Ex-Líder SUD Preso Por Estupros, Pedofilia

Ex-presidente de ramo d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias foi preso na semana passada (21/08) , suspeito de estuprar crianças e adolescentes membros da Igreja, na cidade gaúcha de Rosário do Sul.

O homem, de 53 anos, é acusado do estupro de quatro meninas, entre 2012 e junho deste ano. Duas das jovens ouvidas pela Polícia Civil, hoje com 13, tinham 8 ou 9 anos quando violentadas.

Liderança conivente?

Os crimes, de acordo com informações do delegado Fábio Miguez ao Diário de Santa Maria, teriam começado quando o acusado exercia “um cargo de liderança na unidade religiosa da cidade”. Rosário do Sul possui um único endereço da Igreja SUD, onde se reúnem dois ramos. Segundo a reportagem do G1:

“Algumas meninas tinham medo dele e outras achavam que era normal por ele ser líder, apesar de se sentirem incomodadas. Os líderes da igreja sabiam, tinham conhecimento dos abusos e abafavam o caso. Depois tiraram ele da presidência para acalmar a situação, porque começou burburinhos dos abusos”, conta [o delegado] Miguez. (ênfases nossas)

O acobertamento de crimes sexuais, especialmente quando cometidos por líderes, é algo constante em contextos religiosos, e tende a ser mais forte em se tratando de religiões minoritárias, como é o caso da Igreja SUD no Brasil. Do zen budismo ao judaísmo ortodoxo, do fundamentalismo mórmon às Testemunhas de Jeová, membros de religiões minoritárias podem perceber a exposição pública e investigação legal de tais crimes como uma potencial ameaça à sobrevivência e imagem de sua religião.

“Os abusos aconteciam dentro da igreja, em salas, e também nas casas das vítimas, quando o líder visitava as famílias”, afirma a reportagem da Rádio Gaúcha.

Entrevistas na Capela

Se confirmado que alguns dos crimes ocorreram nas dependências da Igreja, é muito provável que tenham sido cometidos no contexto de entrevistas de “dignidade pessoal”, prática comum na Igreja Mórmon. Nelas, membros da Igreja, de ambos os sexos, são questionados por líderes masculinos sobre suas crenças e práticas. Geralmente, membros, especialmente solteiros, incluindo adolescentes e até mesmo crianças, são questionados em privado sobre masturbação, consumo de pornografia e relações sexuais fora ou antes do casamento. Pais e responsáveis não participam das entrevistas com seus filhos menores e podem sofrer restrições em seu status como membros caso recusem a participação de seus filhos em entrevistas dessa natureza.

A autora mórmon Tresa Edmunds faz a seguinte sugestão acerca de entrevistas com menores:

Pedir a menores para se envolver um a um em uma sala fechada com uma figura de autoridade é entregá-los para o abuso. Delegue essa responsabilidade a uma presidente ou líder da Sociedade de Socorro ou Organização das Moças e dos Rapazes. Incentive uma política de proteção com redundâncias lá. Convide os pais ou adultos confiáveis para o processo.

Antecedentes criminais

O ex-presidente de ramo, segundo a Gazeta de Rosáro, “já possuía antecedente criminal por crime de abuso sexual, que teria sido praticado contra a própria enteada. O fato teria ocorrido há 10 anos, quando a vítima tinha por volta de 14 anos e ele 43”.

“Recentemente, ele teria sido cotado para retornar a um cargo de liderança na instituição, e isso deixou as jovens da igreja consternadas. Elas contaram aos pais sobre os abusos”, afirma a reportagem da Rádio Gaúcha.

Excomunhão

O Presidente da Missão Brasil Santa Maria, Marcelo Louza, que também preside o Distrito a que pertence Rosário do Sul, declarou à reportagem do Diário de Santa Maria:

– A igreja fez tudo o que foi necessário neste caso – afirmou Louza, complementando que o departamento jurídico nacional da igreja deve se posicionar sobre o caso.

Ainda de acordo com o jornal local, Louza “confirmou que o homem passou por um processo disciplinar e foi excomungado há cerca de um mês, logo depois que tomaram conhecimento do caso”.

Resolvido rapidamente?

De acordo com uma publicação oficial da Igreja SUD, “abuso pelo clero SUD é excessivamente raro e rapidamente resolvido”. A Igreja, obviamente, não fornece nenhum dado concreto para se verificar a raridade dos casos e rapidez com que são solucionados.

Mórmons que sofreram abuso por líderes eclesiásticos ou relataram situações de abuso a seus bispos e outros líderes falam sobre a imensa dificuldade e transtorno emocional resultante do despreparo de líderes em lidar com tais ocorrências, bem como da forte pressão para “manter a paz” nas suas congregações e perdoar agressores.

Investigar ou acobertar?

Se confirmado o fato afirmado pelo delegado local de que os “líderes da igreja sabiam, tinham conhecimento dos abusos e abafavam o caso”, o que será feito pela hierarquia SUD acerca da sua liderança em Rosário do Sul?


Caso você queira contribuir com informações adicionais sobre os crimes e a situação da Igreja em Rosário do Sul, contate-nos pelo e-mail contato@vozesmormons.org ou através deste formulário.

49 comentários sobre “Ex-Líder SUD Preso Por Estupros, Pedofilia

  1. Para variar a reportagem de Vozes Mormons é extremamente tendenciosa contra a igreja. Já fui Bispo da Igreja e nunca se entrevista ciranças para saber sua dignidade. E nunca a igreja iria encobrir um crime deste contra os pequeninhos. Só pessoas mal intencionadas ou totalmente desinformadas sobre a igreja, que não é o caso do editor deste site, seria levado a acreditar em tamanho crime monstruoso contra estas crianças indefesas.
    Nós Mornos já fomos tratados de sermos inflexiveis, intolerantes e beatas por seguirmos estritamente os Mandamentos de Deus mas sermos coniventes com tamanho crime é de se lamentar o que este artigo tenta nos impor.
    Que o Senhor tenha misericordia de você edittor ao usar seu talento e esforços para denigrir uma instituição idonêa e respeitável Como a Igreja de jesus Crito dos Santos dos ùltimos dias.
    A verdade pode demorar a aparecer mas semre trunfará no final.

    • Já que a reportagem publicada é, na sua opinião, “extremamente tendenciosa contra a igreja”, faça a gentileza aos demais leitores de apontar quais informações estão erradas ou quais estão sendo por nós omitidas.

      O artigo deixa mais que claro – para quem lê de forma proficiente em sua própria língua materna – que algumas das informações publicadas pela imprensa ainda precisam ser confirmadas. Daí o uso de “segundo a reportagem”, “de acordo com as informações do delegado”, “Se confirmado que alguns dos crimes ocorreram nas dependências da Igreja”, “Se confirmado o fato afirmado pelo delegado”, etc.

      Note que em nenhum momento as fontes jornalísticas aqui usadas, o funcionário da Polícia Civil citado, ou este site acusaram “Nós Mornos [de] sermos coniventes com tamanho crime” (sic), uma vez que se tratam de crimes cometidos e acobertados em uma localidade específica. Agora, se você coloca a mão no fogo por todos os mórmons (“Mornos”) em Rosário do Sul e afirma que os crimes não foram acobertados pela liderança local, você há de nos enviar fotos do seu Urim e Tumim.

      • O homem já está preso e excomungado, ou seja, recebeu a punição máxima pela Igreja, o que demonstra que ela não tolera esse tipo de comportamento.

        Se confirmado o fato afirmado pelo delegado local de que os “líderes da igreja sabiam, tinham conhecimento dos abusos e abafavam o caso”, o que será feito pela hierarquia SUD acerca da sua liderança em Rosário do Sul?

        Resposta: todos passarão por um conselho disciplinar e colherão as consequências pelos seus atos.

        Espero que haja a mesma publicação neste site caso não seja confirmado que os líderes sabiam ou abafavam o caso.

    • Bispos entrevistam crianças. 12 a 17 anos são crianças. E provavelmente usou isso como desculpa para pegar uma menina de 9 anos também… Não se esqueça que Joseph casou (fez sexo, transou) com crianças de 14 anos. Além dele, alguns anos atrás uma autoridade geral foi excomungada por pedofilia.

      • “Bispos entrevistam crianças. 12 a 17 anos são crianças.”
        Não há nenhum problema em uma liderança eclesiástica conversar em particular com um membro de sua congregação, isso não é crime, o crime é usar de sua autoridade e aproveitar o momento em particular para praticar abuso sexual. Não se pode começar a censurar as entrevistas de liderança porque alguém fez mal uso delas.

        “E provavelmente usou isso como desculpa para pegar uma menina de 9 anos também”
        Esse é o problema, usar de sua autoridade e aproveitar o momento em particular para praticar abuso sexual.

        “Não se esqueça que Joseph casou (fez sexo, transou) com crianças de 14 anos”
        Querer criticar um comportamento realizado numa sociedade rural do início do século XIX com os padrões vigentes hoje é pura desonestidade intelectual.

        “Além dele, alguns anos atrás uma autoridade geral foi excomungada por pedofilia.”
        Correto, assim como a autoridade geral foi excomungada, o líder local citado na matéria também foi excomungado e todos que realizarem essa prática também devem ser excomungados, sem exceção.

      • Savio, vamos falar sobre honestidade intelectual?

        Um homem 20 anos mais velho casar com uma criança de 14 anos não era normal. Joseph viveu na Nova Inglaterra, que nao tinha essa costume inclusive.

        Os dois casos citados, as pessoas só foram excomungadas depois da noticia se tornar publica. O caso deste líder em Rosário do Sul, ele já tinha passagem pela policia pelo mesmo crime. No caso do Elder Lee, ele levou anos para ser excomungado. Há diversos casos de proteção de abusadores até por autoridades gerais. Tem um documentário inclusive sobre isso no EUA.

        E sobre “autoridade eclesiástica para entrevistar sozinho” crianças e adolescentes, só pela Igreja, pq qualquer pai pode e deve proibir entrevistas pessoais com seus filhos.

      • “Um homem 20 anos mais velho casar com uma criança de 14 anos não era normal. Joseph viveu na Nova Inglaterra, que não tinha essa costume inclusive.”

        A realidade da época não era como você alega, veja:

        “As mulheres se casavam em idades relativamente jovens na primeira década do estabelecimento em Utah (16 ou 17 anos, ou, raramente, mais jovens), que era típico de mulheres que viviam em áreas remotas na época.”
        Fonte: https://www.lds.org/topics/plural-marriage-and-families-in-early-utah?lang=por&old=true#20

      • mentiras da época sobre Joseph Smith ter sido pedófilo, que blasfêmia,!!!!! o pp profeta colocou que isto aconteceria, onde afirma de que muitos falariam bem e outros mal dele. Estas perseguições já existem desde a época da revelação e vem se espalhando como se verdades fosem, e quem acredita nestas mentiras,, na verdade, não conhece nada sobre a vida do profeta e do seu trabalho incessante sobre as verdades, e geralmente são ex-mórmons excomungados, visto que a igreja não aceita homens pecadores que infringem as leis de Deus. Muitos caíram e culpam a igreja, qdo a culpa esta dentro de cada um que não tem estrutura para aguentar o seguimento dos mandamentos, falando mal da igreja. O ser humano tem suas fraquezas e isto se veem em qq igreja e como somos uma igreja, se justifica as resistências de muitos que se batizaram, mas não se converteram.

      • No caso que vc citou de Joseph Smith ter se casado com uma jovem de 14 anos, não se esqueça também que muito possivelmente o seu bisavô também deve ter feito isso. Não se esqueça disso também. Faça uma pesquisa básica sobre seus antepassados e você verá casos semelhantes em sua própria família.

    • “Já fui Bispo da Igreja e nunca se entrevista crianças para saber sua dignidade.

      Claro que sim, ou por acaso não é o Bispo que entrevista filhos de membros de 8 anos para o batismo?e essa entrevista não é para verificar quanto a preparação e dignidade da mesma como qualquer pessoa é entrevistada para o batismo?

  2. “Se confirmado fato afirmado pelo delegado local de que os “líderes da igreja sabiam, tinham conhecimento dos abusos e abafavam o caso”, o que será feito pela hierarquia SUD acerca da sua liderança em Rosário do Sul?”

    A resposta é: nada!

    Se esse homem já tinha feito isso há 10 anos como o espírito da revelação não mostrava nada? como ele chegou tão longe dentro da igreja e até chegou perto de ter outros chamados se já fez isso há anos? onde estava a “revelação” que não mostra a indignidade desses homens?

    • Simples Magnolia, revelação é somente uma simples palavra sem significado.

      Na verdade quando se escolhem lideres, eles vê também outros detalhes como:

      a) histórico do membro
      b) se fez missão e caso tenha feito que cargo teve.
      c)etc…

      Uma coisa que fiquei sabendo que missionários não vão para missão sobre revelação, mas sim por designação a qual nem os próprios missionários sabem. Existe um esquema que quem manda papeis na primeira semana do mês x são designado para missao 1 na segunda semana para missão 2 e assim vai. Há excessões, mas geralmente é assim.

      • Hico interessante isso que você viu nesse esquema, sei que rola umas coisas por trás, só filhos de rico vão para fora do país, poucos tem essa sorte.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.