Joseph Smith Preconizava Violência?

1º de Janeiro de 1843. O Profeta Joseph Smith jantava com amigos, quando decidiu compartilhar duas histórias pessoais que sugerem que ele acreditava que violência era uma forma justificável para expressar diferenças de opiniões.

Joseph Smith

Os dois relatos foram anotados no diário pessoal de Joseph Smith pelo Apóstolo Willard Richards, o primeiro na terceira pessoa (i.e., Richards recontando a narrativa de Smith), e o segundo na primeira pessoa (i.e., Richards citando diretamente a narração de Smith). Segue abaixo uma tradução para o português desse trecho do diário do Profeta, apenas com correções gramaticais, como pontuações, para facilitar a leitura, e adições nossas em colchetes para contexto.

[O Presidente Joseph Smith] foi até a casa do irmão Bowman para jantar. Sua esposa, Julia Stringham, foi batizada em Colesville [um dos 3 primeiros ramos da Igreja], uma das primeiras frutas. Muitos dos Santos vieram para ver o Presidente, e enquanto o jantar estava sendo preparado, Joseph recontou uma história pessoal. Quando era jovem, seu pai tinha um lindo e enorme cão de guarda, que mordeu a orelha do porco de David Staffords, que havia sido solto no milharal dos Smith. Stafford atirou no cachorro e com 6 outros rapazes foi tirar satisfações com ele. Joseph deu uma surra em todos eles e saiu ileso, o que eles recontaram no livro de Hurlburts ou Howe.
  
“Quando eu morava em Kirtland, um pastor batista veio até a minha casa e verbalmente abusou da minha família. Eu o arrastei para fora de casa, até que ele levantou a sua bengala para me bater, continuando os abusos verbais. Então eu lhe dei uma surra até que ele me implorasse para que eu parasse. Aí ele me ameaçou com um processo, no que eu chamei o xerife [e Apóstolo] Luke Johnson para pegá-lo, e ele fugiu até o condado de Mentor.”

Referência: Diário Pessoal de Joseph Smith, anotações de 1 de janeiro de 1843.


Leia mais sobre os ensinamentos de Joseph Smith:

Sobre Liberdade de Pensamento

Sobre Abolição da Escravatura

Sobre Pecados e Caridade

Sobre o seu futuro em Utah

12 comentários sobre “Joseph Smith Preconizava Violência?

  1. E Amon que matou vários com o facão? e Néfi que matou Labão? No Livro de Mórmon há vários líderes que mataram demais.

  2. Creio que um dos grandes problemas é a construção histórica feita sobre Joseph Smith Jr. Uma ideia de santidade e quase perfeição. Hoje em dia livros de D. Michael Quinn e Richard Bushman são de certa forma uma pedra no sapato para o mormonismo.

    • Verdade mesmo, mas essa pedra e boa e nos leva a buscar a verdade e nao continuar acreditando em contos de fada que a Igreja ensina. Imagine se nao pudessemos pesquisar a verdade sem restricoes? Sem duvida a historia que a igreja ensina nao esta em harmonia com os fatos e muitos membros estao comecando a descobrir isso, muitos se sentem traidos pela instituicao e acabam abandonando a igreja por completo, outros se tornam inimigos da igreja e muitos permanecem por motivos sociais ou medo de perder a aceitacao de familiares e amigos. Alguns, felizmente continuam pesquisando, orando e estudando para encontrar a verdade, isso que devemos fazer, continuar buscando a verdade sem medo, mesmo que a verdade seja dolorida e contrarie as nossas crencas que foram baseadas em tradicoes e nao em fatos. Todos Profetas do passado tiveram que enfrentar suas tradicoes, Abraao, Isaias, Samuel, Lehi, Nefi, Alma e muitos outros. Aqueles membros que continuarem segurando “no braco da carne” se encontrarao mais cedo ou mais tarde no meio da nevoa escura ou no grande edificio sem alicerce.

    • Sério? Ele teria dado uma contribuição melhor ao mundo se ele tivesse sido 1% do que essa grande mulher foi!

      Afinal de contas um grande homem que viveu no primeiro século de nossa era, Jesus Cristo, que talvez os Mórmons e milhões de membros da cristandade não conheçam como dizem conhecer, ensinou que o uso dá violência não é aceitável.

      Creio eu que Joseph Smith como o segundo homem que mais fez pela “salvação” do mundo, o homem que teve o privilégio de estar na presença do grande homem, que é Cristo, devesse saber que a violência não é uma atitude cristã!!!

  3. O nosso ”grande profeta” me deu a bela inspiração de arrancar meu amado e inspirado presidente de estaca, do púlpito quando ele tiver falando as hipocrisias dele e bater nele até ele esquecer o nome dele; Esse é meu devaneio em toda conferência da estaca!!!

  4. Ow Moroni, vc está trocando as bolas, meu caro! Ninguém está apregoando violência, aqui. Vc não deve arrancar o seu pres. de estaca do púlpito, à tapas. Mas, se ele, de repente, vier pra cima de vc cara, siga o exemplo do profeta, defenda-se. De-lhe uma bela bordoada. Acho que é a tal espada que Cristo se referiu em Mateus 10:34.

  5. No primeiro relato Joseph conta que “quando era jovem” (portanto ainda nao era profeta) se defendeu de homens que alem de atirarem seu cachorro ainda foram “tirar satisfação” com ele.
    No segundo ele expulsou um homem que abusou verbalmente de sua familia.
    Nos dois casos ele apenas defendeu sua familia. O que ha de tao absurdo nisso? O que o Vozes Mormons intenciona com a divulgaçao desses fatos? O titulo da postagem é “Joseph Smith preconizava a violencia?”. Qual a conclusao do autor?

  6. Alguns arrancam orelhas de soldados romanos com espada, matam crianças usando ursos já devíamos estar familiarizados com profetas e apóstolos violentos.Hoje creio que estão todos tranquilos sem muitas ocorrências, bem melhor que no passado.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s