pecados, como falar palavrões por exemplo, que se torna algo abominável, mas racismo, machismo e afins são tidos como somente opiniões. Fatores sociais são sumariamente ignorados em favor de uma falsa meritocracia.
    Terceiro: Foco em resultados, não em pessoas. Parece não haver interesse em aprofundar o entendimento dos membros novos sobre o evangelho, se são dizimistas integrais e vão ao templo, tá de boas; não é checado o conhecimento deles, e em consequência disso, há espaço para distorções doutrinárias práticas.
    Quarto: Culto à personalidade. Esse me irrita particularmente, pois se elder ou presidente fulano falou, é verdade, mesmo que contrarie à doutrina oficial, mesmo que vá contra o que está nos manuais.
    Quinto: Mesmo depois de Presidente Hinckley ter dito em conferência geral que não há aristocracia na igreja, essas palavras parecem não ter conseguido atravessar o crânio espesso de muita gente, que cria os filhos como num kennel club, buscando manter o pedigree a todo custo.
    Bem, estou com muito sono agora, mas depois posto outros pontos.

    • Desconfio que, no fundo, todos sabem disso (excetuando, claro, aqueles mais parvos), mas negam-se a admitir os problemas pois ao fazê-lo estariam admitindo que todo o folclore mórmon (a suposta constante direção divina, o profeta que falaria com deus “cara a cara”, todas as suas decisões seriam tomadas por revelação, etc) não passa de bobagens.

      Percebo que há vontade de sair dessa situação (criada pela própria liderança, registre-se), mas que essa saída esta sendo construída com muita cautela para não chocar os mais ingênuos.

      Uma boa tática é realizar mudanças sem dar explicações, atribuindo isso ao “padrão do Senhor” (na verdade, qualquer explicação só pioraria as coisas).

  7. Bem interessante a materia. Eu sou membro da igreja, me batizei aos 16, hoje tenho 38, realmente nao fiquei ativa todo esse tempo. Pertenci a uma ala do Brasil, em sao paulo. Retornei faz 1 ano numa ala na França. Observando indo as reunioes, na verdade nao vejo espiritualidade, por mais que leve meu coraçao e mente no domingo para la, nao tem. A grande parte das pessoas sao frias e da para contar com os dedos os que vao conversar com vc. Um bonjour é tao raro que as vezes me pergunto o que estou fazendo ali. Fora isso, passo o tempo na reuniao concentrada nos discursos e de repente vejo um membro puxar com tanta força o braço de sua pequena filha de 2 anos, mais com tanta violencia, para que ela pare quieta, que me entristece porque a pequena nao esta incomodando ninguem, mas o pai acha que sim. Falta de paciencia. Sei que fica parecendo que estou vendo a vida dos outros na igreja mas nao é mesmo porque sou muito discreta. Mas se algum de vcs vissem entenderiam do que falo. E o pior que é o bispo ve e os lideres veem e nao falam nada. Imagino esse homem em casa ja que tem 4 filhos. E nesse 1 ano que frequento realmente os poucos membros continuam o mesmo, sem crescimento. Acredito que ha anos sem pessoas novas na igreja eles terao de esperar os pequenos crescerem ja que ja vi que tem 34 crianças. Ma s dessas 34 nao sei quantas vao seguir a religião. Uma coisa é certa, ô povo que faz filho. Eu com 38 nao fiz essa escolha, mesmo que isso para eles é condenavel, mas quem vai ter que sustentar, né? Eu acredito no bom senso.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s