CNN: Profetas Mórmons Cedem à Pressão Pública

Reportagem da CNN focando nas recentes mudanças anunciadas pela Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias indica que a súbita reversão de uma política declarada como “revelada por Deus” pode não ter sido recebido com a aprovação pública que muitos esperavam.

Presidente Dallin H Oaks, Primeiro Conselheiro da Primeira Presidência e Presidente do Quórum dos Doze Apóstolos (à esquerda) com o Profeta Presidente Russell M Nelson (à direita), ambos citados como arquitetos da agora rescindida política de discriminação de 2015.

O artigo da CNN discorre sobre como o anúncio desta semana sugere que os profetas mórmons alteram e moldam suas revelações de acordo com pressões de opinião pública, pregaram homofobia que resultou em milhares de membros abandonando a fé, e dezenas de casos de suicídio. Além disso, o artigo argumenta que este anúncio sinaliza que os profetas mórmons, e suas revelações, são suscetíveis a pressão social.

Abaixo seguem alguns pontos principais do artigo da CNN sobre o anúncio da nova política da Igreja SUD sobre famílias LGBT. Continuar lendo

Profeta Nelson Anuncia Novo Chamado: Irmãos e Irmãs Ministradores

O Presidente Russell M. Nelson anuncia o abandono de um projeto eclesiástico há décadas falido e anuncia um novo chamado na Igreja!

Profeta Russell M. Nelson anuncia mudanças no Sacerdócio de Melquisedeque durante a 188a Conferência Geral Anual (Foto: Scott G Winterton, Deseret News)

Adeus mestres familiares. Olá, irmãos ministradores.

Adeus professoras visitantes. Olá, irmãs ministradoras.

Mas qual será a diferença entre esses novos chamados e os velhos, além de seus títulos? Continuar lendo

Profeta Nelson Anuncia Nova Revelação

De acordo com o Presidente Dallin Oaks, Primeiro Conselheiro na Primeira Presidência da Igreja SUD, os membros ouviram hoje em plena Conferência Geral “um anúncio revelatório do Presidente Russell M. Nelson”.

Profeta Russell M. Nelson anuncia mudanças no Sacerdócio de Melquisedeque durante a 188a Conferência Geral Anual (Foto: Scott G Winterton, Deseret News)

Qual seria o conteúdo revolucionário desse “anúncio revelatório”? Continuar lendo

Livro de Abraão: 50 Anos dos Papiros

Em 27 de novembro de 1967, o Museu Metropolitano de Arte de Nova Iorque devolveu para A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias os papiros originais usados por Joseph Smith, Jr., para produzir o Livro de Abraão.

Esse evento foi comemorado com grande antecipação e efusivos sentimentos de esperança, e até uma sensação de validação. Por mais de um século, estes antigos documentos haviam sido dados como perdidos, e subitamente em 1967 não apenas haviam sido reencontrados, mas haviam sido retornados à Igreja SUD!

Contudo, tão logo passou a euforia e o regozijo inicial, recaiu sobre a Igreja o que apenas pode ser descrito como “desconforto” sobre o documento, levando a quase silêncio da instituição oficial, e a décadas de esforços intensos (e inúteis) de dúzias de apologistas. Continuar lendo

Profecia e Inflação Brasileira

Às vésperas da eleição presidencial que levaria ao segundo turno Dilma Roussef e José Serra, o setenta brasileiro Claudio Costa pregava a obediência cega e utilizava a economia brasileira como um exemplo de revelações específicas dadas por profetas vivos.

mórmons brasieliros profecia inflação

Cláudio R. M. Costa, da Presidência dos Setenta

Continuar lendo

Promotores Oferecem Acordo Judicial a Líderes de Igreja Mórmon

Promotores públicos federais ofereceram um acordo judicial para a maioria dos 11 líderes da igreja mórmon formalmente estabelecida como A Igreja Fundamentalista de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias que estão sendo acusados de cometer fraude contra o programa de “bolsa família” do governo federal americano, além de lavagem de dinheiro.

Mórmons fundamentalistas

Jovens da Igreja FSUD. Imagem: Stephanie Sinclair | NYT

De acordo com o acordo judicial oferecido, a maioria dos mórmons acusados confessariam culpa aos crimes, porém evitariam penas de reclusão.

Entenda o caso: Continuar lendo

Falece Ed Kimball, Filho e Biógrafo do Profeta Spencer

É com pesar que noticiamos o falecimento do jurista e biógrafo Edward L. Kimball, filho do 12º Presidente da Igreja SUD Spencer W. Kimball e autor de uma das biografias mais populares no meio mórmon.

ed-kimball

Além de ter servido por décadas como Bispo da Igreja SUD, juiz de sentença em dois estados, e professor de direito por 40 anos em universidades de Montana, Wisconsin, e Utah (na BYU da Igreja),  Kimball é e será lembrando, acima de tudo, por haver escrito e publicado duas excelentes e populares biografias sobre seu pai-profeta. Biografias que não só eram bem documentadas e pesquisadas, como tornavam público erros e defeitos do Profeta, rompendo com o paradigma da tradição mórmon de priorizar hagiografias.  Continuar lendo

John Taylor: Fontes da Verdade

O Presidente John Taylor fez os seguintes comentários sobre como escolher as fontes das verdades que aprendemos e descobrimos, no histórico Tabernáculo Mórmon, em junho de 1853:

John Taylor, Apóstolo (1838-1880) e Presidente (1880-1888) d´A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

John Taylor, serviu como Apóstolo (1838-1880) e Presidente (1880-1887) d´A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e quase foi assassinado junto com Joseph Smith

Continuar lendo

Brigham Young: Habitantes da Lua e do Sol

O Presidente Brigham Young fez os seguintes comentários sobre habitantes na Lua e no Sol, no histórico Tabernáculo Mórmon, em julho de 1870, e posteriormente publicado pela Igreja:

Interpretação popular da ilusão de ótica conhecida como “o homem na Lua”, como vista do hemisfério norte da Terra, formada pelos acidentes geológicos: 1) Mare Imbrium, 2) Mare Serenitatis, 3)  Mare Vaporum, 4) Mare Insularum, 5) Mare Cognitum, e 6) Mare Nubium. (Imagem por Luc Viatour)

Continuar lendo

Profetas Mórmons: Pauline Hancock

Profetas vivos são a parte mais idiossincrática da história, da teologia e da tradição mórmons. Tanto que o primeiro hinário mórmon, de 1835, continha uma estrófe celebrando a natureza ímpar desse quesito fundamental:

“Uma igreja sem um Profeta,
Não é a igreja para mim,
Ela não tem um cabeça para liderá-la,
Não pertenceria a uma assim.”

O conceito de profetas vivos permanece firme e forte, com mórmons cantando hoje “Graças damos, ó Deus, por um profeta; Que nos guia no tempo atual”. A celebração, e reverência, de profetas passados é quase tão forte quanto o culto aos profetas vivos atuais, inspirando publicações de biografias autorizadas e livros didáticos para mantê-los vivos na memória coletiva.

profetisa mórmon

Hulda, de Elspeth Young.

Não obstante, seja por divergência de tradições, seja por falta de interesse ideológico ou eclesiástico, ou por apatia literária ou historiográfica, muitos profetas da história e tradição mórmons são ignorados ou esquecidos. Esta série de artigos servirá para explorar as biografias e os legados desses líderes mórmons com sucintas introduções a seus chamados proféticos.

O artigo de hoje discutirá Pauline Hancock.

Continuar lendo

Profetas Mórmons: Warren Jeffs

Profetas vivos são a parte mais idiossincrática da história, da teologia e da tradição mórmons. Tanto que o primeiro hinário mórmon, de 1835, continha uma estrófe celebrando a natureza ímpar desse quesito fundamental:

“Uma igreja sem um Profeta,
Não é a igreja para mim,
Ela não tem um cabeça para liderá-la,
Não pertenceria a uma assim.”

O conceito de profetas vivos permanece firme e forte, com mórmons cantando hoje “Graças damos, ó Deus, por um profeta; Que nos guia no tempo atual”. A celebração, e reverência, de profetas passados é quase tão forte quanto o culto aos profetas vivos atuais, inspirando publicações de biografias autorizadas e livros didáticos para mantê-los vivos na memória coletiva.

Antonio_Balestra_-_Prophet_Isaiah

Profeta Isaías, de Antonio Balestro

Não obstante, seja por divergência de tradições, seja por falta de interesse ideológico ou eclesiástico, ou por apatia literária ou historiográfica, muitos profetas da história e tradição mórmons são ignorados ou esquecidos. Esta série de artigos servirá para explorar as biografias e os legados desses líderes mórmons com sucintas introduções a seus chamados proféticos.

O artigo de hoje discutirá Warren Jeffs.

Continuar lendo

Brigham Young: Contra Educação Universal

O Presidente Brigham Young fez os seguintes comentários sobre educação universal durante a Conferência Geral de abril, 1877.

Brigham Young

É interessante notar nesse trecho que, além de se posicionar contra educação universal (atualmente considerada, quase unânimente, como um direito humano básico) e considerá-la o equivalente a furto, Young o faz demonstrando rejeitar fatos estatisticamente comprováveis a favor de opiniões pessoais e experiências anedotais, enquanto critica aqueles que guardam 90% de doações voluntárias apenas para doar à caridade meros 10% (quem faz isso?): Continuar lendo

História Mórmon Não Ocorreu Como Ensinada Pela Igreja

Há poucos dias, publicamos a declaração do historiador e apologista Richard Bushman sobre a narrativa oficial da história mórmon não ser verdadeira.

Patriarca e ex-Presidente de Estaca, Editor para a Igreja SUD, e historiador biógrafo de Joseph Smith, Richard Lyman Bushman

Em um serão informal, ele havia sido questionado se acreditava haver espaço no mormonismo para diferentes narrativas históricas ou se a Igreja SUD manter-se-ia atrelada à sua atual narrativa oficial. Bushman respondeu (ênfase nossa):

Eu acho que para a Igreja permanecer forte, ela tem que reconstruir sua narrativa. A narrativa dominante não é verdade. Ela não pode ser sustentada. Assim, a igreja tem que absorver toda essa nova informação [histórica], ou ela vai se basear numa fundação instável, e é isso que ela está tentando fazer. E vai ser uma pressão para um monte de gente, para pessoas mais velhas especialmente, mas eu acho que tem que mudar.

Apesar da tendência recente em publicar fontes antes pouco acessíveis ou mesmo secretas, bem como incluir informações e narrativas que haviam sido marginalizadas em sua história, e até mesmo retirar uma mentira histórica de suas escrituras, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias ainda sustenta e promove algumas narrativas que beiram o ficcional, distorce fatos a fim de adequá-los às suas práticas e doutrinas atuais, e falha grosseiramente em disponibilizar novas informações históricas ao seu público interno. Nesse sentido, a “narrativa dominante” na Igreja, como afirma Bushman, não é verdadeira.

Tal constatação absolutamente não implica em desacreditar ou deixar de acreditar em conceitos subjetivos e abstratos que constituem a fé religiosa em geral, ou a fé mórmon em específico. Não obstante, devido a leituras deficientes e/ou ao desejo de confirmar suas próprias crenças (acerca do mormonismo, ou de Bushman, ou destas Vozes Mórmons), alguns erroneamente atribuíram (a Bushman ou a este site) essa conclusão de natureza espiritual.

Richard Bushman publicou, há dois dias, uma nota em que reafirma suas crenças pessoais no chamado profético de Joseph Smith e nos eventos sobrenaturais por ele narrados, refutando a conclusão infundada e débil de que teria “perdido seu testemunho”.

Eis a nota, traduzida na íntegra (ênfases e links nossos): Continuar lendo