Votos Contra na Conferência Geral: Entenda

Ontem, durante a segunda sessão da 186a Conferência Geral d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos, membros da Igreja gritaram votos em oposição ao Presidente Thomas S. Monson, à Primeira Presidência e aos Doze Apóstolos.

Pelo menos 7 membros ativos da Igreja levantaram-se para votar contra Thomas Monson como Presidente da Igreja

Pelo menos 7 membros ativos da Igreja levantaram-se para votar contra Thomas Monson como Presidente da Igreja

Entenda como e por que:

Os Que Se Opõe, Manifesteram-se

No ano passado também houve gritaria em oposição nos votos para a Primeira Presidência e para os Apóstolos, mas a câmera não mostrou nada além de algumas pessoas virando-se rapidamente para trás para tentar ver quem gritava! Sim, pois os que se organizaram para votar em contrário sabiam que as câmeras não iriam notá-los se não gritassem o seu voto!

Assiste um clipe do ocorrido:

Depois que todos os votos e desobrigações terminaram, o Presidente Dieter Uchtdorf proclamou:

“Presidente Monson, os votos foram contabilizados. Convidamos todos que se opuseram para contactar seus Presidentes de Estaca.”

Um mês antes nós havíamos anunciado sobre esse movimento que planejava protestar a falta de transparência e abertura por parte da liderança da Igreja, muito semelhante às pressões soviéticas por perestroika e glasnost nos anos 1980. Don Braegger, um dos pelo menos 7 membros ativos da Igreja a votar contra Thomas Monson como Presidente da Igreja, deu entrevista dizendo que entre as preocupações do grupo estão as campanhas anti-gay e a homofobia na Igreja, a falta de espaço para mulheres desenvolverem maior participação na Igreja, e as recentes excomunhões de intelectuais Kate Kelly e John Dehlin.

Isso não é um fato inusitado. Em outubro de 1977, Byron Marchant insistiu vocal e educamente para ter seu voto contrário notado pelo Presidente Eldon Tanner. Ele protestava a política racista de exclusão de Negros.  Em abril de 1978, Tanner explicou que Marchant havia tido a oportunidade de explicar a uma das Autoridades Gerais as suas preocupações.

Em outubro de 1980, 3 mulheres também gritaram para ter seus votos contrários notados pelo Presidente Marion Romney. Elas protestavam o envolvimento político da Igreja SUD contra a Emenda Constitucional de Direitos Iguais (ERA), que serviria para proteger os direitos civis das mulheres (a Igreja havia publicado sua posição oficial contra a emenda constitucional porque mulheres deveriam ser donas-de-casa, e porque gays!) O Apóstolo Bruce McConkie se levanta para ajudar o idoso e enfermo Romney, e promete às irmãs uma reunião com o Apóstolo Gordon Hinckley.

Ontem, Dieter Uchtdorf simplesmente ignorou os votos contrários. Ao final de todos os apoios, e ostensivamente a mando de Thomas Monson, Uchtdorf se levantou novamente para reconhecer o fato ocorrido e oferecer o mesmo conselho do ano passado:

“Presidente Monson me pediu para… ahn… mecionar que… ahn… desde que alguns notas… votos contrários foram notados… ahn… convidamos aqueles… ahn… com votos em oposição para… ahn… contactar seus Presidentes de Estaca para… maiores perguntas ou respostas. Obrigado.”

Há um ano atrás, Braegger e demais correligionários tiveram que se contentar a conversar com seus Presidentes de Estaca. Há 30 anos atrás, tais votos mereciam ao menos audiência com um Apóstolo.

E é interessante notar que, 3 dos 4 episódios de membros da Igreja votando contra o Profeta nos últimos 40 anos, todos envolveram queixas da maus-tratos e discriminação institucional contra minorias (i.e., negros, mulheres, e gays). Ainda não se sabe a motivação dos votos contrários de ontem, mas é inteiramente possível que tenha a ver com a questão mais divisiva na Igreja pelos últimos cinco meses.

Assista aqui Uchtdorf reconhecendo os votos em oposição ontem (Votos no minuto 7m55s) e reação de Uchtdorf no minuto 21m30s):

 

8 comentários sobre “Votos Contra na Conferência Geral: Entenda

  1. Calro que alguns são contra por razões que serão discutidas apos conferencia. isto sempre houve e haverá, pois cada um tem seu livre arbitrio e que as coisas de Deus são perfeitas, e veve ser esclarecidas as verdades. Isto se faz necessário

  2. Sim. Percebi. É necessário que aja oposição.
    Bom, independente disso… Que conferência MA-RA-VI-LHO-SA!
    Amo meu Pai Celestial. Amo ser membro da igreja. Apesar de tantas tribulações que tenho passado, somente Ele através de seus líderes nos aconselhará a viver nestes últimos dias.
    Quanto aos que se oporam, estes terão todo o direito de se expressar e, se forem bons e fieis membros da igreja, conseguiram ter discernimentos do que é correto.

    • Aline, desde quando a função do Espírito Santo foi transferida para Salt Lake? De acordo com você, Deus só te guiará através dos líderes em Utah e nem precisamos nos lembrar que as escrituras nos aconselham a não confiar “no braço da carne”.

  3. A Igreja é de Cristo. É claro que se Cristo estivesse aqui presidindo aquela Conferencia, certamente teríamos a notícia de que houve voto contrário. Seja qual for as razões, esse alguém deve pedir que seus registros sejam excluídos ou siga os passos do arrependimento.

  4. Eu ainda nutria um pouco de esperança e crença na IJCSUD, mas depois da última conferência de 2015, onde foram anunciados os três novos apóstolos, e com as observações colocadas aqui, percebi que a igreja não é de Cristo, e sim dos EUA, e especificamente, de Salt Lake City, Utah. Não aceito que a igreja possua 15 apóstolos, profetas e reveladores, e apenas um deles não é Americano, e apenas dois não são de Salt Lake City, Utah, EUA. Será que o espírito santo e a revelação da igreja está apenas nesse local? será que não temos pessoas merecedoras e dignas de presidir a igreja, que sejam de outra nacionalidade? aproximadamente 70% dos profetas, videntes e reveladores atuais, são ou foram funcionários da igreja. Acho que quando as pessoas se manifestam contra as “autoridades gerais” em uma conferência, não é de graça, elas estão apenas externando o sentimento de tristeza e desapontamento, segregação e discriminação existente na IJCSUD. Deixou de ser uma Igreja de Cristo para se tornar uma igreja de homens, que somente pensam em prosperidade financeira e bem estar pessoal. Vivendo as custas de nossos dízimos e ofertas. Enquanto pessoas que necessitam de ajuda vivem batendo na porta dos bispados pedindo apoio para pagar uma conta de agua ou luz e o bispo apenas diz que a pessoa deve procurar seus familiares e amigos, pois o bispado no tem fundos para tal ajuda. Fica muito difícil fazer a defesa da igreja nesse momento.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s