185a Conferência Geral: Impressões, Resumos, Votos Contrários

Terminado a 185a Conferência Geral Anual de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, eis um breve resumo dela, uma explicação da questão dos votos contrários, e algumas impressões pessoais.

 

Primeiro fim de semana de abril é tempo para Conferência Geral da Igreja SUD

Primeiro fim de semana de abril é tempo para Conferência Geral da Igreja SUD, e para a cobertura do Vozes Mórmons

 

Comecemos com o fato que mais chamou a atenção esse sábado, principalmente por ser inusitado e incomum.

1) Os Que Se Opõe, Manifesteram-se

Houve gritaria em oposição nos votos para a Primeira Presidência e para os Apóstolos, mas a câmera não mostrou nada além de algumas pessoas virando-se rapidamente para trás para tentar ver quem gritava! Sim, pois os que se organizaram para votar em contrário sabiam que as câmeras não iriam notá-los se não gritassem o seu voto!

Assiste um clipe do ocorrido:

Depois que todos os votos e desobrigações terminaram, o Presidente Dieter Uchtdorf proclamou:

“Presidente Monson, os votos foram contabilizados. Convidamos todos que se opuseram para contactar seus Presidentes de Estaca.”

Pelo menos 7 membros ativos da Igreja levantaram-se para votar contra Thomas Monson como Presidente da Igreja

Membros ativos da Igreja levantaram-se para votar contra Thomas Monson (Chris Detrick, The Salt Lake Tribune)

Há um mês nós havíamos anunciado sobre esse movimento que planejava protestar a falta de transparência e abertura por parte da liderança da Igreja, muito semelhante às pressões soviéticas por perestroika e glasnost nos anos 1980. Don Braegger, um dos pelo menos 7 membros ativos da Igreja a votar contra Thomas Monson como Presidente da Igreja, deu entrevista dizendo que entre as preocupações do grupo estão as campanhas anti-gay e a homofobia na Igreja, a falta de espaço para mulheres desenvolverem maior participação na Igreja, e as recentes excomunhões de intelectuais Kate Kelly e John Dehlin.

Isso não é um fato inusitado. Em outubro de 1977, Byron Marchant insistiu vocal e educamente para ter seu voto contrário notado pelo Presidente Eldon Tanner. Ele protestava a política racista de exclusão de Negros.  Em abril de 1978, Tanner explicou que Marchant havia tido a oportunidade de explicar a uma das Autoridades Gerais as suas preocupações.

Em outubro de 1980, 3 mulheres também gritaram para ter seus votos contrários notados pelo Presidente Marion Romney. Elas protestavam o envolvimento político da Igreja SUD contra a Emenda Constitucional de Direitos Iguais (ERA), que serviria para proteger os direitos civis das mulheres (a Igreja havia publicado sua posição oficial contra a emenda constitucional porque mulheres deveriam ser donas-de-casa, e porque gays!) O Apóstolo Bruce McConkie se levanta para ajudar o idoso e enfermo Romney, e promete às irmãs uma reunião com o Apóstolo Gordon Hinckley.

Hoje, Braegger e demais correligionários deverão se contentar a conversar com seus Presidentes de Estaca. Há 30 anos atrás, tais votos mereciam ao menos audiência com um Apóstolo.

E é interessante notar que, nos 3 episódios de membros da Igreja votando contra o Profeta nos últimos 40 anos, todos envolveram queixas da maus-tratos e discriminação institucional contra minorias (i.e., negros, mulheres, e gays).

2) Finanças da Igreja e Auditoria

Como esperado e de costume, nenhum dado concreto foi divulgado. Infelizmente, a Igreja não nos conta nada sobre suas finanças, o que nos força por necessidade a especular e buscar informações através de dados inferidos e incidentais.

3) Estatísticas

De nota, percebemos uma taxa de crescimento de 1,9% ao ano entre 2013 e 2014. A pior dos últimos 34 anos, seguindo a tendência negativa consistente nesse período. Além disso, notamos uma taxa de conversão por missionário por ano de 3,49, a segunda pior (a pior foi 3,41 no ano passado) nesses últimos 34 anos. Estranhamente, o Apóstolo Quentin Cook insistiu (até demais) que as estatísticas demonstravam forte crescimento, quando na verdade os dados sugerem uma continuação na tendência de crescimento nulo.

4) Saúde

O aspecto frágil e doente de Boyd Packer não apenas surpreendeu como chocou. Dispneico e quase disfônico, era muito difícil ouvi-lo ou entende-lo, e impossível não sentir dó.

O aspecto frágil de Thomas Monson não surpreendeu muito, mas ele pareceu bem mais forte do que os rumores davam a entender. A semana de repouso, evitando até a reunião extraordinária com o Presidente dos EUA Barack Obama, e forçando o Tom Perry a cancelar suas viagens para assumir compromissos de Monson, evidentemente fizeram-no bem.

5) Melhores Discursos

Dieter Uchtdorf: Elegante, inteligente, e auto-reflexivo, Uchtdorf desenvolve o papel dos profetas hebreus ao convidar os membros da Igreja a confrontarem suas falhas pessoais, coletivas, e institucionais em ambos discursos!

Larry Gibson: Comovente discurso sobre as alegrias, as dificuldades, e a importância da paternidade.

5) Piores Discursos

Ulisses Soares: Discurso sem rumo ou tema consistente, aparentemente construído em tôrno de uma sequência de aforismos e superficialidades.

Thomas Monson​: Estórias repetitivas sem uma direção específica ou um tema coerente, que fazem os discursos de Monson parecerem mal concatenados.

6) Discurso Embaraçoso

Jeffrey Holland: Com seu discurso, Holland força uma guinada teológica radical para uma leitura literalista da Bíblia, só que desta vez sem gigantes como B. H. Roberts e James E. Talmage para fazer o contra-ponto a favor de uma teologia mais compatível com os fatos e a realidade científica.

7) Discursos Tristes

Todd Christofferson: Discurso abertamente homofóbico, estruturado em tôrno do tema de oposição oficial ao casamento gay. Especialmente triste por causa do seu irmão, Tom Christofferson, que é abertamente gay.

Tom Perry: Discurso abertamente homofóbico, estruturado em tôrno do tema de oposição oficial ao casamento gay e de esforços ecumênicos para união entre religiões contra direitos civis para LGBT.

Dallin Oaks: Discurso veladamente homofóbico (com alusões ao têrmo de código homofóbico “liberdade de religião”, semelhante ao têrmo “separado mas igual” que era o código para racismo institucional na primeira metade do século XX) e veladamente contra movimentos de justiça social (com alusões ao têrmo de código reacionário e de extrema-direita “entitlements”).

Robert Hales: Discurso veladamente homofóbico (com alusões ao têrmo de código homofóbico “liberdade de religião” e “junte-se a outros ativistas”, semelhante ao têrmo “separado mas igual” que era o código para racismo institucional na primeira metade do século XX).

Boyd Packer: Discurso veladamente homofóbico, estruturado em tôrno do tema de oposição ao casamento gay, similarmente como o discurso que supostamente fora censurado pela Primeira Presidência em 2010, porém sem as expressões que foram removidas naquela época.

Joseph Sitati: Discurso aberta e desnecessariamente homofóbico.

Linda Burton: Discurso orientado para reforçar papéis estereotipados de gêneros, tendendo ao machismo. Particularmente triste por ser proferido pela única mulher a discursar o dia inteiro!

Essa triste ênfase foi tão marcante durante toda a Conferência que um membro, em outra mídia, cunhou a expressão “Conferência da Família Coxinha Com Deus pela Liberdade Religiosa Em Repudio À Ditadura Gayzista-Feminista”.

8) Melhor Côro

Côro de Sacerdócio da BYU

9) Resumos

Os resumos das sessões do sábado encontram-se aqui: Manhã, Tarde, e Sacerdócio.

Os resumos das sessões do domingo encontram-se aqui: Manhã, e Tarde.

O que lhes chamou atenção nessa conferência?

93 comentários sobre “185a Conferência Geral: Impressões, Resumos, Votos Contrários

  1. Na minha opinião essas pessoas que votaram em contrário não tiveram a impressão do espírito do Senhor, logo sem essa impressão não possuem um testemunho do evangelho restaurado, bem como o administrador deste site.
    Essas memas pessoas além de não possuírem o testemunho não são ativas, pois um membro verdadeiramente ativo não se opõe aos seus líderes, mesmo que não goste muito de sua pessoa, o que ele faz é orar sinceramente por orientação para saber se o que tal líder prega é a vontade de Deus ou não.
    Especular ainda o porque antes era um apóstolo que lidava com os votos contrários e hoje é o Presidente da Estaca é menosprezar o crecimento da igreja nas últimas décadas e diminuir este chamado sagrado de Presidente do Sacerdócio maior na Estaca. Assim como chegou o ponto da antiga Israel ter seus conflitos solucionado não apenas por Moisés e ter um líder para uma certa quantidade de pessoas e para cada tipo de situação, a Igreja está nessa fase, nem tudo é assunto para ser tratado pelo Profeta ou pelos apóstolos.
    Lamento ainda a falta de conhecimento teológico dos responsaveis pelo site e de leitores que aceitam esse tipo de matéria abertamente contra os vasos escolhidos do Senhor, em processo de apostasia pessoal, sobre o papel dos Apóstolos e Profetas na sociedade. Lembrem-se o papel desses homens não é andar a favor das visões da sociedade e sim alertar a sociedade de seus pecados e destruição, assim foi com os Profetas da antiguidade e assim será com esses e com os próximos até que venha o Salvador, achar que um Profeta deva se calar aos horrores sociais e desvios da vontade de Deus é querer que Deus aceite que a voz do povo é realmente Sua, quando na realidade é o contrário.
    Acordem, lembrem-se dos convênios com o Senhor é parem de levantar calúnias contra os ungidos do Senhor. Ele sabe o que a justiça exige para quem não cumprir com os convênios feitos com Ele e você está disposto a arcar com as consequências dessa quebra de convênio?
    O que os Profetas antigos falariam então?

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s