Jedediah Grant: Jesus Crucificado Por Poligamia

O Presidente Jedediah M. Grant explicou como Jesus Cristo fora crucificado por Sua poligamia, e Seus Apóstolos perseguidos também por causa de poligamia, em discurso no Tabernáculo em agosto de 1853.

jedediah-m-grant

Jedediah M. Grant serviu como Presidente dos Setenta (1845-1854), Apóstolo (1854-1856) e Conselheiro na Primeira Presidência (1854-1856).

Além de servir como um dos mais ferozes articuladores das políticas de Brigham Young (recebendo o apelido “a marreta de Brigham”) e um dos principais motivadores da Reforma Mórmon de 1856, Grant fora o pai do Profeta Heber J. Grant.

“Avance ainda mais em sua história, e olhe para o seu curso e conduta, se você acreditar nos escritores que viveram naquela época. O que disse o velho Celso, que era um médico no primeiro século, cujas obras médicas são muito estimadas atualmente. Suas obras sobre teologia foram queimadas no fogo pelos católicos, que se chocavam com o que chamaram de sua impiedade. Celso era um filósofo pagão; e o que ele disse sobre o assunto de Cristo e seus Apóstolos, e sua crença?

Ele diz: “A grande razão pela qual os Gentios e filósofos da sua escola perseguiram Jesus Cristo, foi, porque ele tinha tantas esposas; Existiam Elizabeth e Maria, e uma série de outras que o seguiram”. Depois que Jesus passou da fase de ação, os Apóstolos seguiram o exemplo de seu mestre. Por exemplo, João o discípulo amado, escreve em sua segunda epístola, “À senhora eleita, e a seus filhos, aos quais eu amo na verdade.” Mais uma vez, ele diz: “Tendo muito a escrever-vos (ou comunicar-vos), eu não o quis fazer com papel e tinta; mas espero ir até você, e falar face a face, para que a nossa alegria seja completa.” Novamente – “os filhos de tua irmã eleita saúdam-te.” Este antigo filósofo diz que elas eram ambas esposas de João. Paulo diz: “A minha resposta para os que me examinam é essa… Não temos nós o direito de liderar uma irmã, uma esposa, como também os demais apóstolos, e os irmãos do Senhor, e Cefas.” Ele, de acordo com Celso, tinha um longo trem cheio de esposas.

A grande razão pela explosão de sentimento público em anátemas sobre Cristo e seus discípulos, causando a sua crucificação, era evidentemente por causa da poligamia, de acordo com o testemunho dos filósofos que se levantaram naquela época. A crença na doutrina de pluralidade de esposas causou a perseguição de Jesus e seus seguidores. Quase poderíamos pensar que eles eram “mórmons”.”

— Jedediah M. Grant (Journal of Discourses 1:341)


NOTA: Não existem textos sobreviventes de Celso sobre o cristianismo, e o que se têm dele existe apenas como citações nos livros escritos pelo apologista cristão Orígeno de Alexandria entitulados “Contra Celso”. Neles, não há nenhum trecho que indique que Celso houvera acusado Jesus ou cristãos de poligamia.

9 comentários sobre “Jedediah Grant: Jesus Crucificado Por Poligamia

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.