Brigham Young: São José Smith

O Presidente Brigham Young fez os seguintes comentários sobre Joseph Smith na Conferência Geral de Outubro de 1859, celebrando e descrevendo Smith de maneira teologicamente muito similar ao posto canônico de “Santo” para os Católicos:

Brigham Young

“Joseph Smith possui as chaves desta última dispensação, e agora está envolvido atrás do véu na grande obra dos últimos dias. Eu posso dizer ao[s] nosso[s] amado[s] irmão[s] cristãos … que nenhum homem ou mulher nesta dispensação jamais entrará no reino celestial de Deus sem o consentimento de Joseph Smith. Desde o dia em que o Sacerdócio foi tirado da terra até a cena da dissolução de todas as coisas, cada homem e cada mulher deve ter o certificado de Joseph Smith, júnior, como um passaporte para sua entrada na mansão onde Deus e Cristo estão – Eu com você e você comigo. Eu não posso ir para lá sem o consentimento dele. Ele possui as chaves do reino para a última dispensação – as chaves para governar no mundo espiritual; e ele governa lá triunfante, pois ele ganhou o poder pleno e uma vitória gloriosa sobre o poder de Satanás enquanto ele ainda estava na carne, e foi um mártir para a sua religião e o nome de Cristo, o que lhe dá uma vitória mais perfeita no mundo espiritual. Ele reina lá como um ser supremo em sua esfera, capacidade e chamado, assim como Deus no céu. Muitos exclamarão- “Ó, isso é muito desagradável! É ridículo! Não podemos suportar essa idéia!” Mas é a verdade.” (Journal of Discourses 7:289)

 

Na tradição Católica, um “santo” é uma pessoa de reconhecida divindade e cuja exaltação para o Céu e a presença de Deus é certa, e a quem, pela natureza desta posição exaltada, se espera intercessão entre nós e Deus.

Como Mórmons na atualidade veem a canonização especial para “santo” de Joseph Smith por Brigham Young?

 


Leia mais sobre a crença de que Joseph Smith seria o Espírito Santo

Leia mais sobre o que Joseph Smith ensinou sobre negros

Leia mais sobre o que Joseph Fielding Smith ensinou sobre negros

Leia mais sobre a proibição de ordenação de negros ao Sacerdócio

Leia mais sobre o que Joseph Smith ensinou sobre escravidão negra

Leia mais sobre o que Brigham Young ensinou sobre a semente de Cã

Leia mais sobre o que Brigham Young ensinou sobre escravidão negra

Leia mais sobre o que Brigham Young e John Taylor ensinaram sobre negros

17 comentários sobre “Brigham Young: São José Smith

  1. Creio que Brigham Young neste dia estava muito “inflamado” cheio de alegria e quando uma pessoa está neste estado de espírito, a emoção toma conta e as palavras tomam grandes proporções. Um exemplo disso em minha opinião foi o discurso de Amon na ocasião do encontro com os irmãos na volta da missão aos lamanitas. Aarão até chegou a dar um “toque” no irmão por causa de seu grande entusiasmo, quase chegando a vanglória. Amon caiu em si, porém tentou justificar um pouco o peso de suas palavras (Alma 26:10) rsrsrs!
    Eu endosso BY nesta fala “Joseph possui as chaves desta última dispensação, e agora está envolvido além do véu na obra dos últimos dias”
    Eu entendo que BY quis dizer que: Todos deverão aceitar Joseph Smith como profeta restaurador das doutrinas, ordenanças e convênios que fazem parte da plenitude do evangelho capaz de nos levar de volta ao Pai como seres exaltados.

    • Com todo respeito Ligia, e consideração por suas palavras permita-me discordar. João 14:6 Jesus fala: “Eu sou o caminho a verdade e a luz, ninguém vem ao pai se não por mim…” O livro de mórmon diz: “E sob este nome vós sois libertados e não há qualquer outro nome pelo qual podeis ser salvos…”Mosias 5:8 Fora estas, existe pelo menos mais uma dúzia de escrituras entre o livro de mórmon ,a bíblia e Doutrina e convênios que dizem algo semelhante as duas escrituras que citei. Não ´ha duvidas que Brigham Young era enfático, enérgico e brilhante como orador e é claro que existe um certo nível de empolgação nesta fala. Também é de conhecimento que Joseph algumas vezes deu a entender algo do tipo (assim como também varias vezes deixou claro o oposto, oque era tipico de Joseph, carismático, gentil, genial, contraditório e também um pouco vaidoso ). O Reino é de Cristo, o santo na porta é o altíssimo. É Cristo !, não Joseph quem decide.

      • Olá Richard, com todo o respeito por você, pelo Vozes e por todos os leitores. O que quis dizer é que não acredito que Joseph Smith seja o “Guardião da Porta”. Creio nele como o profeta da restauração e sou muito grata por ter cumprido sua missão.
        BY realmente estava muito exaltado neste dia e exagerou em sua colocação!

  2. Canonização remete à perfeição, e ele não o foi. Ele foi um homem como eu. Mas ele foi o “cara”.
    O profeta que encabeça uma dispensação é responsável pelos seres viventes daquela dispensação. No entanto, tais profetas entregaram as chaves de suas dispensações para Joseph. Meu raciocínio então me leva a crer na seguinte situação: Um bispo tem chaves para julgar os irmãos de sua ala. Seria como se todos os bispos entregassem suas chaves à um bispo apenas, este bispo teria o poder de julgar os irmãos das alas de tais bispos, inclusive estes bispos. Entendo então que, Joseph julgará Adão e todos os demais. Portanto, a afirmação de young vai de encontro com a doutrina SUD.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.