Nelson: Oração e Fé Curam Gays

Em discurso na BYU-Havaí esta semana, a esposa do Apóstolo Russell Nelson, Wendy, explicou para os jovens Mórmons que através do poder da prece e da fé, homossexuais podem ser curados de sua homossexualidade.

Wendy Nelson, esposa plural para a eternidade do Apóstolo Russell Nelson, promete cura gay através da oração e da fé

O tema central do discurso de Wendy Nelson pode ser resumido na qualificação que a sensação de desespero é um sentimento positivo quando motiva uma pessoa a buscar Deus em prece com fé e esperança reforçada pelo desespero em si.

Nelson promete a “garantia de 100%” que Jesus vai “curar” todos os males para qualquer pessoa que abordar a Deus dessa maneira. Daí ela passa a listar uma série de dons do Espírito que podem ser conseguidos dessa maneira, entre eles:

“Talvez nós precisemos o dom para manter os nossos sentimentos sexuais em harmonia com leis eternas.”

Você pode assistir o discurso em sua íntegra aqui.

Nelson nunca explicitamente menciona homossexualidade no seu discurso, e o seu tema principal sequer fora condutas sexuais ou matrimoniais. Contudo, “sentimentos sexuais em harmonia com leis eternas” é um dos eufemismos populares entre a liderança da Igreja que recusa a usar o termo “homossexualidade” e prefere usar os pejorativos “atração do mesmo sexo” ou “atração do mesmo gênero”. [1]

A ilusão de que homossexuais podem ser “curados” ainda é, infelizmente, popular entre muitos Mórmons. Recentemente a BYU em Idaho sofreu com publicidade negativa após ser flagrada permitindo a promoção de “terapias de cura” em seu campus.

Inúmeros estudos científicos demonstram, o que a própria Igreja SUD já reconheceu,  que a pressão para casamentos de orientação mista (um parceiro heterossexual com um parceiro homossexual) com ou sem tentivas de alteração de orientação são ineficientes, danosos, e usualmente levam a desastre e tragédias familiares.

A BYU, nos anos 1970, incentivava e até pressionava seus estudantes homossexuais a tortura terapia com eletrochoque. Embora hoje a Igreja repudie terapias de aversão, como são tecnicamente conhecidas aquelas sessões de tortura com choque elétrico, ela ainda mantém-se neutra com relação às comprovadamente ineficientes terapias de conversão.

 “Certamente a Igreja não aconselha contra esse tipo de terapia… Estudos de caso, creio eu, demonstraram que conseguiu-se progresso ajudando algumas pessoas a mudar de orientação…” — Élder Lance B. Wickman, Primeiro Quórum dos Setenta

Não obstante o impressionante volume de evidências científicas, e  a própria posição oficial da Igreja SUD  contra casamentos de orientação mista, líderes da Igreja mantém-se abertos para a possibilidade destes casamentos quando o parceiro homossexual demonstra “habilidade para lidar com esses sentimentos e inclinações e mantê-los apenas de pano de fundo.” E, não obstante os pronunciamentos de alguns líderes, a Igreja SUD oficialmente reconhece que homossexualidade é uma característica inata e não opcional.

Não obstante o importante progresso da Igreja SUD em aceitar homossexualidade como um aspecto inato de pessoas que nascem homossexuais, e deixar de incentivar a tortura e a “cura” deles, ela ainda está longe de se livrar da discriminação institucionalmente enraizada.  No mesmo evento, o marido de Wendy e Presidente dos Doze Russell Nelson explicou como e porquê Deus revelou à Igreja SUD a importância da discriminar contra crianças em famílias LGBT.

Apóstolo Russell Nelson serve atualmente como Presidente do Quórum dos Doze

No final do ano passado, a Igreja SUD alterou sua posição oficial sobre crianças em famílias LGBT e ainda especificou o banimento de homossexuais como “apóstatas” que se valerem do recém-legalizado direito constitucional nos EUA de casar-se.

Explicando que os 15 líderes máximos da Igreja (os 3 membros da Primeira Presidência e os 12 Apóstolos) se reuniram diversas vezes por meses para discutir as ramificações desta legalização em junho do ano passado, Nelson oferece uma descrição do processo revelatório que culminou na política discriminatória oficial:

“Cada um de nós durante esse momento sagrado sentiu uma confirmação espiritual … Foi o nosso privilégio como apóstolos sustentar o que havia sido revelado ao Presidente Monson.”

“A Primeira Presidência e do Quórum dos Doze Apóstolos aconselhou-se juntos e compartilhou tudo que o Senhor dirigiu-nos a compreender e sentir, individual e coletivamente … E então, vemos a inspiração do Senhor sobre o presidente da Igreja para proclamar a vontade do Senhor.”

Nelson não relata nenhuma experiência sobrenatural, exceto narrar uma série de reuniões de comitês e confirmar os rumores que Thomas Monson explicitamente expressara sua decisão de incluir tais mudanças nas regras oficiais de conduta.

A mudança fora realizada na surdina, porém ela vazou para a internet por um líder anônimo e rapidamente viralizou pelas mídias sociais.  Após uma longa semana em que milhares de membros da Igreja SUD saíram em protesto contra a nova política oficial recente da Igreja discriminando contra crianças em famílias LGBT, e uma semana depois de uma resposta improvisada, a Primeira Presidência publicou uma resposta oficial sobre as mudanças de regras institucionais, suavizando porém reiterando a importância de segregação de casais e famílias homossexuais dentro da Igreja.

Dentro desse contexto, Wendy Nelson afirma que pode “garantir” que Jesus curará “100%” dos males de qualquer pessoa que ore com fé e “desespero” para ter o dom para manter os nossos sentimentos sexuais em harmonia com leis eternas.”

Estamos voltando para o tempo quando ensinávamos aos homossexuais para orar pedindo por cura e fingir serem heterossexuais até conseguirem se “converter”? Essa é a mensagem que o Presidente-Profeta Nelson irá promover?


Leia mais sobre a revelação de Thomas Monson aqui.

Leia mais sobre a política oficial da Igreja SUD aqui.

Leia mais sobre as resignações de membros SUD aqui.

Leia reações e histórias pessoais de membros SUD aqui.

Leia mais sobre a reação oficial da Igreja ao vazemento aqui.

Leia mais sobre a reação extra-oficial da Igreja SUD a isto aqui.

Leia pronunciamento da Primeira Presidência sobre Casamento Tradicional aqui.

2 comentários sobre “Nelson: Oração e Fé Curam Gays

  1. A igreja não aprende.
    Não existe cura gay.
    Impor que o casamento tem que ser entre homem e mulher é trazer a infelicidade a milhares de casais, é sacrificar várias moças e trazer depressão a vários membros. Interessante a igreja mudar de opinião novamente. O folheto Deus ama seus filhos ensina, que Deus ama independe da condição sexual e até sugere que homem ou mulheres homossexuais fiquem solteiros, pois ensina que não sabemos (a religião) explicar por que isso ocorre.

  2. A mensagem de Wendy Nelson trouxe a passagem bíblica da mulher que sofria de uma doença para comparar com a questão da homossexualidade. A mensagem tem por fundamento o entendimento que o “homossexualismo é uma doença” e nesta perspectiva cita o desespero, como se todas as pessoas que estivessem doentes sofressem de desespero e inclui aí, os homossexuais. Tal situação, além de ser fantasiosa e carregada de emotividade, não corresponde à realidade, além de ser ridícula e desatualizada, visto que desde 1990 a OMS não considera homossexualidade doença. Noutro tópico ela cita a questão da identidade sob a perspectiva da heteronormatividade. Isso deveria ser refletido e questionado por seus ouvintes, pois ela exclui as outras identidades. Os crentes e fieis SUD que a escutam e que não refletem o seu ponto de vista, de forma crítica, acabam por adotar um posicionamento rígido e, portanto, preconceituoso quanto às diferenças e suas identidades e de certa forma, marginalizando-as na própria corporação religiosa, como se tem visto com a adoção de normas discriminatórias. Agora, mudando um pouquinho o foco, quero comentar a legenda usada abaixo da foto dela no artigo. “Esposa plural para a eternidade” .Adorei, pois foi honesto por parte do autor! Meu riso, aqui, foi frouxo, não pela honestidade claro, mas pela coragem e astúcia.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s