Famoso Terapeuta Mórmon da Cura Gay se Assume Gay

O famoso terapeuta mórmon David Matheson, especializado em “cura gay”, anunciou em mensagem privada para um grupo de rede social que vai abandonar o seu “estilo de vida” heterossexual para namorar homens.

Terapeuta SUD David Matheson

Renomado por todos os EUA, Matheson beneficiou-se financeiramente com a organização que ele fundou e dirigiu, o Centro para Plenitude de Gênero, e as dezenas de programas de “cura gay” que ele desenhou e organizou, além de livros de auto-ajuda para homossexuais que desejam ser, ou levar uma vida, heterossexual.

Tanto em sua carreira profissional engambelando e enganando homossexuais em situações vulneráveis, quanto em seu anúncio pessoal de aposentadoria desta vida estelionatária, Matheson embasou suas atitudes em sua fé mórmon: Continuar lendo

Pornografia no Templo de Salt Lake?

Quem poderia imaginar estar no lugar mais sagrado para os membros d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, o templo central na cidade do Lago Salgado, e deparar-se com uma pintura pornográfica?

Vitral exposto no Templo de Salt Lake City da Igreja SUD, na escadaria entre as salas do Jardim e do Mundo (Foto: The Salt Lake Temple: A Monument to the People)

Essa é justamente a queixa de uma membro da Igreja que, ao encontrar um artigo exaltando os detalhes arquitetônicos do templo, imediatamente ventilou seus sentimentos de frustração, surpresa, e choque de encontrar tamanha indecência e imoralidade na “casa do Senhor”:

Continuar lendo

Prêmio Pulitzer à Cobertura de Estupros em Escola Mórmon

O Prêmio Pulitzer de 2017 na categoria “reportagem local” foi anunciado para a equipe de jornalistas do The Salt Lake Tribune pela cobertura do acobertamento por líderes e autoridades mórmons de estupros e violência sexual contra alunas da universidade da Igreja Mórmon.

O Prêmio Pulitzer foi estabelecido em 1917 pelo jornalista Joseph Pulitzer, fundador e/ou dono dos então famosos periódicos St Louis Post Dispatch e New York World (respectivamente), para celebrar a excelência em coberturas e investigações jornalísticas, além das letras e artes.

Medalhão do Prêmio Pulitzer

Pulitzer estabeceleu um fundo para não apenas fundar a Faculdade de Jornalismo da Universidade de Columbia, em Nova Iorque, como separou outro para permitir à Columbia estalecer e financiar um comitê que anualmente julgasse os méritos de jornalistas e escritores e premiasse os trabalhos extraordinários para aquele ano. Atualmente julga-se em 21 categorias distintas (e.g., jornalismo local, jornalismo investigativo, jornalismo explanatório, jornalismo nacional, jornalismo internacional, jornalismo editorial, notícias de última hora, etc.), e os premiados recebem, além de enorme prestigio e reconhecimento internacional, uma medalha de ouro e um prêmio de USD 15 mil.

O anúncio oficial do prêmio de 2017, uma mordaz condenação da postura mórmon, diz simples e diretamente: Continuar lendo

Falece B. Carmon Hardy, Historiador da Poligamia Mórmon

É com pesar que noticiamos o falecimento de B. Carmon Hardy, um dos mais importantes e influentes historiadores mórmons, ocorrido no último dia 21 de dezembro. Hardy é especialmente celebrado pela sua pesquisa acadêmica sobre a poligamia mórmon do século 19 e início do século 20.

poligamia mórmon fotografia

O bispo Ira Eldredge e suas esposas Nancy Black, Hanna Mariah Savage e Helwig Marie Anderson, circa 1864.

Blaine Carmon Hardy nasceu em 1934, na cidade de Vernal, Utah, descendente de pioneiros mórmons. Durante a maior parte de sua juventude, viveu no estado de Washington, onde cursou o ensino médio e trabalhou em fazendas e ranchos. Graduou-se em História pela Washington State University, em 1957. Dois anos depois, concluiu seu mestrado em História Americana na universidade da Igreja SUD, Brigham Young University (BYU), havendo trabalhado com os professores R. Kent Fielding e Hugh Nibley. Hardy obteve seu doutorado da Wayne State University, no estado de Michigan, em 1963, pesquisando sobre as colônias mórmons no México.

Recordando sua jornada pessoal e o impacto da sua pesquisa sobre casamentos plurais após o Manifesto, Hardy escreveu: Continuar lendo

Racismo na BYU é Tema de Exposição de Arte

Doze retratos de alunos da Brigham Young University (BYU) estão em exposição em seu Centro de Belas Artes Franklin S. Harris. As fotos são acompanhadas de breves relatos sobre suas experiências com racismo e discriminação em Utah e dentro da própria Universidade Mórmon.

byu

Exposição na BYU, em Provo, Utah, traz relatos pessoais sobre racismo. Foto: Michael Hicks.

Esses relatos mostram a dificuldade existente na cultura mórmon em lidar com imigrantes e mesmo norte-americanos de diferentes origens étnicas. Leia alguns dos relatos. Continuar lendo

Aluna Mórmon Tira Zero Por Mostrar Ombros

Uma aluna da universidade mórmon sentiu-se chocada ao receber uma nota “zero” em um projeto de arte e fotografia porque suas peças exibiam uma modelo expondo seus ombros desnudos.

arte-ombros

Waverly Giles, estudante do primeiro ano da Universidade de Brigham Young em Idaho, postou sua reação de choque e revolta em mídia social e seu desabafo rapidamente viralizou. Giles, chocada com a óbvia exibição de misoginia por parte de seu docente, escreve: Continuar lendo

Igreja Cede à Pressão, Muda para Proteger Alunas Estupradas

Após imensa pressão pública, protestos de alunos e ex-alunos, intenso escrutínio e crítica na imprensa nacional e nas redes sociais, e a abertura de uma investigações estadual e federal, a universidade oficial da Igreja Mórmon, a Brigham Young University, anunciou alterações às regras internas da instituição para eximir alunas vítimas de violência sexual que denunciam o crime às autoridades de serem punidas pela administração universitária.

Alunas protestam em abril de 2016 contra as políticas oficias da BYU que punem vítimas de violência sexual

Alunas protestam em abril de 2016 contra as políticas oficias da BYU que punem, direta e indiretamente, vítimas de violência sexual. Notem forte presença da mídia.

 

Antes das novas mudanças, anunciadas via email pelo Presidente da BYU em Provo Kevin J. Worthen,  alunas que denunciavam ter sido estupradas eram investigadas e punidas, muitas vezes expulsas Continuar lendo

Mórmons Acima da Média em Educação

Mórmons encontram-se levemente acima da média nacional  entre os grupos religiosos nos EUA, de acordo com pesquisa do prestigioso centro de pesquisas demográficas Pew Research Center.

Prédio da Faculdade de Administração na Universidade de Brigham Young

Prédio da Faculdade de Administração na Universidade de Brigham Young

A pesquisa de opinião pública em questão isolou entre os 30 maiores grupos religiosos seus percentuais educacionais, considerando níveis de ensino superior completo, superior incompleto, médio completo, e médio incompleto entre os praticantes adultos de cada um.

A tabela abaixo resume perfeitamente os dados demográficos encontrados:

Continuar lendo

Outra Aluna Processa BYU por Encobrir Estupro

A universidade oficial da Igreja Mórmon, a Brigham Young University, está sendo processada por outra ex-aluna que alega ter sido impedida de buscar ajuda legal após ser violentada sexualmente por um de seus orientadores, que ainda fora protegido pelos administradores da instituição cientes do abuso.

BYU Logo

A ex-aluna, que transferiu-se para outra faculdade após o trauma emocional, alega que a universidade mórmon, onde estudava no campus do Havaí, não apenas ignorou sinais de abusos repetidamente cometidos pelo supervisor acusado, mas coibiu sua denúncia. Continuar lendo

Mórmons Apoiando Donald Trump

Pesquisa de opinião recente demonstra que mórmons estão cada vez mais dispostos a apoiar a candidatura de Donald Trump e votar nele para presidente dos Estados Unidos na próxima eleição de novembro, levando-o a liderar sobre Hillary Clinton por 15 pontos percentuais nas intenções de votos no estado de Utah.

Donald Trump, candidato oficial a Presidente dos Estados Unidos da América pelo Partido Republicano (Foto: AP/LM Otero)

Diferentemente das preferências dos jovens mórmons universitários que Continuar lendo

Igreja Mórmon Cede à Pressão, Reduz Discriminação

A Igreja Mórmon cede à pressão popular e externa, motivada por protestos de alunos e ex-alunos e uma investigação formal da OAB americana, e suaviza sua política discriminatória acadêmica em sua principal universidade, a Brigham Young University.

Prédio da Faculdade de Administração na Universidade de Brigham Young

Prédio da Faculdade de Administração na Universidade de Brigham Young

Entenda o caso: Continuar lendo

Futebol Mórmon Ameaçado por Discriminação

O famoso time de futebol americano da universidade mórmon Brigham Young University está com o seu futuro ameaçado por uma política de discriminação.

Jogadores da BYU em ação, 2008 (Foto: Jaren Wilkey/BYU)

O time da BYU finalmente tem uma chance para ser convidada a jogar na “primeira divisão” do prestigioso e lucrativo campeonato da Associação Atlética de Escolas Nacionais (NCAA). A NCAA organiza dezenas de ligas e campeonatos esportivos entre as faculdades e universidades dos Estados Unidos e Canadá, inclusive o imensamente popular e multibilionário calendário de futebol americano universitário. Hoje a BYU joga apenas em ligas independentes e, portanto, mais amadoras, menos lucrativas, e menos prestigiosas.

Contudo, a sorte e o futuro do time mórmon começou a parecer mais promissor quando a Conferência dos Grande 12 (G12) da Divisão I da NCAA recentemente decidiu expandir o número de escolas em sua liga e o nome da BYU foi incluída entre as possíveis candidatas, inclusive com as melhores chances baseando-se nos critérios de seleção publicados.

Não obstante a esperança dessa excitante perspectiva, uma campanha contra a escola mórmon está se formando para opor a inclusão da BYU, trazendo ansiedade onde havia expectativa.

E isso por um motivo claro e específico: Discriminação. Continuar lendo

Vítimas de Estupro: Mudanças nas Regras

Autoridades eclesiásticas e membros d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias frequentemente defendem uma posição de culpar e punir, ao menos parcialmente, mulheres vítimas de violência sexual pelo abuso sofrido.

Essa é, por exemplo, a política oficial da universidade da Igreja SUD, a Brigham Young University (BYU), determinada pela Primeira Presidência. Na BYU, moças estupradas são rotineiramente investigadas e punidas quando denunciam o abuso [ver aqui, aqui, aqui, e aqui].

Profetas [e.g., ver Spencer Kimball aqui] e Apóstolos [e.g., ver Richard Scott aqui e Dallin Oaks aqui] também pregaram o mesmo princípio. E para ver o ânimo com o qual muitos membros abraçam essa atitude, basta ler alguns dos comentários aqui e aqui.

A votação numa Conferência Geral oferece uma oportunidade para membros da Igreja expressarem seu apoio aos líderes… ou sua oposição a eles.

A votação dos líderes que determinam o “Manual”.

Não obstante essa repugnante e ignóbil postura misógina, a política oficial da Igreja mudou progressivamente durante os anos, e mais profundamente entre 1985 e 2006, para corrigir essa postura alarmantemente popular. Continuar lendo