Dallin Oaks: Igreja Doa $40 Milhões Anualmente

O Apóstolo da Igreja SUD Dallin H. Oaks afirmou, em discurso para a Universidade de Oxford, que a Igreja doa uma média de USD 40 milhões anualmente em ajuda humanitária há mais de 30 anos.

Dallin H. Oaks discursando na Universidade de Claremont. © 2015 by Intellectual Reserve, Inc. All rights reserved.

Dallin H. Oaks discursando na Universidade de Claremont. © 2015 by Intellectual Reserve, Inc.

A informação oferecida pelo Apóstolo Oaks diverge apenas modestamente de nossas estimativas de 2 anos e 4 anos atrás de uma média em torno de USD 46 e 84 milhões anuais, baseadas em cálculos envolvendo dados oficiais da Igreja e informações descobertas por um processo jurídico inglês.

Essa quantia investida pela Igreja em caridade e ajuda humanitária representa, de toda sua renda em doações voluntárias como dízimos e ofertas de jejum. aproximadamenteapenas 0,5% de seu rendimento total, considerando que sua renda anual estimada de dízimos e ofertas da Igreja SUD é de USD 7 bilhões. A título de comparação, o OPEX (borderô anual de despesas operacionais totais) mundial da FORD é de USD 7 bilhões. A Igreja SUD é considerada a segunda igreja mais rica do mundo com ativos estimados em mais de USD 30 bilhões.

Essa quantia doada em ajuda huminatária é uma fração ainda mais ínfima de todos os rendimentos anuais da Igreja quando se inclui no cálculo os lucros de suas dezenas de empresas com fins lucrativos.  A renda anual de apenas uma de suas subsidiárias com fins lucrativos, a Deseret Management Company, adiciona um faturamento anual de USD 1,5 bilhão. A Igreja SUD diretamente investiu USD 5 bilhões no seu complexo imobiliário City Creek Center em torno do famoso shopping mórmon. A Igreja SUD está diretamente investindo mais bilhões de dólares em outros empreendimentos imobiliários, seguradoras, um verdadeiro império de mídia impressa, digital, televisiva, e rádio, e agronegócios. [Veja uma lista impressionante das empresas da Igreja SUD aqui]

Esse dado oficialmente confirmado pelo Apóstolo Oaks desmistifica três mitos populares ou lendas urbanas:

1) A Igreja SUD investe pesadamente em ajuda humanitária

Muitos membros da Igreja insistem que ela investe muito em caridade e ajuda huminatária. Contudo, 0,5% de total de doações e contribuições voluntárias não é um valor muito impressionante, mesmo que USD 40 milhões seja um montante considerável em si.

2. A Igreja SUD é uma das maiores promovedoras de ajuda humanitária

Muitos membros da Igreja insistem que ela é uma potência em termos de caridade e ajuda huminatária, que ela é “a primeira a chegar” e ajuda em muitos lugares “onde ninguém vai”. Consideremos, porém, que em 2013 o total investido globalmente em ajuda huminatária foi USD 20,5 bilhões, e em 2014 foi USD 24,5 bilhões, o valor de USD 40 milhões parece muito, muito pequeno em perspectiva (0,2% e 0,1% respectivamente). A título de comparação, a Cruz Vermelha e a Crescente Vermelha, combinadas, investiram USD 1,6 bilhões em 2014 em ajuda humanitária. Aliás, os dados estatísticos demonstram, para desconforto dos libertários extremistas, que os maiores doadores são os governos federais, cobrindo 3/4 de todas as doações, contribuições, e investimentos humanitários.

3. A Igreja SUD não divulga seus esforços humanitários

Recentemente publicamos um artigo discutindo os méritos da publicidade em torno dos esforços humanitários da Igreja. Muitos membros da Igreja se ofenderam com o artigo, argumentando que a Igreja promovia caridade e ajuda humanitário “em segredo” ou “sem anunciar ao mundo”. Muitos outros membros se ofenderam por havermos citado um ensinamento de Jesus atribuído a Ele no Novo Testamento que claramente condena essa publicidade eclesiástica.

Apesar desses programas de caridade e voluntariado organizados e financiados pela Igreja costumarem servir de fértil fonte para propaganda oficial, sendo publicados pela Igreja e patrocinados em sites de notícias e divulgação autocongratulatórios e propagandísticos (inclusive obrigando membros da Igreja voluntários a vestirem um chamativo e facilmente reconhecido colete amarelo para facilitar reconhecimento em fotos  e vídeos), ainda há membros que acreditam que a Igreja “não divulga” seus esforços e seus investimentos em caridade e ajuda humanitária.

Maos Que Ajudam

Agora que um dos Apóstolos sênior (segundo na linha de sucessão) inclusive publicou a etiqueta de preço desses gastos com ajuda e caridade, supõe-se que essa lenda urbana sumirá. Ainda mais considerando que essa afirmação seguiu-se meras semanas após outro Apóstolo, Jeffrey Holland, gabar-se ao parlamento britânico de todos os esforços humanitários da Igreja.

∼¤∼

Certamente, fazer o bem é melhor que não fazer nada. E, certamente, ninguém afirmará que USD 40 milhões não é uma soma considerável e impressionante. Contudo, perguntamos a nossos leitores se esse tipo de caridade é válida ou louvável? Ou o que vale é o ato em si? Se o resultado pragmático importa mais que a intenção espiritual, não deveria a Igreja multibilionária e financiada pelo Estado através de generosas isenções de impostos investir mais em caridade do que apenas somas pífias? Por outro lado, se as somas não importam, mas sim o espírito com que se oferece ajuda, então a publicidade e autopromoção não desmerecem o ato em si?

Os ensinamentos de Jesus sobre o assunto merecem consideração especial para uma igreja que porta Seu nome? Certamente, membros da Igreja de Jesus Cristo não deveriam se ofender de considerar um ensinamento específico de Jesus Cristo sobre determinado assunto, não?

“Portanto, quando você der esmola, não anuncie isso com trombetas, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, a fim de serem honrados pelos outros. Eu lhes garanto que eles já receberam sua plena recompensa. Mas quando você der esmola, que a sua mão esquerda não saiba o que está fazendo a direita, de forma que você preste a sua ajuda em segredo. E seu Pai, que vê o que é feito em segredo, o recompensará.”


Leia mais sobre empreendimentos imobiliários da Igreja (1)

Leia mais sobre empreendimentos imobiliários da Igreja (2)

Leia mais sobre empreendimentos imobiliários da Igreja (3)

Leia mais sobre empreendimentos financeiros da Igreja

Leia mais sobre remunerações para os executivos da Igreja

33 comentários sobre “Dallin Oaks: Igreja Doa $40 Milhões Anualmente

  1. Fui auditor da Estaca e gostaria de saber quanto $ a igreja usa de oferta de Jejum globalmente.

    Já conheci bispos que pagam aluguel de membros por anos, viagens e cirurgias caríssimas, etc.

    Alguém tem estes dados?

    Seria interessante saber quanto foi gasto com capelas e manutenção dos edifícios, pois a conta de ar condicionado deve ser caríssima, atividades das organizações, CHF, missionários, etc.

    Quantos países conseguem se manter sozinhos sem ajuda dos EUA? Sei que o Brasil é deficitário.

    Seria interessante a igreja divulgar seus dados financeiros, principalmente dos gastos, até para motivar os membros a verem as bençãos e a obra avançando.

    Quanto custou a capela que frequento? E o custo para mantê-la? E o Templo? Quanto de ajuda para membros em minha Estaca é dada? Quanto a Estaca gasta em atividades? Abrir essa “caixa preta” não irá enfraquecer os membros e sim animá-los!

    • Otavio, o principal problema com o programa de oferta de jejum e que ele fica limitado as alas e estacas locais. O Senhor deu o mandamento de ajudar os pobres e as ofertas de jejum seria apenas mais uma maneira de aliviar o sofrimento de pessoas passando necessidades mas no caso desse programa ele nao funciona como deveria. Nos EUA ha alas e estacas com familias que ganham muito acima da media dos EUA e muito mais ainda que a media mundial, nesse caso uma ala dessa onde vamos supor que 100 familias facam ofertas de jejum no mes doando vamos dizer pelo menos 100 dolares, essa ala arrecada 10 mil dolares no mes por exemplo, digamos que essa suposta ala nao tenha pessoas com necessidades ou pelo menos nao haja muitas pessoas passando necessidades e use apenas 3 mil das doacoes, nesse caso o dinheiro que sobra e repassado para a estaca, porem ha muitas estacas nos EUA que nao precisam desse dinheiro e nesse caso o dinheiro vai direto para Salt Lake e dai passa a ser usado para outros fins, enquanto isso em algum lugar do Mexico ou qualquer outro pais mais pobre no mundo, uma ala de 150 pessoas recebeu apenas $1000 reais (US$300) em ofertas de jejum mas com varias familias ou pessoas passando necessidades e sem recursos para poder ajudar tais membros a igreja acaba falhando em utilizar os recursos de forma adequada. Quao eficiente e esse programa? Sera que ha alguma duvida que esse programa nao foi inspirado pelo Senhor? Se fosse nao haveria pobreza na igreja, se fosse talvez ele nem existiria mesmo porque o dizimo ja seria suficiente para cuidar dos pobres. Ja o assunto do custo operacional da igreja ja foi tratado aqui nesse site em algum outro post e se me lembro bem a igreja recebe muito mais do que necessita para seus custos operacionais, incluindo suas universidades.

      • Muito interessante seu comentário ir.Fábio penso que realmente a transparência trará benefícios de fortalecimento de confiança e amadurecimento da instituição na parte administrativa.Vale o teste para ver se as ofertas vão aumentar com a divulgação dos gastos.

    • Será que o Brasil é realmente deficitário? Como saber se não é penas uma lenda ou falacias. Sem transparência fica difícil saber, pode-se inferir que se o Brasil fosse realmente deficitário, do jeito que americano é materialista e avarento já teriam esfregado isto em nossa cara. A igreja apenas arrecada, não paga impostos, não deveria ter margem de lucro, tudo é apenas para custos; uma empresa comercial paga impostos paga funcionários, paga custos, tem que pagar pelos produtos para a partir disto obter margem de lucros, temos empresas mercantis muito bem administradas que tem lucros, a Igreja recebe o dinheiro livre e não conta com a incerteza da flutuação de mercado para repor estoque e nem com as oscilações de comportamento de consumidores.
      Na Africa onde estão os mais miseráveis do mundo é onde também estão os homens mais ricos do mundo e muitos deles pastores e sacerdotes de religiões, as igrejas protestantes cristãs arrecadam muito dinheiro lá, onde estão os mais pobres também estão os mais ignorantes e incautos, sem formação acadêmica não compreendem a ciência e nem a logica, por isto são mais supersticiosas, são as que mais atendem ao chamado de um deus (através de um sacerdote) e são mais fieis aos seus compromissos religiosos.
      Onde estão os ateus? Estão na Europa e America do Norte, nos países mais desenvolvidos economicamente, tecnologicamente e socialmente. Os produtos mais vendidos não são os mais caros acessíveis a uma elite restrita, mas sim os produtos mais baratos que estão acessíveis a todos e pelo volume de venda sãos que mais possuem lucratividades.
      Em minha Ala é grande o numero de dizimista fieis, até mesmo muitos membros inativos pagam, drogados, alcoólatras e fornicadores e adúlteros, mas creem nas promessas do dizimo.
      Quantos as ofertas de jejum são os mais pobres que mais contribuem, só para exemplificar, um caso de uma irmã ex-missionaria, que foi deixada pelo marido que era membro do sumo-conselho, que a trocou por outra irmã mais jovem do qual ele era mestre familiar, isto não vem ao caso, ele a deixou com duas filhas e não paga pensão, quando paga é uma quantia irrisória, ela sempre foi dizimista fiel sempre obedientes aos “lideres”, para resumir após passar muitas privações e eu já não poder mais ajudá-la aconselhei a ela que como sempre foi dizimista fiel tinha direito a receber ajuda da oferta de jejum, sabem qual foi a resposta do bispo ? O dizimo não é seguro e nem as ofertas de jejum são titulo de capitalização sujeita a resgate. Então diante do exposto eu arrazoei comigo, porque então em vez de dar a oferta ao bispo, não era melhor eu ajudar diretamente.
      Aqui os bispos administram em causa própria, só os amigos da corte são ajudados, como dito são até mesmo pago cirurgias para quem tem condições financeiras, filho, irmão e neto lideres de igreja bem abastados financeiramente. O que tenho conhecimento concreto é que os bispos são orientados pelas lideranças gerais da igreja a serem bem avarentos, a mandarem por primeiro as pessoas recorrerem a outras fontes como vender seus bens, pedir ajuda de familiares e assistências sociais públicas e ongs, então para que oferta de jejum,. São ordenados que limpemos a capela, paguemos pela missão de filhos de membros, levemos as comidas das atividades, para que mais ofertas, se 10% dos salários já é uma quantia bem considerável.
      Na congregação cristã não se paga dizimo e nem ofertas, então como funciona? Quando a necessidades de construção de capelas por exemplo é apresentado o projeto e os custos, então os membros contribuem com dinheiro ou serviço, são rajadas as despesas com água, luz, telefone; quando um membro precisa de ajuda também segue-se o mesmo sistema, funciona muito bem e eles possuem belas e confortareis capelas, assemelha-se mais como a dita ordem unida ou lei da consagração que Joe Smith diz que tentou implantar e não conseguiu.

      • O dizimo e ofertas como praticado hoje na igreja nao passa de um abuso da palavra de Deus. Infelizmente essas historias que vc contou acontece com muita frequencia. Nao entendo como podemos aceitar isso, fizemos convenios com Deus de seguir o EVANGELHO dele e nao falsas tradicoes criadas por homens. Joseph Smith tentou implementar os sistema correto como revelado por Deus mas os lideres que vieram depois dele mudaram tudo e hoje temos esses abusos. Se os membros estudassem as escrituras de verdade eles aprenderiam como seguir corretamente e nao seriam enganados.

    • Otávio, minha ala no primeiro semestre desse mês, arrecadou algo perto de R$ 14.000,00, frente perto de 800,00 de ofertas de jejum. Numa frequência de aproximadamente 60 pessoas por domingo. De retorno do orçamento teve depósitoseu de uns R$ 2.000,00 por trimestre, e gastou em torno de 7.000,00 em ajudas com remédios, água, luz, alimentos e consultas médicas.

      É uma das alas que menos tem pessoas dizimistas integrais e que mais gasta com ajudas na estaca (de cinco alas). Volta e meia pessoal da auditoria pede pra pisar no freio e ajudar menos.

      A única ajuda diferente que teve esse ano foi de uma grande enchente que vitimou vários famílias da estaca. Foi ordenado que se comprassem em torno de 200 cestas básicas e 5 famílias de minha ala tiveram compras de colchões, fogão e em alguns casos cama. Esse dinheiro veio de fita e vou depositado diretamente nas contas das lojas ou mercado. Afora as cadeiras de rodas, que deve ter acontecido umas três vezes, raramente vejo esse tipo e ajuda aqui.

      Realmente, fica muito difícil comparar sem transparência.

      • Olá ir. Gerson sua ALA tá bem hein…com 60 pessoas! Não vou postar aqui dados financeiros aqui devido ao meu chamado, mas creio que sua unidade é acima da média nacional.Já falei com 3 Setentas de área e todos me disseram que o Brasil não se mantém financeiramente, para o ritmo e construção e manutenção de Edifícios. Tivemos um treinamento de patrimônio, e a igreja vai fazer capelas econômicas e eficientes no Brasil, não vai ser mais aquelas “chics”. Andei conversando com pessoal da igreja e me disseram que tem 600 capelas na fila.Mas tá difícil de sair capelas novas, porque também se tem a idéia que os edifícios atuais são sub-aproveitados.Existe um plano da área de colocar mais unidades frequentando por prédio construído.

  2. Acho que vocês críticos da igreja SUD são todos patéticos, e que só criticam porque ou foram excomungados e desassociados ou são muito ignorantes… A igreja ajuda sim os necessitados, porém, caridade não é apenas dar o peixe, mas sim ensinar a pescar… Isto é metaforicamente, damos a vara e ensinamos a pessoa a pescar para que ela consiga deste modo ser autosuficiente e além de não precisar mais de ajuda, ajudar os outros.
    Em relação ao FPE, ele ficou de fato mais acessível, e não como alguém disse anteriormente, mais distante dos membros.
    Os bispos sim aconselham a procurar a família e amigos próximos antes de buscar auxílio da igreja, isso é lógico!!! Os familiares são nossos laços próximos… se não o buscarmos, a quem mais recorrermos??
    Agora, existem casos e casos… E não me venham com o papo de iludido ou cego como há muito já os vi relatarem aos membros da igreja que aqui postam textos defensivos em prol do verdadeiro evangelho, pois sou formado em Teologia e conheço bem a maioria das doutrinas existentes hoje… Não conheço apenas de ler, mas já freqüentei grande parte delas… Antes de criticarem uma religião, cultura, ou coisa semelhante busquem vivê- la… Deste modo terão propriedade ao discorrer sobre a mesma.
    Quando digo viver, é Viver Mesmo!
    Não costumo dissertar em páginas como esta, pois acho uma tremenda perda de tempo… Entretanto, falar mal sobre algo positivo que a igreja faz em âmbito mundial é muita idiotice, pois vocês teriam de sustentar este discurso para a classe política que administra não só nosso país, mas as nações do mundo.
    Muita coisa que a igreja faz deveria ser feito pelos governos…. Agora os mesmos não fazem e vocês ainda querem reclamar dos milhões que a igreja doa anualmente??
    Por favor!!! Vi vidas mudarem pelo fato de bispos ensinarem autosuficiência à seus membros.
    Acho que críticos da igreja deveriam se informar melhor antes de criticar.

  3. Não sei, mas fui ajudado por mais de um ano pela Igreja e nunca me pediram nada em troca, se ajudam com 40 milhões, ajudam com muito mais nós membros da Igreja. E não conheço nenhuma que faça isso por 0 seus membros, vocês não me representam, e ainda não entendo seus objetivos com tudo isso.

    • Leonardo, ninguem esta dizendo que a igreja nao faz absolutamente nada para ajudar ninguem, vc parece ter falhado em ler o texto ou se leu nao entendeu. O fato de vc ser um beneficiario da Igreja nao significa que nao haja um problema serio na igreja, se vc ja estudou o Livro de Mormon vai perceber que ha varias profecias e avisos sobre esses problemas na igreja. Para vc entender melhor que uma instituicao pode fazer coisas e ao mesmo tempo ter problemas de corrupcao basta olhar para a FIFA, uma instituicao contaminada por corrupcao mas que ao mesmo tempo contribui com milhoes de dolares todo ano para ajudar criancas em varias partes do mundo. Voce so precisa comecar a pensar por si proprio e estudar as escrituras e se manter bem informado sobre os acontecimentos para entender melhor as coisas.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s