A Quem As Mãos Ajudam?

A Igreja SUD mantém um programa de caridade e voluntariado conhecido como “Mãos Que Ajudam”.

Maos Que Ajudam

Além da controvérsia de patrocinar voluntariado para uma empresa de fins lucrativos (notoriamente corrupta) com mão-de-obra gratuita, e de dedicar apenas uma parcela ínfima para ajuda humanitária das vastas contribuições arrecadas anualmente (sem contar com o vasto império bilionário de empresas com fins lucrativos de propriedade da Igreja), esses programas de caridade e voluntariado costumam servir de fértil fonte para propaganda oficial, dando origem ao famoso trocadilho “Mãos Que Divulgam”. Membros da Igreja voluntários vestem o chamativo e facilmente reconhecido colete amarelo que facilita reconhecimento nas fotos que são publicados pela Igreja e patrocinados em sites de notícias e divulgação.

A nossa pergunta para os leitores é se esse tipo de caridade é válida ou louvável? Ou o que vale é o ato em si? Se o resultado pragmática importa mais que a intenção espiritual, não deveria a Igreja multi-bilionária e financiada pelo Estado através de generosas isenções de impostos investir mais em caridade do que somas pífias? Por outro lado, se as somas não importam, mas sim o espírito com que se oferece ajuda, então a publicidade e auto-promoção não desmerecem o ato em si? Os ensinamentos de Jesus sobre o assunto merecem consideração especial?

“Portanto, quando você der esmola, não anuncie isso com trombetas, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, a fim de serem honrados pelos outros. Eu lhes garanto que eles já receberam sua plena recompensa. Mas quando você der esmola, que a sua mão esquerda não saiba o que está fazendo a direita, de forma que você preste a sua ajuda em segredo. E seu Pai, que vê o que é feito em segredo, o recompensará.”

18 comentários sobre “A Quem As Mãos Ajudam?

  1. Também sempre me questionei sobre essa “ajuda” da empresa sud, até porque nunca vi nenhum outro além desse, falam mal das outras igrejas, mas elas ajudam muito mais do que eles ganhando bem menos dízimo dos fiéis….

  2. Na minha opinião, essa escritura,se relacionava as pessoas que tomam os atos de caridade como algo para envaidecer-se,mostrar orgulho e ganhar glória dos homens com intuito de ganhar poder ou influencia.Um sentimento de egoísmo e que nada colabora para o desenvolvimento espiritual.Minha monografia na universidade foi sobre o MQA. Esse programa ajuda os membros a ter MAIS UMA oportunidade de servir e tirar a igreja da obscuridade.Abrem-se portas para relacionamento com a mídia e o governo, se ganha facilidade para inserção na comunidade e proclamar o evangelho.Penso que o MQA poderia ser mais fortalecido e realmente se tornar um dos perfis da igreja fortemente destacado na sociedade.Tenho a opinião que a marca “Mórmon” deve ser evitada no MQA. Tenho boas idéias para os Assuntos Públicos da igreja.Ainda temos muito que avançar.

    • otavioasp, acho que esse é o motivo do debate. O MQA está deixando de ser CARIDADE para se tornar propaganda de divulgação da empresa SUD. Perdendo assim o propósito principal, conforme o dito popular: “FAZ O BEM SEM OLHAR A QUEM.”.

  3. Essa sempre foi minha opinião sobre os mãos que ajudam. Só ajudam se tiver publicidade.
    Nada e feito sem que tenha câmeras, reportagem e divulgação.
    Algo que me chamou atenção esses dias é o fim do armazém do Bispo. Esse posso dizer ajudou muitas famílias.
    Mas a igreja tem outras finalidades atualmente, construir shoppings, imóveis de luxo, investir e ter lucro.

  4. Notoriamente corrupta???? Pois apertei no “notoriamente corrupta” da tua escrita e apareceu uma acusação da Fifa, que não tem nada a ver com a Igreja. Não entendi !!!! Poderia explicar melhor?
    “Quem acusa tem o ônus da prova”, o Código Civil brasileiro é bem claro nesta questão. Esta é uma acusação séria, que o nobre acusador, caso tenha provas contundentes, por uma questão de justiça, tem o dever é obrigação de levar ao conhecimento das autoridades brasileiras.

    • Wilson,
      Devia ter lido e apertado os links na ordem.
      A igreja disponibilizou diversos voluntários para ajudar na copa, que por sua vez é patrocinada pela fifa que é uma instituição notoriamente corrupta.

  5. O ano passado (2014) minha estaca escolheu pro dia do “Mãos que Ajudam” ensinar a pescar e não dar o peixe como acontece em quase todas as ocasiões. Foi um dia inteiro de atividades destinado a ensinar alguma habilidade. Foram montadas várias oficinas na capela da sede da estaca. Cada oficina estava destinada a focar em determinada frente. Foi um MQA diferente do que a gente é acostumado a ver. O MQA de todos os anos vinha dando o peixe como, por exemplo: Reforma de escolas, creches, asilos; confecção de lençóis e enxoval para bebes em hospitais público; etc. No ano passado a experiência com as oficinas trouxe a maior decepção pois não apareceu quase ninguém da comunidade para aprender e nem pra prestigiar o que estava sendo oferecido pois o que estava sendo oferecido era o ensinamento e não algo palpável, material, para comer, beber, vestir ou beneficiar imediatamente alguém. A capela contou com a presença somente de membros que estavam responsáveis pelas oficinas e outros membros que foram prestigiar. Quanto as pessoas da comunidade, infelizmente quase nenhuma MESMO!. Podemos perceber a decepção no rosto de todos que ali se dedicaram. Foi muito triste chegarmos a conclusão de que a caridade é bem vinda desde que não seja requerido nenhum sacrifício por parte de quem recebe.
    Este ano como o tema foi “Tolerância Religiosa” fomos dar novamente o “peixe”, limpar e reformar um mosteiro da igreja católica que estava quase que completamente abandonado. Foi um dia de trabalho árduo. Devido a grandeza do local haviam 3 estacas engajada na limpeza, corte de mato e manutenção. Foi um sucesso apesar da chuva que caiu todo aquele dia. A igreja deixou ali uma grande impressão que com certeza ajudou a remover ideias errôneas e preconcebidas.
    Eu acredito que o programa Mãos que Ajudam é um programa inspirado e que está dentro de duas das três missões da igreja que é a propagação do evangelho e a edificação dos santos pois o que acontece sempre depois de um dia como esse é dar grande satisfação aos membros que participam. O programa leva ajuda as pessoas e desfaz na maioria das vezes impressões negativas.
    A popularidade é um dos frutos que nasce naturalmente!

  6. Todo tipo de ajuda e sempre bem vinda mas nao ha duvida que o foco da igreja tem sido publicidade. Os gastos com marketing, se divulgados, deixariam qualquer membro chocado. Essa ansiedade de ser popular com o mundo nao esta em harmonia com o que o Senhor espera de seu povo. Outro ato de publicidade ridiculo da igreja foi o filme “Conheca os Mormons” tanto dinheiro gasto nessa propaganda que so Mormons foram assistir o filme que nao passa de uma propaganda enganosa sobre a Igreja.

  7. O programa mãos que ajudam sem duvida nenhuma causa efeitos benéficos em seus participantes, que na maioria das vezes é composta da horda numerosa de membros humildes e de fé (sim e ingênuos também) que pouquíssimas vezes tem oportunidade de efetuar praticas cristãs efetivas (uma vez que seu tempo é consumido em programas ,atividades e reuniões enfadonhas e pouco construtivas ). Por outro lado é obvio que o Programa mãos que ajudam é moeda de troca em relação a publicidade resta saber é se essa estratégia é causa o retorno esperado. Será que em pleno seculo 21 a sociedade não nota interesses por traz dos supostos atos benevolentes da instituição? e os membros não se sentem incomodados por serem usados desta forma como manobra publicitaria? e as instituições beneficiadas e depois abandonadas? (mesmo porque o programa não contempla nenhum acompanhamento a longo prazo) , De fato para o membro que participa é um dia de alegria e amor genuíno, mas para a instituição (igreja) talvez logo venha a se tornar um belo “tiro no pé”.

    • Richard Primocena, concordo com vc quanto aos seguintes pontos: “membros humildes e de fé (…) que pouquíssimas vezes tem oportunidade de efetuar praticas cristãs efetivas (uma vez que seu tempo é consumido em programas ,atividades e reuniões enfadonhas e pouco construtivas )”. Realmente, os membros da igreja são tão sobrecarregados de responsabilidades, que acabam sem tempo para perceber o que realmente estão fazendo ali. Muitos seguem sem analisar, as ordens dos líderes. Assim como as responsabilidades que a igreja dá aos membros os impede de estudar realmente o evangelho. Somos ensinados pelos manuais da igreja, com aulas tendenciosas que não podemos opinar livremente sobre determinados assuntos.

      “membros não se sentem incomodados por serem usados desta forma como manobra publicitaria?”. Com certeza muitos membros se sentem incomodados como manobra publicitária. Apenas os líderes participam das reuniões e decisões. Nós embarcamos nos ônibus e vamos para o local determinado. Concluímos a designação e retornamos para casa, felizes, mas, na minha opinião, meio constrangidos.

      Gosto de participar dos MQA, mas ainda não vi efeitos concretos para as igrejas locais. Talvez para o nome da igreja na mídia apareça casualmente.

  8. Antes e duarante a Copa ninguém falava que a Fifa era corrupta.
    A comprovação da corrupção na Fifa, veio depois da copa, com a prisão dos altos dirigentes internacionais. Me parece, salvo engano, que tudo que a Igreja SUD, faz é alvo de crítica da Vozes Mórmons. Devemos lembrar, que o Evangelho de Jesus Cristo é para os pecadores, onde me incluo. A próposito, quais os cargos que os críticos contumazes da Igreja possuem hoje? Na sua biografia, falam do que foram, mas não falam o que são. Porquê serà???? Por que, do alto saber doutrinário e perfeitos como devem ser os críticos de obras prontas, não fundam a sua igreja???

    • Wilson, a sua ignorância dos fatos não os torna inexistentes.

      Pelo menos desde a publicação em 2006 da investigação do jornalista Andrew Jennings sabe-se bem, e com detalhes, do alto nível e da larga prevalência de corrupção na FIFA.

      Jornalistas brasileiros, como Juca Kfouri, publicam notas a respeito há décadas. Note esse artigo de 1997, por exemplo.

      Quando você escreve “salvo engano”, sim, considere que absolutamente tudo o que você escreveu nesses dois comentários são enganos. Antes de comentar, procure ler e educar-se sobre o assunto em pauta, e especialmente, leia com cuidado o artigo em questão.

      Caso não tenha tempo ou inclinação para ler ou informar-se sobre os fatos, peça com educação e nós lhe oferecemos resumos simplificados. Caso não tenha interesse em confiar-nos com informações, use a ferramenta de busca de sua escolha e vá atrás. Esses dois artigos acima, por exemplo, foram encontrados em menos de 15 segundos via Google. É claro que ajudou muito o fato de sabermos onde procurar por causa do hábito de leitura e de nos mantermos informados, mas mesmo que não fosse assim, as buscas não demorariam mais que alguns minutos.

  9. Penso que os lideres da igreja mormon fazem isso como tentativa de conseguir mais membros.
    Quando fazem com amor genuino, as pessoas não precisam de cameras ou jornalistas registrando isso.

  10. O principal objetivo do MQA por parte da igreja sempre foi o de melhorar a imagem da igreja perante o público brasileiro e facilitar o proselitismo dos missionários tendo por pano de fundo a ajuda humanitária o que também atrai a divulgação da mídia e de graça, tanto que só é realizado uma vez por ano. Sem dúvida uma grande jogada de marketing. Os membros por ingenuidade não percebem esse lado do programa, e acredito que todos eles participam com corações sinceros, e por isso são fortalecidos na fé, espiritualmente por doarem um pouco de si mesmos ao próximo. Portanto o programa MQA como institucional busca um objetivo comercial o que o deixa de fora do verdadeiro ideal cristão; porém indiretamente coloca os membros individualmente diante de uma oportunidade de prestar um serviço ao próximo de maneira desinteressada conforme o ideal cristão ensina.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s