Mórmons e Sexo Oral

A Primeira Presidência da Igreja SUD já se pronunciou sobre a prática do sexo oral? Profetas e Apóstolos já se manifestaram sobre o sexo oral? Qual a posição oficial da Igreja?

Spencer W. Kimball, Presidente d´A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (1973-1985)

A Primeira Presidência enviou carta para todos os líderes locais no dia 5 de janeiro de 1982 sobre o assunto de entrevistas pessoais. Na carta, ela esclarecem o assunto de sexo oral, dizendo:

“As pessoas casadas devem compreender que, se nas suas relações conjugais elas são culpadas de práticas antinaturais, impuras ou profanas, elas não devem entrar no templo, a menos e até que se arrependam e interrompam quaisquer tais práticas. Maridos e esposas que estão cientes desses requisitos podem determinar por si próprios a sua posição perante o Senhor. Tudo isso deve ser transmitido sem que líderes do sacerdócio se concentrem em assuntos íntimos que são uma parte do relacionamento entre marido e mulher. Entrevistas hábeis e aconselhamento podem ocorrer sem discussão de detalhes clínicos, colocando a responsabilidade firmemente nos membros da Igreja individualmente para colocar suas vidas em ordem antes de exercer o privilégio de entrar na casa do Senhor. A Primeira Presidência tem interpretado o sexo oral como constituindo uma prática antinatural, impura, ou profana. Se uma pessoa está envolvida em uma prática que lhe importuna o suficiente para perguntar sobre ela, ele deve suspendê-la.” [1] 

Além de emitir esse decreto formal, o Presidente Kimball publicou mais sobre o assunto:

“Embora sexo possa ser uma parte importante e satisfatória da vida de casado é preciso lembrar que a vida não é projetada apenas para o sexo. Mesmo o casamento não torna adequados certos extremos em indulgência sexual… Talvez a condenação do Senhor incluísse os pecados sexuais secretos no casamento quando ele disse: “E aqueles que não são puros e que se disseram puros serão destruídos, diz o Senhor Deus” (D&C 132:52). Se não é natural, você simplesmente não deve fazê-lo. Isso é tudo, e toda a vida familiar deve ser mantida limpa e digna e em um plano muito elevado. Há algumas pessoas que dizem que por trás das portas do quarto vale tudo. Isso não é verdade e que o Senhor não iria perdoá-lo.” [2]

O Presidente da Igreja imediatamente antes de Kimball, Harold B Lee, também  pronunciou-se sobre o assunto de sexo oral, em correspondência pessoal com uma membro da Igreja que lhe havia escrito justamente perguntando a posição oficial da Igreja sobre o assunto:

17 de maio de 1973

Querida Irmã:

Fui ordenado pelo Presidente Harold B. Lee para reconhecer a sua carta de 10 de maio de 1973. Normalmente, a sua carta seria encaminhada para o seu Bispo, que aconselharia com você e dar-lhe-ia as respostas às suas perguntas. Neste caso, no entanto, tendo em conta a natureza intimamente pessoal de sua pergunta, uma resposta está sendo enviada para direcioná-la. Em resposta a uma pergunta semelhante, que o Presidente Lee recebeu recentemente, ele respondeu da seguinte forma:

“Fiquei chocado por você você levantado a questão sobre ‘fazer amor oral na área genital entre casais’. Deus me perdoe qualquer dessas atividades degradantes que seria abominável aos olhos do Senhor. Para qualquer Santo dos Últimos Dias, e em particular aqueles que foram ensinados nas ordenanças sagradas do templo, para se envolver em qualquer tipo de perversões deste dom sagrado da procriação dado por Deus, certamente trairia a condenação do Senhor, a quem ofenderíamos se engajássemos em tal prática.”

Confiando que esta informação será útil para você, eu subscrevo-me

Atenciosamente,
(Assinatura)
D. Arthur Haycock
Secretário ao Presidente Harold B. Lee [3]

O Manual de Instruções da Igreja, volume 1, representa a orientação oficial para toda liderança local, como Bispos e Presidentes de Estaca. Antigamente conhecido como “Manual Geral”, ele não oferece nenhuma diretriz concreta sobre a prática de sexo oral. Contudo, há essa passagem:

“As relações sexuais só são permitidas entre marido e mulher, dentro dos laços do matrimônio. O adultério, a fornicação, as relações homossexuais ou lésbicas e todas as outras práticas profanas, contrárias à natureza ou impuras são pecaminosas. Os membros que violam a lei de conduta moral do Senhor ou que influenciam outros a fazê-lo estão sujeitos à ação disciplinar da Igreja.” [4]

Considerando, portanto, que a Primeira Presidência definiu o sexo oral como “prática antinatural, impura, ou profana” e o manual geral define que todas “práticas profanas, contrárias à natureza ou impuras” como “pecaminosas” e expõe membros “à ação disciplinar da Igreja”, isso significa que sexo oral é pecaminoso e pode levar à excomunhão?


Ênfase nossa nas citações acima apenas para facilitar a leitura dos trechos relevantes ao assunto em pauta.
Errata: A versão original desse artigo incluía um erro tipográfico, repetindo trecho da primeira citação (i.e., “A Primeira Presidência ‘interpretou o sexo oral como constituindo uma prática antinatural, impura, ou profana'”) no meio da segunda citação. Ambas citações foram corrigidas para refletir os seus textos originais.

NOTAS                          
[1] Cópia escaneada da carta: pág 1 e pág 2
[2] Kimball, Spencer W, “A Perspectiva do Evangelho sobre Moralidade” em Ensinamentos de Spencer W. Kimball, p. 312)
[3] Correspondência pessoal de Harold B. Lee
[4] Manual de Instruções da Igreja, vol. 1, 2010, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, p. 158

90 comentários sobre “Mórmons e Sexo Oral

  1. Aquele ponto entre as verdades pessoais inseridas como doutrinas e as supostas verdades, que são comumente atribuídas à Deus, que não tem nada a ver com esses pensamentos antiquados que mas afastam, do que aproximam.

    O que um casal aceitar como normal, dentro de quatro paredes, que lhes satisfaça, sexual e emocionalmente, deixando-os felizes, unidos, certamente não desagrada à Deus, que não se mete na vida pessoal de ninguém.

    O texto aqui publicado trocou, mediante interpretações e interpolações pessoais, as citações, poucas, sobre o sentido dado à “praticas impuras” e afirmou, sem estar nos textos originais existirem proibições, quando não se é visto nada.

    Relendo as linhas aqui publicadas encontram-se pontos contraditórios crassos.

    Estamos em pleno século XXI, quando as mulheres finalmente estão liberando-se, libertando-se, tocando-se, entendendo-se e não aceitando mais ensinamentos antiquados de mordaças às suas vidas. Os homens, bem como as igrejas e seus líderes religiosos, felizmente, não tem mais poder de imposição sobre elas. E isso não é nada ruim.

    Quantos homens e mulheres ainda avivem presos sexualmente por que ainda acreditam que “isso não pode”, “aquilo não pode”, acreditando que “Deus proíbe”, quando a verdade é bem outra?

    Que bom que tais conceitos bobos, bem como medos arcaicos, estão ficando para trás, junto com ideias retrogradas.

    Agradeço à Deus por fazer parte de um milênio libertador de amarras antigas!

  2. Entre o casal so as paredes > a BIBLIA diz >>>o copro da mulher é do homem e vice versa > ninguem sabe dizer o que é pecado e o que nao é e Biblia tambem diz >>. é pecado aquilo que vc sentir no coraçao que é pecado >> muitos maridos perdem sua esposas e muitas esposas perdem seus maridos ,pq nao existe tanta intimidade > pq sexo é sexo e nao coreografia somente !

  3. Sabendo que este posto é um dos mais lidos e também um dos mais comentados, chego á seguinte dedução: o povo da igreja gosta MUITO de chupeta!!!

  4. Cada um tem sua opinião sobre este assunto. Porém lembremos que só um é o dono da VERDADE.
    Portanto, sendo eu um seguidor do dono da verdade e sabendo que ELE a comunica através de seus servos os profetas, está bem claro a resposta sobre o assunto.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.