‘Paulo, Apóstolo de Cristo’ está mais à Coca-Cola que à Bíblia

O cartaz de Paulo, Apóstolo de Cristo mostra um Paulo com olhar determinado (James Faulkner) olhando diretamente para o espectador. Lucas, interpretado por Jim Caviezel, (Jesus em A Paixão de Cristo), parece resoluto ao seu lado. Dois atores brancos, bonitos, e castigados pelo sol, com narizes fortes e queixos fortes, interpretam heróis da fé cristã.

O que poderia estar errado aqui?

Em termos de precisão histórica, há muita coisa errada. E muito em jogo. Paulo, Apóstolo de Cristo é um entre muitos numa crescente onda de filmes bíblicos que romantizam e distorcem o passado, e ainda arriscam causar danos atuais. Esses filmes são como refrigerantes: doce, fácil de engolir, mas prejudicial se parte de uma dieta constante.

Cartaz de “Paulo, Apóstolo de Cristo” com Paulo (James Faulkner) e Lucas (Jim Caviezel) olhando diretamente para o espectador.

Eu me diverti assistindo Paulo, Apóstolo de Cristo; a subtrama fictícia de Paulo assombrado pelo assassinato de uma jovem é bastante tocante. Apesar disso, acredito que o filme deve mais à Coca-Cola do que à Bíblia. Eis cinco razões: Continuar lendo

Jesus Condena Doutrina do Casamento Eterno

Mórmons acreditam que o casamento é eterno, que sobrevive o trauma da morte, e mantém os laços matrimoniais por toda eternidade.

Citado discutindo a ressurreição dos mortos, Jesus teria pregado que não haverá casados

O manual para mulheres da Igreja SUD ‘Manual Básico da Mulher SUD’ explica o conceito doutrinário do “casamento eterno”:

“A vida não termina com a morte, e o casamento também não foi feito para terminar com a morte. Porém, o casamento realizado por oficiais civis ou de outras igrejas, fora do templo, é só para esta vida. O casamento eterno no templo é o único que continuará após a morte, e a exaltação no grau mais alto do reino celestial só vem para aqueles que fazem tal convênio e o observam.”

Não obstante, a coleção do Novo Testamento da Bíblia Sagrada cita Jesus explicitamente pregando justamente contra o conceito de “casamento eterno”. Aliás, 3 dos 4 evangelhos citam Jesus claramente condenando tal crença. Continuar lendo

Boi, Burro e… Dragão? Desculpe, Não Havia Animais na Cena Bíblica da Natividade

De peças infantis a presépios e cartões de Natal, animais são constantes em nossa visão do nascimento de Cristo. Mas, de acordo com a Bíblia, nenhum animal estava lá. De onde todos esses animais vieram, e por que são tão centrais para a estória?

Natal Novo Testamento

A Estrada para Belém, de Joseph Brickey. | Imagem: Cortesia de lds.org

Apenas duas partes da Bíblia falam sobre o nascimento de Jesus: os Evangelhos de Lucas e de Mateus. Marcos e João ignoram a infância de Jesus e vão diretamente à sua vida adulta. Então, quão semelhantes são as narrativas de Mateus e Lucas para a versão familiar de quem presenciou um serviço religioso de Natal ou a uma peça infantil de natividade? Continuar lendo

Primeiros Cristãos Criam que Maria Era Adolescente?

É complicado.

Em 13 de novembro, uma quinta mulher no Alabama se apresentou para acusar Roy Moore, ex-juiz e atual candidato do Senado pelo Partido republicano, de agressão sexual quando tinha 16 anos. A condenação a Moore tem sido generalizada, mas o próprio Moore negou veementemente essas alegações. Ele conta com o apoio de muitos no Alabama.

“A Virgem e Criança”, pintura de ,William Dyce, 1844.

Uma das mais controversas declarações de apoio veio do Auditor do Estado do Alabama, Jim Ziegler, que declarou: “Não há nada imoral ou ilegal aqui … Talvez seja um pouco incomum”. Ziegler passou a apelar para a história cristã de Maria e José: Continuar lendo

Poderemos Encontrar o DNA de Jesus?

Encontrei-me com os cientistas que estão tentando responder a pergunta.

Foi a primeira parada em uma jornada extraordinária. Em uma tarde de janeiro brilhante mas amargamente fria no início deste ano, eu me encontrei em uma pequena ilha no Mar Negro, ao lado de Sozopol, na costa leste da Bulgária. Sveti Ivan tem sido um destino para os viajantes: era um templo de Apolo nos tempos antigos. Mas estava lá para falar com um antigo arqueólogo búlgaro sobre o achado mais importante de sua carreira.

osuário de Tiago relíquia arqueologia

Material do Ossuário de Tiago, que alguns creem conter os restos do irmão de Jesus, está sendo sequenciado por geneticistas. Imagem: Wikipedia.

Em 2010, Kasimir Popkonstantinov descobriu o que acredita serem ossos de um dos mais famosos santos: João Batista. Fiquei interessado em saber o que a análise de DNA poderia nos contar sobre esses e outros ossos. Juntamente com o estudioso bíblico Joe Basile, eu estava viajando ao redor do mundo filmando um documentário sobre as evidências científicas e religiosas que ligam os artefatos arqueológicos ao próprio Jesus Cristo. Continuar lendo

‘O Que Está Morto Não Pode Morrer’: Segredos da Ressurreição na Bíblia e em Game of Thrones

Aviso: este artigo contém spoilers para aqueles que não estão atualizados com a sexta temporada de Game of Thrones.

Acontecimentos na série de TV Game of Thrones da HBO fizeram as pessoas falar sobre o que significa retornar dos mortos. Mas, embora a ressurreição pareça ser uma possibilidade muito real para algumas das religiões do mítico Westeros — não menos àquela que ressuscita Jon Snow, a “sacerdotisa vermelha”, Melisandre —, o que a Bíblia pode adicionar à discussão?

Game of Thrones, sexta temporada. Imagem: Divulgação/HBO.

De fato, retornar dos mortos era um evento bastante raro à época de Jesus. Poucos gregos e romanos antigos conseguiram sair do Hades, mas aqueles que fizeram eram heróis, como Hércules e Protesilau. Continuar lendo

Quem São os Cristãos Coptas?

Os cristãos coptas no Egito têm sido atacados ao viajar em peregrinações e bombardeados enquanto oravam no Domingo de Ramos, em meio a uma acelerada série de ataques na última década. Os desafios relacionados da violência, da economia e da discriminação levaram à crescente saída de cristãos do Oriente Médio. Durante séculos, eles fizeram parte da rica diversidade religiosa da região.

cristãos coptas egito

Igreja de São Jorge, em Tanta, Egito, após ataque suicida em 09 de abril de 2017. Imagem: Nariman El-Mofty/AP

Então, quem são essas pessoas que a National Geographic chamou de “Os Fiéis Esquecidos“?

História Copta

Entre os cristãos do Oriente Médio, o maior número — cerca de oito milhões ou mais — é composto de coptas do Egito. Desde a primeira vez que visitei o Egito, na década de 1990, fiquei interessado nessa comunidade e na seu contribuição ao pluralismo. Continuar lendo

Em Defesa de Cristo: Quais são as Evidências da Ressurreição?

Em 1998, Lee Strobel, um repórter para o jornal Chicago Tribune e advogado pela Universidade de Yale, publicou o livro entitulado “Em Defesa de Cristo” (com o subtítulo descritivo “a investigação pessoal de um jornalista das evidências a favor de Jesus”). Strobel reconta haver sido ateu até ser compelido pela conversão de sua esposa ao cristianismo evangélico a tentar refutar as principais asserções cristãs sobre Jesus.

Central entre tais asserções está a historicidade da ressurreição de Jesus, porém outras delas incluem as crenças que Jesus é literalmente o Filho de Deus e a acurácia dos escritos do Novo Testamento.  Strobel, contudo, encontrou-se incapaz de refutar tais asserções satisfatoriamente, e ele também se converteu ao cristianismo. Seu livro tornou-se um dos maiores bestsellers (i.e., mais vendidos) na categoria de apologética cristã (isto é, a defesa da razoabilidade e acurácia do Cristianismo) de todos os tempos.

Ontem, 7 de abril, estreiou [nos Estados Unidos] uma adaptação a filme de longa metragem entitulado “Em Defesa de Cristo”. O filme tenta estabelecer um argumento convincente para a historicidade da ressurreição de Jesus. Como diz um personagem para Strobel no começo do filme, “se a ressurreição de Jesus nunca ocorreu, então [a fé cristã] é um castelo de cartas”.

O Novo Testamento (Foto: Ty Muckler)

Como um professor de estudos religiosos especializado no Novo Testamento e no Cristianismo primitivo, eu postulo que tanto o livro de Strobel, como sua adaptação cinematográfica, foram Continuar lendo

O Oue Diz a Bíblia Sobre Acolher Refugiados

Na sexta-feira, 27 de janeiro, o presidente Donald Trump assinou um decreto que veta temporariamente refugiados de sete países de maioria muçulmana. Entretanto, a entrada de refugiados da Síria será proibida pelos próximos 120 dias.

refugiados bíblia migração

Crianças sírias em campo de refugiados na Turquia, abril de 2016. Foto: Lefteris Pitarakis/AP

Dois dias antes, ele comprometeu os Estados Unidos a construir um muro em sua fronteira com o México. Pouco depois da ordem, o presidente mexicano Enrique Peña Nieto cancelou uma viagem programada aos Estados Unidos.

O presidente Trump também propôs que bens mexicanos sejam tributados à alíquota de 20% para prover fundos à construção do muro. Isso cumpriria sua promessa de campanha de que o México de fato pagaria pela construção do muro, apesar dos protestos dos vizinhos ao sul dos EUA.

Para os cristãos, as questões sobre a construção do muro de fronteira ou a admissão de imigrantes e refugiados aos Estados Unidos envolvem uma série de considerações associadas, não apenas sobre as especificidades da lei de imigração, sobre a economia da mão-de-obra barata que atravessa a fronteira ou potenciais ameaças terroristas. Continuar lendo

O Primeiro Natal de acordo com o Novo Testamento

Celebramos recentemente o Natal.

Natal vem da palavra latim natus, que significa “nascimento” ou “nascer” ou mesmo “gerar”, e é comumente utilizado para se referir ao “dia do nascimento” de alguém. Costumeiramente, no mundo de línguas românicas, Natal tornou-se um termo para descrever a celebração do nascimento de Jesus. Assim, no Brasil, como nos demais países românicos e cristãos, no Natal (usualmente no dia 25 de dezembro) comemora-se o nascimento de Jesus há mais de 2 mil anos atrás.

A Adoração dos Pastores, por Gerard van Honthorst (1590–1656), em 25 de dezembro de 1622

A Adoração dos Pastores, por Gerard van Honthorst (1590–1656), em 25 de dezembro de 1622

Ao contrário do que a maioria dos cristãos imagina, os quatro relatos canonizados da vida de Jesus no Novo Testamento (i.e., os Evangelhos atribuídos a Marcos, Mateus, Lucas e João) não narram os mesmos eventos, não se complementam, e não são mutualmente inclusivos. Todas as quatro narrativas são individuais e independentes, narrando relatos como o seu autor acreditava ou imaginava ou ouvira ter ocorrido (nenhum desses autores fora testemunha ocular — na realidade, todos os evangelhos são anônimos, e atribuições autorais surgiram décadas após suas composições).¹

Portanto, honraremos os autores que nos legaram esses quatro relatos distintos respeitando suas independências editoriais, estudando-os como eles haviam desejado: Individual e independentemente.

Dito isso, como ocorreu o “primeiro natal”, ou o nascimento de Jesus, de acordo com cada um dos 4 autores de cada Evangelho canônico?

Continuar lendo

O Que a Ciência Pode Nos Dizer Sobre a Estrela de Belém?

Durante o inverno, às vezes pode parecer que o dia inteiro passa em um piscar de olhos e que a escuridão da noite chega rápido demais. Enquanto mais luz do dia seria adorável, a escuridão precoce tem uma grande vantagem: as estrelas. Em uma noite clara, você consegue olhar acima e ver longe no espaço. Passei muitas noites de inverno com meus filhos, voltando de atividades para casa, à procura de Órion (e outras constelações), seguindo o seu caminho através das estações.

estrela de belém natal mórmons

Estrelas e espaço são dois dos temas mais populares da ciência, qualquer que seja a idade da criança. Há algo impressionante e belo sobre olhar para as estrelas no céu noturno.

Mas não são apenas crianças e jovens os fascinados pelas estrelas– a astronomia é uma das poucas ciências onde amadores podem fazer uma contribuição significativa para a nossa compreensão do assunto.

…vieram do oriente

Nesta época do ano, a narrativa do Natal pode servir como um lembrete de que, ao longo da história, as pessoas têm olhado para o céu à noite e se perguntado sobre o que veem. Babilônios tinham catálogos de estrelas já em 1300 aC, contendo informações sobre constelações e padrões nas estrelas. É provável que a observação e nomenclatura dessas constelações sejam anteriores a essa data. Continuar lendo

Judas e a História

A (in)Confiabilidade das Informações Transmitidas pelas Escrituras.


Quando falamos em escrituras, consideramos elas como fontes seguras para entendermos a vontade de Deus, conhecer seus estatutos e um mapa para voltarmos a viver com Deus. O Livro de Mórmon chama as escrituras de “Barra de Ferro”, ou o que conhecemos hoje, um “corrimão” que nos conduz em segurança pelas tribulações da vida. Apesar dessa ser a ideia geral, as pessoas tendem depositar uma confiança excessiva nas escrituras, confiança essa que pode trazer erros de entendimento quanto às coisas de Deus.

A Última Ceia por Carl Heinrich Bloch (1834 – 1890), focando na conspícua saída de Judas da ceia

A Última Ceia por Carl Heinrich Bloch (1834 – 1890), focando na conspícua saída de Judas da ceia

Há vários tipos de informação nas escrituras: Continuar lendo

Mórmons Seguem As Escrituras?

Reagindo às notícias do vazamento, da reação oficial da Igreja SUD, e das reações de outros Mórmons, sobre a nova política da Igreja discriminar contra crianças em famílias LGBT, muitos membros da Igreja abriram as escrituras para defender a posição oficial da Igreja.

Citando passagens de escrituras, esses membros SUD se propõe a demonstrar que a discriminação institucionalizada com essa nova medida está em linha com o comportamento esperado de um discípulo de Cristo.

Nem todos os Mórmons creem que Jesus chama para si as criancinhas

Nem todos os Mórmons creem que Jesus chama para Si as criancinhas

Afinal, condenar homossexualidade não é um princípio ensinado na Bíblia?

Vejamos.

Continuar lendo

Esposa de Jesus? Quatro Disputas Sobre Maria Madalena

Todos os Evangelhos nos contam a estória de Maria Madalena (ou, de Magdala), uma colaboradora próxima de Jesus. Mas foi ela a primeira e mais proeminente apóstola, ou a esposa de Jesus? O relato bíblico bíblico não é claro.

Crucificação com Maria Madalena ajoelhando e chorando, de Francesco Hayez (1827). Detalhe.

Crucificação com Maria Madalena ajoelhando e chorando, de Francesco Hayez (1827). Detalhe.

Maria Madalena é mencionada 14 vezes nos Evangelhos — os relatos que descrevem a vida, morte e ressurreição de Jesus — e muitas vezes lidera a lista de seguidoras de Jesus, que desafiaram a ideia de que os discípulos filosóficos eram tipicamente homens. Ela também é mencionada cinco vezes na história da Paixão, que inclui alguns de seus mais importantes momentos marcados pela tristeza. Ela ampara Jesus quando ele é crucificado pelos romanos, e lamenta a sua morte depois. Ele aparece primeiro a ela depois que se levanta novamente. Continuar lendo

Jedediah Grant: Jesus Crucificado Por Poligamia

O Presidente Jedediah M. Grant explicou como Jesus Cristo fora crucificado por Sua poligamia, e Seus Apóstolos perseguidos também por causa de poligamia, em discurso no Tabernáculo em agosto de 1853.

jedediah-m-grant

Jedediah M. Grant serviu como Presidente dos Setenta (1845-1854), Apóstolo (1854-1856) e Conselheiro na Primeira Presidência (1854-1856).

Além de servir como um dos mais ferozes articuladores das políticas de Brigham Young (recebendo o apelido “a marreta de Brigham”) e um dos principais motivadores da Reforma Mórmon de 1856, Grant fora o pai do Profeta Heber J. Grant.

Continuar lendo