Brigham Young: A Doutrina De Expiação Por Sangue & Poligamia

O Presidente Brigham Young fez os seguintes comentários sobre assassinar pecadores para a remissão de seus pecados e como isso deve ser considerado uma forma de eutanásia espiritual, e sobre a importância do casamento plural para exaltação, no Bowery, na cidade de Grande Lago Salgado, 21 de setembro de 1856 (ênfases nossas):

Brigham Young

“É verdade que o sangue do Filho de Deus foi derramado pelos pecados através da queda e aqueles cometidos por homens, porém os homens podem cometer pecados pelos quais ele nunca pode expiar…” — Brigham Young

“Antes de me sentar, vou oferecer uma proposta para a congregação; primeiramente, embora eu vá dizer algumas palavras sobre a nossa religião, a nossa situação e as circunstâncias dos irmãos e pessoas em geral que habitam estes vales, mas, sobretudo, desses que têm o privilégio de reunir neste Tabernáculo de Sábado para Sábado.

Se eles considerarem corretamente a sua situação, eles vão acreditar por si mesmos que eles estão em um lugar, em um país, onde podem ser Santos, mais do que em qualquer outro lugar sobre a face da Terra.

É verdade que nós ouvimos algumas reclamações daqueles que perdem o espírito de sua religião, que se afastam de nós. Eles pensam que este povo vai sofrer aqui. Vou dar-lhe os meus sentimentos sobre o assunto.

Não há uma dificuldade, não há uma decepção, não há um julgamento, não há um momento difícil, que vem sobre este povo neste lugar, mas que eu sou mais grato por isso do que por celeiros cheios.

Estamos caçando pelos últimos 26 anos por um lugar onde pudéssemos cultivar Santos, e não apenas trigo e milho. Comparativamente eu me importo, mas muito pouco sobre trigo e milho, embora um pouco deles nos seria muito útil.

É verdade que este é um bom lugar para os frutos de algumas espécies; este solo produz, bons pêssegos como qualquer outros cultivados em qualquer tipo de solo, e também uvas, maçãs, e assim por diante. Mas o que de tudo isso? O homem ou a mulher, que se preocupa apenas com a fruta, e os luxos da vida, boa comida, trajes finos, e ao mesmo tempo professa ser um Santo dos Últimos Dias, se ele não conseguir sobrepujar este espírito de seu coração, este espírito irá obter uma vitória perfeita sobre ele; ao passo que a ele é necessário obter uma vitória sobre suas paixões e sobre seus sentimentos imprudentes; e se ele não se livrar desse espírito, quão mais rápido que ele comece rumo ao leste para os Estados Unidos, ou oeste para a Califórnia, melhor.

Se não pudéssemos cultivar qualquer fruta, se não pudéssemos cultivar uma espiga de milho, eu estaria muito grato se pudéssemos cultivar a aveia e as ervilhas, e fazer o pão de aveia e o caldo de ervilha, e viver com eles, de ano para ano.

Eu digo aleluia, este é um lugar de primeira ordem para cultivar Santos. Deixe as pessoas queixar-se de tempos difíceis, queixar-se de sua pobreza, sua má sorte e seu trabalho duro; que a madeira é escassa, que temos de ir muito longe por ela, e que tem que labutar arduamente para elevar o nosso grão; que perdemos o nosso gado pela pradaria, que uma vaca sumiu hoje, e um boi no ano passado; que se tocarmos o nosso gado que vai desviar-se, e não o veremos nunca mais.

Como você se sentiria se você estivesse num país onde você não poderia juntar o seu gado, a menos que fornecesse abrigo confortável e uma abundância de conforto para todos eles?

No país onde eu fui criado, você poderia conseguir um bezerro no outono e tê-lo vivo durante o inverno? Nunca foi se fez, ao meu conhecimento; e ninguém nunca pensou em tal coisa como manter um bezerro pelo inverno, a menos que tivesse um abrigo preparado para isso quase tão quente como os quartos para as crianças.

Digo essas coisas para o benefício das pessoas aqui hoje, se houver, que pensam que este não é um bom país, e que realmente não sei se eles querem ficar, ou se estamos certos ou errados, ou se ” mormonismo “é verdadeiro ou falso.

Aconselho as pessoas a se arrependerem de seus pecados imediatamente, e tentar com todas as suas forças para obter o espírito de sua religião sobre elas, e se eles não podem fazer isso, para tomar seu próprio curso e ir para onde seu coração deseja, pois, sem dúvida, existe algum lugar aonde você gostaria de ir.

Aqueles que têm o Evangelho, que apreciam o espírito de sua religião, deitam-se em paz, e acordam cheio de alegria, cheio de paz, de glória, de fé e de ação de graças; este é o caso com todos os que estão cheios de boas obras.

Precisamos de uma reforma no meio deste povo; precisamos de uma reforma profunda, pois sei que muitos estão em estado sonolento no que diz respeito à sua religião; Eu sei disto tão bem como eu deveria se estivessem agora a cochilar e dormir diante dos meus olhos.

Você está perdendo o espírito do Evangelho, há alguma razão para isso? Não só isso, que existe no mundo. Você tem a fraqueza da natureza humana para enfrentar, e você permite essa fraqueza a arrastá-lo longe da verdade, para o lado do adversário; mas agora é hora de acordar, antes do tempo da queima.

Se o tempo da queima será esta semana, ou na próxima, ou no próximo ano, eu não sei e não me importo; e eu não sei se eu iria perguntar quando, se eu tivesse a certeza de que o Senhor me diria. Mas eu vos digo o que eu sei, e isso é suficiente.

Eu sei que o dia da provação virá logo para você e para mim; e dentro em breve teremos que abandonar estes tabernáculos e ir para o mundo espiritual. E eu sei que, assim que nos deitar-mos, tão logo o julgamento vai encontrar-nos, e isso é bíblico; “Como a árvore cai, assim permanecerá”, ou, em outras palavras, assim como a morte nos deixa , assim julgamento nos encontrará.

Vou explicar como o julgamento será colocado em linha. Se todos nós vivermos a era do homem até o seu fim, e em breve estará o fim, e ela vai queimar o suficiente, sem qualquer outra coisa; e o presente é um dia de julgamento, o suficiente para você e para mim.

Temos que estar bem preparados para ir para o mundo espiritual, a fim de tornar-nos reis. Isto é, tanto quanto o poder de Satanás está preocupado de você e eu estarmos livre de seu poder, mas não podemos ser enquanto estamos na carne.

Aqui estaremos perplexos e caçados por ele; mas quando formos para o mundo espiritual, então seremos senhores sobre o poder de Satanás, e ele não pode afligir-nos mais, e isso é suficiente para mim saber.

Se o mundo vai ser queimado dentro de um ano ou dentro de mil anos, não importa um centavo a você ou a mim. Temos as palavras de vida eterna, temos o privilégio de obter glória, imortalidade e vidas eternas, agora você vai obter essas bênçãos?

Vocês vão dedicar as suas vidas para obter um assento no reino de Deus, ou vão se deitar e dormir, e ir para o inferno?

Quero que todas as pessoas digam o que eles vão fazer, e eu sei que Deus deseja que todos os seus servos, todos os Seus filhos e filhas fiéis, os homens e as mulheres que habitam esta cidade, se arrependam de sua maldade, ou vamos cortá-los daqui.

Eu poderia dar uma razão lógica para todas as transgressões neste mundo, para todos os que estão empenhados neste estado probatório e, especialmente, para aqueles cometidos por homens.

Há pecados que os homens cometem pelos quais eles não podem receber perdão neste mundo, ou no mundo vindouro, e se eles tivessem os olhos abertos para ver sua verdadeira condição, estariam perfeitamente dispostos a ter seus sangues derramados sobre o solo, para que a fumaça deste incenso possa subir ao céu como uma oferenda pelos seus pecados; e a fumaça deste incenso iria expiar os seus pecados, ao passo que, se tal não for o caso, eles vão ficar com eles e manter-se sobre eles no mundo espiritual.

Eu sei que, quando você ouvir meus irmãos dizendo sobre cortar pessoas para fora da terra, que você poderá considerar que é uma doutrina forte; mas é para salvá-los, não para destruí-los.

De todos os filhos de Israel que começaram a passar pelo deserto, nenhum herdou a terra que havia sido prometida, exceto Calebe e Josué, e qual foi o motivo? Foi por causa de sua rebeldia e maldade; e porque o Senhor havia prometido a Abraão que ele iria salvar a sua semente.

Eles tiveram que viajar para lá e para cá a cada ponto da bússola, e foram desperdiçadas, porque Deus estava determinado a salvar seus espíritos. Mas eles não podiam entrar no seu descanso na carne, por causa de suas transgressões, e, consequentemente, Ele os destruiu no deserto.

Eu sei que existem pecados cometidos, de tal natureza que, se as pessoas entendessem a doutrina da salvação, eles tremeríam por causa de sua situação. E além disso, eu sei que há transgressores, que, se soubessem de si mesmos, e que a única condição sob a qual eles poderíam obter perdão, implorariam de seus irmãos para que derramassem seu sangue, para que sua fumaça pudesse ascender a Deus como uma oferenda a aplacar a ira que se acendeu contra eles, e que a lei possa seguir o seu curso. Eu vou dizer mais; Tive homens que me procuraram e ofereceram suas vidas para expiar os seus pecados.

É verdade que o sangue do Filho de Deus foi derramado pelos pecados através da queda e aqueles cometidos por homens, porém os homens podem cometer pecados pelos quais ele nunca pode expiar. Como foi nos dias antigos, assim é em nossos dias; e ainda que os princípios são ensinados publicamente deste púlpito, ainda assim as pessoas não entendem; no entanto, a lei é precisamente a mesma. Há pecados que podem ser expiados por uma oferta em cima de um altar, como nos dias antigos; e há pecados que o sangue de um cordeiro, de um bezerro, ou de pombas, não podem expiar, mas eles devem ser expiados pelo sangue do homem. Essa é a razão por que os homens falam com vocês como o fazem deste púlpito; eles entendem a doutrina e lançam algumas palavras sobre o assunto aqui e ali. Vocês foram ensinados a doutrina, mas não entenderam ainda.

É o nosso desejo estar preparados para um lugar celestial com nosso Pai Celestial. Foi observado pelo irmão Grant que não temos visto a Deus, que não podemos conversar com Ele; e é verdade que os homens em seus pecados não sabem muito sobre Deus. Quando vocês ouvem um homem derramar coisas eternas, como vocês se sentem, a proximidade que vocês parecem ser trazidos a Deus. Que delícia era ouvir irmão Joseph conversar sobre os grandes princípios da eternidade; ele os reduzia à capacidade de uma criança, e ele unia o céu com a terra, essa é a beleza da nossa religião.

Quando foi mencionado esta manhã em ver Deus, sobre o que tipo de ser Ele era, e como poderíamos ver e mensurávelmente entendê-Lo, eu pensei no que eu iria dizer. Se pudéssemos ver nosso Pai Celestial, devemos ver um ser semelhante ao nosso pai terreno, com esta diferença, o nosso Pai Celestial é exaltado e glorificado. Ele recebeu Seus tronos, Seus principados e potestados, e Ele se assenta como um governador, como um monarca, e governa os reinos, tronos e domínios que foram legados a Ele, e como prevemos receber nós mesmos. Enquanto Ele estava na carne, como nós somos, Ele era como nós somos. Mas agora está escrito a seu respeito que o nosso Deus é como um fogo consumidor, que Ele habita no fogo eterno, e é por isso que o pecado não pode estar onde Ele está.

Há princípios que perduram por toda a eternidade, e nenhum fogo pode eliminá-los da existência. São esses os princípios que são puros, e fogo é típicamente usado para demonstrar a glória e a pureza dos deuses, e de todos os seres perfeitos. Deus é o Pai de nossos espíritos; Ele os gerou, e os enviou aqui para receber tabernáculos, e para nos provar se vamos honrá-los. Se o fizermos, então nossos tabernáculos serão exaltados; mas se não o fizermos, seremos destruídos; um dos dois – dissolução ou vida. A segunda morte irá decompor todos os tabernáculos sobre os quais ganha ascendência; e este é o efeito da segunda morte, os tabernáculos voltar ao seu elemento nativo.

Somos da terra, terrenos; e nosso Pai é celestial e puro. Mas seremos glorificados e purificados, se obedecermos nossos irmãos e os ensinamentos que nos são dados.

Quando vocês virem os seres celestes, vocês verão homens e mulheres, mas verão esses seres revestidos com vestes de pureza celestial. Não podemos suportar a presença de nosso Pai agora; e somos colocados à uma distância para provar se vamos honrar esses tabernáculos, se vamos ser obedientes e preparar-nos para viver na glória da luz, privilégios e bênçãos de seres celestes. Nós não poderíamos ter a glória e a luz sem primeiro saber o contraste. Vocês compreendem que não poderíamos ter exaltação, sem primeiro aprendermos o contrário?

Quando vocês estiverem preparados para ver nosso Pai, você verão um ser com quem vocês tem sido há muito familiarizados, e Ele os receberá em seus braços, e vocês estarão prontos para cair em seus braços e beijá-Lo, como faria com seus pais e amigos que foram mortos por uma dezenas de anos, vocês estarão tão felizes e alegres. Vocês não se regozijariam? Quando vocês estiverem qualificados e purificados, para poder suportar a glória da eternidade, de modo que vocês possam ver o seu Pai, e amigos que passaram por trás do véu, vocês cairão sobre seus pescoços para beijá-los, como fazemos um amigo terreno, quem esteve durante muito tempo ausente, e a quem nós ansiosamente queremos ver. Este é o povo que são e serão autorizados a desfrutar da sociedade dos seres felizes e exaltados.

Agora, para minha proposta; é mais particularmente para as minhas irmãs, como é frequente que as mulheres dizem que são infelizes. Os homens vão dizer: “A minha mulher, embora uma excelente mulher, não teve um dia feliz desde que assumi a minha segunda esposa”; “Não, nem um dia feliz por um ano”, diz um; e outra não tem tido um dia feliz por cinco anos. Diz-se que as mulheres são amarradas e abusadas: que elas são maltratadas e não tem a liberdade que deveriam ter; que muitas delas nadam através de um dilúvio de lágrimas, por causa da conduta de alguns homens, juntamente com a sua própria insensatez.

Desejo que minhas próprias mulheres entendam que o que eu vou dizer é para elas, assim como às outras, e eu quero que aqueles que estão aqui contem às suas irmãs, sim, a todas as mulheres desta comunidade, e depois escrevê-lo de volta para os Estados Unidos, e façam o que quiser com isso. Vou dar-lhes a partir deste momento até o dia 6 de outubro próximo, para reflexão, que você possa determinar se você quer ficar com seus maridos ou não, e então eu vou libertar cada mulher e dizer-lhes: – Agora segue o seu caminho, as minhas mulheres com o resto, sigam o seu caminho. E as minhas mulheres, tem que fazer uma de duas coisas; ou arredondar os ombros para suportar as aflições deste mundo, e viver a sua religião, ou podem sair, pois eu não quero tê-las comigo. Eu irei para o céu sozinho, ao invés de ter brigas e discussões ao meu redor. Vou libertar todas vocês. “O que, a primeira esposa também?” Sim, eu vou libertar todas vocês.

Eu sei o que as minhas mulheres dirão; elas vão dizer: “Você pode ter quantas mulheres quiser, Brigham.” Mas eu quero ir a algum lugar e fazer algo para me livrar das choronas; Eu não quero que elas recebam uma parte da verdade e rejeitem o resto porta-afora.

Desejo que minhas mulheres, e as do irmão de Kimball e as do irmão Grant saiam, e toda mulher neste território, ou então digam em seus corações que elas vão abraçar o Evangelho – todo ele. Diga aos gentios que vou libertar todas as mulheres neste território em nossa próxima Conferência. “O que, a primeira esposa também?” Sim, não deve uma única em cativeiro, todas devem ser postas em liberdade. E, em seguida, deixar o pai ser o chefe da família, o mestre da sua própria casa; e deixá-lo tratá-las como um anjo iria tratá-las; e também que as mulheres e as crianças digam amém para o que ele diz, e estar sujeitos às ordens dele, ao invés delas ditando ao homem, ao invés delas tentarem governá-lo.

Sem dúvida, alguns estão pensando, “Eu gostaria que o irmão Brigham dissesse o que seria dos filhos.” Vou dizer-lhe o que meus sentimentos são; Vou deixar minhas esposas levar as crianças, e eu tenho propriedade suficiente para sustentá-los, educá-los e dar-lhes uma boa sorte, e eu posso ter um novo começo.

Eu não desejo manter uma partícula de minha propriedade, a não ser o suficiente para me proteger de um estado de nudez. E eu diria, esposas vocês podem ficar com as crianças, só não ensinar-lhes iniqüidade; pois se o fizer, vou enviar um Élder, ou a mim mesmo, para ensinar-lhes o Evangelho. Você ensina-lhes a vida e salvação, ou eu vou enviar Élderes para instruí-los.

Que cada homem, assim, trate suas esposas, mantendo roupas o suficiente para vestirem seus corpos; e digam a vossas mulheres, “Leve tudo o que tenho e saíam em liberdade, mas se você ficar comigo você deve cumprir a lei de Deus, e também sem quaisquer murmurarção ou choramingos. Você deve cumprir a lei de Deus, em todos os aspectos, e erguer a cabeça para caminhar até a marca sem quaisquer grunhidos.”

Agora, lembrem-se que daqui a duas semanas a partir de amanhã eu vou para liberta-las. Mas a primeira esposa dirá: “É difícil, pois eu morava com meu marido por 20 ou 30 anos, e construí uma família e criei crianças para ele, e é uma grande provação para mim para ele ter mais mulheres”; então eu lhes digo que está na hora de você largar dele para outras mulheres que vão lhe dar filhos. Se minha esposa já tivesse me dado todos os filhos que ela poderia me dar, a lei celestial me ensinaria a tomar mulheres jovens que me dariam mais filhos.

Vocês entendem isso? Eu já lhes disse muitas vezes que há uma multidão de espíritos puros e santos esperando para tomar tabernáculos, agora o que é o nosso dever? Preparar tabernáculos para eles; Para tomar uma atitude que não conduza os espíritos para as famílias dos ímpios, onde serão treinados em malícia, devassidão, e toda espécie de crime. É dever de cada homem e mulher preparar tabernáculos para todos os espíritos que possam; portanto, se a minha mulher sair de casa, eu irei procurar outras mulheres que irão viver a lei celestial, e deixar todas que tenho agora ir para onde quiserem; embora vou enviar-lhes o Evangelho.

Esta é a razão pela qual a doutrina da pluralidade de esposas foi revelada, que os espíritos nobres que estão esperando por tabernáculos possam ser trazidos à luz.

Se os homens do mundo estivessem certos, ou se eles estivessem pertos de estar certo, não haveria a necessidade que existe agora. Mas eles estão totalmente entregues à idolatria, e todo tipo de iniquidade.

Se eu acho que os meus filhos serão condenados? Não, eu não, porque eu vou lutar contra o diabo, até salvá-los todos; Eu tenho a minha espada pronta, e é uma de dois gumes. Eu não tenho medo disso, por eu quase teria vergonha do meu corpo se ele gerasse uma criança que não iria viver a lei de Deus, embora eu possa ter algumas crianças indisciplinadas.

Vou pedir-lhe um bom número de coisas, e para começar vou perguntar, qual é a sua oração? Por acaso você não pede para os justos se aumentarem, enquanto os injustos se reduzam e escasseem? Sim, essa é a oração de cada pessoa que reza. Os metodistas oram por isso, os batistas oram por isso, e os da Igreja da Inglaterra e todos os reformadores, e os Quakers também. E se as mulheres que pertencem a esta Igreja se converteram aos Quakers, acho que suas mágoas em breve chegarão ao fim.

Irmãs, eu não estou brincando, eu não jogar fora a minha proposta para brincar com seus sentimentos, para ver se vocês vão deixar seus maridos, todas ou qualquer uma de vocês. Mas eu sei que não há interrupção para a lamentação eterna de muitas das mulheres neste território; Estou convencido de que este é o caso. E se as mulheres se desviarem dos mandamentos de Deus e continuarem a desprezar a ordem do céu, eu vou rezar para que a maldição do Todo-Poderoso possa estar perto de seus calcanhares, e que possa segui-las o dia todo. E aquelas que entrarem nele e forem fiéis, eu prometo-lhes que serão rainhas no céu, e as governantas para toda a eternidade.

“Mas”, diz alguém, “eu quero ter o meu paraíso agora”. E diz a outra, “Eu pensei que eu deveria estar no paraíso se fosse selada ao irmão Brigham, e eu pensei que eu deveria ficar feliz quando eu me tornei sua esposa, ou do irmão Heber. Eu te amei tanto, que eu pensei que eu ia ter um céu logo, aqui no imediato.

Que doutrina curiosa é, que estamos nos preparando para desfrutar! O único céu para você é o que você faz a si mesmo. Meu céu é aqui, [colocando a mão sobre o seu coração]. Eu o carrego comigo. Quando é que eu o espero em sua perfeição? Quando eu chegar na ressurreição; só então eu terei, e não antes.

Mas agora temos de combater o bom combate da fé, com a espada na mão, tanto assim como os homens têm quando vão para a batalha; e é uma guerra contínua de manhã à noite, com a espada na mão. Este é o meu dever, e esta é a minha vida.

Mas as mulheres vêm e dizem: “Realmente irmão João, e irmão William, eu pensei que você estava indo fazer um céu para mim”, e eles ficam em apuros por causa de um céu que não é feito para elas por seus homens, apesar de agência repousar sobre as mulheres tanto como sobre os homens. É verdade que há uma maldição sobre a mulher que não há sobre o homem, isto é, que “todo o seu afeto será para o seu marido”, e qual é o próximo? “Ele te dominará.”

Mas como é agora? O seu desejo é o do seu marido, mas você se esforça para dominá-lo, ao passo que o homem deve governar sobre você.

Algumas podem perguntar se isso é o meu caso; venham para minha casa e vivam lá, e então você vai saber que eu sou muito gentil, mas que eu sei governar.

Se eu tivesse só os homens sábios com quem conversar, não haveria necessidade de eu dizer o que eu vou dizer. Muitos e muitos dos élderes não conhecem nada melhor do que ir para casa e abusar uma mulher tão boa como qualquer outra que habita nesta terra, por causa do que eu disse esta tarde. Você, que age dessa forma, esta apto a ter uma família? Não, você não está, e nunca estará, até obter bom senso.

Então você poderá ir a trabalho e magnificar seus chamados; e você pode fazer o melhor que sabe; e por esse motivo eu lhe prometo a salvação, mas através de nenhum outro princípio.

Se eu estivesse falando com um povo que compreende a si mesmo e a doutrina do santo Evangelho, não haveria necessidade de dizer isso, porque você iria entender. Mas muitos foram (o que devo dizer, perdoem-me, irmãos) tão maricas que eles não sabem o lugar de um homem ou mulher; eles abusam e governam boas mulheres com mão de ferro. Com eles, é como disse Salomão: ” Ainda que pisasses o insensato no gral entre grãos pilados, contudo não se apartaria dele a sua estultícia.” Você pode falar com eles sobre suas funções, sobre o que lhes é exigido, e ainda assim eles são tolos, e continuarão a ser.

Preparem-se por duas semanas a partir de amanhã; e eu vou te dizer agora, que se você tardar com seu marido, depois de eu te libertar, você deve se curvar, e se sujeitar à lei celestial. Você pode ir para onde quiser, depois de duas semanas a partir de amanhã; mas, lembre-se, que eu não vou ouvir mais choramingos.

No meio de todas as minhas palavras duras, direi admoestações? Estou disposto, no meu coração, para abençoar este povo; e eu vos abençoo, em nome de Jesus. Amém.” (Journal of Discourses, vol. 4, pg. 51)

17 comentários sobre “Brigham Young: A Doutrina De Expiação Por Sangue & Poligamia

  1. Caro autor
    Existe alguma base escrituristica sobre essa doutrina, ou é, pura revelação?
    A lei de Moisés dente por dente, olho por olho, vida por vida tem alguma coisa a ver com isso?

  2. Esta doutrina, é uma má interpretação do evangelho. E desfaz o propósito do sacrifício eterno expiatório de Cristo. Porque, se um homem pode pagar pelo seu próprio sangue (pecador) então isto sugere, que existe um ponto onde nem mesmo a expiação de Cristo pode salvar o pecador. Logo, sugere que um pecador possa expiar seus próprios pecados, e se assim o fosse, logo não seria necessário um salvador! Bastava, que todos morressem, conforme a justiça solicitava. O salvador foi escolhido , porque nem um pecador podia expiar seus próprios pecados ou derramar seu sangue para salvar-se da culpa, era necessário que o justo inocente sem pecados expiasse os pecados do mundo! Colocando assim, a justiça sobre suas regras. Este (expiador) é Jesus o Cristo. Não há outor nome pelo qual se possa ser salvo. Esta doutrina é incoerente com a lógica do próprio evangelho e incoreente com o propósito do plano de salvação. Ou seja, pura (fantasia)… Porém, esta é a interpretação que tenho, que meu conhecimento até agora me permite entender. Se existe outra interpretação gostaria de conhecer. Até mesmo, escrituras que fundamentassem esta doutrina.

    • Penso eu, que a ideia principal não era expiar em favor próprio ou ser perdoado através do derramamento do próprio sangue… penso em algo próximo ao que acontecia no Antigo Testamento e no Livro de Mórmon, quando dizia que “Certamente o homicida morrerá” (Números 35:16) e “A lei requer a vida daquele que cometeu o assassinato” (Alma 34:12)… Não que fosse necessariamente uma restituição devido ao suposto arrependimento, mas sim, algo que satisfizesse a Justiça.
      Lembrando que a Expiação tem ou pode ter um efeito duplo, que seria a Salvação da morte física (que é concedida a todos, tanto justos, como injustos) e a Salvação da morte espiritual, ou reconciliação devido a separação da presença de Deus (que só é concedida mediante a fidelidade individual em viver os mandamentos, inclusive o do Novo e Eterno Convênio do Casamento).
      Eu não tenho conhecimento pleno a respeito de nada, então eu posso estar completamente enganado, mas eu não vejo como a minha falta de conhecimento, ou não compreensão das palavras de um profeta, pode constituir necessariamente em um erro ou falta de conhecimento dele.
      Acho que devemos procurar ao máximo entender a Palavra de Deus; e não só a Palavra Dele, mas também assuntos de natureza secular, e depois pedir a Ele o conhecimento que não conseguimos e não conseguiremos alcançar sozinhos.

      • Sim, você está “completamente enganado”.

        Você está introduzindo a sua interpretação teológica na interpretação teológica de Brigham Young, ao invés de ler e tentar qual era a interpretação teológica de Brigham Young como explicada por ele mesmo. Você tem todo direito de fazer isso, mas você está tentando estabelecer e articular no que você crê, e não entender no que cria Brigham Young.

        A questão aqui não é se Brigham Young estava em “erro” ou se era “falta de conhecimento dele”. A questão aqui era qual era a crença de Brigham Young sobre expiação de sangue. E, para isso, não há melhor fonte que Brigham Young.

      • “Vozes Mórmons”, o meu comentário é direcionado para o que disse o “senhordelima” e não para o que a matéria diz a respeito da doutrina pregada por BY!

  3. Pense num estuprador…que aos 50 anos de vivência já havia estuprado e matado mais de 30 mulheres e crianças, na idade de 50 anos é tocado pelo espírito, decide mudar e nunca mais cometer as atrocidades passadas, não é um arrependimento fácil, a dor que esse homem sentirá após seus olhos serem abertos será tão tenebrosa, que ele sentiria o desejo de pagar com a vida a fim de ter a consciência limpa pelo que causou a tantas famílias. se eu tivesse no lugar dessa pessoa, imploraria para morrer.

      • Mateus 27
        3 Então Judas, o que o traíra, vendo que fora condenado, trouxe, arrependido, as trinta moedas de prata aos príncipes dos sacerdotes e aos anciãos,
        4 Dizendo: Pequei, traindo o sangue inocente. Eles, porém, disseram: Que nos importa? Isso é contigo.
        5 E ele, atirando para o templo as moedas de prata, retirou-se e foi-se enforcar.

        As escrituras nunca são claras, Judas ficou tão pesaroso pelo seu pecado que a única maneira de demonstrar a Deus seu arrependimento era dar seu sangue.

    • Assim como a oferta de sangue dos animais era um oferecimento a Deus assim eh o nosso proprio sangue tb uma oferta . Isso nao minimiza em nada a expiacao de Cristo. Mas simboliza a expiacao da propria pessoa q nao se sinta digna da expiacao do Salvador q queira oferecer um sacrificio

  4. É claramente declarado neste trecho que ele suídidou-se, o que não têm perdão. Mas, poderia o sangue de um pecador redimir seus próprios pecados? Com base em doutrina (escrituras) ? Cristo ensinou que o sangue do pecador pode redimir? Eu não vejo mais do que um suícidio, que pela hermeutica da coisa, pode ser interpretado desta forma. Mas eu diria que é uma interpretação de quem está lendo o trecho. Existe alguma outra escritura?

  5. “É verdade que o sangue do Filho de Deus foi derramado pelos pecados através da queda e aqueles cometidos por homens, porém os homens podem cometer pecados pelos quais ele nunca pode expiar.”

    Só um cego pelo fanatismo não vê nesse ensinamento uma heresia. E essa é só mais uma entre tantas ensinadas pelos “infalíveis” profetas mórmons.

    • pecar contra o espirito santo e derramar sangue inocente são considerados pecados imperdoaveis, crei que BY falou sobre esse tipo de pecado.

  6. Queridos amigos e irmãos,

    Li a declaração do profeta, e sinceramente, não consigo harmonizar tal declaração com as Escrituras.
    A Bíblia é enfática ao ensinar:

    “Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado. Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar todos os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.” I João 1:7 a 9

    O texto é enfático ao afirmar que é de todo o pecado e de toda a injustiça. Se o sangue de Jesus não fosse eficaz para limpar de todo e qualquer pecado, então Jesus não seria eficaz para salvar.

    “Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo. E ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo.” I João 2:1 a 2

    Não podemos tirar Jesus do centro da salvação da humanidade:

    “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.” Atos 4:12

    Muitos poderão justificar: Mas como? A Lei de Moisés não previa o sacrifício de animais para fazer a expiação dos pecados?

    Ora, a Bíblia deve interpretar a si mesma (Isaías 28:10 e 13; Lucas 24:27, 44 e 45). Nenhum texto das Escrituras deve ser interpretado pelo homem (II Pedro 1:20) e não podemos ir além daquilo que está escrito (II Coríntios 4:6). Ademais, os textos das Escrituras foram confiados à redação dos judeus:

    “Então, que vantagem tem o judeu, ou qual a utilidade da circuncisão? Muita, em todos os sentidos. Em primeiro lugar, porque os oráculos de Deus foram confiados aos judeus “. (Romanos 3:1-2).

    Logo, os ritos judaicos serão melhor explicados pelos próprios judeus que escreveram a Bíblia. Atentemos, pois;

    “Ora, estando estas coisas assim preparadas, a todo o tempo entravam os sacerdotes no primeiro tabernáculo, cumprindo os serviços; mas, no segundo, só o sumo sacerdote, uma vez no ano, não sem sangue, que oferecia por si mesmo e pelas culpas do povo; dando nisto a entender o Espírito Santo que ainda o caminho do santuário não estava descoberto enquanto se conservava em pé o primeiro tabernáculo, que é uma alegoria para o tempo presente, em que se oferecem dons e sacrifícios que, quanto à consciência, não podem aperfeiçoar aquele que faz o serviço; consistindo somente em comidas, e bebidas, e várias abluções e justificações da carne, impostas até ao tempo da correção. Mas, vindo Cristo, o sumo sacerdote dos bens futuros, por um maior e mais perfeito tabernáculo, não feito por mãos, isto é, não desta criação, nem por sangue de bodes e bezerros, mas por seu próprio sangue, entrou uma vez no santuário, havendo efetuado uma eterna redenção.
    Porque, se o sangue dos touros e bodes, e a cinza de uma novilha esparzida sobre os imundos, os santifica, quanto à purificação da carne, quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará as vossas consciências das obras mortas, para servirdes ao Deus vivo? É por isso é Mediador de um novo testamento, para que, intervindo a morte para remissão das transgressões que havia debaixo do primeiro testamento, os chamados recebam a promessa da herança eterna.” Hebreus 9:6-15

    Vejam a clareza do texto! O serviço de sacrifícios do primeiro santuário era apenas uma alegoria. Ele não salvava ninguém. Tudo apontava para o sacrifício que Jesus iria realizar. Porém, vindo Jesus, todo o sistema de sacrifícios rituais perdeu seu valor, porque o sacrifício de Cristo é deveras superior e eficiente. É impossível que sangue de animais e sangue humano remova a mancha do pecado, porque o homem está maculado, de si mesmo, por pecado, desde seu nascimento.

    “Eis que em iniqüidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe.” Salmos 51:5

    “Como está escrito:Não há um justo, nem um sequer. Não há ninguém que entenda;Não há ninguém que busque a Deus. Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis.Não há quem faça o bem, não há nem um só. A sua garganta é um sepulcro aberto;Com as suas línguas tratam enganosamente;Peçonha de áspides está debaixo de seus lábios; cuja boca está cheia de maldição e amargura. Os seus pés são ligeiros para derramar sangue. Em seus caminhos há destruição e miséria;
    E não conheceram o caminho da paz. Não há temor de Deus diante de seus olhos.” Romanos 3:10-18

    “Portanto, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens por isso que todos pecaram. Porque até à lei estava o pecado no mundo, mas o pecado não é imputado, não havendo lei. No entanto, a morte reinou desde Adão até Moisés, até sobre aqueles que não tinham pecado à semelhança da transgressão de Adão, o qual é a figura daquele que havia de vir. Mas não é assim o dom gratuito como a ofensa. Porque, se pela ofensa de um morreram muitos, muito mais a graça de Deus, e o dom pela graça, que é de um só homem, Jesus Cristo, abundou sobre muitos. E não foi assim o dom como a ofensa, por um só que pecou. Porque o juízo veio de uma só ofensa, na verdade, para condenação, mas o dom gratuito veio de muitas ofensas para justificação. Porque, se pela ofensa de um só, a morte reinou por esse, muito mais os que recebem a abundância da graça, e do dom da justiça, reinarão em vida por um só, Jesus Cristo. Pois assim como por uma só ofensa veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também por um só ato de justiça veio a graça sobre todos os homens para justificação de vida.
    Porque, como pela desobediência de um só homem, muitos foram feitos pecadores, assim pela obediência de um muitos serão feitos justos. Veio, porém, a lei para que a ofensa abundasse; mas, onde o pecado abundou, superabundou a graça; Para que, assim como o pecado reinou na morte, também a graça reinasse pela justiça para a vida eterna, por Jesus Cristo nosso Senhor.” Romanos 5:12-21

    Vejam que a Bíblia é enfática ao afirmar que todos estão em pecado, desde a queda de Adão. A teologia que afirma que os filhos de Adão não nascem propensos ao pecado, não pode sobreviver ao teste bíblico, pois o texto citado é claro de mais. É óbvio que Deus concede livre arbítrio a todo ser humano, mas o livre arbítrio é em relação à escolha, e não ao nascimento (II Pedro 3:10).

    Muitos podem inquirir: “Mas a Bíblia não é clara. Precisamos de outra interpretação.” Tal pensamento é errado. A Bíblia, se deixada explicar a si mesma, não precisa de interpretações, porque ela é bastante clara:

    “As coisas encobertas pertencem ao Senhor nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei.” Deuteronômio 29:29

    Tudo o que foi necessário à salvação do homem foi revelado na Bíblia, porque está escrito que não haveria uma outra revelação posterior que discordasse das Escrituras:

    “Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho; o qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam e querem transtornar o evangelho de Cristo. Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema. Assim, como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema.” Gálatas 1:6-9

    Os profetas não podem discordar das Escrituras, porque Deus não muda (Malaquias 3:6). Nele “não há variação e nem sombra de mudança” (Tiago 1:17).

    Assim sendo, se o profeta disser algo diferente do que está escrito, ele estará mentindo ou falando de si mesmo:

    “Quando vos disserem: ‘Consultai os espíritos dos mortos e os adivinhos, que chilreiam e murmuram, acaso, não consultará o povo ao seu Deus? A favor dos vivos se consultarão os mortos? À lei e ao testemunho! Se eles não falarem conforme esta maneira, jamais verão a alva!” Isaías 8:19 a 20.

    As palavras dos profetas não podem contradizer o que já foi dito na Lei e nos Testemunhos (hebraico Tanach – livros da Bíblia).

    Alguém pode dizer: “Mas a Bíblia não é digna de confiança, porque pode conter muitos erros de traduções”. Ora, com a descoberta dos Escritos do Mar Morto, em 1947, em Kirbet Q’un Han, é impossível se fazer este tipo de afirmação. Lá foram descobertos os escritos utilizados na época de Jesus, e após mais de 30 anos de recuperação e tradução, foi confirmado que o que temos em mãos, hoje, é exatamente igual ao original. Por tanto, a Bíblia sozinha é digna de confiança.

    Respeito e admiro muito os Santos do Últimos Dias. Meu melhor amigo de trabalho é um santo dos últimos dias e tenho profunda admiração pelo trabalho de vocês. Contudo, apesar de crer no dom da profecia ainda vigente nos dias atuais, conforme explicitado em Atos 2 e Apocalipse 12:17 e 19:10 (inclusive creio que a Sra. Ellen White é uma profetiza dos tempos modernos), não posso, contudo, crer que o respeitável Sr. Brigham Young possa ser um profeta verdadeiro, se a sua revelação confronta tão ferozmente as Escritas Sagradas.

    Repito: Respeito, admiro e amo os santos dos últimos dias. São pessoas maravilhosas e dedicadas, e muito serão salvos, porque cada pessoa será julgada de acordo com a luz que possui (como Adventista do Sétimo Dia, não cremos em salvação exclusiva para adventistas – isso é lenda urbana). No entanto, tal doutrina da Expiação pelo Sangue não resiste ao teste das Escrituras, e como consequência, não é segura.

    Fiquem com Deus, queridos e amados irmãos, e que o Senhor os abençoe.

  7. O único sangue suficiente para a expiação de pecados foi o de Jesus Criso. Passou disso é loucura, fanatismo ou devaneios de uma mente cansada ou obtusa demais.

  8. Eu assisti um filme no YouTube: A 19a Esposa, Ann Young. Ela fugiu e escreveu um livro e lutou para acabar com a poligamia. Ela foi esposa de Young, o líder mórmon. Não o chamo de profeta pois hoje sei que não foi.

    Vocês aqui tem alguma informação sobre ela?

    Obrigada desde já.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s