Igreja Mórmon Ameaça Rompimento com Escoteiros

Em nota oficial, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias ameaça rompimento oficial com a organização de Escoteiros da América após mais de um século de cooperação.

Thomas Monson demonstra a saudação do Escoteiro. 16o Presidente da Igreja SUD, Monson sempre enfatizou a importância do escotismo para os jovens (rapazes) Mórmons, como todos os outros profetas desde 1910.

Thomas Monson demonstra a saudação do Escoteiro. 16o Presidente da Igreja SUD, Monson sempre enfatizou a importância do escotismo para os jovens (rapazes) Mórmons, como todos os outros profetas desde 1910.

Por décadas, líderes Mórmons gozaram de enorme prestígio e influência junto à organização oficial de Escoteiros nos EUA. E, por sua parte, os Escoteiros constituíram uma parte fundamental da formação de gerações de rapazes SUD nos EUA.

Essa relação simbiótica sofreu um tremendo golpe quando a direção executiva da Boy Scouts of America, como é oficialmente conhecida a organização de escotismo, decidiu essa semana a contrariar os desejos expressos da liderança SUD e aceitar homossexuais nos seus quadros de voluntários e líderes.

Parte da nota oficial da Igreja chega a ser desonesta, ou no mínimo dissimulada, quando afirma que:

A Igreja sempre acolheu todos os rapazes às suas unidades de escoteiros independente de suas orientações sexuais.

Em 1991, a Autoridade Geral da Igreja Jack H. Goaslind servindo como Presidente Geral dos Rapazes e membro do Primeiro Quórum dos Setenta ameaçou, em nome da Igreja SUD, remover apoio e participação Mórmon da organização caso ela fosse obrigada por lei a admitir escoteiros homossexuais. Goaslind, citado no jornal oficial da Igreja, defendeu ainda a necessidade de excluir filhos de ateus e meninas da organização. Em 1999, em grande parte sob a liderança da Igreja SUD, a organização dos Escoteiros da América lutou até a Suprema Corte para proteger seu direito legal de discriminar contra membros homossexuais, ganhando na época.

Não obstante, desde o começo deste ano, o atual presidente dos Escoteiros da América, Robert Gates, vem sinalizando a necessidade de inclusividade e abolir essa prática preconceituosa. Não obstante, a contrário do que a nota oficial da Igreja SUD deixaria a entender, a organização deixou clara que igrejas permaneceriam livres para discriminar contra gays em suas unidades específicas:

…[O]rganizações religiosas poderão continuar a usar suas crenças religiosas como critério para selecionar líderes adultos, inclusive em questões de sexualidade.

Posto que mais de 70% das unidades (ou tropas) de escoteiros são organizadas por grupos religiosas, dentro os quais mais de 37 mil são tropas SUD (i.e., 35% de todas as tropas), e posto que a Igreja SUD manterá, como qualquer outra tropa ou igreja, a liberdade para discriminar contra gays de acordo com os ditames de suas crenças religiosas, torna-se óbvio que tal ameaça refere-se mais à imposição de tal discriminação para toda a organização de Escoteiros do que proteger esse direito para as tropas de escoteiros SUD presentemente constituídas.

A nota oficial anuncia que os líderes máximos da Igreja se reunirão para decidir como reagir a esta decisão oficial dos Escoteiros da América. Deve a Igreja romper uma relação de um século apenas porque a outra parte não aceita, para si, discriminação por orientação sexual? Aceitar que respeitem o direito da Igreja de discriminar como e quem ela crê ser necessário discriminar não é transigência suficiente para continuar uma colaboração mútua? Não é a posição oficial da Igreja não discriminar contra homossexuais, exceto para obrigá-los ao celibato? E por que ninguém está discutindo a discriminação contra mulheres, que ainda são excluídas dessa atividade oficial?

12 comentários sobre “Igreja Mórmon Ameaça Rompimento com Escoteiros

  1. O que mulheres não podem? Isso é um cúmulo! Conheço uma membro que trabalha num grupo de escoteirismo particular e o tradicional da Igreja Adventista do Sétimo Dia aceita e tem líderes normalmente. Decepcionante…

    • Sou mãe da Alana. Minhas filhas são escoteiras e desbravadoras. Isso trouxe um beneficio sem limite na vida delas. Pra mim isso é preconceito. A palavra base é decepcionante, mesmo. Concordo com vc.

      • Pelo que parece é pq o grupo é de garotos mesmo. Outros grupos inclusive o da IASD aceitam mulheres mesmo.

  2. Não consigo entender: Será mesmo que não se pode ter opinião contraria aos gays, que somos taxados de homofóbicos. Ora já chega!!

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.