Vozes Mórmons Ofende Apóstolo Russell Ballard

O site Vozes Mórmons se retrata com o Apóstolo Melvin Russell Ballard, Jr.

Leitores chamaram à nossa atenção que não menos que três artigos foram publicados esta semana criticando comentários ou discursos proferidos pelo Apóstolo Ballard.

Russell Ballard

Realizamos, portanto, uma pesquisa em nossos 630 artigos publicados em 4 anos e meio para averiguar todas as menções ao, ou citações do, Apóstolo Ballard. E o resultado dessa pesquisa nos surpreendeu:

Além dos 3 artigos sobre ele nesta semana, Ballard é mencionado ou citado em apenas 9 outros artigos.

Eis os três artigos dessa semana:

M. Russell Ballard diz que Católicos não são Cristãos de verdade

M. Russell Ballard faz comentário machista sobre maquiagem e roupas

M. Russell Ballard é orador principal em congresso reconhecido como grupo de ódio

Eis os outros artigos que mencionam ou citam Ballard:

M. Russell Ballard admite drogadição entre seus familiares

M. Russell Ballard é contra mensagens de textos entre jovens

M. Russell Ballard concorda com o filósofo Soren Kierkegaard

M. Russell Ballard e suas chances de sucessão profética (2012)

M. Russell Ballard mentindo sobre o crescimento da Igreja SUD

M. Russell Ballard admite que Apóstolos e Profetas cometem erros

M. Russell Ballard é contra abreviações como “Igreja SUD” ou “Igreja Mórmon”

M. Russell Ballard faz comentário machista sobre mulheres em reuniões da Igreja

M. Russell Ballard oficia em Segunda Investidura (Chamado e Eleição) de Tom Phillips

Três em uma semana?

A publicação de três artigos dedicados exclusivamente a Ballard em uma semana é mera coincidência. Um vídeo de 2014 coincidentemente viralizou esta semana, quando Ballard discursou para o Congresso Mundial de Famílias e para jovens em Provo, Utah. Todos os 3 eventos foram notícia  no mundo Mórmon nos EUA, especialmente por comentários feitos. E, portanto, o Vozes Mórmons cobriu as 3 controvérsias para o mundo Mórmon lusófono.

Coincidências à parte, contudo, é notável como Ballard aparecia pouco (até essa semana) no nosso site. Um Apóstolo tão interessante e sincero, e atualmente terceiro na linha de sucessão profética, merece maior atenção. E por essa, até agora, negligência apenas podemos nos desculpar e prometer mudanças.

–o–

Ballard nasceu em Salt Lake City, Utah, em outubro de 1928, trineto de Hyrum Smith e neto dos Apóstolos Melvin J. Ballard e Hyrum M. Smith. Ele serviu missão na Inglaterra entre 1948 e 1950 e como Presidente da Missão em Toronto, Canadá, entre 1974-1977. Em 1976, foi chamado para o Primeiro Quórum de Setenta, e em 1985 para o Quórum dos Doze. Profissionalmente, Ballard era vendedor de carros e administrador da concessionária de seu pai, antes de ingressar na carreira eclesiástica na jovem idade de 45 anos.

“Assim como nós não podemos ou não devemos nos afastar de familiares de quem discordamos, nós não podemos e não devemos nos afastar daqueles que aparentam ou pensam ou agem de forma diferente de nós. Demonstramos nossa melhor humanidade e mostramos amor e bondade a todos os filhos de Deus, mostramos nosso verdadeiro discipulado quando nos recusamos a usar tons estridentes, quando nos recusamos a usar rótulos divisivos e quando entramos na praça pública a busca de soluções justas através da compreensão e respeito mútuo.” — M. Russell Ballard


O título desse artigo vêm de uma sugestão de um leitor. Não acreditamos haver ofendido o Apóstolo Russell Ballard e, dado sua aparente afabilidade, não acreditamos que ele se ofenderia com nossos artigos sobre ele — exceto, talvez, com a parca cobertura de sua carreira apostólica. Citar comentários de uma figura pública, e analisar tais comentários racional, lógica e contextualmente, não constitui ofensa. Ainda mais quando os sentidos e os contextos dos comentários são respeitados e preservados e as análises são factuais e pertinentes aos temas abordados — e nunca pessoais. Se alguém tiver acesso direto a Ballard, solicitamos a gentileza de lhe passar os artigos acima e perguntar-lhe sua reação pessoal.

8 comentários sobre “Vozes Mórmons Ofende Apóstolo Russell Ballard

    • KKKKK, verdade, minha primeira profecia cumprida.

      Mas minha chamada de atenção não é de fato a quem está sendo criticado, mas sobre a temática ofensa em si. Sobre os títulos não sobre os temas dos artigos.

      Não achei que seria adequado escrever sobre isso naqueles artigos, mas como esse foi aberto com aquela minha provocação, ainda que fuja do tema do artigo, vou me dar a liberdade de escrever sobre isso aqui.

      Vejamos algumas citações interessantes: “Ninguém pode nos ofender, a não ser que permitamos, ficando presos a um jogo de imagens mentais. Se percebemos o caráter ilusório dessas imagens, quantas ofensas, preconceitos e barreiras se desvanecem e se desfazem.” (Marcos Resende).

      Só para não usar referências Mórmons, leia esse artigo interessante sobre o assunto, mas caso não queira acessá-lo, termina assim:

      Repórter – Depois de toda a violência que os soldados ingleses cometeram contra o senhor, acho que o senhor odeia os ingleses, não?
      Ghandi – Veja, não posso odiar os ingleses porque eles nunca me atingiram.

      Pres. Heber J. Grand citou: É tolo aquele que se ofende quando não há intenção de ofender.

      De minha experiência de anos como terapeuta, esse entendimento ajudou muitos de meus consulentes, ao assumirem que eram responsáveis por decidir se algo lhes ofende ou não. Assumir essa responsabilidade e compreender essa realidade e verdade é muito libertador mas que num primeiro momento pode muito ser difícil e até chocante para os ofendidos, especialmente os mais profundamente ofendidos, pois por vezes significa anos de acusação sobre graves atos de terceiros, e agora reconhecer que é o único responsável (muito diferente de culpado) pelo que sente ou deixa de sentir.

      Com esse tipo de entendimento (e outras terapêuticas) ajudei vítimas de estupros, traições (entre cônjuges, entre sócios em negócios), problemas familiares. De fato eu chego a pensar que quem assim age, não precisa perdoar, por não se ofender, e quando perdoa, é muito mais para o bem estar dos que se sentem culpados, para lhes aliviar o fardo da culpa, do que por qualquer outro motivo.

      Não imagino que Elder Balard, se ofenderia com algo do escrito aqui no site por supor que ele já tenha esse tipo de atitude a muito incorporado sua personalidade.

      Resumindo, caso concordem e entendam meu ponto de vista, que é uma verdade que ninguém pode verdadeiramente ofender outro, os títulos do tipo “Ciclano ofende Fulano” são falácias. Eventualmente um título do tipo “Fulano se sente ofendido por ciclano” poderia ser adequado, se o Fulano assim o expresse.

  1. Pessoal é de muito Mimimi. Acham que o fato da pessoa ser um apóstolo o transforma em um ser celestial isento de cometer quaisquer erros. Meus amigos, o apóstolo Russel Ballard é um ser humano e como a qualquer um, é propenso a cometer erros. Não vi nada demais em se publicarem 3 artigos citando o apóstolo.

    Aliás gostaria de parabenizar o site pelo ótimo conteúdo e por estar sempre atualizado !! 🙂

    P.S. Só faltou citarem esse caso, do funcionário da igreja que foi demitido por não pagar dízimo e ganhou o processo no valor de 30 mil reais.

    • A decisão do TRT foi bem acertada em seus fundamentos, realmente tal exigência fere o princípio da intangibilidade salarial.
      Uma decisão dificil de ser revertida no TST.

  2. O link que faz referência ao artigo abaixo, está errado, favor corrigir.

    “M. Russell Ballard oficia em Segunda Investidura (Chamado e Eleição) de Tom Phillips”

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s