David Bednar: Intelectualidade É Morte Espiritual

O Apóstolo David Bednar, em discurso para estudantes da Universidade de Brigham Young em Idaho, ofereceu um alerta apostólico para os jovens d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias contra os perigos da intelectualidade.

Além disso, Bednar insistiu em enfatizar que o aprendizado com real valor espiritual vem através da repetição mecânica constante e irrefletida. Ele, inclusive, ilustrou essa lição discutindo o fato de estar proferindo esse mesmo discurso idêntico pela terceira vez.

Para os alunos da universidade Mórmon, onde trabalhou como administrador e presidente antes de ser chamado ao apostolado, disse o Apóstolo Bednar:

 

“A repetição é um veículo através do qual o Espírito Santo pode iluminar nossas mentes, influenciar nossos corações, e ampliar nossa compreensão … Pela autoridade do santo Apostolado, agora eu levanto uma voz de advertência, e eu faço uma promessa solene. Se o dia já estiver por vir em que a arrogância intelectual, a falta de apreciação, e o espírito de exigir direitos enraizarem-se neste campus – entre os alunos, o corpo docente, os funcionários, a administração ou no seio da comunidade de Rexburg – então, nesse dia o Espírito de Ricks estará bem no caminho para ser extinto. E a celestial influência e as bênçãos que prosperaram esta instituição e as pessoas a ela associados serão retiradas … Por outro lado, enquanto a modéstia intelectual, humildade, gratidão, obediência e frugalidade continuarem a caracterizar aqueles que aprendem e servem na Brigham Young University-Idaho, então esta universidade vai brilhar cada vez mais brilhante como um farol de justiça e de inovação educacional inspirada … [E]xamine [suas] vidas e procure corrigir qualquer arrogância intelectual, falta de gratidão, busca de direitos ou a auto-absorção … [estes] falhas espirituais insidiosas que desenvolvem sutilmente dentro de uma pessoa.”

O contexto do raciocínio de Bednar parece ser que aqueles que serão espiritualmente abençoados são os que demonstram apreciação pelos ensinamentos expostos e impostos por seus líderes, aprendidos através de repetição irrefletida, por não exigir a arrogância intelectual de pensar por si para julgar sua validade ou relevância e, caso julgue  procedente, exigir direitos que não foram oferecidos. A impressão resultante é a de que Bednar defende um tipo de obediência cega tal qual Ezra Benson pregava, e uma aversão à intelectualidade tal qual Boyd Packer propunha.

(É interessante notar que Bednar tem enorme chances de se tornar Presidente da Igreja um dia. É igualmente interessante notar que Benson estabeleceu sua doutrina de “obediência cega ao Profeta” justamente quando era óbvio que estava prestes a se tornar, ele mesmo, Profeta!)

Você acha que era esse o sentido de seus comentários? Seriam esses os valores acadêmicos e intelectuais que gostaríamos de incentivar nas nossas instituições de ensino superior?  O que constitui “arrogância intelectual”? O que constitui “modéstia intelectual”?

11 comentários sobre “David Bednar: Intelectualidade É Morte Espiritual

  1. Eu compreendo o pensamento dele de uma óptica diferente. Entendo que ele quis dizer que devemos tomar cuidado para não usarmos nossa intelectualidade de forma arrogante, menosprezando as coisas mais simples, e não julgando as pessoas por sua limitação a até sua própria ingenuidade. Creio que o seu ensinamento não está almejando influenciar as pessoas a ter uma fé cega, mais sim ser um pensador imparcial que não jugue de forma áspera, acreditando que sua inteligencia está acima de qualquer coisa. É aquela história: inteligencia todos temos, mais a sabedoria é para poucos, porque ela é um atributo sagrado.

  2. Obediência cega é o que as religiões, de modo geral, ensinam! Religiões como governos temem que as pessoas sejam capazes de pensar por si. Criaram a figura de Satanás e o inferno como forma de, através do medo, manter as pessoas sob submissão e opressão.

  3. David Bednar foi coerente em suas palavras, não dá pra esperar outra versão de discurso para acadêmicos e funcionàrios da BYU, sendo ela um Universidade da corporação SUD. Se olharmos pela ótica da repetição, tudo na corporação está relacionado com ela. Acho que até posso afirmar que ela utiliza-se de processos mnemônicos (técnicas para memorização) para que o crente memorize a doutrina: testemunhos dos fieis ( 5 dedos das mãos), aulas dominicais desinteressantes, repetitivas, pouco elucidativas e que “desfavorecem” ao raciocínio lógico; mensagens dos discursantes na sacramental ( basta abrir revista e ler na íntegra o que autoridade ensina), o padrão da aparência (todos praticamente iguais, sem “identidade”). Tudo que diz respeito à corporação SUD é “sui generis”. Portanto, é esse tipo de valor acadêmico que será incentivado na instituição de ensino superior, aos domingos, a cada seis meses, no templo, etc. etc. A arrogância na visão de Bednar, de forma sintetizada, está relacionado com o sujeito utilizar os processos de aprendizagem que ao final levará ao desenvolvimento de alguma habilidade ou competência, possibilitando a construção do conhecimento. Permita-me indagar dos crentes e fieis SUD, de que maneira eles percebem e constatam que o Espírito Santo ilumina suas mentes por meio da repetição?

    • Lisiane, só se for pra fazer lembrar de algo.

      Explico. O crente distraído, em geral, pensa muito pouco em relação às coisas relacionadas à sua fé. Se não pensa, logo não busca, não se concentra, nesse caso epifanias ou revelação não ocorrem. É como ter respostas de perguntas não feitas, não buscadas.

      Mesmo assim, creio que haveria meios mais eficientes, como formação de hábito. Eu ainda prefiro o incentivo ao bom e velho hábito do estudo diário. Mas parece que entendem que a repetição pode substituir a introspecção de um ‘espírito de oração’.

      Já outros preferem crer na prática de técnicas de lavagem cerebral (na falta de um termo menos apelativo) implícitas em tais métodos.

  4. Hahahahaha! Estudei lá quando ele era presidente. Como pode dizer algo assim? Numa universidade, onde o ponto principal é aprender a questionar e pesquisar. Bom, só prova que a universidade obviamente está andando melhor sem ele no comando!

  5. Olá sou membro da Igreja a 10 anos, tempo o suficiente para saber, que a Igreja é uma das maiores incentivadoras do aprendizado secular, tanto que, a BYU é um exemplo disso!
    O que ele disse é a total realidade do que vivemos hoje, e que fora profetizado por inúmeros Profetas antigos… “Homens amantes de si mesmos, soberbos…” Foi apenas um alerta para que ao se adquirirmos conhecimentos não nos tornemos orgulhosos, não nos vangloriemos… Um grande exemplo foi Jesus Cristo, O Mestres dos Mestres, O Unigênito e Primogênito, jamais foi soberbo, orgulhoso ou vangloriou-se de sua própria sabedoria, mas sempre fez questão de que toda honra e Glória fosse de Seu Pai.
    Quanto a ensinamentos impostos, não é a realidade. Nada é imposto, tudo é ensinado com muito carinho e buscando sempre a orientação Divina através da oração, falo com propriedade porque sou professora na Igreja, e os próprios Manuais nos dão a liberdade de usar o esboço, ou realizar qualquer outra atividade que se aplique melhor a nossos alunos…
    Não me foi imposto que deveria me filiar a Igreja, demorei 4 meses para me batizar, quando orei com real intenção buscando saber o que fazer, minha oração foi atendida…
    Sem dúvidas isso é algo que nenhum conhecimento seja secular ou espiritual pode mudar, uma oração sincera, e sua resposta. Mas, se devo me vangloriar disso… Com certeza não, seria nesse caso um tipo de “Arrogância Espiritual”? Se sabemos ser algo bom para nós, gostaríamos que todos o soubessem, mas para isso não devemos desmerecer os outros ou julgá-los…

    • Évelin, se sua oração tivesse dito para não se filiar a igreja, o que você pensaria:

      1 – não orei corretamente?
      2 – a igreja não é verdadeira?
      3 – sou muito inteligente para aceitar os ensinamento?

      • Se a oração tivesse dito para não se filiar à igreja…
        1. Foi o inimigo;
        2. Falta orar mais;
        3. O conhecimento secular está me cegando;
        4, 5, 6…
        Como que dizem na igreja? Está passando por dificuldades, está com dúvidas? Ajoelhe-se e ore mais e mais.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s