Brigham Young: a Maior Ordenança do Templo

young

Selamentos são cerimônias muito estimadas por membros d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em sua busca por construir laços familiares que sobrevivam à morte. Porém, da mesma forma como modernos santos dos últimos dias não relacionam o selamento monogâmico de um casal à poligenia pregada por mórmons do séc. 19, tampouco estão cientes de uma outra forma de selamento há muito interrompida e bem menos debatida na historiografia mórmon. Para Brigham Young, esta seria a mais sublime ordenança realizada no templo: o selamento de um homem a outro.

Em 1856, Wilford Woodruff registrou em seu diário tal opinião de Brigham Young e o impacto sobre sua audiência:

Com o retorno dos irmãos da reunião, eles me informaram que o Presidente Brigham Young havia pregado um dos maiores sermões que ele já havia dado na terra. (…)

[Ele disse que] Administraremos no Templo que agora iniciamos e isso é um ponto ganho e selaremos homens a homens pelas chaves do Santo Sacerdócio. Esta é a mais alta ordenança. É a última ordenança do reino de Deus na terra e acima das investiduras que podem ser dadas a vocês. É o selamento final, um Princípio Eterno, e uma vez feito não pode ser quebrado pelo Demônio. [1]

Brigham Young falava a respeito da lei da adoção, princípio pelo qual um homem adulto poderia ser selado a pais não-biológicos. Os vínculos entre pais e filhos escolhidos mutuamente trariam uma solução para as barreiras de crença e fidelidade das genealogias naturais, visando criar um reino familiar sacerdotal. “Por este poder” – disse ainda em 1862 – “homens serão selados a homens até Adão, completando e fazendo perfeita a corrente do Sacerdócio deste dia até a cena final”. [2]

A proeminência da adoção era tal que, para Brigham Young, ela requeria um templo, diferentemente do selamento conjugal. “Podemos selar mulheres a homens, mas não homens a homens, sem um Templo”, disse o presidente da Igreja em 1873. [3]

Acredita-se que as primeiras adoções aconteceram sob a liderança de Joseph Smith na década de 1840, em seu Quórum dos Ungidos, o que contradiria a necessidade do templo proposta por Brigham Young. Durante décadas, a adoção também influenciava a maneira pela qual a obra vicária era realizada. A prática foi modificada apenas em 1894, sob a presidência de Wilford Woodruff.


Referências

1. Waiting for the world’s end: the diaries of Wilford Woodruff. (ed. Susan Staker). Signature, 1993.

2. Journal of Discourses, Vol. 9, p. 269.

3. Journal of Discourses, Vol. 16, p. 186

10 comentários sobre “Brigham Young: a Maior Ordenança do Templo

    • Como Brigham Young via as mulheres num papel secundário, suas afirmações sobre o selamento de homens como pai e filho não mencionam que mulheres estavam também envolvidas nos selamentos de adoção no papel de mães.

      Em algumas ocasiões, a esposa do filho adotivo era também selada aos novos pais – um procedimento que aparentemente não foi padronizado.

      Outro procedimento relacionado à construção familiar mórmon – ainda que sem relação direta com a adoção – era a escolha, em uma ordenança do templo, de um dos filhos homens como primogênito, e uma das filhas mulheres como primogênita.

  1. Não entendo, ou não encontro, em minha mente, um motivo para a igreja ter mudado tanto, tantas coisas. Se apenas citarmos uma doutrina como a tal aqui proposta para um debate talvez, logo seremos silenciados e postos na fogueira. O blog propõe o estudo, o que não sou em nada contra, porém quanto mais estudo mais tomo ciência da necessidade de escolher a fé, em oposição à razão, pois a última já não parece existir em nossos 200 anos de restauração. Para mim, parece não haver solução a não ser aceitar “a onda” e seguir. Confiaremos em que? Seguiremos a quem? E pergunto não de forma subjetiva. Sei que acompanham o blog, inúmeros membros pouco esclarecidos quanto a história da Igreja, o que os leva a refutar toda a nova informação, mesmo sendo velha. Para estes, tudo vai bem em Sião. Aos que percorrem em caminhos diferentes, aceitando as evidências e história, e tudo mais que permeia nosso meio, isso me inclui, como seguir em frente se não esperar com fé em um futuro onde tudo se revelará? Pois no agora quanto mais se procura a razão, mas a perco. No entanto, não se pode esperar com segurança, que uma obra divina, seja por homens, executada de forma divina.
    Em suma parece que só se pode ter esperança no Espírito, mais este, não parece ter publicado livros recentemente.

    • A Igreja abandonou gradualmente os principios de Siao e se tornou uma igreja como as outras. No Livro de Mormon as profecias indicam que sera os remanecentes de Lehi que irao estabelecer Siao e nao a igreja dos gentios.(3Nefi:21). Ao concluir seu resumo do livro de Eter, Moroni relatou as profecias de Eter sobre os Lamanitas, que eles iriam se estabelecerem nas Americas depois do tempo dos gentios acabar,(Eter:13) Os lideres da igreja no inicio da restauracao entenderam essas profecias, por exemplo o Elder Orson Pratt no journal of discourses 17:302 disse: Ha quatro eventos principais a acontecerem nos ultimos dias: 1 Remanescentes de Lehi (Lamanitas) se converterao; 2 Siao sera estabelecida e redimida, Gentios (membros e nao membros) que se arrependerem e crerem ajudarao a semente de Lehi a construir a Nova Jerusalem, 3 Missionarios serao chamados para buscar nos quatro cantos da terra os dispersos da casa de Israel e trazer los a Nova Jerusalem, 4 O poder de Deus se manifestara no meio deste povo. Somente depois desses eventos que a grande obra maravilhosa sera realizada, ao contrario do que muitos acreditam hoje na igreja. Esses eventos citados por Elder Pratt estao de acordo com as profecias feitas pelos profetas no LM e pelo propio Salvador como registrado em 3 Nefi 21. A sua pergunta em confiarmos em que e seguirmos o que? Devemos seguir Jesus Cristo e buscar ajuda do Espitio Santo, devemos diligentemente estudar o LM e as revelacoes dada ao Profeta JS. O Senhor ja havia declarado la em 1832 que a igreja estava sob condencao por negligenciar os ensinamentos e profecias do LM assim como as revelacoes que ele havia dado (Ver Doutrina e Convenios secao 84:54-57)

    • Rob Machado, quando você diz: “Para mim, parece não haver solução a não ser aceitar “a onda” e seguir. Confiaremos em que? Seguiremos a quem? E pergunto não de forma subjetiva.” não acho que ” aceitar a onda” seja a melhor opção, de fato não sei se podemos dizer que a Igreja mudou muito nos últimos 200 anos como se sua doutrina tivesse pronta nos tempos de Joseph , uma espécie de pacote pronto para ser aberto e usufluido (ou consumido) por nós. Não é assim que uma religião se consolida, existe maturação tempo (muito tempo), o catolicismo não nasceu com Constantino, o Budismo não tomou seu formato atual Com Sidharta, e tão pouco o islamismo vivido atualmente pelos muçulmanos não é o mesmo da época de Maomé. Houveram ajustes guerras, confusão, disputas filosóficas para que estas religiões fossem consolidadas no modelo atual. O problema conosco SUD´s é que existe meia dúzia de “cabeçudos” (as vezes pode ser uma dúzia mesmo rsrs) que querem nos enfiar “guela a abaixo” uma perfeição institucional e doutrinária que não é humana e simplesmente inexistente. Pessoalmente eu prefiro me colocar no processo como um agente ativo. Não aceito, o corporativismo doentio na minha religião, não aceito idolatria a líderes, não concordo com politicas de exclusão raciais, econômicas e sexuais, não concordo em como nossa “Historia” é contada.E o que faço? bem continuo sendo ativo dentro do “Sistema” continuo dentro, e busco promover mudanças deixando absolutamente claro minhas opiniões , mudando o que posso e as vezes entrando em conflito (sem machucar ou destruir a fé de inocentes) quando necessário. Tem um preço e é alto, mas o mormonismo não pertence a uma instituição, nem a um grupo seleto de sacerdotes escolhidos, ele é um presente divino para a humanidade lindo, incrível, e sim, em construção !!

  2. Já havia estudado alguns documentos, que colaboram com a citação acima e sempre me fascinou a ideia de que os “selamentos” como pensado ou inspirado por Joseph e seus aliados na época é bem diferente como imaginário “SUD” atual. Me parece fazer sentido uma espécie de ligação completa da humanidade, incluindo união de amigos e famílias que partilham um mesmo amor ou senso comum. A uma certa “liberdade” na doutrina observada por este angulo.

  3. Minha opinião é que quando se fala em restauração, tem que se restaurar tudo mesmo. É o que se deu com a poligamia, e com a adoção. Houve a restauração de tudo. No entanto, a impossibilidade de se continuar essa ou aquela doutrina, cairá sobre os ombros dos que a proibiram ou a dificultaram, como no caso da poligamia. No caso da adoção, os próprios membros não estão preparados para tal. O Senhor não poderá ser acusado de ter feito uma restauração meia boca.

  4. Vozes Mormons,
    Acredito que na restauração, todas as coisas relativas à salvação do homem foram reveladas, inclusive poligamia e adoção, hora não praticadas. Imagino que não se trata de retomar o processo de restauração, pois, se assim fosse, indicaria que nem tudo foi revelado. O processo foi completo. Na minha opinião, o que houve foi uma suspensão de algumas práticas, que voltarão. Tal volta, por mais contraditório que pareça, não indicaria uma “re-restauração”.

  5. O Poder que iniciou o cristianismo não poderia mantê-lo? Porque a apostasia????? O Poder que iniciou a restauração não poderia mantê-la? Não se diz que Deus pode tirar da existência um determinado apóstolo para que e a “fila” corra e o seu apóstolo escolhido seja elevado a profeta? Porque esse raciocínio não pode se aplicar aos principais que se opunham ao avanço do cristianismo nos tempos idos e dessa forma não haver apostasia? E da mesma for nos tempos modernos?
    Muitas perguntas….poucas respostas!

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s