A descendência “cainita” de Joseph Smith

É de conhecimento geral que a Igreja SUD, em uma determinada época, acreditava que os negros africanos eram descendentes de Caim, portanto amaldiçoados para o Sacerdócio.

Essa doutrina, mencionada pelo próprio site oficial da Igreja no ensaio “Raça e Sacerdócio” menciona essa “doutrina” sendo cultural e oriunda aproximadamente ao ano de 1730.

Brigham Young também incentivou muito o estudo e que a religião não deveria contradizer a ciência. Podemos até dizer que Brigham Young era uma pessoa que possuía uma mente analítica. Ele não era uma pessoa que se acomodava com o pensamento contemporâneo, ele acreditava em vidas em outros planetas, embora estivesse enganado sobre a vida em nosso sistema solar, é de se admirar que um líder religioso cristão tivesse tais pensamentos em pleno século XIX.

Embora esses pensamentos fossem motivados pelas revelações de Joseph Smith, há que se mencionar a notoriedade em Brigham Young não aceitar o conceito de Adão ter sido criado do barro, como diz a Biblia. Algo surpreendente para a época, embora ele ainda estivesse errado em achar que o homem veio em sua forma atual do espaço, de outro planeta. Tenho grande admiração por Brigham Young, e ainda que estivesse errado em algumas coisas, ele não deixava de pensar.

Contudo, ele não pensou num assunto que talvez tenha sido um dos mais impactantes de sua presidência, qual seja, a exclusão dos negros do Sacerdócio. A justificativa era de que os negros não podiam portar o Sacerdócio devido a essa suposta descendência de Caim e para um homem que gostava de pensar sobre as doutrinas do evangelho, ele não teria tido esse pensamento se tivesse usado uma lógica simples e elementar.

'Caim e Abel' por Jacopo Palma il Giovane, ca. 1590

‘Caim e Abel’ por Jacopo Palma il Giovane, ca. 1590

Vou deixar esse assunto em aberto para explicar uma pesquisa cientifica recente e depois retomo esse pensamento. Continuar lendo

Cientista Explica Criacionismo [Vídeo]

Criacionismo, também conhecido como ‘Design Inteligente’, é a crença religiosa que tudo no Universo foi criado através de processos sobrenaturais. Criacionismo é largamente popular entre Mórmons, inclusive Apóstolos e Profetas.

O físico teórico e cosmologista Lawrence Krauss explica os méritos científicos do Criacionismo e seu impacto cultural e influência intelectual na sociedade em menos de 4 minutos: Continuar lendo

Heber C. Kimball: São Brigham Young

O Presidente Heber C. Kimball fez os seguintes comentários sobre Brigham Young e seus conselheiros na Primeira Presidência, celebrando e descrevendo-os de maneira teologicamente muito similar ao posto canônico de “Santo”,  e com mais poderes que o Papa, para os Católicos:

Heber C. Kimball, Primeiro Conselheiro na Primeira Presidência (1847-1868)

 

Continuar lendo

LeGrand Richards: Negros no Brasil

O Apóstolo LeGrand Richards ofereceu interessantes informações sobre a revelação de 1978 que mudou a política racial da Igreja SUD de proibir integração plena com Negros, a ordenação de Negros ao Sacerdócio, e a permissão para participarem em ordenanças templárias.

Apóstolo LeGrand Richards serviu no Quórum dos Doze de 1952 a 1983

Richards foi entrevistado apenas alguns meses após o anúncio Continuar lendo

Bastidores do Site LDS.org

Você gostaria de saber como são os bastidores do site oficial da Igreja SUD?

LDSorg

Captura de tela do site oficial da Igreja SUD à data da publicação original desse artigo

Um engenheiro de software e ex-funcionário do departamento de TI (Tecnologia de Informação) da equipe do site LDS.org conduziu uma sessão aberta de AMA (em inglês, ask me anything, ou pergunte-me qualquer coisa) com usuários do site Reddit.

Continuar lendo

Dia da Consciência Negra Mórmon

Celebramos hoje o Dia Nacional da Consciência Negra.

Igualdade entre as raças deve ser a meta de todo Ser Humano

Esta data comemorativa foi criada em 2003 e instituída em âmbito nacional em 2011 com o propósito da reflexão  e celebração sobre a inserção de afro-descendentes na sociedade brasileira.

A data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de “Zumbi dos Palmares”, em 1695. Sendo assim, o Dia da Consciência Negra procura remeter à resistência do negro contra a escravidão de forma geral, desde o primeiro transporte de africanos para o solo brasileiro (1549).

A celebração do Dia de Consciência Negra não deve, e nem pode, ser interpretada como uma apologia para a supremacia negra e/ou subjugação de brancos, mas uma simples ponderação singela de todas as maneiras como os Negros e seus descendentes foram, historicamente, subjugados e como eles ainda sofrem as repercussões sociais e culturais desse legado.

Em comemoração dessa data, e dos desafios historicamente encarados por Negros e demais afro-descendentes, tanto na sociedade brasileira como na sociedade Mórmon, nós juntamos Continuar lendo

O Passado É Prólogo

Muitos Mórmons reagiram com compaixão, tristeza e revolta às mudanças na política oficial da Igreja SUD com relação a famílias LGBT e suas crianças.

Infelizmente, muitos outros Mórmons escolheram celebrar com expressões de ódio, preconceito, ignorância e ainda maior ímpeto discriminatório contra pessoas LGTB.

“O passado é apenas prólogo” — William Shakespeare

Entre os dois extremos, alguns levantaram questionamentos aparentemente sinceros e concatenados, que merecem ponderada consideração.

Eis um exemplo:

Seria possível nos tornarmos como o Pai Celestial seguindo este tipo de procedimento aqui na Terra? Vcs de fato acham que existem gays, lésbicas e simpatizantes destes no Reino Celestial? A despeito de todo o respeito que devemos dar ao livre arbítrio de todos os seres humanos, vcs de fato acham que incentivar ou não alertar que isto pode ser a destruição da possibilidade de se tornar como nosso Pai e Mãe Celestiais é algo de fato aceitável? Deveria eu aceitar a prática de um irmão que pode lhe custar a plenitude da felicidade na vida eterna, sem alertá-lo? Qual a solução proposta por vcs então? Sermos testemunhas complacentes com a possível destruição da alma destes?

Não obstante a razoabilidade da pergunta, para respondê-la é necessário analisá-la. Continuar lendo