Luxuoso Arranha-Céu da Igreja Mórmon

“Solo sagrado” para mórmons.

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias construiu um luxuoso, grande e espaçoso edifício no centro da cidade de Salt Lake City.

http://www.111mainslc.com/

Novo Grande e Espaço Edifício da Igreja Mórmon no centro de Salt Lake City

Erguido no coração da cidade-sede da Igreja Mórmon, a apenas uma quadra do icônico Templo de Salt Lake, o edifício foi dedicado em cerimônia recheada de fervor religioso.

Na esquina das ruas Main Street e 100 South, o prédio conhecido como 111 Main, constitui-se de 24 andares construídos através de uma moderna técnica arquitetônica que distribui seu peso de cima para baixo, permitindo enormes janelas de teto-a-chão que exibem uma maravilhosa vista panorâmica do vale para os luxuosos andares superiores. O edifício destina-se exclusivamente para escritórios de grandes corporações e outros comércios milionários, especialmente nos setores financeiros, imobiliários, e jurídicos, coroados pela multinacional financeira Goldman Sachs.

O 111 Main gaba-se de um mural de vidro de 10 metros de altura e 132 projetores LED multicoloridos para se destacar no horizonte da cidade histórica, especialmente considerando que é, agora, o terceiro edifício mais alto do estado, atrás apenas do edifício de escritórios da Igreja SUD (o famoso Church Office Building, com 128 metros de altura) e o prédio do banco Wells Fargo (com 128,6 metros, contra seus 118 metros). Além disso, impõe-se com um suntuoso lobby cercado por paredes de vidro de 11 metros de altura e uma gigantesca parede de vídeos exibindo famosas imagens do cenário natural de Utah.

Mark Gibbons, presidente de uma das muitas empresas com fins lucrativos da Igreja SUD, City Creek Reserve Inc., e responsável pela construção do 111 Main, exalta o novo edifício:

“Não é incrivelmente espaçoso?”

Gibbons, e demais relações públicas para o City Creek Reserve Inc. ou para a Igreja SUD, recusam-se a discutir os valores investidos no luxuoso edifício, mas estimativas baseadas na recente venda de um prédio vizinho (embora mais velho, menos luxuoso, e menos tecnologicamente avançado), o 222 Main, superam a casa dos USD 200 milhões.

Solo Sagrado

Durante a cerimônia de dedicação, a Autoridade Geral e Bispo Presidente da Igreja SUD, Gérald Caussé, ofereceu a oração dedicatória e além de classificar o edifício como “a culminação ímpar de arte, ciência, tecnologia, e cultura”, o qualificou afirmando que “esse é um solo sagrado” para todos os mórmons.

Eis um mapa da cidade de Salt Lake City, ressaltando alguns marcos históricos e religiosos na vizinhança do novo e imponente, e aparentemente sagrado, edifício mórmon:

Mapa do centro da cidade de Salt Lake City (via Google Maps)

Mapa do centro da cidade de Salt Lake City (via Google Maps)

Investimentos imobiliários com fins lucrativos não são novidades para a Igreja Mórmon. A própria City Creek Reserve Inc. investiu estimados USD 5 bilhões em um shopping de luxo e complexo residencial similar ao Shopping Cidade Jardim em São Paulo.

Uma fazenda destinada ao Projeto de Bem Estar d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias está sendo transformada em imponente investimento comercial imobiliário na cidade de Riverton, Utah, incluindo shopping center de luxo e condomínios para famílias de classe média alta.

Ao invés de produzir alimentos para os pobres nessa propriedade, a Igreja Mórmon está construindo centros comerciais e residenciais para os ricos. Planos incluem um shopping center, restaurantes, escritórios, hotel e teatro.

Esse empreendimento imobiliário da Igreja Mórmon coincide com a recente autorização para a construção de um shopping center de céu aberto de 85 acres, o Mountain View Place, cedido para a empresa Californiana CenterCal, em terreno comprado diretamente da SLR, que intermediou o negócio para o shopping em conjunto com a Property Reserve Inc. (PRI), outra subsidiária com fins lucrativos da Igreja SUD.

Fazendas de Bem Estar

A compra de terras por parte da Igreja SUD começou no final da década de 1930. A intenção era dar às pessoas desempregadas a oportunidade de trabalhar e produzir mercadorias para ajudar os pobres e necessitados. Na década de 1940, estacas e grupos de estacas começaram a comprar fazendas como projetos de bem-estar aprovados. Às vezes, a Igreja comprava uma fazenda, e a unidade local reembolsava o empréstimo à Igreja com as receitas agrícolas. Na década de 1970, as fazendas foram adquiridas em uma base compartilhada, com metade dos fundos provenientes da unidade local e metade da sede da Igreja. Todos os novos terrenos agrícolas são adquiridos exclusivamente pela Igreja desde os anos 1990. A Igreja é dona e opera centenas de fazendas de bem-estar localizadas através de mão-de-obra voluntária, gerando muitos tipos de mercadorias para o seu Programa de Bem-Estar. Além disso, ela vem adquirindo extensas propriedades agrícolas no seu sistema de reserva de Bem-Estar e em suas carteiras de investimento imobiliário e agrícola.

Projetos agrícolas variam de acordo com a localidade, necessidade, clima e condições do solo. Fazendas de bem-estar produzem grãos, frutas e legumes. Há também carne bovina, suína, e aves, bem como projetos especializados como a produção de mel, e também como reservas de caça esportiva e reservas florestais.

Empresas com Fins Lucrativos

Deseret Ranches, administrada pela Deseret Cattle and Citrus, é uma das muitas empresas com fins lucrativos de propriedade da Igreja SUD. Seu foco principal é a pecuária de corte. Segundo o site da empresa, a fazenda possui mais de 42 mil vacas, que produzem 36 mil novilhos por ano. A produção anual de carne passa de 8 mil toneladas, o que lhe dá a reputação de maior fazenda de corte do mundo. Na agricultura, há destaque para citros, com 200 mil pés de laranjeiras. A fazenda ainda tem outras culturas, como a da batata.

O interesse da Deseret Ranches em um projeto de urbanização na Flórida foi noticiado pela primeira vez em 1991, em reportagem do jornal The Arizona Republic e reproduzida em parte no Deseret News, de propriedade da Igreja. Tal como a SLR em Utah, a Deseret Ranches está migrando de fazendas de bem-estar e fazendas com fins lucrativos para investimentos imobiliários comerciais para maximizar o retorno financeiro para a Igreja.

Agronegócio

A Igreja SUD é considerada uma das maiores proprietárias de terras para agropecuária nos Estados Unidos. De acordo com reportagem da revista Bloomberg Businessweek, outras empresas de agronegócio da Igreja SUD incluem a Sooner Cattle Co., em Oklahoma, com vendas anuais estimadas em US$ 760 mil; a Agrinorthwest, com vendas estimadas em US$ 68 milhões anuais, sediada no estado de Washington; a Deseret Land and Livestock, que atua em Utah e Wyoming, possuindo cerca de 8500 cabeças de gado, além de uma reserva de caça e pesca; e a AgReserves, com fazendas no Canadá, Austrália, Grã-Bretanha e América Latina – incluindo Argentina, Chile e Brasil.

Brasil

A AgReserves atua no país como AgroReservas do Brasil Ltda. O escritório da empresa está localizado na cidade de Formosa, em Goiás. Em 2005, sua fazenda em Unaí, noroeste de Minas Gerais, foi invadida por integrantes do MST, depois condenados a indenizar a empresa. Estima-se que a empresa “possui cerca de 4,3 mil hectares de pastagem para 7,6 mil cabeças de gado e que ainda produz nos outros 100 mil hectares, cerca de 170 mil toneladas de laranja a cada ano”. Perfis de funcionários no site LinkedIn também mencionam plantações de soja, feijão, sorgo, milho e batata.


Leia mais sobre empreendimentos imobiliários da Igreja

Leia mais sobre empreendimentos imobiliários da Igreja (2)

Leia mais sobre empreendimentos imobiliários da Igreja (3)

Leia mais sobre empreendimentos financeiros da Igreja

Leia mais sobre remunerações para os executivos da Igreja

24 comentários sobre “Luxuoso Arranha-Céu da Igreja Mórmon

  1. Lendo esse artigo pensei que tinha chamado o “JUSTO VERÍSSIMO” https://www.youtube.com/watch?v=1a3cpCZAKVQ como membro do bispado presidente.Acho que a igreja deve ter um escritório de análise de investimentos para ver qual é o mais rentável. Agora vem a contradição ! Se é importante manter uma boa imagem de prosperidade nos EDIFÍCIOS SUDS, PORQUE REDUZIRAM A VERBA PARA CONSTRUÇÕES E MANUTENÇÕES DE CAPELAS? FICA AQUI MEU PROTESTO !

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s