As Três Ordens do Sacerdócio

Joseph Smith primeiro disse que havia dois sacerdócios. Mais tarde, ensinou sobre três sacerdócios. Deveríamos desconsiderar a existência de uma terceira ordem, apenas por não estar explicitamente nomeada nas obras padrão, quando isso reflete o aprendizado do Profeta doze anos mais tarde?

 

Pintura de Liz Lemon Swindle.

Pintura de Liz Lemon Swindle.

A seção 107 de Doutrina e Convênios inicia com a afirmação de que “Há, na igreja, dois sacerdócios, a saber: o de Melquisedeque e o Aarônico, que inclui o Sacerdócio Levítico.” O texto data de 1835 e inclui elementos do início da década de 1830. Ainda que a Igreja sud tenha mudado enormemente sua compreensão do que seja o sacerdócio desde então, permanece a afirmação de que existem dois sacerdócios, sendo o menor parte do maior.

No mesmo texto, porém, há um elemento que aponta para uma outra porção do sacerdócio. Ao falar da responsabilidade dos Doze em ordenar “ministros evangélicos”, patriarcas, a revelação menciona uma “ordem (…) instituída nos dias de Adão e transmitida, por linhagem”. Após listar a genealogia dessa ordem desde Adão a Noé, o texto volta a Adão e fala de sua bênção em Adão-ondi-Amã. Essa parte do texto originalmente provem de uma bênção dada em 1833 por Joseph Smith a seu pai, primeiro patriarca da Igreja.

Mais tarde, Joseph Smith elaboraria uma outra representação do sacerdócio em que a ordem patriarcal mencionada em 1833 teria um espaço próprio. Com a primeira administração da investidura, em 4 de maio de 1842, Joseph Smith já tinha claro o conceito de um sacerdócio patriarcal. Presente naquela ocasião, George Miller assim escreveu em seu diário:

“Joseph nos lavou e ungiu como Reis e Sacerdotes para Deus, e sobre a Casa de Israel, (…) e conferiu sobre nós o Sacerdócio Patriarcal”.

Em um discurso de 27 de setembro de 1843, Joseph Smith fala ao público de Nauvoo sobre o capítulo sete de Hebreus e menciona explicitamente as três ordens do sacerdócio:

Há três grandes princípios ou ordens de Sacerdócio retratados neste capítulo:

1° Levítico (…)

2° Poder patriarcal de Abraão, que é o maior já experimentado nesta igreja

3° O de Melquisedeque (…)

(Words of the Prophet Joseph Smith, p. 245, versão de Franklin D. Richards)

Num momento em que os santos estavam construindo o templo de Nauvoo, Joseph Smith ainda disse a respeito dessa ordem patriarcal:

O 2° Sacerdócio é a autoridade patriarcal. Vão e terminem o templo e Deus o encherá de poder e então vocês receberão mais conhecimento sobre esse sacerdócio.

(History of the Church, 5:556; Teachings of the prophet Joseph Smith, p. 322, 323)

Numa revelação anterior, de 1841, embora a história da Igreja registrasse a restauração do sacerdócio de Aarão e de Melquisedequeo templo era representado como o lugar onde seria restaurada a “plenitude do sacerdócio”:

Porque não há na Terra um lugar a que ele possa vir e restaurar aquilo que perdestes, ou seja, aquilo que ele tirou, sim, a plenitude do sacerdócio. (D&C 124:28)

Joseph Smith aguardava uma nova restauração de chaves do sacerdócio patriarcal? Concebia as ordenanças do templo como uma manifestação de tal sacerdócio?

Evidentemente, Joseph Smith teve a sua curva de aprendizado e não teve o tempo necessário (e, por vezes, a cooperação necessária) para implementar suas novas percepções sobre o sacerdócio. Ainda que não encontremos um consenso sobre quais eram seus planos ou como teria sido a igreja idealizada por ele, é um fato indiscutível que Joseph Smith nos últimos anos da sua vida acreditava não em apenas duas mas três porções ou ordens do sacerdócio, o que incluía o sacerdócio patriarcal; que esse sacerdócio foi introduzido nas primeiras administrações da investidura; e que as três ordens estavam originalmente representadas na hierarquia da Igreja de Cristo com suas três posições maiores: o patriarca da Igreja (sacerdócio patriarcal), o presidente da igreja (sacerdócio de Melquisedeque) e o bispo presidente (sacerdócio aarônico).

Ainda que pouco nos tenha sido deixado por Joseph Smith sobre o sacerdócio patriarcal, sua afirmação de que esse era “o maior [poder] já experimentado nesta igreja” deveria soar motivador o bastante para atrair nossa atenção e estudo.

15 comentários sobre “As Três Ordens do Sacerdócio

  1. Ótimo Texto!
    Nunca havia pensando ou ouvido falar de uma possível terceira ordem no Sacerdócio, apesar de já ouvir falar que nos primórdios da Igreja existia um Patriarca Presidente e que este chamado foi abolido (descontinuado) pela Igreja. Sabes dizer se este chamado foi descontinuado por meio de revelação ou algo assim?

    Grato!

    • Tiago,

      o sacerdócio patriarcal está de fato relacionado ao ofício de Patriarca da Igreja ou Patriarca Presidente (este ofício teve nomes diferentes ao longo da história sud). O ofício foi descontinuado em 1979. Até essa data, o Patriarca era apoiado em conferências gerais como “profeta, vidente e revelador”.

      Não há nenhum registro ou mesmo alusão a uma revelação para essa mudança na hierarquia. Ela parece ter sido o final de uma longa história de problemas na forma como o ofício era visto pelas demais autoridades gerais.

      Em 1843, Joseph Smith inicia uma reforma na Igreja, colocando Hyrum Smith como o profeta para a Igreja. Hyrum Smith era o Patriarca da Igreja e, seguindo a revelação de D&C 124:124, ele deveria ser o líder maior da Igreja sud, em função do seu ofício patriarcal. Essa ação de Joseph gerou conflitos e, com medo de uma cisão, ele voltou atrás. Você pode ler mais sobre esse episódio aqui: http://vozesmormons.com.br/2012/02/07/hyrum-o-profeta-rejeitado/

      Em seu primeiro discurso de conferência geral como presidente da Igreja, Joseph F. Smith fez alusão à posição do patriarca acima do presidente da Igreja. Joseph F. pediu para ser ordenado como presidente da Igreja por seu meio-irmão, o Patriarca da Igreja John Smith. Novamente, a ideia não foi completamente bem recebida pelos Doze. Na época um apóstolo, Heber J. Grant foi testemunha desses fatos e ainda carregaria como presidente da Igreja certa desconfiança em relação a John Smith e o desejo de ter maior controle sobre o ofício de Patriarca. Isso afetou a vida de Eldred G. Smith, justamente o Patriarca desobrigado em 1979 – e que ainda está vivo (e lúcido), com seus 105 anos de idade. Escrevi mais sobre a relação de Heber J. Grant e Eldred aqui: http://vozesmormons.com.br/2012/01/20/eldred-g-smith-105-anos/

      Obrigado pelo seu comentário e não deixe de compartilhar aqui suas impressões.

      Abraços!

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.