Cadê a tradução?

Um ano depois, ensaios históricos do site lds.org permanecem sem tradução

translation2Há muitos problemas de tradução na Igreja sud. Mas um tem se destacado gravemente: a política de não traduzir.

No final de 2013, o site lds.org inicou a publicação de ensaios em língua inglesa acerca de tópicos de natureza histórica e doutrinária, recebendo bastante atenção nas discussões online sobre mormonismo. Os ensaios não foram anunciados em Conferência Geral, promovidos na Liahona e Ensign e sequer receberam destaque no próprio site. De fato, é até mesmo difícil localizá-los.

Em que pesem os problemas, penso que a iniciativa apontou para uma maior abertura da Igreja sud em lidar com seu passado, uma vez que tem abordado temas controversos como violência entre mórmons no séc. XIX,  a historicidade do Livro de Abraão e os quatro ensaios relacionados ao casamento plural , incluindo a prática em Kirtland e Nauvoo, entre pioneiros em Utah  e seu fim oficial com o Manifesto.

Senti uma satisfação especial ao ler o ensaio intitulado “Raça e sacerdócio“, ao ver informações que a Igreja admitia pela primeira vez a respeito de um tema tão doloroso quanto relevante para o mormonismo no Brasil. Infelizmente, minha resenha publicada aqui há um ano permanece como a única fonte em língua portuguesa para tais informações.

O fato desses ensaios estarem disponíveis apenas em inglês sugere que é de interesse da Igreja que apenas uma minoria de seus membros tenha acesso a eles. Quanto menos, melhor. Talvez minha interpretação soe como uma teoria da conspiração. Ok. Aceito a possibilidade. Mas seja qual for o motivo por trás da falta de tradução, o resultado é exatamente este: os ensaios estão disponíveis a uma minoria de membros.

Quantos membros sud brasileiros você conhece que têm a habilidade de ler um texto complexo em inglês?

Certamente, não faltariam recursos humanos e econômicos para traduzir. Recentemente, um site objetivando auxiliar na luta contra o uso de pornografia foi lançado pela Igreja em dez idiomas. Dez idiomas.

Atualização em 29/12: nesta data constatamos a publicação dos ensaios em português.

15 comentários sobre “Cadê a tradução?

  1. . Sério, pois se trata de um esforço genuíno embora muito cauteloso e tímido de a igreja ser mais transparente e honesta com sua história. No entanto olhando pelo lado das autoridades gerais oque eles podem fazer?, abrir e escancarar as “portas e janelas” e correr o risco de derrubar nossas tradições em cima das nossas cabeças e assim magoar milhares de santos fieis? Por outro lado não seria um ato de fé genuíno partindo deles abrir a história de uma vez por todas fazer os ajustes necessários pedir as desculpas que fossem necessárias e permitir que nós membros comuns decidíssemos por nós mesmos e nossa fé ? será que a perca seria realmente grande?. É difícil muito difícil, não gostaria de estar na pele deles.

  2. Richard wrote:
    No entanto olhando pelo lado das autoridades gerais oque eles podem fazer?, abrir e escancarar as “portas e janelas” e correr o risco de derrubar nossas tradições em cima das nossas cabeças e assim magoar milhares de santos fieis?

    Essas são as duas perguntas mais idiotas que já ouvi…

    A resposta é simples… Não… Não significa que vão abrir e escancarar as “portas e janelas” e derrubar nossas tradições em cima das nossas cabeças e assim magoar milhares de santos fieis…

    Significa apenas professar a verdade apenas isso… Se a história mórmon causa vergonha… Então teremos uma noção real de que os lideres do passado não são tão incorruptíveis como se apregoa…

    Acho que tem que escancarar sim! Proclamar que Joseph Smith (além de profeta para quem assim acredite, eu não acredito) era mulherengo, gostava de disputas e não respeitava nem as mulheres casadas… Eles tinha uma lorota infame e libidinosa de que (se lhes fossem agradável a mulher de seu próximo) a mulher x era sua esposa celeste… Mesmo se fosse casada… Isso pra mim tem um nome…

    A igreja não se diz a única verdadeira sobre a face da terra, então qual problema em professar sua verdadeira história?

    Vou te contar viu… !

    • Silvio Nunes, é notório que você não possui vinculos, passado, respeito (nem pelo semelhante quanto mais por uma instituição) ou amor por esta igreja se tivesse entenderia o que quero dizer. Se sua vida tivesse sido moldada, seu vínculos afetivos, negócios, familiares e uma serie de outras questões sociais estivessem em jogo talvez tivesse um pouco mais de sobriedade em suas respostas.

      • Está completamente equivocado em sua opinião Richard! Estou há mais de 30 anos na igreja, sou ativo atualmente, porem meu grande sonho é que a história da igreja seja passada a limpo nua e crua como deve ser… Como o é o lema da organização das moças: “Defender a verdade e a retidão”… Se é um lema para as moças porque não para a igreja como instituição… É só para as moças? Você é favorável ao lema de “defender a verdade e a retidão” ou não?
        Em minha opinião, não, primeiro porque se esconde por trás de um avatar… É uma posição mui cômoda postar opiniões protegido por um avatar… Segundo porque defende que a história real não deva ser contada para o “céu não desabar sobre nossas cabeças”… Isso é amor pelo povo e pela igreja? O amor liberta, não aprisiona em uma sela de fragmentos de verdade(s)…
        Quando tomamos um rolo de Torah ou o Tanak lemos histórias que para alguns a interpretação remete à visão de um D’us cruel, que ordena destruir nações inteiras, que manda ursas devorarem rapazes, etc… Não se floreia para se tornar este D’us mais belo ou melhor do que Ele realmente O é… Este D’us ordena não fazermos adorações que não sejam exclusivamente a Ele…
        Pelo que você escreveu em sua postagem (se entendi corretamente) você defende que a verdade não pode ser divulgada, ensinada, professada… Todos devem ficar na mais absoluta ignorância pelo amor a igreja, porque suas vidas foram moldadas em preceitos morais (que correm o risco de ruir) que correm o risco de se desfazerem se a verdade for ensinada… Como você ou os membros podem manter-se em seu castelo de fragmentos da verdade, como manter ilibada a moral e a conduta dos antigos “profetas” se estes em diversas ações se mostravam apenas serem homens carnais de uma carnalidade incompreensível para os padrões de um Tzadik ou Tamim?
        A primeira coisa que D’us exigiu de Avraham ao fazer aliança com ele foi que ele fosse Tamim ( perfeito, ou que andasse em toda a santidade diante D’le…)… Nos dias atuais movidos pela ignorância muitos livros e muitos acreditam que Joseph Smith “fez mais pela salvação humana que qualquer outro homem exceto Jesus Cristo” ou seja, colocam JS ao lado de Jesus Cristo… Em outros livros pode-se ler que Hiram Smith (em alguns mesmo Joseph) está no reino celestial… Vamos aceitar por um breve momento isso como verdade…
        Posso então me agradar de uma mulher qualquer e cantá-la dizendo que ela é minha esposa espiritual, ok! Como era comum se fazer na época de Joseph, Brigham Young entre outros, ok! É exatamente o que faziam Joseph e Young, são nossos profetas podemos seguir seus passos certo… (Brincadeira)
        O problema aqui não é eu respeitar ou ter uma vida moldada pela casca de verdade (isso mesmo eu disse casca de verdade) que é a igreja atualmente… O problema é que os membros não conhecem a história da igreja como deveriam… O problema é que muitos querem permanecer ignorantes quanto às verdades históricas da igreja… O problema é que pensam que assim são felizes, pra que mexer no passado (para o mundo desabar sobre nossas cabeças?) ? E assim vamos ilusoriamente avançando com a noção que vamos romper algum véu algum dia…
        Irmão esse é o verdadeiro pecado… Talvez não poder jamais romper o véu porque alguém disse que em feitos um homem estava abaixo apenas de Jesus e as pessoas passam a adorá-lo… Ah! Mas na igreja ninguém adora J Smith… Será? Adorasse e tudo converge para uma adoração irrefutável aos lideres… Muitos veneram até lideres das Estacas… E MUITOS adoram estar em cargos elevados porque podem usar poder e ser adorados… Às vezes você vê um líder fazer uma (desculpem os termos que usarei) “cagada” gigantesca, mas como aquele “cocô” é de um líder então não é um excremento qualquer… Se você passar no rosto tem propriedades curativas, ou seja, qualquer “cocô” que vier de um líder deve ser aceito de bom grado e é neste ponto que alguns se revoltam e se diferenciam pois não estão na igreja para aceitar qualquer porcaria que não deveria sair da boca dos lideres. Então a maioria por fim pergunta, mas em que isso ajudaria? O líder foi colocado lá por D’us se ele nos oferecer qualquer “cocô” devemos aceitar pois esse líder representa o próprio Jesus Cristo, deixemos o cocô o foco era adoração… Se um líder “cagão” é comparado a Jesus Cristo, se nos fazem acreditar que qualquer “cagão” foi chamado por D’us quanto mais Joseph Smith aquele que fez tanto por nós, ok! Exceto mais que o próprio Cristo!
        Ninguém pode ser salvo em ignorância irmão então vai estudar um pouco a história real de sua igreja…
        Shalom!

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.