Perguntas Em Teologia Mórmon: Batismo Pelos Mortos

Mormonismo não tem uma longa tradição em teologia sistemática. [1]

Não obstante, querendo ou não, todo religioso crente instintivamente elabora para si conceitos teológicos de modo a firmar suas crenças pessoais e organizar, em suas mentes, as crenças institucionais.

Esta série é dedicada a propor questões teológicas dentro do contexto Mórmon que nunca foram abordadas sistematicamente, através de perguntas elaboradas para estimular discussões abertas e o pensamento crítico. [2]

A pergunta de hoje é:

Propondo que:

  • Deus é onisciente;
  • Deus é onibenevolente;
  • Deus ressuscitou Jesus dos mortos;
  • Todas as pessoas, por causa disso, ressuscitarão dos mortos;
  • Batismo é essencial para adentrar o Reino Celestial.

Pergunta-se, então:

  • Por que realizar batismos pelos mortos hoje, ao invés de esperar a ressurreição dos mortos para batizar aqueles que qualificam para adentrar o Reino Celestial?

Considerando que:

  • A onisciência de Deus define que Ele já saiba quem aceitará o Seu plano e os Seus mandamentos;
  • A onibenevolência de Deus determina que Ele tem o melhor interesse de cada ser humano e não adere a motivações mesquinhas ou dogmáticas;
  • A ressurreição de Jesus é definida como uma ressurreição física e material;
  • A universalidade da ressurreição humana independe de adesão prévia a rituais ou sacramentos religiosos por ser universal;
  • A única justificativa para batismos por procuração é a falta de materialidade física dos atuais mortos em contraste com a materialidade física dos vivos, e que tal justificativa ignora a eventual e inevitável ressurreição universal.

Deixe nos comentários as suas conjecturas teológicas sobre como responderia à pergunta acima. [3]

 


[1] Teologia Sistemática é uma disciplina acadêmica destinada a formular uma estrutura intelectual coerente, ordeira, e racional para as crenças e as fés religiosas. Como movimento carismático nas primeiras décadas, e verticalizado no carisma institucional desde então, o Mormonismo não ofereceu muita oportunidade para o crescimento da disciplina. Os Apóstolos Orson Pratt e Bruce McConkie são os que mais se aproximaram de teólogos na história do Mormonismo, e ainda assim enfrentaram forte oposição dos Profetas e demais Apóstolos contemporâneos.

[2] Pensamento crítico é a prática de elaborar ideias envolvendo uma forma de pensar que seja analítica, clara, racional, e que envolve a crítica cuidadosa dos méritos racionais e lógicos dos argumentos que estruturam o pensamento. Pensamento crítico pode ser definido como “…o processo intelectualmente disciplinado para ativa e hábilmente conceitualizar, aplicar, analisar, sintetizar e/ou avaliar informações adquiridas com, ou geradas por, observação, experiência, reflexão, raciocínio, ou comunicação, com guia para crença ou ação”.

[3] Teologia é uma disciplina subjetiva, amplamente determinada por fatores e crenças que não são necessariamente substanciadas por fatos ou provas evidenciárias. Portanto, diferentemente das disciplinas nas ciências físicas (e.g., Física, Química, Biologia, Medicina, etc.) e humanas (e.g., História, Sociologia, Antropologia, etc.), não se espera que teologia seja absolutamente restrita por fatos e evidências e, consequentemente, admite-se que haja grandes variedades de discordâncias mesmo entre posições articuladas e razoáveis. Respeitemos, assim, essas limitações em nossas discussões teológicas.

75 comentários sobre “Perguntas Em Teologia Mórmon: Batismo Pelos Mortos

  1. Por que realizar batismos pelos mortos hoje, ao invés de esperar a ressurreição dos mortos para batizar aqueles que qualificam para adentrar o Reino Celestial?
    Bem, para mim o motivo reside que aqueles que aceitaram o evangelho, não querem esperar, estão ansiosos para sair da prisão espiritual e partilhar da esperança que o evangelho lhes traz.
    Também estes que se converteram, devem estar ansiosos para compartilhar esta mesma esperança com os seus familiares.
    Além disso tenho a crença que as famílias só podem permanecer juntas após as ordenanças de selamento, não tenho elaborado o porquê disso.
    Bem essa é a essência do que penso.

    • Obrigado por expor seu pensamento sobre o tema. Aceite essas novas perguntas como uma maneira de estimular mais ponderação sobre o pensamento que você delineou.

      Deus é onisciente. Ele sabe quem já aceitou o evangelho. Por que não liberá-los da prisão, numa fiança espiritual?

      Por que a pressa? Para alguém que morreu em 5000 AEC e esperou 7000 anos, qual a diferença esperar mais mil anos? E, novamente, por que Deus, em Sua onisciência, não libera os que aceitaram o evangelho pregado enquanto aguardam o batismo em suas ressurreições? Por que não une as famílias que Ele sabe que já aceitaram o evangelho e apenas aguardam seus selamentos em suas ressurreições?

      • Vozes Mórmons,

        Se seguir sua linha de raciocínio não haveria necessidade de batismo e selamento também para quem já em seu coração aceitou o evangelho de Jesus Cristo, mesmo estando vivo. Não haveria necessidade de nenhuma ordenança (que representa um convênio e cumprimento da lei) e Cristo nem precisava também ser batizado. E quem disse que os mortos devem ‘”esperar mais mil anos”? Não se sabe quando iniciará o milênio. Talvez pense assim porque não é você que deva esperar mil anos numa prisão, pois lá qualquer segundo conta, pois não podem progredir. Ou nunca ficou de castigo quando era criança? Cristo veio para libertar os cativos e após sua morte pregou aos espíritos que estavam na prisão. Porque não esperou a ressurreição deles?

      • “Se seguir sua linha de raciocínio não haveria necessidade de batismo e selamento também para quem já em seu coração aceitou o evangelho de Jesus Cristo”

        Você não está errado, mas para a presente discussão, estamos presumindo que é realmente um pré-requisito inescapável por definição.

        “E quem disse que os mortos devem ”esperar mais mil anos”? Não se sabe quando iniciará o milênio.”

        5 mil, 6 mil, 7 mil, 8 mil. Não faz diferença. Você está falando de um ser imortal, mas está presumindo que seres imortais percebem a passagem do tempo como mortais com expectativas de vida de 80 anos. Ninguém que vive uma existência de 5 mil anos, com a expectativa de uma expectativa infinita adiante, conta segundos. Seria o mesmo que presumir que seres humanos são capazes de contar seus picosegundos.

        “Porque não esperou a ressurreição deles?”

        Falácia ignoratio elenchi. Jesus pode ter ido sem ter esperado a ressurreição deles mas esse fato é irrelevante à questão presente. (Na doutrina Mórmon, Jesus foi à prisão espiritual naquele momento única e exclusivamente porque essa seria a única oportunidade que Ele teria no mundo espiritual, já que seres Celestiais não visitam o mundo espiritual!) Esperar ou não para pregar o evangelho no mundo espiritual não determina se Deus pode ou não ressuscitar os mortos para batizá-los depois. Ele é onipotente, então pode. Ele é onisciente, então sabe quem aceitou o evangelho ou não. Ele é onibenevolente, então não tem motivos pessoais mesquinhos para não fazê-lo. Então por que não fazê-lo, e insistir no batismo vicário? Os seus argumentos sequer tentaram ainda abordar esse problema.

      • Vozes Mormons:
        Deus é onisciente. Ele sabe quem já aceitou o evangelho. Por que não liberá-los da prisão, numa fiança espiritual?
        Sim Ele sabe, mas eu tenho uma definição e crença particular da onipotência de Deus que é esta: Ele tem todo-poder disponível, ou em outras palavras, o poder de Deus é limitados por leis. Dentro destas leis que Ele é todo-poderoso. Ele não pode descumprir estas leis.
        Um segundo ponto que acredito é que muitos ainda não aceitaram o evangelho e só o farão com a pregação daqueles (familiares) que já saíram da prisão, receberam o sacerdócio e as demais ordenanças vicárias, sendo este o método o mais eficiente para o convencimento e conversão daqueles que ainda não se converteram.
        Mas vale lembrar de D&C 137, o qual diz que aqueles que teriam recebido o evangelho de todo coração na terra são herdeiros do reino celestial, mesmo antes do batismo.
        Sobre a pressa, já esteve preso, um dia que fosse?

    • Obrigado por expor seu pensamento sobre o tema. Aceite essas novas perguntas como uma maneira de estimular mais ponderação sobre o pensamento que você delineou.

      Deus é onisciente. Ele sabe quem já aceitou o evangelho. Por que não liberá-los da prisão, numa fiança espiritual?

      Por que a pressa? Para alguém que morreu em 5000 AEC e esperou 7000 anos, qual a diferença esperar mais mil anos? E, novamente, por que Deus, em Sua onisciência, não libera os que aceitaram o evangelho pregado enquanto aguardam o batismo em suas ressurreições? Por que não une as famílias que Ele sabe que já aceitaram o evangelho e apenas aguardam seus selamentos em suas ressurreições?

      • A Lógica da questão de pressa seria algo sentido “paradoxal” Ex1: Se estou na fila do SUS em um hospital para ser atendido,então tenho pressa e me incomodo com a demora.Ex2:Uma fila para transplante é muito demorada? A pressa pode ser algo relativo.Dependendo pelo o “que” se espera.Tem uma história de um italiano Vicenzo Di Franccesca (FILME LDM, UM TESOURO INESTIMÁVEL) que ficou 40 esperando pelo Batismo.Ele ficava ansioso? Sim , tinha pressa? Pode ser…A Questão é que… Se podemos ajudar e salvar e temos os recursos,fé,caridade,porque procrastinar? Outra pergunta a ser feita.Qual grande interesse do Pai Celestial e Jesus Cristo e todos nós de procrastinar?

    • Gostei da sua resposta irmão Gomes , e também é uma oportunidade para o sacerdócio ser dado no mundo espiritual e colocar a obra de salvação em ritmo veloz, tem uma história na igreja que no mundo espiritual a obra é acelerada , para antes da vinda do Senhor Jesus Cristo e estamos ouvindo muito o termo ” Acelerar a Obra” esse questionamento do Batismo deve levar em consideração a 2° Vinda.Também tem os 1000 anos do milênio , quando colocamos prazos e compromissos a dúvida acima se desfaz.

  2. No Livro de Mórmon diz que se não há conhecimento sobre o lei não há pecado, se não há pecado não há condenação então o batismo para estes de nada serve… Para que batizar então pelos mortos?

      • Na verdade é o que o texto diz… Aqueles sem lei são quem… Os que morrem sem o conhecimento do evangelho, somente as crianças quem? Pelo que lemos se VC não tem conhecimento da lei ou seja da verdade do evangelho como pecar? Sem pecado não há condenação, sem isso batizar para que?

      • Jesus Cristo não tinha pecado e foi batizado. O Batismo além da remissão dos pecados é necessário para entrar no Reino Celestial. Sem batismo pode ser salvo, mas em outro reino.

      • Afirmação redundante e desnecessária. Para os propósitos dessa discussão, já se havia presumido que batismo fosse um ritual necessário e indispensável. A questão aqui é por que o ritual não pode ser realizado após a ressurreição.

    • Acredito difícil estabelecer quem seria estes sem lei. Se dissermos que estes seriam os que não conheceram a igreja SUD é uma coisa, mas Tiago ensina ” Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado. ( Tiago 4:17) Alma também se refere a lei de não pecar, ou seja de saber o certo e não fazer. Lembremos que Cristo não tinha pecado , mais também se batizou. 2 Néfi 31: 5.
      Se for a lei do Evangelho representada na Igreja devem todos se batizar pois no mundo espiritual todos aprendem o Evangelho.
      Se for a lei do bem ou mal creio poucos estariam livres da necessidade de batismo e estes se não forem batizados com certeza Deus os julgará com justiça e a Expiação os justificará. Cabe a nós fazer o que nos é requerido e isto seria batizar os antepassados e não julgar os antepassados.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.