Dallin Oaks: Igreja Doa $40 Milhões Anualmente

O Apóstolo da Igreja SUD Dallin H. Oaks afirmou, em discurso para a Universidade de Oxford, que a Igreja doa uma média de USD 40 milhões anualmente em ajuda humanitária há mais de 30 anos.

Dallin H. Oaks discursando na Universidade de Claremont. © 2015 by Intellectual Reserve, Inc. All rights reserved.

Dallin H. Oaks discursando na Universidade de Claremont. © 2015 by Intellectual Reserve, Inc.

A informação oferecida pelo Apóstolo Oaks diverge apenas modestamente de nossas estimativas de 2 anos e 4 anos atrás de uma média em torno de USD 46 e 84 milhões anuais, baseadas em cálculos envolvendo dados oficiais da Igreja e informações descobertas por um processo jurídico inglês.

Essa quantia investida pela Igreja em caridade e ajuda humanitária representa, de toda sua renda em doações voluntárias como dízimos e ofertas de jejum. aproximadamenteapenas 0,5% de seu rendimento total, considerando que sua renda anual estimada de dízimos e ofertas da Igreja SUD é de USD 7 bilhões. A título de comparação, o OPEX (borderô anual de despesas operacionais totais) mundial da FORD é de USD 7 bilhões. A Igreja SUD é considerada a segunda igreja mais rica do mundo com ativos estimados em mais de USD 30 bilhões.

Essa quantia doada em ajuda huminatária é uma fração ainda mais ínfima de todos os rendimentos anuais da Igreja quando se inclui no cálculo os lucros de suas dezenas de empresas com fins lucrativos.  A renda anual de apenas uma de suas subsidiárias com fins lucrativos, a Deseret Management Company, adiciona um faturamento anual de USD 1,5 bilhão. A Igreja SUD diretamente investiu USD 5 bilhões no seu complexo imobiliário City Creek Center em torno do famoso shopping mórmon. A Igreja SUD está diretamente investindo mais bilhões de dólares em outros empreendimentos imobiliários, seguradoras, um verdadeiro império de mídia impressa, digital, televisiva, e rádio, e agronegócios. [Veja uma lista impressionante das empresas da Igreja SUD aqui]

Esse dado oficialmente confirmado pelo Apóstolo Oaks desmistifica três mitos populares ou lendas urbanas:

1) A Igreja SUD investe pesadamente em ajuda humanitária

Muitos membros da Igreja insistem que ela investe muito em caridade e ajuda huminatária. Contudo, 0,5% de total de doações e contribuições voluntárias não é um valor muito impressionante, mesmo que USD 40 milhões seja um montante considerável em si.

2. A Igreja SUD é uma das maiores promovedoras de ajuda humanitária

Muitos membros da Igreja insistem que ela é uma potência em termos de caridade e ajuda huminatária, que ela é “a primeira a chegar” e ajuda em muitos lugares “onde ninguém vai”. Consideremos, porém, que em 2013 o total investido globalmente em ajuda huminatária foi USD 20,5 bilhões, e em 2014 foi USD 24,5 bilhões, o valor de USD 40 milhões parece muito, muito pequeno em perspectiva (0,2% e 0,1% respectivamente). A título de comparação, a Cruz Vermelha e a Crescente Vermelha, combinadas, investiram USD 1,6 bilhões em 2014 em ajuda humanitária. Aliás, os dados estatísticos demonstram, para desconforto dos libertários extremistas, que os maiores doadores são os governos federais, cobrindo 3/4 de todas as doações, contribuições, e investimentos humanitários.

3. A Igreja SUD não divulga seus esforços humanitários

Recentemente publicamos um artigo discutindo os méritos da publicidade em torno dos esforços humanitários da Igreja. Muitos membros da Igreja se ofenderam com o artigo, argumentando que a Igreja promovia caridade e ajuda humanitário “em segredo” ou “sem anunciar ao mundo”. Muitos outros membros se ofenderam por havermos citado um ensinamento de Jesus atribuído a Ele no Novo Testamento que claramente condena essa publicidade eclesiástica.

Apesar desses programas de caridade e voluntariado organizados e financiados pela Igreja costumarem servir de fértil fonte para propaganda oficial, sendo publicados pela Igreja e patrocinados em sites de notícias e divulgação autocongratulatórios e propagandísticos (inclusive obrigando membros da Igreja voluntários a vestirem um chamativo e facilmente reconhecido colete amarelo para facilitar reconhecimento em fotos  e vídeos), ainda há membros que acreditam que a Igreja “não divulga” seus esforços e seus investimentos em caridade e ajuda humanitária.

Maos Que Ajudam

Agora que um dos Apóstolos sênior (segundo na linha de sucessão) inclusive publicou a etiqueta de preço desses gastos com ajuda e caridade, supõe-se que essa lenda urbana sumirá. Ainda mais considerando que essa afirmação seguiu-se meras semanas após outro Apóstolo, Jeffrey Holland, gabar-se ao parlamento britânico de todos os esforços humanitários da Igreja.

∼¤∼

Certamente, fazer o bem é melhor que não fazer nada. E, certamente, ninguém afirmará que USD 40 milhões não é uma soma considerável e impressionante. Contudo, perguntamos a nossos leitores se esse tipo de caridade é válida ou louvável? Ou o que vale é o ato em si? Se o resultado pragmático importa mais que a intenção espiritual, não deveria a Igreja multibilionária e financiada pelo Estado através de generosas isenções de impostos investir mais em caridade do que apenas somas pífias? Por outro lado, se as somas não importam, mas sim o espírito com que se oferece ajuda, então a publicidade e autopromoção não desmerecem o ato em si?

Os ensinamentos de Jesus sobre o assunto merecem consideração especial para uma igreja que porta Seu nome? Certamente, membros da Igreja de Jesus Cristo não deveriam se ofender de considerar um ensinamento específico de Jesus Cristo sobre determinado assunto, não?

“Portanto, quando você der esmola, não anuncie isso com trombetas, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, a fim de serem honrados pelos outros. Eu lhes garanto que eles já receberam sua plena recompensa. Mas quando você der esmola, que a sua mão esquerda não saiba o que está fazendo a direita, de forma que você preste a sua ajuda em segredo. E seu Pai, que vê o que é feito em segredo, o recompensará.”


Leia mais sobre empreendimentos imobiliários da Igreja (1)

Leia mais sobre empreendimentos imobiliários da Igreja (2)

Leia mais sobre empreendimentos imobiliários da Igreja (3)

Leia mais sobre empreendimentos financeiros da Igreja

Leia mais sobre remunerações para os executivos da Igreja

33 comentários sobre “Dallin Oaks: Igreja Doa $40 Milhões Anualmente

  1. Ótimo exemplo de que fazemos o mínimo necessário.
    Agora em minha opinião toda ajuda é válida porém, uma instituição religiosa deveria ser apenas caridade, não um grupo que gera bilhões em receita. Existe empresas que doam mais, e fazem mais do que a corporação Sud.
    Acabaram no Brasil com 2 ações que ajudavam milhares de membros, uma delas o armazém do Bispo e outra que de fato esta se acabando aos poucos e o Fundo perpétuo de educação.
    Membros que utilizaram o armazém (viúvas, famílias grandes) chegaram a passar fome, mesmo pagando dizimo mensalmente.
    A quem estamos enganando.
    Somos caridosos realmente?

    • Mentira se alguem passa fome na igreja é porque ou e preguiçoso ou tem vergunha de pedir ajuda,eu já vi a igreja e são poucas que ajuda membros com cesta básica,paga conta de luz,agua,remédio,consulta,exames etc,etc, qual igreja faz isso ?

      • Várias Igrejas fazem isso. Inclusive há religiões que até ajudam a comprar casa própria. E não são todas as alas que as pessoas vão ser ajudadas, a ajuda aos membros com as ofertas de Jejum nem sempre são suficientes para cobrir todas as necessidades e nem sempre a liderança local consegue ajudar todo mundo que solicita ajuda. Não fale bobagem. Tem alas que não ajudam ninguém. Isso vária de ala pra ala. Até o armazém do Bispo em SP foi fechado pelo que fiquei sabendo.

      • Reginaldo, alguns membros são ajudados e conheço sim vários membros passado necessidades.
        Não é por que você não conheça que isso não acontece.
        Tem Bispo que nega ajuda manda procurar primeiro a família e pessoas próximas, para por último procurar a igreja. Isso é ser caridoso, dar a quem precisa?
        E a burocracia de solicitar ajuda, pedir passar por entrevista, o bispo avisar aos conselhos, presidente soc soc, chega a ser humilhante.
        E por favor retirar dinheiro da viúva, de mães solteira tendo uma renda de 7 bilhões, fora as construções e empresas multibilionárias já é demais né.

    • Priscila, eu entendo que a Igreja tem como função principal ser uma Igreja. A cruz vermelha, por exemplo, tem como objetivo a ajuda humanitária. Assim os gastos principais da Igreja seriam capelas, Templos, Obra missionária, genealogia e ajuda humanitária. Quem conhece os livros e manuais que a Igreja distribuí de graça, a instalações, sites, aplicativos, revistas, centro de emprego, institutos de religião, são todos excelentes, é até covardia comparar com as demais denominações.

      Assim, falta um número chave, o custo operacional da Igreja. Com ele teríamos a noção do ‘lucro’ real da Igreja para avaliar se os 40 milhões são mesmo o ‘troco do pão’.

      Por exemplo, a Rede Globo, que também é uma organização bilionária, fez o Criança Esperança, que teve o público alvo de 200 milhões de brasileiros, arrecadou 5 milhões de dólares. A Igreja doa 40 milhões com seus 15 milhões de membros dos quais nem metade deve ser dizimista regular.

      Pena que faltam dados para que eu concorde ou discorde de você e do artigo.

      • José Leonardo, você acha que os “custos operacionais” da Igreja giram, em média, em torno de USD 6,9 bilhões anuais? Você por acaso parou para ler a comparação com os “custos operacionais” mundiais da FORD que nós citamos a título de comparação?

      • A Ford usa 7 bi pra manter 200.000 funcionários em 90 bases de operação (escritório, fábrica, depósitos, etc)

        A Igreja SUD são 30.000 Alas/Ramos. Vamos supor que metade das alas tem sua capela ou locação? Mais 75 mil missionários, quantas casas alugadas? Escritórios? Transporte? Banda de satélite? Servidores? Publicações? Alguém tem idéia de quantos livros de Mórmon por ano?
        Não vou falar o que não sei. Mas não acho difícil o custo ultrapassar a marca do bilhão. Prefiro bater o martelo se um dia vazarem/publicarem as cifras.

  2. É um bom dinheiro não resta dúvida porém não é nada comparada até a outras denominações bem menos afortunadas quanto a seita SUD, mas eles alarmam tanto dentro da igreja dizendo como sempre que ela é “mais isso e aquilo” e como sempre isso é só folclore, mas optam por construir shoppings com o resto do dinheiro ao invés de dar uma melhor qualidade de vida aos missionários por exemplo.

    • Que curioso, Douglas. Se esse é o “primeiro posto” (sic) que você não gostou aqui, então porque essa é segunda vez que você escreve isso?

      Bom, de qualquer modo, 1 “posto” entre quase mil artigos é um bom histórico, não?

      É claro que você gostar ou não gostar em nada muda os fatos, os dados, e a validade lógica e racional do artigo acima.

  3. Irmãos, vamos fazer um pequeno cálculo.

    Segundo informações da igreja, o número de membros é 15,634,199 membros;

    A quantia de dinheiro que a Igreja Mórmon doa anualmente: 40,000,000.00 (40 milhões);

    A quantia anual doada por membro: 40,000,000.00/15,634,199 = 2.56 dólares por membro por ano.

    SIM, você leu certo, a Igreja Mórmon doa 2 dólares e 56 cents por membro por ano!!!

    Isso dá 8 reais e 30 centavos ao ano. Pouco, né?

    Agora, se me permitem, gostaria de perguntá-los: Quanto dessa quantia é utilizada no Brasil?
    (ou em qualquer outro país que não seja os Estados Unidos)

    Pois é. A liderança consegue dar a própria corda para se enforcar!

  4. Eu acho que vocês da ABEM e ´´Vozes Mórmons deveriam pensar em cuidar de suas vidas e fiscalizar o que o governo e as instituições publicas fazem com o dinheiro e deixarem uma instituição privada em paz. A perseguição realmente começou e já faz tempo, mas Deus não se deixa escarnecer e sua obra e igreja continuarão a prosperar

    • Que a Igreja continuará a prosperar ninguém tem qualquer dúvida, Said.

      Uma instituição que arrecada USD 7 bilhões ao ano e só devolve USD 40 milhões à sociedade em termos de serviços prestados, investindo o resto em mais fontes de renda (seja em suas empresas com fins lucrativos, seja em ampliar sua instituição religiosa isenta de impostos) só pode prosperar!

    • Você acha que é impossível “cuidar das [nossas] vidas” e nos manter informados ao mesmo tempo?

      Você acha que é impossível “fiscalizar o … governo e as instituições públicas” e “fiscalizar” a Igreja ao mesmo tempo?

      Você acha que é “perseguição” manter-se informados sobre as políticas da Igreja?

      Você acha que é “escarnecer” Deus manter-se informado sobre o que a Igreja faz ou deixa de fazer?

  5. Continuam roubando a Deus, pois não distribuem o que sobra do dinheiro do dízimo entre as viúvas, órfãos e necessitados.

  6. Eu acho um barato quando o “vozes” coloca estas matérias que falam de assuntos que todos os santos tem “pulga atrás da orelha”. Na mesma hora, indivíduos “fiéis” “valentes na causa” membros “guardiões” de plantão se manifestam (pois no fundo acompanham o site de forma oculta com uma regularidade de dar inveja) com os mais descabidos argumentos (para não dizer sem noção), demonstrando a suas mais ocultas doenças emocionais, transtornos e psicoses, embalando tudo isso numa hipocrisia profunda e assustadora. Que triste é ver nosso povo tão adoecido desta maneira. Lamentável.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s