Depois da pedra, o chapéu

chapéu

Imagem: lds.org.

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias começou a incorporar a pedra de vidente à narrativa da tradução do Livro de Mórmon. Após ter publicado fotos de uma das pedras de vidente utilizada por Joseph Smith, bem como um artigo na revista Ensign, outra publicação oficial recente incorpora – ainda que discretamente – o tema da pedra.

Tradução do Livro de Mórmon

No artigo intitulado O Lar de Joseph e Emma Smith, uma foto busca reconstituir como teria sido a mesa na qual Joseph Smith realizou o trabalho de tradução na cidade de Harmony, Pennsylvania. Em um dos cantos da mesa, o chapéu no qual Joseph Smith colocaria a pedra para exercer seus dons de vidente e tradutor.

Urim e Tumin

Pedras de vidente eram utilizadas para caça de tesouros e outras práticas divinatórias populares durante a adolescência de Joseph Smith. Foi nesse período que ele obteve sua primeira pedra. A partir da década de 1820, o termo bíblico “Urim e Tumim” passou a ser utilizado por Joseph e seus familiares para se referirem às pedras de vidente.

15 comentários sobre “Depois da pedra, o chapéu

    • A pedra de vidente de Joseph Smith tem toda a aparência da uma rocha sedimentar do tipo ‘formação de ferro bandado’. Essas formações costumam tardar entre 1 e 2 bilhões de anos para se formar. Radiometria por Carbono-14 não consegue avaliar além de 500 mil anos.

      Mesmo que se propusesse outras formas de datação radiométricas mais adequadas, como Potássio-Argônio, seria impossível fazê-lo sem destruir a pedra. Ademais, as pedras de videntes eram típicamente escolhidas por suas características físicas, que lhes ofereciam o aspecto ou a ilusão de manufatura intencional. Datá-la radiometricamente significaria deformá-la permanentemente.

      Além disso, a datação não traria dados muito relevantes. Smith encontrou a pedra no início da década de 1820 mas nunca elaborou na sua formação ou origem. Se ela tem 500 mil, ou 1 bilhão, ou 2 bilhões de anos em existência, não vejo como isso alteraria a compreensão que temos do processo de produção do Livro de Mórmon.

  1. A igreja recentemente mostrou as “supostas” pedras e estavam tão novas, nem parecia que séculos já tinha se passado……deveria realmente fazer um teste de carbono 14 adoraria ver o resultado….

    • Esse tipo de rocha, se for realmente o que parece ser (ver comentário acima), costuma manter formato, cor, e aspecto por milhões de anos.

      A julgar pela descrição de todas as testemunhas oculares, essa pedra bate perfeitamente com o “Urim e Tumim” usado durante a produção do Livro de Mórmon.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.