Proclamação da Família

O porta-voz de Deus, o representante de Jesus Cristo na Terra, o líder supremo da Igreja emitiu ontem uma conclamação formal a todos os fiéis para protegerem e cultivarem suas famílias.

Família

Para Católicos, o Papa é o representante oficial e o porta-voz de Jesus. Seu título “Vicário de Cristo” literalmente significa “delegado” ou “representante” ou “substituto”. Ele fala o que Cristo falaria se estivesse aqui. Ele é o exato equivalente ao Presidente da Igreja para os Mórmons da Igreja SUD.

Ontem, o atual Papa (o argentino Jorge Mário Bergoglio) publicou o seu tratado “Amoris laetitia” (a alegria do amor), que se destina a ser uma proclamação à Igreja Católica e a seus fiéis sobre a instituição da família, e como protegê-la. Baseado em sua finalidade e o seu tema principal, este seria o exato análogo ao documento oficial publicado pelo Presidente da Igreja para os Mórmons da Igreja SUD entitulado ‘A Família – Uma Proclamação Ao Mundo‘.

O Papa Católico e o Profeta Mórmon publicaram encíclicas destinadas a “proteger a família”. Não obstante, há uma enorme e fundamental diferença entre os dois documentos. Veja se você consegue percebê-la.

Citamos da reportagem sobre o documento Católico (ênfases nossas):

O Papa Francisco pediu mais compreensão com relação às famílias não tradicionais no documento “A Alegria do Amor”, que foi divulgado nesta sexta-feira (8). Ele pediu aos sacerdotes de todo o mundo aceitar gays e lésbicas, divorciados católicos e outras pessoas que vivem em situações que a igreja considera “irregulares”.

O texto “Amoris Laetitia” … representa uma mudança uma vez que reconhece as numerosas razões pelas quais os casais, segundo o contexto social e cultural, decidem conviver.

O pontífice diz que a igreja não deve continuar a fazer julgamentos e “atirar pedras” contra aqueles que não conseguem viver de acordo com ideais de casamento e vida familiar do Evangelho…

“Desejo, antes de mais nada, reafirmar que cada pessoa, independentemente da própria orientação sexual, deve ser respeitada na sua dignidade e acolhida com respeito, procurando evitar qualquer sinal de discriminação injusta e, particularmente, toda a forma de agressão e violência”, afirma o Papa no documento.

O líder católico pediu à igreja que “valorize” as “uniões de fato” e reconheça os “sinais de amor” entre estes casais e que sejam “acolhidos e acompanhados com paciência e delicadeza”, afirmou a France Presse.

“A escolha do matrimônio civil ou, em outros casos, da simples convivência, frequentemente não está motivada pelos preconceitos ou resistências à união sacramental, e sim por situações culturais ou contingentes. Nestas situações, poderão ser valorizados aqueles sinais de amor de que, de algum modo, refletem o amor de Deus”.

Ficou clara a diferença fundamental? Caso não tenha ficado, citamos da reportagem sobre o documento Mórmon:

A Igreja Mórmon recentemente “celebrou” o  20° aniversário de seu odioso A Família: Uma Proclamação Ao Mundo.” A proclamação foi lida pelo então Presidente da Igreja Gordon B. Hinckey na Conferência Geral da Sociedade de Socorro em 23 de setembro de 1995, na Cidade de Lago Salgado, Utah. A ocasião marcou o dia em que a Igreja Mórmon declarou guerra contra o casamento gay. A Igreja ordenou que seus membros enquadrassem suas cópias da Proclamação para pendurá-las em seus lares. A maioria das famílias Mórmons fizeram isso.

Não coincidentemente, também em 1995, a Igreja Mórmon iniciou sua luta [política] contra o casamento gay no Havaí. [Os líderes da Igreja] traçaram planos elaborados para bloqueá-lo no primeiro estado onde estava sendo considerado. Quando a liberdade para [bloquear] casamento [gay pelo estado] finalmente chegou a voto no Havaí após três anos, ela foi aprovada. Após essa vitória em 1998, a Igreja Mórmon deu seguimento à sua campanha furtiva para proibir casamento gay por todos os Estados Unidos.

Para aqueles que não conhecem a história recente da Igreja SUD, o documento popularmente conhecido como “Proclamação da Família” foi publicado, e é distribuido e utilizado, como uma ferramenta para discriminar contra casais e famílias LGBT. Nas décadas que seguiram sua publicação a Igreja SUD gastou dezenas de milhões de dólares (junto com a Igreja Católica, diga-se) para passar legislações que codificavam essa discriminação e preconceito em leis. No aniversário de 20 anos de sua publicação, o Presidente da Igreja decidiu intensificar a discriminação proibindo a benção e o batismo de crianças em lares LGBT.

Além desse documento, a Igreja SUD oficialmente discrimina contra famílias “irregulares”, para usar uma expressão do Papa Francisco. Casais e famílias, mesmo com décadas de convivência estável e fiel, são consideradas e tratadas como “inferiores” e de “segunda classe” ou mesmo “indignos” (ver manual oficial). Divorciados são, também, tratados com um certo grau de desconfiança e com status social (e espiritual) reduzido por membros e pela liderança.

Enquanto isso, o Pontífice Católico urge a liderança da Igreja e de seus membros a serem mais tolerantes e caridosos com casais e famílias nessas situações “irregulares”. Note-se que o Papa não alterou nenhuma doutrina oficial sobre a família, e tampouco alterou o status religioso de homossexuais ou casais LGBT. Contudo, a preocupação com um tratamento mais humanizado, tolerante, e  inclusivo é óbvia e inegável. As reações ao pronunciamento papal foram quase universalmente positivas, sendo elogiada pela preocupação com o conceito religioso de graça e inclusividade social,   focado mais em perdão que condenação, por sua clareza prática e utilitarismo no mundo real, e maestria literária e poética.

O contraste entre as duas lideranças não poderia ser mais óbvia. Apesar da característica postura conservadora, a posição Católica parece evoluir para maior inclusividade e maior caridade que a posição Mórmon, que parece evoluir para uma posição mais discriminatória, menos inclusivista e mais divisiva, especialmente  divisiva para unidades familiares. Não à toa, as reações aos pronunciamentos proféticos Mórmons tem sido quase universalmente negativas, condenando o preconceito e a discriminação neles.

A Igreja SUD uniu-se recentemente aos Adventistas para investir em campanhas publicitárias milionárias para melhorar sua imagem pública. Investir em mensagens conciliatórias, defendendo famílias discriminadas e rejeitadas pela religião e pela sociedade, não seria um investimento mais barato, mais seguro, e mais ético?

16 comentários sobre “Proclamação da Família

  1. A FAMÍLIA “HOMEM E MULHER E FILHOS,DESTE CASAL” FOI CONSTITUÍDA POR DEUS.
    O que passar disso é diabólico.
    Acho que este é um assunto que não cabe opiniões,ou é ou não é.
    Família não tem meio termo.
    Quero ver se todos os homens resolverem se casarem entre si e por outro lado as mulheres também o fizerem,simplesmente o propósito de Deus se frusta,pois o mesmo é o de enviar seus filhos espirituais a esta terra pra que possam progredir escolhendo entre o bem e o mal.
    Na minha opinião esta questão colocada por vocês do blog,é totalmente descabida.
    Um assunto que por si mesmo já está respondido.

    • Sim, porque homossexualidade é uma opção pessoal e uma modinha, porque é impossível concepção in vitro, porque não existem famílias sem pais ou sem mães ou só com tios ou só com avós, porque não existiam seres humanos antes de 6 mil anos atrás quando Deus ordenou os primeiros e então únicos humanos Adão e Eva a se casarem, porque Deus iniciou toda a espécie humana ordenando irmãos e irmãs a transarem entre si para gerar filhos, porque 7 bilhões de pessoas nesse planeta com recursos rapidamente depletados é um número baixo e precisamos de mais pessoas aqui para realmente esgotar todos os recursos naturais dela!

      Sim, do ponto de vista racional, científico, histórico, ético, e moral o seu comentário é inteiramente válido e razoável.

      E, não, os Alemães Nazistas não utilizaram nenhum desses seus argumentos para o holocausto homossexual. Nem um!

      • “Deus iniciou toda a espécie humana ordenando irmãos e irmãs a transarem entre si para gerar filhos, porque 7 bilhões de pessoas nesse planeta com recursos rapidamente depletados é um número baixo e precisamos de mais pessoas aqui para realmente esgotar todos os recursos naturais dela!”

        Queres questionar os métodos divinos por acaso ?
        Meu querido irmão,se Deus fez,simplesmente não questiono,Deus é inquestionável,por isso me desculpe,mas não pude entender seu comentário acima,da a entender que você questiona as decisões e atitudes divina.
        Estaria eu falando com um ateu ?
        Com todo respeito,por favor não me leve a mal.

      • Tratam-se de conhecimentos científicos básicos que qualquer pessoa com ensino médio completo domina facilmente.

        Assim como a Terra não ser plana ou não ser quadrada e o céu não ser um domo sólido, como ensina a Bíblia.

        Esse tipo de ignorância científica era perfeitamente normal no ano 800 AEC ou 100 EC, mas não em 2016 EC. Com todo respeito, por favor, não me leve a mal.

  2. “A Exortação Apostólica do líder máximo da cristandade, a partir do seu título cuidadosamente escolhido – “Amoris laetitia” (a alegria do amor, a “letícia” do amor, significando também a fecundidade e a criatividade do amor – como indica a própria palavra latina “laetitia”), pressagia uma amplitude de desenvolvimento e de consideração daquilo que, a partir do título, aparece ainda mais do que família e matrimônio: Amor.
    À luz desse último documento “gozoso”, todos os outros, inevitavelmente, assumirão cores e formas novas. Como é bom que seja. Como sempre foi, todas as vezes em que a tradição soube se mostrar e se reconhecer não só “viva”, mas também “sã”.” Andrea Grillo

    “Num documento de 260 páginas sobre o Sínodo da Família, o Papa recorreu a Martin Luther King, Jorge Luis Borges, e até ao filme “A Festa de Babette” para defender que a Igreja deve demonstrar mais compaixão para com aqueles que apelida de católicos “imperfeitos”.” Jorge Garcia

  3. Muitas vezes observo que independente do passado houve uma evolução na igreja católica.
    Estão mais abertos ao amor, a inclusão e a socialização.
    Assim como nós, a igreja católica tem uma passado obscuro, foi racista, foi uma ditadura, foi contra principios de amor.
    A diferença é que a igreja católica não esconde seu passado ela o aceita e mostra a mudança. É uma igreja idolatra as seus lideres e não esconde isso também. Nós sud ainda não apredemos a aceitar nosso passado, tentamos esconder, não aceitamos mas, temos desculpas para tudo. Somos idolatras de nossos lideres, criamos livros sobre eles e “testemunhamos” sobre eles, o que dizem, devo obedecer sem questinonar, louvamos tais homens e o amamos acima de nossa família.

    Será que vamos evoluir? Será que assim como a católica aprenderemos a aceitar e amar a todos incondicionalmente? Será que algum dia aceitaremos nossa história e aprenderemos a lidar com ela sem esconder ou mentir?
    Será que perceberemos a idolatria disfarçada na igreja, a idolatria aos líderes(profetas, apóstolos etc)?

    Espero que possamos aceitar as diferença, as minorias, os que sofrem, que possamos compreender como é difícil amar uns aos outros como cristo ensinou, e a partir desse momento me lembrar que também sou um pecador e que cristo ama a todos nós, não existe um nessa terra que seja igual a cristo sem pecados, que possamos ser mais igualitário e menos segregados.
    Que possamos aprender com cristo “amai-vos uns aos outros como eu vos.
    amo”. E que possamos por fim acabar com julgamentos, com preconceito e de achar desculpas infundadas para discriminar pessoas.

  4. Não tenho vergonha do passado da igreja de Jesus Cristo,pois caso o tivesse estaria declarando solenemente que Jesus Cristo organizou uma igreja de mentiras.
    Vejam o que diz Mateus 7

    Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos?
    Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus.
    Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons.
    Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo.
    Portanto, pelos seus frutos os conhecereis.
    Mateus 7:16-20

    Se a árvore fosse cultivada na mentira,jamais poderia produzir os frutos que hoje temos,me nego a entender como um membro que se diz seguidor de Jesus Cristo,pode postar determinados comentários.
    Muito triste,realmente muito triste.
    Mas ainda temos o livre arbítrio,mas toda escolha também trás consigo uma consequência.
    Tenham uma excelente semana.

      • 8 Links e abri todos…..
        Será que teria que sentir vergonha também da matança das criancinhas na época da saída do povo do Egito ?
        Quem sou eu pra questionar a doutrina ?
        Tenho uma lógica comigo ;
        Se um líder está liderando de forma errada,ele que se vire com o senhor,irmãoTrevisan eu sigo a doutrina da restauração,o poder do sacerdócio,o poder selador que une as famílias por toda a eternidade,a remissão dos mortos através da obra vicária e tudo mais que esta doutrina maravilhosa me mostrou,Joseph Smith foi admoestado diversas vezes pelo senhor,por estar praticando pequenos delitos,acredito que muitos outros o foram.
        O que me importa é a doutrina,não sigo o homem,o homem fala e eu examino a doutrina,se for pautada nos ensinamentos das escrituras já está de bom tom,vou lá e cumpro,se for danosa e eu por não ter apercebido o erro,deixo o acerto com o senhor.
        Jesus Cristo vive e esta é a sua igreja,não uma igreja de homens,a doutrina é verdadeira,infelizmente os homens são falhos.
        Se eu for ficar buscando imperfeições nos líderes,pow,já estou fora.
        Ps. e isso é em qualquer igreja,buscou criticar o líder,pow está fora,prefiro ver um homem entregando seu dinheiro pra uma igreja qualquer,do que ver o mesmo entregando sua vida aos vícios,prostituições e após passar este tempo o mesmo ser responsável unicamente por sua perdição,seguir um líder divide nossa responsabilidade de salvação,pois um líder também é responsável pela condenação de suas ovelhas,quando não as admoesta corretamente. Terá mais líderes no inferno,do que homens comuns.
        Grande abraço,respeito suas informações,mas como já disse : sigo a doutrina da restauração e a meu salvador Jesus Cristo.

      • “Será que teria que sentir vergonha também da matança das criancinhas na época da saída do povo do Egito”

        Não, porque ela nunca ocorreu. É uma narrativa literária sem nenhuma evidência histórica a favor de sua historicidade e um rico contexto histórico contra a sua historicidade.

        Mesmo que ela tivesse ocorrido, ela não ocorreu em decorrência de um ato voluntário e deliberado humano. Seres humanos tem controle sobre terremotos ou furacões ou tsunamis? Não, então não podem se avergonhar ou culpar por eles. Seres humanos tem controle sobre preconceito, discriminação, mentiras institucionais? O que você acha?

        “Quem sou eu pra questionar a doutrina”

        Uma pessoa dotada de raciocínio crítico e liberadade pessoal para estudar e pensar por si mesmo?

        “Se eu for ficar buscando imperfeições nos líderes,pow,já estou fora.”

        Então a sua “doutrina” que você “segue” é a de obediência cega aos líderes, seja correto, seja errado, seja ético, seja anti-ético, o lema é obedecer, obedecer, obedecer.

        Estudos científicos demonstram que esse tipo de postura é natural e comum, e é a base para atrocidades institucionais como as cometidas pelos Alemães Nazistas. (Assista esse vídeo para ver um experimento clássico conhecido como “Experimento de Milgram”)

      • Fazer o que,afinal de contas livre arbítrio é pra ser usado.
        Uso o meu,você usa o seu e por ai afora,depois quando morrermos receberemos nossa recompensa.
        Grande abraço e perdoe-me se ofendi.
        Que possamos prosseguir sempre em frente,cada um com seu cada um.
        Jesus Cristo,vive e reina.

    • Caro José Justino, todas as igrejas possuem frutos bons e ruins.

      Mas creio que não conhece nossa história.

      E como achou meu comentário irrelevante e não entende por que devemos, sim, entender a história, não esconder e mentir, segue abaixo por que temos uma história obscura e já demos para a Terra muito fruto ruim.

      Me envergonho do episodio de Mountain Meadows, pelo qual a igreja admitiu e pediu desculpas publicamente, mas isso não trará as vidas retiradas naquele dia pelos assassinatos a sangue frio, se pudesse pediria perdão de joelhos aos afetados, foi em 1857 e nenhum mormom jamais poderá pagar a dor causada.

      Me envergonho do racismo pregado e das desculpas que damos para isso.

      Me envergonho do episodio Mark Hofmann, pessoas morreram por causa desse episódio, vidas inocentes, mas todos somos culpados por acreditar sem questionar.

      Tenho vergonha da poligamia e os traços deixados por ela, hoje julgamos a qualquer um que seja polígamo, mas nos esquecemos de nosso passado que encobrimos e mentimos sobre ele.

      E atualmente tenho vergonha da discriminação das crianças em lares homossexuais.

      Nesse caso especifico gostaria de citar um episodio, conheci recentemente um jovem maravilhoso, ele tem uma historia triste, porém está todos os domingos na igreja, filho de um ladrão e sua mãe é prostituta, não deixou que isso o afetasse está na igreja desde os seus 8 anos, sempre foi sozinho.

      Os pecados dos pais não o afetaram, e quero citar que o pai dele está preso.

      Me pergunto porque então proíbo o batismo de criança em lares homossexuais? E outras crianças em lares com casos muito pior, não digo nada?

      Por que resolvemos discriminar uma minoria? Esse episodio da proibição de bastimos de crianças e jovens em lares homossexuais me traz uma vergonha enorme, deixo de cumprir leis do nosso país, por determinação de homens, crio um ambiente hostil, perseguições por que deixei de crer nas palavras de Cristo.

      Mas a igreja dá frutos maravilhosos também, ajuda muitos.

      E por isso digo, temos frutos ruins e frutos bons, e por isso não podemos esquecer nosso passado, mas podemos melhorar no futuro.

      Se pensasse como você, Justino, só encontraria os frutos ruins na religião, porque temos um passado obscuro, mas podemos evoluir com um futuro melhor, e nos desculpar pelos danos já causados.

      E como você citou “Hoje temos, me nego a entender como um membro que se diz seguidor de Jesus Cristo, pode postar determinados comentários.”

      Bom, se para você um seguidor de Cristo pode mentir, enganar e falar falso testemunho para proteger sua religião, me desculpa mas não farei isso.

      Meu comentário é real e verdadeiro e por isso é “meu comentário” e sou seguidora de Cristo e creio que saber a verdade e me envergonhar não me faz diferente e nem menos seguidora, na verdade me torna mas como cristo (claro nunca chegarei aos seus pés), em saber que erramos e podemos melhorar, perdoar e seguir em frente.

  5. Quanta besteira em uma mesma página!! Desculpem-me minha ignorância, mas reflitam. Quando convidam alguém a sua casa, preparam-se para o receber da melhor forma possível, estou correto? pois bem, imaginem o convidado, começar a intervir no seu comportamento junto ao seu filho, e dizer o que você tem ou não tem que fazer, estranho né? E quando vamos a casa de uma família que não conhecemos bem, chegamos e deitamos no sofá?! e vamos abrindo a geladeira e invadindo os aposentos? Não né?
    Então, cada um de nós somos filhos do Pai Celestial, e viemos a terra para demonstrar esse amor. Temos livre arbítrio para decidir o que fazer. Sabemos o que é ensinado nas escrituras e podemos seguir de acordo com as “mudanças” feita pela sociedade.
    Por tanto amados irmãos, deixe-nos em paz, ninguém é obrigado a casar com pessoas do mesmo sexo, e não achar isso correto não é condenar as pessoas, mas A Casa do Senhor é uma Casa de Ordem, e não deve se moldar para agradar a todos, e sim àquelas pessoas que desejam estar lá.!!
    Lembrem-se da mesma forma que existe ” Família Proclamação ao Mundo”, existe também a 11° Regra de Fé. Onde diz: “Pretendemos o privilégio de adorar a Deus Todo-Poderoso de acordo com os ditames de nossa própria consciência; e CONCEDEMOS A TODOS OS HOMENS O MESMO PRIVILÉGIO, DEIXANDO-OS ADORAR COMO, ONDE, OU O QUE DESEJAREM.
    Se o mundo muda, foi em consequência de escolhas feita por homens no passado. Deixe-nos preservar o que queremos e nossas escolha.É o que acreditamos, e queremos esse mesmo direito.
    Abraços

    • Desculpamos a sua ignorância, certamente.

      Contudo, retifiquemo-na.

      1) A Igreja SUD tem todo direito a crer em ensinamentos homofóbicos o quanto quiser. Isso não significa que nós não temos o direito de expor a homofobia em seus ensinamentos.

      2) Ninguém nunca defendeu a obrigatoriedade de casamentos homossexuais. Ninguém nunca defendeu a obrigatoriedade na crença de igualdade para todas as pessoas. A Igreja SUD, e todo membro da Igreja, tem todo direito para recusar casamento ou mesmo comunhão a homossexuais, e/ou crer que isso seja uma parte íntegra de sua fé. Isso não significa que nós não temos o direito de explicar o quão homofóbico são essas posturas.

      3) A Igreja SUD não “conced[e] a todos os homens” o “privilégio de adorar” como “desejarem” a partir do momento em que ela tenta impor leis que restrinjam esse privilégio a outros que creem diferentemente dela. Isso ela fez nos EUA, e está fazendo no México.

      4) A sua analogia sobre o “pai convidado” é interessante pois se você visse um pai abusando fisicamente de seu filho, você não interviria? A política homofóbica da Igreja SUD não apenas causa enorme dor e sofrimento para muitas pessoas e famílias [ver aqui, aqui, aqui] mas chega a elevar a taxa de suicídios entre jovens SUD [ver aqui, aqui, aqui].

      Reflita, Thomaz. Informe-se.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s