Profetas Mórmons: Warren Jeffs

Profetas vivos são a parte mais idiossincrática da história, da teologia e da tradição mórmons. Tanto que o primeiro hinário mórmon, de 1835, continha uma estrófe celebrando a natureza ímpar desse quesito fundamental:

“Uma igreja sem um Profeta,
Não é a igreja para mim,
Ela não tem um cabeça para liderá-la,
Não pertenceria a uma assim.”

O conceito de profetas vivos permanece firme e forte, com mórmons cantando hoje “Graças damos, ó Deus, por um profeta; Que nos guia no tempo atual”. A celebração, e reverência, de profetas passados é quase tão forte quanto o culto aos profetas vivos atuais, inspirando publicações de biografias autorizadas e livros didáticos para mantê-los vivos na memória coletiva.

Antonio_Balestra_-_Prophet_Isaiah

Profeta Isaías, de Antonio Balestro

Não obstante, seja por divergência de tradições, seja por falta de interesse ideológico ou eclesiástico, ou por apatia literária ou historiográfica, muitos profetas da história e tradição mórmons são ignorados ou esquecidos. Esta série de artigos servirá para explorar as biografias e os legados desses líderes mórmons com sucintas introduções a seus chamados proféticos.

O artigo de hoje discutirá Warren Jeffs.

No início de 2016, membros da Assembleia Legislativa de Utah foram surpreendidos ao receberem pelo correio cópias de um pesado volume de revelações dadas por intermédio de Warren Jeffs. Em sua terceira edição, a coletânea intitulada Mensagem de Jesus Cristo a Todas as Nações tem mais de mil páginas. Desde janeiro de 2012, o volume tem sido oferecido para venda, anunciado em jornais e enviado a diversas bibliotecas e instituições nos EUA.

Warren Jeffs (1955- ), profeta da Igreja Fundamentalista de Jesus Cristo dos santos dos Últimos Dias

Warren Jeffs | Imagem: Associated Press

De sua cela no Texas, onde cumpre prisão perpétua, Jeffs é um revelador prolífico. Como uma sintaxe atípica à língua inglesa, ele vem registrando revelações atribuídas a Jesus Cristo e dirigidas não apenas aos fiéis da Igreja Fundamentalista de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, como a toda humanidade.

Nesta revelação de novembro de 2012, por exemplo, o presidente há pouco reeleito Barack Obama e todo o povo são repreendidos pelos abortos nos Estados Unidos:

Assim diz o Senhor Jesus Cristo a todo o povo da nação dos Estados Unidos: ainda que vocês celebrem Presidente desta nação reeleito, saibam que ele está em ordem de transgressão, não ouvindo minha paz do meu Espírito sussurrar princípio correto; porém, vocês como nação apoiam alguém no poder que tem apoiado a ordem de assassinato de crianças não-nascidas; portanto eu declaro contra quem sabendo a ordem apoia derramamento de sangue inocente das mais desamparadas de todas as crianças, as não-nascidas.

Não obstante, a mesma revelação alerta para que a vida do presidente seja preservada contra ataques internos e ele não venha a morrer como John Kennedy:

Deixe uma investigação completa ocorrer, para que o Presidente não seja alvo de um ataque secreto pela CIA em futuro próximo. 

John F. Kenedy foi portanto alvo da combinação maligna secreta da CIA; outra ordem de governo sujeitando-se em combinação secreta com a ordem do dinheiro rico na nação que sentiu-se ameaçada pela proposta de John Kennedy de retornar à maneira do ouro de todo dinheiro precisando de lastro da ordem do ouro para manter poder econômico sólido. Amém. [1]

Depois de estar na lista dos Dez Mais Procurados pelo FBI, Jeffs foi condenado e preso em 2007, por estupros cometidos contra duas meninas com idades de 12 e 15 anos, seladas a ele como suas esposas plurais. Após a prisão, seus advogados afirmaram que Jeffs havia resignado da posição de presidente da Igreja, embora seja evidente que ele siga em seu papel como profeta da mesma. Mas não sem suas crises.

Neste vídeo, Jeffs relata uma visita celestial recebida na prisão nestes termos desfavoráveis sobre si:

O Senhor Deus do Céu veio a minha cela da prisão há dois dias atrás para me testar e detectar e Ele viu que eu o trairia ao invés de obedecê-Lo, por causa da iniquidade da minha carne. 

Não se sabe ao certo o número de mulheres seladas a Jeffs, mas estimativas feitas por ex-membros falam de cerca de 70 esposas. Nem todas, porém, jovens, nem diretamente cortejadas por Jeffs. Como sucessor de seu pai na presidência da igreja, Warren Jeffs também reivindicou a maioria das viúvas de seu pai para si.

Em uma gravação de 2007, Jeffs fala a um visitante na prisão sobre seus status espiritual, aparentemente fazendo referência a esses seus casamentos:

Eu não sou o profeta. Nunca fui o profeta e fui enganado pelos poderes do mal. (…) Eu sou o homem mais iníquo desta dispensação aos olhos de Deus aos tomar conta da família do meu pai (…) Não podia ouvir Sua voz porque eu não portava o sacerdócio (…).

Warren Jeffs nasceu em 1955, cerca de dois anos depois da famigerada operação policial contra os mórmons fundamentalistas da comunidade de Short Creek, na fronteira entre Utah e Arizona. Considerada o maior encarceramento em massa na história americana, a operação foi um desastre de relações públicas. Aplaudida pelo Deseret News, a operação foi execrada pela maior parte da mídia norte-americana, que a percebia uma afronta aos direitos civis dos poligamistas e uma degradação de suas relações familiares.

Os fundamentalistas de Short Creek (posteriormente, renomeada Colorado) acreditavam na revelação recebida por John Taylor em 1886, a qual afirmava que a lei do casamento plural nunca seria revogada por Deus. Também acreditavam possuir a autoridade necessária para realizar selamentos. Não buscavam, no entanto, substituir A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias ou sequer organizar-se como uma igreja. Aquele agrupamento inicial de fundamentalistas deu origem a grande parte dos grupos fundamentalistas modernos, incluindo a igreja presidida por Jeffs.

A Igreja Fundamentalista de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias só surgiria no final da década de 1980, sob a liderança de Rulon Jeffs. Chamado carinhosamente pelos seus associados de Tio Rulon, ele substituiu a liderança coletiva do chamado “Conselho do Sacerdócio” fundamentalista e foi o primeiro, desde os seus antecessores em Short Creek, a considerar-se um profeta. Uma das práticas mais distintivas de sua comunidade, e rejeitada pela maioria dos fundamentalistas, foi o casamento arranjado, provavelmente “derivada da crença” – afirma a historiadora Marianne Watson – “de que a obediência aos líderes do sacerdócio é um requisito para salvação”.

Com o falecimento de Rulon aos 92 anos, em 2002, seu filho Warren assumiu a presidência da organização e iniciou uma reforma social, legislando em prol de um vestuário anacrônico e uniforme, em contraste com o de seus antepassados. O poder de decisão sobre as famílias tornou-se ainda mais forte, com esposas sendo tiradas de um casamento e colocadas em outro, excomunhões de maridos, trabalho juvenil como forma de reeducação moral e a proibição de ex-membros ou não-membros interagirem com filhos e familiares.

Da prisão, Jeffs ainda teria introduzido, no ano passado, um conceito único para a sexualidade de seus seguidores. Segundo a afirmação de Charlenne Jeffs, ex-membro, membros da igreja estariam proibidos de ter relações sexuais. Apenas um grupo seleto de homens, chamados de “portadores da semente“, seria autorizado a fecundar as mulheres.

Com a evasão de membros, profecias não se cumprindo, e o surgimento de uma denominação competidora, veremos como Warren Jeffs responderá a esses e futuros desafios para preservar seu papel de profeta perantes seus milhares de seguidores.

5 comentários sobre “Profetas Mórmons: Warren Jeffs

  1. Uma característica interessante do povo americano é o anseio por religião e liderança.Também se tem algumas características marcantes dos povos anglo saxões que é o amor pela obediência e disciplina. Penso que psicológicamente o americano se realiza pessoalmente ao ser bem aceito socialmente, ao seguir a risca as leis,regimentos e normas comunitárias.Não e a toa que nossa igreja cresceu tanto nesse ambiente.Contudo penso que uma pessoa que manipula estas virtudes mencionadas usando este povo mencionado pode causar muito estrago no mundo.Vi o filme do Warren Jeffs, foi bacana, visualizei bem como era esta comunidade .Apesar de estarmos na era do excesso de informação, fica difícil pra mim acreditar que as pessoas continuem escolhendo deixar suas mentes e almas tão pequenas a ponto de evitar qualquer interação entre as diferentes comunidades estabelecidas no mundo.

    • Tiago,
      A história nos mostra o quanto a sociedade humana é frágil e suscetiva a dominação e a ser subjugada. E a receita é bem simples: “Deus” basta usar esta palavra e qualquer pessoa consegue, quase que de imediato, a exercer domínio sobre a alma de alguém (tanto para o bem quanto para o mal). Isto sem dúvida é uma profunda contradição , pois a divindade que a maioria dos povos do planeta cultuam é um ser generoso gentil e que quando encarna como homem ensina que a verdade liberta. Liberdade ! É oque Deus nos ensina, liberdade parece ser o que menos queremos.

  2. Eu recebi esse livro, em inglês. Fiquei con ele bom tempo, tinha atas é tudo. Mas na última mudança joguei fora, junto com vários livros físicos da sud (estes últimos tinha tudo digital).

    Não conhecia o vozes antes, senão tinha doado.

  3. “Uma característica interessante do povo americano é o anseio por religião e liderança.”
    Essa necessidade não é só americana, mas da humanidade, de forma geral. A chamada “mente religiosa” que terceiriza as escolhas existenciais (eu, “ovelha”, tenho que ter um “pastor” para me dizer o rumo da minha vida) foi estudada em profundidade pelo ex-frade franciscano Marcelo da Luz, em seu livro “Onde a religião termina?”, uma abordagem multidisciplinar que inclui História, Sociologia, Filosofia, Antropologia, Teologia e Conscienciologia. Texto imprescindível para todos os interessados na análise da influência da religião sobre a consciência humana.

  4. Esse homem pagará por cada ato que fez contra criança e usando o nome de Jesus para saciar seus desejos carnais , só fico pasma como um povo nos dias atuais pode ser tão cego !

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s