O Que Esperar do Profeta Dallin Harris Oaks?

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias anunciou ontem a formação de uma nova Primeira Presidência após o recente falecimento do Profeta e Presidente Thomas Monson. O novo Presidente da Igreja SUD, como é o costume estabelecido desde 1898 quando Lorenzo Snow reorganizou a Primeira Presidência 9 dias após a morte de Wilford Woodruff, é o até então Presidente do Quórum dos Doze Apóstolos Russell Nelson.

Presidente Dallin Harris Oaks, Primeiro Conselheiro da Primeira Presidência e Presidente do Quórum dos Doze Apóstolos da Igreja SUD sob a adminitração do Profeta Presidente Russell Nelson (à direita)

Nelson assume aos 93 anos de idade e, como era esperado, mantém um dos 2 conselheiros que serviram a seu antecessor Monson por uma década: Henry Bennion Eyring como Segundo Conselheiro. Assim como Joseph Fielding Smith há 48 anos atrás, Nelson chamou o novo Presidente do Quórum dos Doze Dallin Harris Oaks como seu Primeiro Conselheiro. Melvin Russell Ballard Jr. assumirá como Presidente Atuante dos Doze.

Da mesma maneira como Lee assumira a liderança da Igreja para um Profeta e Presidente nonagenário e frágil servindo tanto como Presidente do Quórum dos Doze e como Primeiro Conselheiro na Primeira Presidência sem nunca haver servido neste quórum previamente, Oaks assumiu a liderança da Igreja SUD ontem igualmente sem jamais pertencer ao quórum presidente e obrigado a demoção de Dieter Uchtdorf com uma década de experiência. Considerando que Oaks, ainda por cima, é o primeiro na linha de sucessão no eventual falecimento de Nelson, Oaks tornou-se de facto o líder da Igreja SUD, se não o líder de jure.

O atual e futuro Profeta

Nascido Dallin Harris Oaks em agosto de 1932 em Provo, Utah, Oaks permaneceu em sua cidade natal até formar-se em Contabilidade pela Universidade de Brigham Young em 1954, quando mudou-se para Chicago, onde se formou em Direito pela Universidade de Chicago em 1957. Oaks seguiu em Chicago trabalhando em escritórios de advocacia e lecionando na mesma universidade até ser chamado pela Igreja SUD em 1971 para voltar para sua cidade natal como Presidente da Universidade de Brigham Young. Esta posição Oaks abandonou ao ser indicado pelo Governador de Utah para servir como membro da Supreme Corte do Estado de Utah em 1980, mas seu mandato durou apenas até 1984 quando foi chamado para o Quórum dos Doze Apóstolos por causa da morte de Mark E Petersen.

Em 1965 Oaks publicou artigo acadêmico demonstrando que Joseph Smith havia destruído ilegalmente a prensa do jornal Nauvoo Expositor¹. Em 1968 Oaks foi um dos fundadores da revista acadêmica mórmon Dialogue: A Journal of Mormon Thought, que incidentemente fora categorizada direta ou indiretamente como “apostasia” por vários Apóstolos como Ezra Benson, Bruce McConkie, e Boyd Packer, e serve até hoje como uma das inspirações para o Vozes Mórmons. Em 1975 Oaks publicou, com o historiador Marvin Hill, uma excelente análise do julgamento dos assassinos de Joseph Smith².

Oaks foi casado com sua namorada do colegial, June Dixon, por 46 anos com quem teve 6 filhos. 2 anos após o falecimento dela, Oaks casou-se novamente em agosto de 2000 com Kristen Meredith McMain, tornando-se na época o mais recente Apóstolo mórmon polígamo na história (até o segundo casamento do atual Profeta Russell Nelson em 2006).

O que esperar de Dallin H. Oaks como Profeta e de facto líder da Igreja SUD? Vejamos algumas notas que nós noticiamos apenas nos últimos anos a respeito dele: Continuar lendo

Joseph Smith Era Trinitário?

Trinitarianismo é a doutrina cristã que estabalece que Deus existe como três personagens enquanto sendo um único ser. O três personagens, a saber, Deus o Pai, Deus o Filho (encarnado como Jesus Cristo), e Deus o Espírito Santo, partilham da mesma essência, identidade, e natureza.

Joseph Smith

O termo trinitarianismo vem da expressão Trindade (oriunda do latim “trinitas” para “tríade” e “trinus” para “triplo”) e é frequentemente expresso com o termo grego hipóstases, emprestado da filosofia grega significando a natureza do substrato da realidade por baixo ou por trás de tudo.

A teologia mórmon expressamente rejeita o trinitarianismo, estabelecendo os três deuses como personagens individuais e distintos. O próprio Joseph Smith escreveu, e a Igreja canonizou, uma revelação explicitamente rejeitando essa doutrina:

“O Pai tem um corpo de carne e ossos tão tangível como o do homem; o Filho também; mas o Espírito Santo não tem um corpo de carne e ossos, mas é um personagem de Espírito. Se assim não fora, o Espírito Santo não poderia habitar em nós.”

Contudo, nem sempre Smith pensou assim. No começo de sua carreira profética, Joseph Smith pregava a doutrina do trinitarianismo: Continuar lendo

Igreja SUD Publica Tradução da Bíblia por Joseph Smith

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias publicou, em site dedicado aos documentos históricos legados pelo Profeta Joseph Smith, a sua tradução inspirada da Bíblia.

Joseph Smith Lendo

Entre junho de 1830 e julho de 1833, Joseph Smith produziu o que ele chamava de uma “nova tradução da Bíblia”. Ao março de 1831, Smith anotou uma revelação na qual ele Continuar lendo

Enigma Mórmon: Emma Hale Smith

Em setembro de 1984, duas intrépidas membros da Igreja SUD e historiadoras publicaram a primeira e, até hoje mais importante, biografia de Emma Hale Smith, esposa do Profeta Joseph Smith.

Retrato de Emma Smith (Cortesia dos Arquivos SUD)

Retrato de Emma Smith (Cortesia dos Arquivos SUD)

Intitulado originalmente Mormon Enigma: Emma Hale Smith, Prophet’s Wife, “Elect Lady”, Polygamy’s Foe (“Enigma Mórmon: Emma Hale Smith, Esposa do Profeta, ‘Mulher Eleita’, Inimiga de Poligamia”), Valeen Tippetts Avery e Linda King Newell produziram, além de uma excelente biografia acadêmica sobre a primeira esposa de Smith, uma reconstrução historiográfica que oferece uma visão ímpar do Profeta através dos olhos de sua mulher.

Recebendo o prêmio de Melhor Livro do Ano da Associação de História Mórmon, e laudado efusivamente pela comunidade acadêmica de estudos mórmons na época (ver aqui, aqui, e aqui) “Enigma Mórmon”, que completou 32 anos essa semana, é um dos grandes marcos na historiografia mórmon.

Quase 3 décadas após sua publicação, a única sobrevivente da dupla de historiadoras escreveu uma breve nota no site de vendas Amazon.com para responder a alguns dos comentários publicados por leitores. A nota oferece algumas explicações básicas a equívocos comuns a respeito da obra, e mais importantemente, uma pequena janela íntima no pensamento de uma das historiadoras mais influentes do mormonismo: Continuar lendo

Dallin Oaks: Apóstolos Censuram pela Fé

O Apóstolo Dallin Oaks admitiu, em entrevista pessoal, que uma das funções de um Apóstolo d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é evitar que alguns fatos históricos, mesmo que verídicos, sejam conhecidos por membros da Igreja.

Dallin H Oaks

Em 1984 as historiadoras SUD Valeen Tippetts Avery e Linda King Newell publicaram uma excelente biografia acadêmica sobre a primeira esposa de Joseph Smith, Mormon Enigma: Emma Hale Smith, oferecendo uma visão ímpar do Profeta através dos olhos de sua mulher.

Enquanto a biografia recebeu vários prêmios de excelência, como o Prêmio Melhor Livro da Associação de História Mórmon, o Prêmio Melhor Livro da Associação Histórica John Whitmer, e o prestigioso Prêmio Evans para Biografias, as Autoridades Gerais da Igreja imediatamente instruíram líderes locais a proibir que as duas autoras, Avery e Newell, falassem em reuniões formais ou informais da Igreja.

Leia aqui sobre a importância da obra e os esclarecimentos de uma das autoras quase três décadas depois.

Quando uma das autoras foi, finalmente, entrevistada com seu marido pelos Apóstolos Dallin Oaks e Neal Maxwell sobre a publicação da biografia e sua censura oficial pelas autoridades, Oaks lhe explicou sua motivação pessoal:

Continuar lendo

Joseph Smith e Violência Doméstica

Durante as discussões sobre a seção 101 de Doutrina & Convênios e o seu contexto histórico, recebemos solicitações para explicitar melhor sobre o tema de violência doméstica na família do Profeta Joseph Smith.

Retrato de Emma Smith (Cortesia dos Arquivos SUD)

Retrato de Emma Smith, esposa de Joseph Smith (Cortesia dos Arquivos SUD)

atendendo a pedidos, eis uma breve exposição: Continuar lendo

Depois da pedra, o chapéu

chapéu

Imagem: lds.org.

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias começou a incorporar a pedra de vidente à narrativa da tradução do Livro de Mórmon. Após ter publicado fotos de uma das pedras de vidente utilizada por Joseph Smith, bem como um artigo na revista Ensign, outra publicação oficial recente incorpora – ainda que discretamente – o tema da pedra. Continuar lendo

Podcast Mórmon #3 – POLIGAMIA

A Associação Brasileira de Estudos Mórmons e o Vozes Mórmons dão seguimento ao projeto coletivo de podcasts para discussão de temas relacionados ao Mormonismo: o Podcast Mórmon.

Neste episódio Antônio Trevisan, Emanuel Santana e Marcello Jun discutem o passado e o futuro da pesquisa acadêmico-histórica de um dos aspectos históricos, sociais, e culturais mais marcante no Mormonismo: POLIGAMIA.

Podcast 03 versão 02

Em 1831, Joseph Smith teria recebido uma revelação ordenando homens casados a desposarem mulheres ameríndias poligamamente para gerar Lamanitas brancos. Entre 1833 e 1839, Smith relacionou-se com uma adolescente e uma mulher casada em segredo, mas a partir de 1841 começou a casar-se secretamente com múltiplas mulheres, iniciando oficialmente uma cultura polígama. Havendo iniciado os seus acólitos mais fiéis na prática, e elaborado toda uma teologia templária ao seu entorno, Smith construíra um legado que viria a definir o Mormonismo pelos próximos dois séculos.

Assista aqui o podcast na íntegra:

Continuar lendo

Igreja publica fotos da pedra de vidente de Joseph Smith

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias divulgou hoje pela primeira vez fotos da pedra de vidente que acredita ter sido utilizada por Joseph Smith.

seer-stone-joseph-smith-ensign-liahona-october-2015_1512979_inl

Pedra de vidente que a Igreja acredita ter pertencido a Joseph Smith e ilustra o artigo da revista Ensign. (Imagem: Welden C. Andersen e Richard E. Turley Jr.)

As fotos foram mostradas no anúncio de lançamento do próximo volume do Projeto Joseph Smith Papers, intitulado Revelações e Traduções, Volume 3: o Manuscrito do Tipógrafo do Livro de Mórmon (em tradução livre). O volume traz fotos da pedra oval de cor marrom que teria sido utilizada na tradução do Livro de Mórmon, bem como de uma bolsa de couro utilizada para guardá-la, feita provavelmente por sua esposa Emma Smith. Continuar lendo

Ordenanças do templo – parte 4

O Quórum dos Ungidos, a Investidura e as Segundas Unções

Em 04 de maio de 1842, 49 dias após seu ingresso na maçonaria, Joseph Smith introduziu uma nova cerimônia, que posteriormente passaria a ser chamada de “investidura”. Como já havia acontecido em Kirtland, o profeta mórmon não aguardou que o templo de Nauvoo estivesse pronto. Juntamente com seu irmão Hyrum, Joseph Smith administrou a investidura a um grupo de oito homens. Na casa de tijolos vermelhos em Nauvoo, Joseph e Hyrum Smith administraram a um grupo de oito homens a “ordem sagrada”. No dia seguinte, os dois irmãos receberam as mesmas cerimônias. Continuar lendo

A Última Revelação de Joseph Smith

Ou como Joseph e Hyrum Smith iniciaram sua fuga para as Montanhas Rochosas e voltaram atrás aa228c9a-7830-4d73-b819-fd4c7e5de0a2_zps369ddf72aa228c9a-7830-4d73-b819-fd4c7e5de0a2_zps369ddf72aa228c9a-7830-4d73-b819-fd4c7e5de0a2_zps369ddf72

Por que houve uma crise de sucessão entre os santos dos últimos dias com a morte de Joseph Smith? Por que houve uma divisão da Igreja com diferentes indivíduos dizendo ser os legítimos sucessores do profeta assassinado – e encontrando apoiadores? A resposta mais simples, ainda que menos conhecida entre o público sud: não apenas a situação era inédita para aquela jovem organização, como não havia sido sequer esboçado um procedimento claro para a eventual morte de Joseph Smith. (Que possibilidades existiam e como foi consolidada a sucessão pela via apostólica será assunto para outra conversa.)

smith1

Apesar de sofrer hostilidade interna e externa, Joseph Smith aparentemente não esperava morrer aos 39 anos. Por isso, nunca apresentou à Igreja um processo de sucessão claro. Ele não só recebeu pelo menos uma revelação que sugeria a possibilidade de uma vida bem mais longa como sua ida à cadeia de Carthage foi contrária à última revelação por ele recebida. Em uma reunião no dia 22 de junho, Joseph Smith teve o seguinte diálogo com Hyrum Smith, após ler a carta do governador Ford: Continuar lendo

Jane Manning James – parte I

jane3A história de Jane Elizabeth Manning James (1822-1905) tem se tornado cada vez mais conhecida por um número crescentes de mórmons e estudiosos do mormonismo. Uma história que inclui fome e perseguição; seu abandono pelo marido durante longas duas décadas; sua insistência junto a um presidente da Igreja para receber certas ordenanças; sua convivência no lar de Joseph e Emma Smith, e muitos outros acontecimentos que tornam sua vida como mulher mórmon e negra uma narrativa única e impressionante. Continuar lendo

A Sociedade de Socorro e o Sacerdócio

Em 1842, a organização da Sociedade Feminina de Socorro de Nauvoo fazia parte do complexo quebra-cabeças teológico e organizacional desenvolvido por Joseph Smith em seus últimos anos de vida.

emma

Emma Smith

Muito mais do que uma sociedade dedicada à caridade, as atas da Sociedade de Socorro nos mostram que ela foi criada para ser uma organização sacerdotal que prepararia as mulheres para exercer dons espirituais e autoridade divina. Continuar lendo