Mesmo Pondo de Lado a Evolução, Geologia Básica Refuta o Criacionismo

No conflito em curso entre ciência e criacionismo, a evolução geralmente é um ponto principal de contenção. A ideia de que toda a vida na Terra evoluiu de um antepassado comum é um grande problema para os criacionistas. Como geólogo, porém, penso que as rochas sob nossos pés oferecem argumentos ainda melhores contra o criacionismo. Pois o modelo criacionista não se ajusta com o que você pode ver por si mesmo. E isso já era conhecido antes de Darwin escrever uma palavra sobre evolução.

Arca Noé Geologia Criacionismo Bíblia

Gravura usada em diversas publicações da Igreja SUD. Construindo a Arca, de Harry Anderson. © 2015 Intellectual Reserve, Inc.

O que dizem as rochas

Não preciso viajar muito longe para argumentar este caso. Há uma laje de rocha polida na parede do meu gabinete que refuta a chamada Geologia Diluviana: a visão de que uma inundação global e destruidora explica a história geológica após a criação inicial da Terra por Deus. Essa laje de quase dois metros e meio de comprimento é um conglomerado, uma rocha feita de fragmentos de rochas mais antigas trabalhadas com água. Continuar lendo

A Biologia Pode Explicar a Evolução da Religião?

Para um biólogo como eu, as perguntas interessantes sobre religião sempre foram de onde ela veio e por que evoluiu. Lecionei biologia evolutiva em uma Universidade Católica no país mais católico do mundo— o Brasil. Alguns dos meus colegas aqui no Reino Unido pensaram que deve ter sido muito desafiador, mas não.  A população brasileira é atípica no sentido em que 60% da população é religiosa e também acredita na evolução por seleção natural.

Mormonismo. Espiritualidade.

Detalhe de A criação de Adão, de Michelangelo (aprox. 1512).

O desenvolvimento de novas religiões se parece com a forma como novas espécies são formadas e se adaptam.  Continuar lendo

Visualizando Evolução Orgânica [Vídeo]

Evolução orgânica é o fato mais bem atestado, demonstrado, documentado e limpreendido pela ciência moderna e na história epistêmica da humanidade.

Nenhum conhecimento humano, em todas as áreas científicas e modalidades de pesquisa, compara-se em escala de compreensão e corroboração com o que hoje conhecemos como Evolução Orgânica.

Espécies da superfamília de primatas Hominoidea como o gibão, o humano, o chimpanzé, o gorila, e o orangutango todos partilham de um ancestral comum.

Espécies da superfamília de primatas Hominoidea, como o gibão, o humano, o chimpanzé, o gorila, e o orangutango, todos partilham de um ancestral comum.

Não obstante, ainda há muitas pessoas, usualmente motivadas por suas crenças religiosas, que rejeitam Evolução Orgânica, o fato científico mais claro e desambigue. Da mesma maneira como muitos religiosos creem que a Terra seja plana, tais descrentes da ciência apegam-se à ignorância dos fatos para declamar que “não há evidências suficientes”, atrelando sua fé na esperança que desconhecimento dos fatos os torna inexistentes.

Pesquisadores da faculdade de medicina da Universidade de Harvard elaboraram um elegante experimento que demonstra, em tempo real, como ocorre evolução orgânica. E ainda tiveram a bondade de filmá-lo e publicar o vídeo. Continuar lendo

Baleias São Cristãs?

Muitas pessoas, especial e conspicuamente líderes religiosos, acreditam que para ser uma pessoa moral, ética, ou boa é necessário ser religiosa.

Ensinamentos religiosos como os de Jesus, focados em conceitos, presentes em praticamente todas as religiões e filosofias na Antiguidade, básicos de altruísmo como “façam aos outros o que vocês querem que eles lhes façam” fundamentam a crença que religião forma o cerne do que é bom e moral na humanidade.

Mas seriam tais comportamentos altruísticos realmente uma função exclusiva ou predominante do pensamento religioso, ou um subproduto da própria natureza humana?

Baleia

Convidamos a cientista Tracey Rogers para explicar como um outro mamífero exibe esse comportamento, mais cristão de todos, natural e instintivamente:

Continuar lendo

Por que Humanos se Drogam?

Por que seres humanos têm o desejo inato a se drogar?

Os Fumadores, por Adriaen Brouwer (ca. 1605) Museu Metropolitano de Arte, NYC

Os Fumadores, por Adriaen Brouwer (ca. 1605) Museu Metropolitano de Arte

É fácil explicar o apelo de drogas como heroína e cocaína, que estimulam diretamente os centros de recompensa do cérebro. O que é menos fácil de explicar é o apelo das drogas psicodélicas como o LSD e a psilocibina que produzem estados alterados de consciência. Afinal, não há nenhuma razão óbvia porque padrões incomuns de pensamento e percepção – normalmente, sintomas de envenenamento ou doença – devam ser atraentes. E, no entanto, as pessoas não só pagam dinheiro por essas experiências, eles ainda correm o risco de serem presos ou pior por isso. Por que isso? Continuar lendo

O Dia da Terra para Mórmons

Celebramos hoje o Dia Internacional da Mãe Terra!

terra

O “Dia da Terra” é “uma data criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2009 para marcar a responsabilidade coletiva para promover a harmonia com a natureza e a Terra e alcançar um balanço entre economia, sociedade e ambiente”.

“O Dia Internacional da Mãe Terra é uma chance de reafirmar nossa responsabilidade coletiva para promover a harmonia com a natureza em um tempo em que nosso planeta está sob ameaça da mudança climática, exploração insustentável dos recursos naturais e outros problemas causados pelo homem. Quando nós ameaçamos nosso planeta, minamos nossa própria casa – e nossa sobrevivência no futuro” Ban Ki-moon, Secretário-geral da ONU (2007-2016)

Em 1969, durante uma conferência da UNESCO em São Francisco, o ativista John McConnell propôs a criação de uma data comemorativa em “honra à Terra e ao conceito da Paz” e sugeriu o 21 de março de 1970 por se tratar do equinócio primaveril (no hemisfério norte).

Enquanto isso, nos EUA o Senador Gaylord Nelson, após destruição causada pelo grande vazamento de óleo na Califórnia de 1969, conseguiu articular e passar leis estabelecendo o dia 22 de abril de 1970 para o mesmo propósito (20 milhões de pessoas nos Estados Unidos saíram às ruas para protestar em favor de um planeta mais saudável e sustentável, e milhares de escolas e universidades organizaram manifestações contra a deterioração do meio ambiente), culminando na criação da Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos e de leis criando os Atos do Ar Limpo, Água Limpa e das Espécies Ameaçadas. Desde então, esta data fora celebrada nos EUA e, desde 2009, pelo mundo afora por conclamação das Nações Unidas.

Enquanto isso, como celebraram ou se conscientizaram os Mórmons nesses últimos 46 anos desde 1970? Continuar lendo

Joseph Smith: Deus é Como Um de Nós

Joseph_Smith_Jr_portrait_owned_by_Joseph_Smith_III_zpsec9818e5Em 07 de abril de 1844, Joseph Smith proferiu um de seus discursos públicos mais emblemáticos, conhecido como o “sermão King Follet“. Nele, o profeta pregou, entre outros temas, a natureza humana de Deus e a pluralidade de deuses. O trecho abaixo é de uma das várias anotações disponíveis feitas pela audiência: Continuar lendo

Mórmons Contra Ciência em Utah?

Mórmons em Utah estão pressionando a Comissão de Educação Estadual para piorar o ensino de Ciências para crianças e adolescentes em uma nova cruzada anti-ciência.

A mutação de um gene significou a evolução do coração. Nenhum fato científico está melhor estabelecido pelo acúmulo de evidências que a Evolução Orgânica.

De acordo com várias agências de notícias (Washington Post, Newsweek, Salt Lake Tribune, Jezebel), o currículo de alunos Continuar lendo

Mórmons Contra Ciência?

A elegante estrutura helicoidal do DNA: descoberta em 1953, 6 anos após Russell Nelson se formar em Medicina, quase 100 anos depois que Charles Darwin revolucionou a Ciência moderna com a Teoria que ela ajudou a comprovar.

Mensagem de Páscoa de Apóstolo Russell Nelson inaugura nova era de conflito entre Mormonismo e Ciência?

Durante a última Conferência Geral há duas semanas atrás, para minha enorme surpresa, o Apóstolo Russell Nelson ridicularizou duas das teorias científicas mais aceitas, comprovadas, demonstradas, e fundamentais para uma gama enorme de todo processo científico da atualidade.

Sem exageros, ele teria se envergonhado menos se ele tivesse questionado uma das teorias de Gravidade, que é muito menos compreendida. Eu gostaria de, brevemente, discutir como ele esta errado, por que eu suspeito que ele tenha adotado essa postura, qual o contexto histórico na relação entre Mormonismo e Ciência, e quais as implicações para o futuro.

Continuar lendo

Palavra de Sabedoria e a Ciência

Quem nunca ouviu a afirmação que a revelação da chamada “Palavra de Sabedoria” foi revolucionária e um enorme avanço sobre as ciências médicas, que viriam a confirma-la décadas ou centenas de anos depois? Que a Palavra de Sabedoria é uma profecia cumprida e confirmada pela Ciência moderna? E, como prova disso, o estado de Utah — ainda em sua maioria Mórmon — goza de uma das maiores taxas de expectativa de vida nos EUA e no mundo!

Bom, do ponto de vista histórico sabemos que a Palavra de Sabedoria é praticamente idêntica ao movimento chamado de “temperância” que alastrava por toda a região norte-nordeste dos EUA desde o início do século XIX, atingindo furor nas décadas de 1820 e 1830.

Ignorando a questão de sua independência de origens, a Palavra de Sabedoria traz afirmações de saúde claras e específicas, que permanecem no contexto Mórmon fortemente até hoje.

Ao menos alguns líderes da Igreja defendem ou defenderam Ciência como o resto do mundo a utiliza: ferramenta para o avanço do conhecimento e bem estar da Humanidade. Sendo assim, eu achei que seria interessante ver o que as Ciências Médicas, principalmente as pesquisas científicas mais recentes, tem a dizer hoje sobre a Palavra de Sabedoria (como publicada em Doutrina e Convênios, seção 89).

O que dizem os estudos recentes? [1]

Continuar lendo