A Profetisa Eliza R. Snow

ElizaEliza R. Snow (1804-1887), chamada por Joseph Smith de “a poetisa de Sião”, é uma das mulheres mais reverenciadas da história mórmon. Eliza foi autora de diversos poemas e hinos, além de escrever também textos sobre questões doutrinárias e o papel da mulher na sociedade.

Um dos hinos mais conhecidos de sua autoria, Ó Meu Pai, constitui a única referência explícita à doutrina da Mãe Celestial amplamente difundida pela Igreja

Com a organização da Sociedade Feminina de Socorro em março de 1842,  Eliza foi convidada a redigir os estatutos da nova Sociedade e assumiu a função de secretária.  Em junho daquele ano, ela foi selada a Joseph Smith como sua esposa plural, vivendo durante seis meses na casa dos Smith.

Após a migração ao oeste, Eliza sucedeu Emma Smith na presidência da Sociedade de Socorro. Sua posição na Sociedade de Socorro, seu vasto conhecimento e sensibilidade fizeram com que Eliza fosse não só reconhecida como uma poetisa, mas também como profetisa. Um periódico feminino da Igreja afirmou que Eliza era a presidente ”de toda a porção feminina da raça humana” e “principal sacerdotisa desta dispensação”.[1]

Dotada de grandes talentos literários, Eliza trabalhou com Edward Tullidge na preparação do livro Women of Mormondomhoje um clássico. É desse livro que tiramos a seguinte citação sobre a relação da mulher com o sacerdócio:

As irmãs era também apostólicas num sentido sacerdotal.  Elas partilhavam do sacerdócio em igualdade com os homens. Elas também “possuíam as chaves da ministração de anjos” (…) A mulher também em breve se torna sumo-sacerdotisa e Profetisa. Ela o era oficialmente. ( …) O espírito de um sacerdócio patriarcal naturalmente fez dela uma adjuntora apostólica para o homem. Se não a víssemos no púlpito ensinando a congregação, ela estava no templo, administrando para vivos e mortos! Mesmo nos santos dos santos ela era encontrada. Como uma sumo-sacerdotisa, ela abençoava com a imposição de mãos! Como uma profetisa, ela era um oráculo em lugares santos! Como uma administradora da investidura, ele era uma maçom, da ordem hebraica, cujo Grão-Mestre é o Deus de Israel e aquele que a unge é o Espírito Santo. Ela possuía as chaves da ministração de anjos e dos “selamentos”pertencentes aos “céus e à terra.  (p. 22-23)

Nota

1. Woman’s Exponent 9, 01 de abril de 1881, p. 165.

28 comentários sobre “A Profetisa Eliza R. Snow

  1. Eliza R. Snow foi esposa plural de Joseph Smith jr, e posteriormente também esposa plural de Brigham Young? é que um outro post(Ordenação as Mulheres) cita ela como esposa plural de Young, sei que talvez fosse um costume Da Liderança na época tomar para esposa, mulheres já casadas. se a resposta for sim, há como saber se ela era Selada com ambos os Presidentes?
    Obrigado, e parabens pelo Post Antonio.

    • Boa pergunta, Breno. Eliza R. Snow foi esposa plural de Joseph Smith, selada para o tempo e eternidade. Após a morte de Joseph Smith, Eliza casou com Brigham Young, “para o tempo”. No túmulo dela, na cidade de Salt Lake, lê-se “Eliza R. Snow Smith”, assinatura que ela costumava usar. Biografia de Eliza no site oficial da Igreja cita os dois casamentos.

  2. A maçonaria e a igreja mórmon estão ligadas para sempre, podemos dizer que a igreja clonou os rituais da maçonaria fazendo assim uma jogada política e econômica para assim atrair outros maçons para se tornarem membros da igreja. A igreja mórmon é sem dúvida é a maior loja maçônica do mundo. O forte sincretismo feito por Smith deu a igreja esse status de loja maçônica. Sempre digo que o nome certo deveria igreja MORÇÔNICA.

    • A ligação existe e é forte. Mas quando você fala em clonagem, pressupõe uma similaridade total, a qual nunca existiu. Sua afirmação de que sobre uma “jogada política e econômica para assim atrair outros maçons” vai na direção contrária de toda história das relações entre mórmons e maçons. E a igreja tendo “status de loja maçônica” é uma afirmação sem sentido.

      • A similaridade existe sim, e você como um interlocutor mórmon sabem do que eu estou falando.Existe espalhados em templos mórmons símbolos da maçonaria. passa sem percebido pelos a maioria dos mórmons mortais de plantão. A maçonaria contaminou profundamente o mormonismo com seus rituais, o que deveria ter acontecido ao contrário.

        Sobre a igreja ser uma loja maçônica, não faria sentido caso a igreja não tivesse sido influenciada em seus rituais e vestimentas templárias como é o caso. Muitos maçons se filiaram a igreja só esse momento já justifica meu comentário , pois o dinheiro sempre foi um problema para Smith e sua igreja.

        Antônio, não quero criar polêmica aqui, pois considero o mais democrático, no que diz respeito ao mormonismo. Já conheci outros, mais a verdadeira missão desses grupos era perpetuar mentiras da igreja sobre os neófitos. Eles não permitiam o desenvolvimento de um debate, e a pena era a expulsão total do grupo. Eu fui vitima muitas vezes desses cegos fundamentalistas. Abandonei debates e foruns, e fui viver minha vida e minha fé. Quando encontrei o VOZES MORMONS passei a ler os artigos bastante inteligentes, durante muito tempo, até voltar a comentar na Internet.

        Parabéns pelo site e pretendo continuar comentando. Obrigado.

        Missão

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.