Apóstolos Mórmons e Chelsea Manning

Em uma de suas últimas ações como presidente dos Estados Unidos, no dia 17 de janeiro, Barack Obama reduziu a pena de Chelsea Manning, ex-soldado responsável pelo vazamento de informações secretas do Exército americano. Os vazamentos de Manning ao site WikiLeaks consistiam principalmente de provas dos abusos cometidos por forças militares americanas no Oriente Médio e em Guantânamo. Conhecida por Bradley Manning antes de sua transição transexual, Manning foi presa em Bagdá em 2010, permanecendo em confinamento solitário durante um ano, e sentenciada em 2013 a 35 anos de prisão.

chelsea manning

Manifestantes pedem a liberdade de Chelsea Manning, em junho de 2015. © Elijah Nouvelage | Reuters

Com a decisão federal, Chelsea Manning será solta em maio próximo. Segundo análise na revista Wired,

A decisão de Manning, entretanto, representa uma reviravolta das políticas draconianas que o Departamento de Justiça de Obama aplicou àqueles que foram apanhados vazando documentos confidenciais do governo à mídia durante sua administração. Nos últimos oito anos, o governo Obama processou oito indivíduos sob a Lei de Espionagem por vazamento de segredos para a imprensa, cobrindo essencialmente fontes jornalísticas como espiões. Isso é mais do que todos os outros presidentes da história, combinados.

Vazamentos também fizeram parte do noticiário mórmon de 2016. Uma série de 15 reuniões filmadas entre 2007 e 2011 vieram a público no final do ano passado. Nesses vídeos, veem-se os Apóstolos recebendo briefings ou instruções sobre atualidades (e.g., política, economia, tendências sociais, noticiário, etc.), tecendo comentários ou fazendo perguntas em um ambiente mais íntimo e informal.

Em uma reunião apostólica de 2011, a Autoridade Geral Gerrit W. Gong, atualmente servindo como Presidente dos Setenta, explica aos membros do Quórum dos Doze acerca do site WikiLeaks e os possíveis riscos para a Igreja. As motivações de Manning para o vazamento de documentos do Exército são explicadas basicamente em termos emocionais. Na explicação de Gong, o fim de um relacionamento amoroso desencadeou a ação de Manning, sem menção a uma provável motivação moral ou ideológica.

Durante as perguntas e comentários, nada é dito sobre a segurança de documentos e informações da Igreja e toda a discussão é centrada na orientação sexual de Manning (na época, antes de transicionar, homossexual) e de Julian Assange (não homossexual). Os Apóstolos não discutem o valor ético dos vazamentos, nem comentam acerca dos crimes de guerra e atrocidades contra civis expostos por Assange e Manning.

Assista o vídeo e leia abaixo a transcrição em português.

Gerrit Gong: Poderia a WikiLeaks, ou um grupo como WikiLeaks, envergonhar ou prejudicar a Igreja? WikiLeaks se descreve como uma organização de mídia sem fins lucrativos que fornece “formas inovadoras, seguras e anônimas para fontes independentes de vazamento de informações a jornalistas. Em outras palavras, ela é dedicada à transparência radical, involuntária ou outra maneira de fornecer formas não rastreáveis e não censuráveis para expor os segredos dos governos e corporações “.

Diz o diretor do WikiLeaks, o australiano Julian Assange, de 39 anos: “O vazamento é inerentemente um ato antiautoritário. Recebemos informações no correio … analisamos como uma organização regular de notícias … lançamos ao público “.

Como vocês devem ter acompanhado nas manchetes durante as últimas semanas, o soldado Bradley Manning do exército dos EUA contribuiu para uma agitação mundial usando um CD de música (não de fato este, mas algo parecido com isto) e um ou vários pen drives para transferir para a WikiLeaks centenas de milhares de relatórios confidenciais dos EUA sobre o Afeganistão, Iraque e diplomacia dos EUA, que então os tornaram públicos.

Agora, como vocês devem estar cientes, WikiLeaks está ameaçando “derrubar” um grande banco americano. E, como vocês também viram, as ações do Bank of America caíram por um período de tempo. Todos imaginam que eles [Bank of America] sejam o alvo.

Três implicações do WikiLeaks: primeiro, ao contrário das manchetes, a maioria dos analistas concorda que a WikiLeaks não revela segredos de Estado drásticos, eles realmente não tiveram nenhum para revelar, apesar de ter violado as confianças diplomáticas dos EUA e esfriado a franqueza futura; segundo, em simpatia à WikiLeaks (este é, creio, um desenvolvimento mais preocupante), Anonymous, um grupo sombrio de hackers, coordenou ataques on-line contra Visa, MasterCard e PayPal e ameaçou, caso a WikiLeaks fosse atacada, desencadear um Armagedom cibernético; terceiro, o público pergunta: “os grupos WikiLeaks são heróis ou anarquistas?” – como acontece muitas vezes, uma virtude, como a liberdade de informação, pode ser levada ao extremo e tornar-se um vício.

Três possíveis implicações para a Igreja: primeiro, ataque técnico – estamos suficientemente protegidos contra ciberataques de força industrial por países ou grupos bem financiados, que investigam a igreja todos os dias? Deixe-me dar um exemplo: um hacker russo alega ter quebrado a criptografia que autentica fotografias – em outras palavras, ele diz que não há nenhuma maneira técnica de mostrar que essas fotografias não são reais; olhamos para elas e sabemos instantaneamente que não podem ser reais – você não pode ter uma bandeira russa na lua – mas ele diz que se você olhar para a criptografia você pode dizer tecnicamente que foram adulteradas; em segundo lugar, os ataques de funcionários – as violações muitas vezes começam dentro de pessoa descontente, muitas vezes em uma posição de nível inferior com acesso em um local remoto. O soldado Manning, relata-se, ficou deprimido depois que seu companheiro homossexual o deixou e o repreendeu. E em sua página no Facebook, o soldado Manning  escreveu “Eu não sou um equipamento”. Ele disse que podia acessar documentos sensíveis “por causa de servidores fracos, registros fracos, instalações físicas fracas, contra-inteligência fraca, análise de sinal desatento … uma tempestade perfeita”.  Portanto, técnico – pessoal. Terceiro, é o não intencional – temos protocolos apropriados em caso de perda acidental ou roubo de laptop, iPad ou unidade de dados da Igreja com informações confidenciais? – uma pergunta que vale a pena ser feita com frequência, creio.

No fim, isto é o que sabemos: “E os rebeldes serão afligidos com muita tristeza, porque suas iniquidades serão proclamadas em cima dos telhados e seus feitos secretos serão revelados”. (D&C 1:3)

Comentários? Perguntas?

Boy K. Packer: Esqueci onde está o sargento [Manning] agora.

Gerrit Gong: Está em confinamento solitário. Eles estão preocupados que ele cometa suicídio. Acho que o que eles estão tentando fazer é construir o caso de que talvez houvesse alguma solicitação do material. As pessoas do WikiLeaks dizem que não, ele [o material] veio até nós, não tínhamos idéia de onde estava vindo. Não está claro se isso é um fato.

Russell Ballard: Mas ele é confirmado [confirmadamente] um homossexual?

Gerrit Gong: Ele é.

Dallin H. Oaks: Isso está nas notícias?

Gerrit Gong: Sim.

M. Russell Ballard: Isso me escapou de alguma forma.

Gerrit Gong: Notícia do New York Times…

Quentin L. Cook: Apenas bem no início.

Gerrit Gong: Houve, Élder Oaks, inicialmente uma preocupação com a possibilidade de que ele houvesse sido repreendido por questões homossexuais. Ele é, creio, abertamente homossexual, e os relatórios eram, como o Élder Cook estava mencionando, que seu companheiro o deixou e ele ficou deprimido e parece, com base no que escrevia no Facebook, uma das questões que o levou a fazer o que fez.

Dallin H. Oaks: A razão pela qual pergunto não está relacionada a esta apresentação, mas desconfio que a mídia cubra qualquer coisa que envolva homossexuais quando isso funcionaria em detrimento da agenda homossexual e assim por diante. Apenas me perguntava se havia algo disso.

Gerrit Gong: Estava na imprensa secundária e o New York Times também cobriu.

Dallin H. Oaks: Obrigado.

Boyd K. Packer: Era requerido que todas essas estrelas brilhantes que inventaram todos esses processos… todos corrompidos.

Gerrit Gong: Certamente não deve ser o caso que todo mundo que seja brilhante e invente coisas [inaudível], mas claramente alguém…

Boy K. Packer: Especificamente, aqueles que têm…

Gerrit Gong: Minha própria impressão é que você ouve este homem em particular, Julian Assange… a retórica é certamente uma boa idéia, de que deveria haver liberdade de informação, mas quando você me ouve sobre a impressão dele, você pega muito mais o anarquista do que o lutador pela liberdade.

Russell Ballard: Ele é gay?

Gerrit Gong: Não sei. Ele estava sob acusação, como você está aludindo, por agressão sexual, mas parecem ser acusações de estupro que ele estava enfrentando, não por ser gay.

Boy K. Packer: Bem, obrigado, eu acho.

[Riso ao fundo]

4 comentários sobre “Apóstolos Mórmons e Chelsea Manning

  1. Interessante a chamada “Gerrit Gong: Poderia a WikiLeaks, ou um grupo como Wikileaks, envergonhar ou prejudicar a Igreja? ”
    Acho que a pergunta correta seria poderia a igreja envergonhar a igreja ?
    Visto que não se trata de produção de fake news dificilmente o WikiLeaks poderia envergonhar a igreja , mas as atitudes digamos bem pouco piedosas e ou criminosas de membros no alto escalão sim poderiam trazer vergonha .
    A segunda parte da matéria traz um ponto importante e coloca uma questão interessante, a perca ou roubo de dados sensíveis , informações pessoais de membros e ou sobre congregações inteiras , como lidar com isso em um mundo cada vez digital , onde o analógico cada vez mais é oque foge a regra ?
    Segurança da informação talvez seja um ponto ainda não explorado totalmente ainda muito novo para o público que ainda não compreende totalmente as implicações desses vazamentos de dados .

  2. É digno de vergonha eles se preocuparem tanto com ser ou não e se esquecerem do resto, pode tudo menos ser gay né? que igreja digna de lástima!

  3. Os problemas internos dos Estados Unidos da América refletem no mundo, nós pedimos ao pai Celestial que dê muita sabedoria aos Governantes desta grande e abençõada nação…, e que continue dando muita força a nossos irmãos Mórmons em toda face da terra, em especial aos Missionários (as)….
    Capela Parque Amazonia – Goiania- Goiás -Brasil
    Frequento esta Ala pois moro na cidade de Morrinhos a 140 Km não possui nenhuma capela e
    Saudações a Sister Gabriela em Salt Lake City
    Vamos batizar em 19/02/17 eu minha Esposa Mariney, e minha filha Rebecca
    Aladelso Vieira – militar da Marinha do Brasil aposentado

    • Que noticia para postar aqui nesse site com tantos comentários ofensivos á doutrina e a liderança da igreja irmão…Mas fico curioso para saber o que fez ou porque razões o sr. decidiu batizar na igreja?

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s