Bênção Patriarcal de Joseph Smith

Em 09 de dezembro de 1834, Joseph Smith Jr. recebeu de seu pai uma bênção patriarcal. Semanas antes de completar 29 anos, o jovem profeta ouviu de seu pai sexagenário palavras que não só remetiam aos patriarcas bíblicos como traçavam a eles sua genealogia e promessas.

Joseph_Smith_Jr_portrait_owned_by_Joseph_Smith_III_zpsec9818e5

Joseph Smith Sr. foi ordenado como Patriarca da Igreja de Cristo em 1833, sendo seu ofício o único ofício eclesiástico hereditário estabelecido durante a vida do profeta mórmon. Joseph Smith Sr. concedia aos membros da Igreja bênçãos patriarcais. No mormonismo, a bênção patriarcal é uma profecia individual, proferida durante uma cerimônia com imposição de mãos de um patriarca, cujas palavras e profecias são transcritas para servir ao recepiente como escrituras personalizadas e guia espiritual.

Nessa benção patriarcal, o Patriarca elogia seu filho, o Profeta, por sempre apoiar seu pai a despeito de seu problema com alcoolismo, afirmando-lhe que obteria enormes poderes sobrenaturais para realizar milagres iguais aos realizados por Jesus e até mais, e ainda prometendo-lhe segurança física contra assassinos potenciais que lhe tentariam, em vão, tirar-lhe a vida. Acima de tudo, Smith Sr. profetiza a Smith Jr. em tons milenares, comuns para o mormonismo dessa época, que ele ainda presenciaria a tão esperada Segunda Vinda de Cristo.

*

Joseph Smith Júnior nasceu em Sharon, condado de Windsor, Vermont, 23 de dezembro de 1805.

Joseph, meu filho, coloco minhas mãos sobre tua cabeça em nome do Senhor Jesus Cristo, para confirmar sobre ti a benção de um pai. O Senhor teu Deus chamou-te pelo nome desde os céus: tu ouviste sua voz do alto de tempos em tempos, mesmo em tua juventude.

A mão do anjo da sua presença estendeu-se em tua direção, pela qual foste erguido e apoiado; sim, o Senhor te libertou das mãos dos teus inimigos e foste levado a regozijar-te em sua salvação: tu buscaste conhecer seus caminhos, e desde a tua infância tens meditado muito sobre as grandes coisas de sua lei.

Sofreste muito em tua infância, e a pobreza e aflições da família de teu pai tem sido um pesar para tua alma. Desejaste vê-los livrados da servidão. Pois tu os amas com um perfeito amor. Ficaste ao lado de teu pai, e como Sem, teria coberto sua nudez, ao invés de vê-lo exposto à vergonha: quando as filhas dos gentios riram, teu coração comoveu-se como uma justa ira para vindicar tua parentela. Tens sido um filho obediente: os mandamentos de teu pai e as repreensões de tua mãe tu respeitaste e obedeceste — por todas essas coisas o Senhor meu Deus te abençoará.

Foste chamado, mesmo em tua juventude, para a grande obra do Senhor: para fazer uma obra nesta geração que nenhum homem faria por si mesmo, em todas as coisas de acordo com a vontade do Senhor. Uma obra maravilhosa e um assombro o Senhor operou pela tua mão, mesmo aquela que preparará o caminho para os remanescentes do seu povo virem entre os gentios, com sua plenitude, assim que as tribos de Israel forem restauradas.

Eu te abençoo com as bênçãos de teus pais Abraão, Isaque e Jacó; e mesmo as bênçãos de teu pai José, o filho de Jacó. Eis que ele observou sua posteridade nos últimos dias, quando eles seriam dispersos e expulsos pelos gentios, e chorou ante o Senhor: ele buscou diligentemente saber de onde viria o filho que traria a palavra do Senhor, pela qual serão iluminados, e trazidos ao verdadeiro rebanho, e seus olhos te contemplaram, meu filho: seu coração se regozijou e sua alma foi satisfeita, e ele disse,

[“] Como minhas bênçãos devem se estender até os limites extremos dos montes eternos; como as bênçãos do meu pai prevaleceram acima das bênçãos dos seus progenitores, e assim como meus ramos devem ultrapassar o muro, e minha semente deve herdar a terra escolhida onde a Sião de Deus estará erguida nos últimos dias, dentre a minha semente, dispersa com os gentios, deverá um Vidente escolhido se levantar, cujas entranhas serão como uma fonte de verdade, cujos lombos serão cingidos com o cinto da retidão, cujas mãos serão levantadas ante o Deus de Jacó para desviar a sua ira do seu ungido, cujo coração meditará grande sabedoria, cuja inteligência circunscreverá e compreenderá as coisas profundas de Deus, e cuja boca proferirá a lei do justo: seus pés estarão sobre o pescoço dos seus inimigos, e ele caminhará sobre as cinzas daqueles que buscam sua destruição: com vinho e óleo será mantido, e será alimentado pela herança de Jacó, seu pai: o justo desejará sua associação, e os retos de coração serão seus companheiros: nenhuma arma forjada contra ele prosperará, e ainda que o iníquo o impeça por uma breve estação, ele será como aquele se levantando no  calor do vinho— ele rugirá em sua força, e o Senhor porá em fuga seus perseguidores: ele será abençoado como a oliveira frutífera, e sua memória será tão doce quanto o cacho escolhido das primeiras uvas maduras. Como um feixe de trigo totalmente maduro, recolhido ao celeiro, assim será ele ante o Senhor, tendo produzido o cêntuplo.[“] Assim disse meu pai José.

Portanto, meu filho, sei com certeza que essas coisas serão cumpridas, e confirmo sobre ti todas essas bênçãos. Tu viverás para fazer a obra que o Senhor te ordenou: tu terás as chaves deste ministério, mesmo a presidência desta igreja, tanto no tempo quanto na eternidade. Teu coração será dilatado, e serás capaz de cumprir a medida dos teus dias de acordo com a vontade do Senhor. Tu falarás a palavra do Senhor e a terra tremerá; as montanhas se moverão e os rios sairão de seu curso. Tu escaparás ao fio da espada, e porás em fuga os exércitos dos iníquos. Pela tua palavra o coxo caminhará, o surdo ouvirá e o cego verá. Tu serás coligado a Sião e na boa terra tu desfrutarás tua herança; teus filhos e os filhos de teus filhos até a última geração; pois teu nome e os nomes de tua posteridade serão registrados no livro do Senhor, mesmo o livro de bênçãos e genealogias, para sua alegria e benefício para sempre.

E agora, meu filho, o que mais direi? Tu és como uma oliveira frutífera e uma vinha escolhida: tu serás carregado com fruto precioso. Milhares e dezenas de milhares virão a um conhecimento da verdade através do teu ministério, e tu te regozijarás com eles no Reino celestial: tu estarás sobre a Terra quando ela cambalear como um bêbado, e for removida de seu lugar; estará de pé quando os potentes julgamentos saírem para a destruição dos iníquos; estarás de pé sobre o monte Sião quando as tribos de Jacó vierem bradando desde o norte, e com teus irmãos, os filhos de Efraim, coroá-los em nome de Jesus Cristo; tu verás teu Redentor chegar nas nuvens do céu, e com os justos receberá a multidão santificada com gritos de aleluia. Louvado seja o Senhor. Amém.


REFERÊNCIA

Joseph Smith Sr., Bênção a JS, Kirtland, Ohio, 09 de dezembro de 1834; em Patriarchal Blessing Book 1, pp. 3–4; escrita de Oliver Cowdery; Biblioteca de História da Igreja. Disponível em formato digital no site do Projeto Joseph Smith Papers. Divisão em parágrafos nossa.

 

19 comentários sobre “Bênção Patriarcal de Joseph Smith

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.