George Albert Smith: Fé Investigada

O Apóstolo George Albert Smith fez os seguintes comentários sobre o exercício da investigação e do livre escrutínio de crenças religiosas, no histórico Tabernáculo Mórmon, em agosto de 1871:

George Albert Smith

 

Se a fé não irá suportar ser investigada; se seus pregadores e professores têm medo de tê-la examinada, o seu fundamento deve ser muito fraco. Aqueles que vêm para a Igreja dos Santos dos Últimos Dias, se forem fiéis, aprendem em um curto espaço de tempo a saber por si mesmos. O Espírito Santo e a luz da verdade eterna descansa sobre eles, e você vai ouvi-los, aqui e ali, testemunhando que eles sabem da doutrina, com o qual eles estão familiarizados e que compreendem por si mesmos.” (Journal of Discourses 14:217 ênfases nossas)


Leia mais sobre o que Hugh B. Brown ensinou sobre Ciência

Leia mais sobre o que Hugh B. Brown ensinou sobre Verdade

Leia mais sobre o que B. H. Roberts ensinou sobre Ciência 

Leia mais sobre o que Boyd K. Packer ensinou sobre Verdade

Leia mais sobre o que Boyd Packer ensinou sobre Historiadores

Leia mais sobre o que Joseph F. Smith, jr. disse sobre cientistas

 

6 comentários sobre “George Albert Smith: Fé Investigada

  1. O que percebo é que naqueles dias pensadores poderiam falar livremente nos púlpitos e também estes eram livremente chamados para postos de liderança de maior responsabilidade.

    Com o passar dos anos percebo que pensadores independentes foram sendo podados até não mais encontrar discursos dos mesmos ou ocupando cargos de maior relevância, até mesmo nas estacas.

    A igreja tem medo dos intelectuais, e até posso concordar (em uma pequena parte) que alguns deles poderiam causar estragos na ‘fé’ (embora não tanto como o que já é causado por tanto líder despreparado ou mesmo desonesto em nosso meio, mas…), MAS ao podá-los estamos criando uma igreja de ignorantes, que não irão fazer qualquer diferença no mundo – coisa para a qual a igreja teria sido organizada para fazer.

    Sei lá, o medo (e olha que curioso isso, justamente a falta de fé na obra de Deus) tem feito a igreja ser muito reguladora do que devemos pensar ou ensinar. Se esse foco era para proteger a sã doutrina e o foco em Cristo em detrimento a teorias e lógicas que podem não ajudar muito, não parece estar funcionando, pois nunca vi povo tão mal letrado em doutrina e fé como tenho visto ultimamente em minha região.

    Parece que ao puxar o freio do tal ‘ciclo do orgulho’ ela mesma, a igreja está na realidade acelerando o processo. Pois o que sobra é ego atrelado a desconhecimento dos caminhos de Deus, e as ovelhas, bem, essas são um sacrifício (perda de qualidade) que se pode aceitar.

    • Gerson , concordo e não é somente em sua região de fato existe um desleixo total em relação aos estudos das escrituras e uma geração fraca doutrinariamente falando até mesmo nos fundamentos básicos da fé cresce a passos largos. Existe um medo claro e evidente por parte do alto escalão possibilitar acesso a pessoas de mente livre e intelectualmente capazes. Resultado: Péssimos discursos, aulas insuportáveis (tanto em conteúdo quanto em didática) líderes pessimamente treinados, atividades mal preparadas. Em contrapartida cresce o corporativismo, empresários (mal intencionados) fingindo ser espiritualmente preparados, infestam nossos púlpitos como uma praga, metas, números, e uma administração pífia e incompetente ganha espaço em relação a fé pura e livre,de barreiras . Já notou quantos professores de História são Bispos, presidentes de Estaca? quantos sociólogos? Antropólogos algum? E artistas algum pintor? vai, escultor?, …Atualmente não conheço nenhum (e conheci talvez um ou dois durante toda minha vida) vai ver eles são muito pecadores, ou sua inspiração não sirva para a Igreja, afinal quem quer ver um quadro pintado por um líder presidente se o mesmo pode fazer uma tabela no excell mostrando a quantidade de visitas (fraudulentas é claro!) e apresentar no quinto domingo do mês?!!!

  2. sábias palavras do Apóstolo.
    Acontece em muitos casos, que quando um lider é questionado, ele entende como falta de fé daquele que o questionou. Na verdade, a falta de fé está no lider, que deve ter completa segurança de suas atitudes eclesiásticas, e ajudar o questionador a entender seu ponto de vista.
    gersonsena disse:
    .”..A igreja tem medo dos intelectuais, e até posso concordar (em uma pequena parte) que alguns deles poderiam causar estragos na ‘fé’ (embora não tanto como o que já é causado por tanto líder despreparado ou mesmo desonesto em nosso meio, mas…), MAS ao podá-los estamos criando uma igreja de ignorantes, que não irão fazer qualquer diferença no mundo – coisa para a qual a igreja teria sido organizada para fazer…”
    É o que efetivamente acontece. Posso estar errado em minha visão , mas submissos e controlados sobem na hierarquia da igreja.
    Tenho que concordar que os lideres máximos antigos falavam mais abertamente dos que os de hj.

  3. Ao determinar o que ser ensinado a cada lição da escola dominical, com histórias, exemplos e escrituras pré-selecionadas, devido ao pouco tempo para cada lição, como elas foram cuidadosamente preparadas por estudiosos e historiadores da SUD com o intuito de fortalecer a fé dos membros, estes por sua vez saem edificados da lição e sem o desejo de investigar por si mesmos. As lições do aluno são também direcionadas, para que o aluno não questione o que não interessa aos líderes. Desta maneira os membros recebem a sua porção de conhecimento e se satisfazem, com raras exceções. O resultado é uma mente doutrinável, preparada para extrair das escrituras e da história da igreja apenas o que lhes interessa para a edificação da fé. Com isto ganha a fé, perde a razão e todos ficam felizes.

    • Talvez aí esteja o problema, Davi.

      Que fé edificada é essa que não consegue agir em prol dos demais e nem de si mesmo?

      No começo é divertido ao neófito e até benéfico, mas com o tempo cega a mente em apatia e acomodação de não saber o que fazer com isso; a não ser obedecer (sem pensar) a um líder que não sabe também qual seu papel ou o que deveria fazer (de efetivo e eficaz), em nome de Cristo, para as ovelhas.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s