Ordenanças do Templo – parte 1

O Templo Antes dos Templos e os Precedentes para os Círculos de Oração 

Unções e abluções, investiduras, selamentos e segundas unções constituem as mais sagradas cerimônias do mormonismo. Elas são geralmente chamadas pelos santos dos últimos dias de “ordenanças do templo”, uma vez que, para a imensa maioria dos mórmons que as praticam, são realizadas unicamente em templos, longe da esfera pública, onde a admissão não é livre sequer para qualquer membro. É importante lembrar, no entanto, que a prática de tais cerimônias “do templo” antecedeu a construção de qualquer templo mórmon, sendo realizadas ao ar livre ou em casas e outros prédios sem um uso exclusivamente religioso.

js_portraitFalando sobre a investidura, em 1 de maio de 1842, Joseph Smith fez questão de lembrar que as cerimônias do templo poderiam ser obtidas fora de prédios especiais:

Há certos sinais e palavras pelos quais falsos espíritos e personagens podem ser detectados dos verdadeiros, que não podem ser revelados aos élderes até que o templo esteja completo. O rico pode obtê-los apenas no templo. O pobre pode obtê-los no topo da montanha como fez Moisés. Há sinais no céu, terra e inferno e os élderes devem conhecer todos para ser investidos de poder, para terminar seu trabalho e evitar falsificação. O demônio conhece muitos sinais mas não conhece o sinal do Filho do Homem, ou Jesus. Ninguém pode dizer que conhece Deus até que tenha tocado algo, e isso só pode ser feito no Santo dos Santos. [1]

Pode ser inusitado para os membros da Igreja sud contemporânea encontrar referências em diários pessoais ou mesmo discursos públicos ao uso das vestes cerimoniais, altares e outros símbolos “templários” fora do templo, incluindo a realização da forma de oração ensinada durante a investidura.

Precedentes para os Círculos de Oração

Desde seus primórdios o mormonismo foi rico em simbologia material, incluindo a utilização de objetos como meios para obtenção de conhecimento divino. Joseph Smith, por exemplo, utilizou o Urim e Tumim e uma “pedra de vidente” para traduzir o Livro de Mórmon e obter revelações.[2] Isso viria a influenciar também a maneira como os primeiros mórmons viam a oração.

No andar superior da loja de Newel K. Whitney, reunia-se a Escola dos Profetas

No andar superior da loja de Newel K. Whitney, reunia-se a Escola dos Profetas

Zebedee Coltrin

Zebedee Coltrin

O primeiro registro de oração com os membros formando um círculo é da Escola dos Profetas, realizada em Kirtland, em 1833, no andar superior da loja de Newel K. Whitney. Contando sobre o funcionamento da Escola, cinco décadas depois, Zebedee Coltrin relatou:

Eles abriram com oração, Joseph então deu instruções para preparar suas mentes. Ele disse para ajoelharem e orarem com as mãos levantadas. (…) Mais ou menos na época em que a escola foi primeiramente organizada, alguns desejavam ver um anjo, e um número [deles] juntou-se em círculo e orou. Quando a visão veio, dois dos irmãos se encolheram e pediram para a visão se fechar ou iriam perecer. [3]

Em 1835, Joseph Smith deu instruções ao pai de Lorenzo Young sobre um grupo orar em uníssono a favor da cura de seu filho: “um falando e os outros repetem depois dele em uníssono (. . .) continuando a administração desta forma até receber um testemunho de que ele será restaurado”. [4]

Casa de Tijolos Vermelhos

Casa de Tijolos Vermelhos

A elaborada “verdadeira ordem de oração” praticada durante a investidura, porém, não seria revelada aos santos antes de 1842.  Na casa de tijolos vermelhos em Nauvoo, Joseph Smith reuniu-se com um grupo de nove homens em seu escritório, no dia 04 de maio . Ele e seu irmão Hyrum ministraram ao restante do grupo a “ordem sagrada”, recebendo no dia seguinte as mesmas cerimônias. Acredita-se que naquela primeira ocasião em que foi dada a investidura, também a verdadeira ordem de oração foi ensinada e praticada. Mas com uma composição exclusivamente masculina, ainda faltavam elementos para sua total implementação.

No próximo post desta série, veremos mais sobre o desenvolvimento dos rituais em Kirtland.

NOTAS

1. The Words of Joseph Smith, p. 119-20.

2. Como as revelações registradas em Doutrina e Convênios, seções 3, 6, 7, 11, 14, 15, 16 e 17.

3. Ata da Escola dos Profetas, Salt Lake City, 11 de de outubro de 1883, p. 69. Citado por Quinn, Latter-day saint prayer circles. BYU Studies 19, n.01, 1979.

4. “Biography of Lorenzo Dow Young,” Utah Historical Quarterly 14:45). Citado por Ehat & Cook, The Words of Joseph Smith, p. 54


Leia os demais posts desta série:

Parte 2 – O que significavam investidura e selamento para os mórmons na década de 1830?

Parte 3 – Simbolismo maçônico e o Ancião de Dias

Parte 4 – O Quórum dos Ungidos, a Investidura e as Segundas Unções

Parte 5 – No topo das montanhas

Parte 6 – Círculos de oração, vestimentas e altares

Parte 7 – Investidura: instruções junto ao véu

30 comentários sobre “Ordenanças do Templo – parte 1

  1. Vejamos o que a Bíblia diz em relação ao Dízimo e a Salvação.

    Segundo a Bíblia, a salvação é um presente de Deus, um dom gratuito que não precisa ser comprado nem com boas obras e muito menos com dinheiro. Somos salvos única e exclusivamente pela graça de Deus mediante a Fé em Cristo. Dízimo é obra e portanto dízimo não salva ninguém e não pode ser obstáculo para salvação. Outro ponto: a Bíblia ensina que os Dízimos foram instituídos apenas para os Israelitas segundo a carne para o sustento dos levitas e do Templo. Como não existe mais o Templo nem o sacerdócio levítico não existe mais a obrigação do dízimo. O dízimo do Antigo Testamento era pago apenas 1 vez ao ano. Aquilo que sobrava do dízimo e das ofertas Deus mandava distribuir entre os pobres, viúvas e órfãos. Acumular jamais!

    No Novo Testamento não há mais dizimo. O Apóstolo Paulo diz que cada um deve contribuir com o que propôs em seu coração, sem constrangimento, coação, ou qualquer forma de obrigação. Devemos dar livremente e com alegria. Estamos livres para dar quanto quisermos e se não quisermos somos livres também, pois vivemos na Lei da liberdade para a qual Cristo nos libertou.

    Tudo isso torna a prática de dízimo obrigatório e de acerto de dízimo totalmente contrária aos ensinamentos de Jesus e do Novo Testamento. Não precisamos de cerimônias e muito menos de rituais em templos para sermos salvos. Isso se dá através da Fé em Cristo e em seu sacrifício expiatório gratuito. Ele nos salvou porque nos ama e não porque fizemos ou deixamos de fazer algo. Isso se chama graça, ou seja favor imerecido. Nenhuma cerimônia em Templos feitos por mãos humanas salvam. Por mais bem intencionadas que sejam não conferem salvação, pois não se pode comprar nem vender os dons de Deus: eles são completamente gratuitos! Os Dons de Deus são um presente que Ele nos dá porque nos ama e não porque pagamos e estamos em dia com dízimos ou fizemos essa ou aquela cerimônia. Queridos leiam a Bíblia e descubram a graça, a misericórida e o Amor Infinito de Deus que não estão condicionados a dízimos e cerimônias.

    • Sugiro que leia Atos 5, depois voltamos a conversar.

      Se somos salvos única e exclusivamente pela graça de Deus mediante a Fé em Cristo, vamos rasgar 1 Coríntios da Bíblia, de uma lidinha ai em 1 Coríntios 6:9-12, precisamos estar qualificados para a graça de Deus, e como está escrito em Tiago a Fé sem obras é morta em si mesmo.

      O Dízimo como qualquer outro mandamento é o que prova nossa fé em Deus.

      • Jefferson, veja o que diz no verso 11 de 1 Corintios:
        11 E é o que fostes, alguns de vós, mas haveis SIDO LAVADOS, mas haveis SIDO SANTIFICADOS, mas haveis SIDO JUSTIFICADOS em nome do Senhor Jesus, e pelo eEspírito do nosso Deus.”
        Esse verso claramante indica que nos nao temos poder atraves de nosso proprio merito para sermos salvos, tres vezes a palavra SIDO e usada o que indica claramente que algo ou alguem esta realizando o ato por nos, nesse caso Jesus Cristo. Ele comeca o verso 11 dizendo que eles foram iniquos ou culpados dos pecados que ele menciona nos versiculos 9 e 10 mas atraves de uma outra pessoa ou poder eles foram lavados, perdoados e santificados. No Livro de Mormon vemos varios exemplos onde a graca de Cristo santificou pessoas iniquas, ate assasinos como no caso do Rei Lamoni.

  2. Adriano

    Vc já leu o livro de Malaquias? Tenho certeza que não, pois o mesmo é direcionado para os sacerdotes levitas que trabalhavam no Templo e querecebiam os dízimos do povo e faziam com ele o que Deus não havia mandado: usavam em proveito próprio, acumulavam (como faz a Igreja SUD) e não distribuíam o que sobrava entre os pobres, viúvas e órfãos. A Igreja SUD distribui o que sobra do dízimo entre os necessitados como Deus mandou ou acumula para construir e investir em Shoppings, empreendimentos comerciais etc.? Quem está roubando de Deus usando os dízimos e ofertas para enriquecer? Somente cegos como vc não enxergam! A Igreja SUD como a maioria das Igrejas Evangélicas usa um versículo isolado de Malaquias para extorquir e ameaçar o Povo com a chantagem do dízimos. Isso mostra que a Igreja SUD não tem nada de especial, ela é apenas mais uma que usa as mesmas técnicas terroristas para coagir e contranger o povo usando o dízimo. Além disso, mesmo se vc tivesse razão citando o versículo dentro do seu contexto, o Livro de Malaquias faz parte da Antiga Aliança que findou em Cristo. No Novo Testamento não existe mais dízimos e muito menos obrigação de dá-lo. Podemos contribuir como o que queremos e temos a liberdade para não contribuir se quisermos. O Apostolo Paulo nos ensina que cada um deve contribuir com o que colocou no seu coração (ou seja é um assunto particular entre o fiel e Deus), sem coação, constrangimentos e sem qualquer obrigação. Paulo nos diz que quem dá deve dar com alegria. Ele nos ensina também que somos livres para contribuir ou não, pois vivemos na lei da Liberdade. O que a Igreja SUD faz queira vc ou não é SIMONIA – prática totalmente contrária aos Evangelhos e aos ensinamentos de Cristo. Jesus mandou dar de graça e a Igreja impõe regras para pagamentos e coloca o estar em dia com o dízimo como requisito para entrar e receber supostas bênçãos no Templo e ainda tem a coragem de coagir e constranger o fiel que fica devendo. O verdadeiro Evangelho da Graça em Cristo nos ensina que a salvação é presente de Deus. É algo que não precisa ser comprado, vendido nem conquistado. É um presente obtido unicamente pela Graça de Deus, ou seja ele nos dá porque ele nos ama e não porque estamos com dízimo em dia ou porque passamos por cerimônias e rituais em Templos construídos por mãos humanas onde Ele disse que não habita. Leia a Bíblia e se liberte do cabresto do sistema religioso. Não é a toa que a Igreja SUD é a segunda Igreja mais rica em patrimônio no mundo pois rouba de Deus como acusa o versículo de Malaquias citado por vc.

    • Um amigo meu morou no Texas por 2 anos quando estava a servico militar, ele me disse que a ala que que frequentava o Bispo tinha um cartaz no corredor com o nome dos membros que pagavam o dizimo. Ja ouvi muita coisa por ai mas essa foi a mais assustadora. Ao ler Moroni e terceiro Nefi eu fico cada dia mais preocupado com a situacao na Igreja do que com a situacao no mundo. O maior problema hoje assim como na antiguidade, e que a maioria dos membros nao sabem or percebem o que esta acontecendo, eles confundem a Igreja de Cristo com a Igreja incorporada, eles nao sabem como reconhercerem artimanhas sacerdotais. Peterson e Abel obrigado por esclarecerem esses pontos da Doutrina de forma tao eloquente. Me sinto como Moroni, gostaria de saber escrever como vcs e o Marcello, Antonio etc…

    • Peterson,
      Já estudei o livro de Malaquias
      A Igreja não usa “sobras” para ajudar os necessitados, há fundos específicospara isso, a oferta de jejum e auxílio humanitário são alguns deles.
      Nunca fui extorquido e ameaçado pra pagar o dízimo, sempre o fiz com alegria.
      Vai nessa de ser salvo “pela graça” que você vai longe…
      Todos os templos foram construídos por mãos humanas.
      Quem usa cabresto é cavalo, eu não sou cavalo.
      Sou tão estudioso da Bíblia quanto você, e quanto mais a estudo mais vejo o QUANTO a igreja SUD é verdadeira e as demais FALSAS.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.