Gary Stevenson: Negros Possuem Gene Extra para Espiritualidade

O Apóstolo Gary Stevenson recentemente afirmou em discurso de devocional no Distrito Dar Es Salaam Tanzania, na cidade de Dar Es Salaam, Tanzania, que negros teriam geneticamente mais espirituais que outras raças.

Apóstolo Gary Evan Stevenson do Quórum dos Doze Apóstolos d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias desde outubro de 2015 (Foto: LDS.org)

Ou que tanzanianos seriam geneticamente mais espirituais que outros povos? Não ficou absolutamente claro. Veja por si, mesmo: Continuar lendo

40 Anos do Fim da Segregação Racial Mórmon

Celebramos hoje 40 anos desde o fim oficial do racismo institucional n’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Spencer Woolley Kimball, 12o Presidente d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (30 Dezembro 1973 – 5 Novembro 1985), Presidente do Quórum dos Doze Apóstolos (1972-1973), Apóstolo (1943-1973)

Nessa data, há 40 anos, o Profeta Presidente da Igreja SUD Spencer Woolley Kimball anunciou publicamente que a Igreja não mais discriminaria contra negros e encerraria a política de proibir a ordenação de homens afrodescendentes ao sacerdócio, a sua inclusão em cargos de liderança, e a inclusão de homens, mulheres, e crianças negras nos cultos em seus templos sagrados.

Capa do jornal universitário The Universe da Universidade de Brigham Young (Provo, Utah) em edição extra no dia 9 de junho de 1978 anuncia acima de uma foto do Profeta-Presidente Spencer W Kimball: PRETOS RECEBEM SACERDÓCIO – Deus revela nova política a Profeta SUD

Introduzindo Segregação Racial (1852)

Se a data do fim oficial da segregação racial SUD, popularmente conhecida como “proibição ao sacerdócio”, está claramente marcada nos anais da história como 9 de junho de 1978, o seu início é um pouco mais convoluto. A data mais aceita entre historiadores é 23 de janeiro de 1852, quando Brigham Young anunciou à Continuar lendo

Racismo no Livro de Mórmon

O Livro de Mórmon é uma obra de escrituras sagrada para mórmons.

Infelizmente, é uma obra profundamente racista.

Obra de arte representando as lendárias "placas de ouro" que Joseph Smith teria encontrado e de onde teria traduzido o Livro de Mórmon (Museum of Church History and Art, Salt Lake City)

Obra de arte representando as lendárias “placas de ouro” que Joseph Smith teria encontrado e de onde teria traduzido o Livro de Mórmon (Museum of Church History and Art, Salt Lake City)

Tanto para a narrativa, como para a teologia, do Livro de Mórmon uma cor de pele escura é um claro sinal de maldição e reprovação divina. Além disso, há severas admoestações para a manutenção de pureza racial. Esses ensinamentos racistas do Livro de Mórmon são tão enraizados que levou gerações de profetas mórmons a pregarem tais ensinamentos do púlpito. [Ver aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, e aqui]

Essas são as passagens relevantes que permeiam o texto canônico mórmon (ênfases nossas): Continuar lendo

Dia da Consciência Negra Mórmon

Celebramos hoje o Dia Nacional da Consciência Negra.

Igualdade entre as raças deve ser a meta de todo Ser Humano

Esta data comemorativa foi criada em 2003 e instituída em âmbito nacional em 2011 com o propósito da reflexão  e celebração sobre a inserção de afrodescendentes na sociedade brasileira.

A data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de “Zumbi dos Palmares”, em 1695. Sendo assim, o Dia da Consciência Negra procura remeter à resistência do negro contra a escravidão de forma geral, desde o primeiro transporte de africanos para o solo brasileiro (1549).

A celebração do Dia de Consciência Negra não deve, e nem pode, ser interpretada como uma apologia para a supremacia negra e/ou subjugação de brancos, mas uma simples ponderação singela de todas as maneiras como os negros e seus descendentes foram, historicamente, subjugados e como eles ainda sofrem as repercussões sociais e culturais desse legado.

Em comemoração dessa data, e dos desafios historicamente encarados por negros e demais afrodescendentes, tanto na sociedade brasileira como na sociedade mórmon, nós juntamos uma coletânea de artigos sobre negros no contexto mórmon.

Continuar lendo

Heber C. Kimball: Deus Não Ama Monógamos

O Presidente Heber C. Kimball, primeiro conselheiro na Primeira Presidência, fez os seguintes comentários sobre monogamia e poligamia na Conferência Geral de abril de 1857, explicando como Deus abençoa senhores de idade que se casam com esposas plurais supostamente jovens:

Heber C. Kimball, Primeiro Conselheiro na Primeira Presidência (1847-1868)

Continuar lendo

Joseph Smith III: Revelação Sobre Negros

O Profeta mórmon Joseph Smith III, filho mais velho do Profeta fundador Joseph Smith Jr, e Presidente d’A Igreja Reorganizada de Jesus de Cristo dos Santos dos Últimos Dias (atualmente Comunidade de Cristo) anotou e apresentou a seguinte revelação concernente à ordenação de negros ao sacerdócio em maio de 1865.

O contexto histórico é o recente fim da Guerra Civil Americana e a recente emancipação dos escravos negros. Esta revelação foi incluída em Doutrina e Convênios como a seção 116:

Continuar lendo

Heber C. Kimball: São Brigham Young

O Presidente Heber C. Kimball fez os seguintes comentários sobre Brigham Young e seus conselheiros na Primeira Presidência, celebrando e descrevendo-os de maneira teologicamente muito similar ao posto canônico de “Santo”,  e com mais poderes que o Papa, para os Católicos:

Heber C. Kimball, Primeiro Conselheiro na Primeira Presidência (1847-1868)

 

Continuar lendo

Bastidores do Site LDS.org

Você gostaria de saber como são os bastidores do site oficial da Igreja SUD?

LDSorg

Captura de tela do site oficial da Igreja SUD à data da publicação original desse artigo

Um engenheiro de software e ex-funcionário do departamento de TI (Tecnologia de Informação) da equipe do site LDS.org conduziu uma sessão aberta de AMA (em inglês, ask me anything, ou pergunte-me qualquer coisa) com usuários do site Reddit.

Continuar lendo

Dia da Consciência Negra Mórmon

Celebramos hoje o Dia Nacional da Consciência Negra.

Igualdade entre as raças deve ser a meta de todo Ser Humano

Esta data comemorativa foi criada em 2003 e instituída em âmbito nacional em 2011 com o propósito da reflexão  e celebração sobre a inserção de afro-descendentes na sociedade brasileira.

A data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de “Zumbi dos Palmares”, em 1695. Sendo assim, o Dia da Consciência Negra procura remeter à resistência do negro contra a escravidão de forma geral, desde o primeiro transporte de africanos para o solo brasileiro (1549).

A celebração do Dia de Consciência Negra não deve, e nem pode, ser interpretada como uma apologia para a supremacia negra e/ou subjugação de brancos, mas uma simples ponderação singela de todas as maneiras como os Negros e seus descendentes foram, historicamente, subjugados e como eles ainda sofrem as repercussões sociais e culturais desse legado.

Em comemoração dessa data, e dos desafios historicamente encarados por Negros e demais afro-descendentes, tanto na sociedade brasileira como na sociedade Mórmon, nós juntamos Continuar lendo