Evangelho Ostentação Mórmon?

Existe um termo popular entre evangélicos nos EUA, e mais recentemente no Brasil, que descreve uma valorização religiosa da afluência financeira: Evangelho Ostentação. Um pastor evangélico explica que essa visão “tem como tema central a exibição de riquezas e poder aquisitivo.” Mórmons abraçam esse tipo de comportamento?Uma página no Facebook dedicada a jovens SUD publicou esta imagem hoje, supostamente sob a égide de “para ajudar outros jovens da A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, tanto espiritualmente, quanto na sua vida diária.”

Ostentação

Não estamos aqui para criticar uma iniciativa de jovens bem intencionados porém inexperientes. Todos somos culpados de lapsos de instropecção, especialmente na ingenuidade da adolescência. Afinal, ainda escrevem “multirão” em seus convites.

Contudo, a propensão para compartilhar expressões culturais publicamente e sem filtros oferece uma janela ao inconsciente coletivo que não pode ser ignorado.

A imagem acima obviamente serve para “inspirar” entre jovens SUD uma devoção aos rituais templários que servem hoje de centro teológico da fé. Não obstante, todo membro da Igreja reconhece esse templo como o templo central da religião, localizado na longínqua Cidade de Lago Salgado, na Utah dos Estados Unidos. Para membros de classe média alta, visitar Utah é um rito de passagem, muitas vezes uma rotina. Porém, para muitos membros brasileiros, se não a maioria, uma impossibilidade financeira vitalícia. Um sonho de consumo para uma minoria privilegiada.

Ademais, a imagem do templo multi-milionário num país estrangeiro é enquadrada pela vista de um restaurante luxuoso e sob o título suave que sugere uma casualidade rotineiro ao cenário, equalizando a normalidade da opulência (viagem ao exterior, jantar em restaurantes luxuosos) com espiritualidade religiosa. A Igreja SUD é famosa por construir shoppings multi-milionários, resorts de caça para os ricos entre muitos emprendimentos multi-bilionários, e financiar uma liderança próspera. Até que ponto toda a opulência da Igreja SUD não deve afetar a visão do mundo de seus membros e, especialmente, de sua juventude?

Novamente, ninguém aqui sugere que os autores da foto ou da página estejam conscientemente pregando uma versão do evangelho de prosperidade, onde os mais abastados se julgam os mais abençoados por Deus em virtude de sua retidão pessoal. Todavia, nos perguntamos se esse não seja o contexto cultural, ou mesmo inconsciente, da publicação desta foto.

O que você acha? Mórmons são adeptos do Evangelho da Prosperidade? Praticam o Evangelho da Ostentação?

22 comentários sobre “Evangelho Ostentação Mórmon?

  1. Creio eu que mais ou menos. A Igreja infelizmente tem a visão de “chique” por ser uma igreja surgida nos EUA. Um ponto importante é que sugere uma Salt Lake City perfeita somente com ricos. Claro que a maioria dos SUDs brasileiros nem sonham o quão problemático é o estado de Utah.

    O principal Templo realmente é lindo e histórico. Mas infelizmente está parecendo muitas vezes mais um meio de mostrar: “Olha como a igreja que pertenço é rica!” O evangelho simples de Cristo está sendo substituído pela “chiquereza” e luxuosidade mortal.

  2. Olha eu não entendo essas palavras difíceis que usam muitas vezes aqui, evangelho da prosperidade, adeptos, ostentação. Mas acho que entendo o que quer dizer. Mas afinal o que é mormon? Pra mim embora eu seja frequentador da igreja sud, não me considero um mormon. Porque ser chamado de mormon já disse em sentido de idolatrar o mormonismo. Que na verdade se colocarmos como evangélicos soa igual que cristão, não sei falar difícil, mas ser batista e mormon tem diferença se os mesmos adoram ao mesmo Deus e Pai de Jesus Cristo? Como seguidor dos mandamentos de Deus, não sou daqueles que vendem a palavra de Deus para ganhar algo. Tem muitos ai em nome de Deus vendendo almofadas abençoadas, lençol, perfumes, que fazem culto para arrecadar grana. Não sou disso e não gosto disso. Gosto do estudo da autosuficiencia qual orienta os membros da igreja há serem “autosuficientes” em outras palavras ganhar o pão de cada dia com seu próprio suor, e porque não em abundancia, para assim também poder com isso compartilhar com os que não tem. Também não é pecado ser evangélico e rico ao mesmo tempo, desde que seja adquirida com honestidade.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.