Joseph Smith: Liberdade de Errar

O que ensinou Joseph Smith sobre como devemos tratar as pessoas que erram, ou pensam diferente, ou mesmo tem opiniões divergentes de nós?

js07

Eu nunca pensei que fosse correto intimar um homem e julgá-lo porque ele errou em doutrina, isso parece muito com o Metodismo e não com santismo dos últimos dias. Metodistas têm credos que um homem deve acreditar ou ser expulso de sua igreja. Eu quero a liberdade de acreditar como eu quiser, é bom não ser amarrado. Não se prova que um homem não é um bom homem porque ele erra em doutrina. (The Words of Joseph Smith, pp. 183-184)

 

14 comentários sobre “Joseph Smith: Liberdade de Errar

  1. Talvez esta mesma afirmação e pensamento sirvam como defesa “em última instância” da Kate Kelly e do irmão John Dehlin. O profeta é bem claro rigidez é coisa de metodista… Reivindicar ordenança não é apostasia, é no máximo “talvez” um erro de doutrina… Talvez sejamos todos excomungados porque reivindicamos a verdade… Shalom!

  2. Infelizmente, pela tradição SUD, somos ensinados a “deixar de lado” todo e qualquer ensinamento/doutrina de um profeta do passado, quando tal doutrina entra em conflito com as palavras/ensinamentos do profeta/presidente da Igreja atual, mesmo quando tais ensinamentos tenham saído da boca de Joseph Smith, nada mais nada menos do que aquele que segundo nossas crenças restaurou o evangelho de Jesus Cristo na Terra, aquele que fez (de acordo com a fé SUD) mais pela salvação humana (atrás apenas de Jesus Cristo) do que qualquer outro homem que tenha vivido na Terra.

    • Quando comentei que estava lendo o “Ensinamentos do Profeta Joseph Smith”, outro bispo que não é o da atual ala onde frequento me aconselhou a não ler. Era para ler somente as escrituras. Perguntei o porquê e ele saiu pela tangente.

    • Isso que voce diz tambem cabe às palavras de Cristo? Se alguma doutrina ensinada por Cristo entrar em conflito com uma doutrina ensinada por um profeta atual, devo deixar de lado a doutrina de Cristo? Estranho isso aí!

    • Falam isso em várias conferências e treinamentos de estaca (autoridades visitantes citam isso profeta que mais vale é o vivo) com frequência.

      Faz uma busca rápida no lds.org.br… eis aqui um exemplo do Elder Marril C Oaks (OUT 1998):
      “Temos uma grande quantidade de material histórico escrito à nossa disposição, inclusive os sermões dos antigos líderes da Igreja. Esses sermões dão-nos uma base que nos ajuda a compreender os primeiros eventos da Restauração e a situação existente na época. Este ano, temos o privilégio de estudar os ensinamentos do profeta Brigham Young nas reuniões do sacerdócio e da Sociedade de Socorro. Há uma extraordinária continuidade e concordância entre aqueles ensinamentos e os dos nossos profetas mais atuais.

      Como as normas e procedimentos da Igreja são aperfeiçoados por revelação e inspiração contínuas, algumas pessoas ficam perturbadas quando ocorre alguma mudança. Alguns literalmente pesquisam situações nas quais os antigos líderes ou membros da Igreja fizeram declarações que não estão em completa harmonia com nossa compreensão e práticas atuais. A atitude de certas pessoas é de que qualquer coisa que seja antiga é mais correta.

      Gostaria de fazer os seguintes comentários a esse respeito: (1) Alguns procedimentos da Igreja não foram completamente elucidados no início desta dispensação e foram ampliados e esclarecidos por profetas que vieram posteriormente. (2) Nossa proteção contra falsas doutrinas reside na importante crença de revelação contínua aos profetas atuais.”

      Fonte: https://www.lds.org/general-conference/print/1998/10/the-living-prophet-our-source-of-pure-doctrine?lang=por

      • E quais sao as revelacoes atuais? Isso seria um grande engano seguir os lideres atuais e ignorar as profecias e revelacoes que foram dadas e transmitidas como revelacoes, especialmente quando os lideres atuais nao produziram nenhuma revelacao, tiveram nenhuma visao ou proferiram nenhuma profecia. A barra de ferro descrita por Lehi era a palavra de Deus dada por revelacao e escrita de acordo como foi dada pela voz do Senhor e nao qualquer pessoa que tem um titulo.

  3. Ao estudar as escrituras podemos ver que este é um padrão do Senhor no evangelho que quando há ‘mudanças’ ou ‘novas revelações’ há aqueles que se apegam as práticas ou revelações antigas, de fato, foi o que aconteceu quando Cristo começou o seu ministério entre os Judeus que guardavam(guardam) o antigo convênio, a grande maioria não seguiu o novo convênio que o Messias propunha e o rejeitou.

    • De que forma os ensinamentos de Joseph Smith poderia ser comparados a uma porção “mosaica”, preparatória do evangelho? E quando houve um novo convênio proposto aos santos dos últimos dias, maior ou mais completo do que nos dias de Joseph Smith?

      • Fica difícil aceitar tantas mudanças e valores se perdendo dia a dia dentro da igreja, vejo uma necessidade dos lideres atuais se destorcerem para encobrir assuntos polêmicos dos profetas modernos e antigos, criam e fantasiam sobre o casamento plural, o afastamento de EMMA DO EVANGELHO, E AI VAI. INFINITAMENTE A HISTÓRIA DE IGREJA MUDA CONSTANTEMENTE.
        ATÉ OS TAMANHOS DOS garments E POR AI VAI. NÃO É MAIS FÁCIL E CORRETO MANTERMOS AS VERDADES E DEFENDE-LAS.

        NA VERDADE É COM TRISTEZA QUE, LENDO LIVROS DO COMEÇO DA RESTAURAÇÃO, VIMOS QUE A IGREJA ATUAL É TOTALMENTE DIFERENTE DA RESTAURADA E FOI SENDO MODIFICADA UM POUCO ALI, UM POUCO AQUI.

        INFELIZMENTE, LIVROS COMO ENSINAMENTOS DE JOSEPH SMITH, DOUTRINAS DE SALVAÇÃO, E DISCURSOS DE BRIGHAM YOUNG, VÃO SENDO TIRADOS DE CIRCULAÇÃO.

        E ASSIM VÃO FICANDO SÓ AS ESCRITURAS PADRÃO E OS MEMBROS COM SUAS INTERPRETAÇÕES PESSOAIS.

        E ASSIM OS QUE SÃO ARROGANTES SE DELEITAM TORNANDO SEUS PONTOS DE VISTA COMO UNICA E INABALÁVEL VERDADE! E ESSES A MAIORIA NEM SE QUER CONHECE A DOUTRINA MORMON!

      • A porção “mosaica” preparatoria pode estar relacionada com o fato de JS introjetar a poligamia como o novo e eterno convênio e as ordenanças do templo.

      • A porção “mosaica” preparatoria pode estar relacionado com a fato de JS introjetar a poligamia como novo e eterno convênio. Quanto a segunda questão, não creio que tenha convênio mais completo que na época dele. A igreja perdeu a identidade, de certa forma ao compararmos com a igreja do passado.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s