Jovens Mórmons Abandonando Igreja

Pesquisadora Mórmon publica estudo demonstrando que a geração “milenial” ou “geração Y” de membros da Igreja SUD está abandonando a Igreja em taxas muito maiores que as gerações anteriores.

Jovens Mórmons em atividade social programada pela Igreja (Curitiba, PR)

Jana Riess, Ph.D. em Estudos Religiosos pela Universidade de Columbia, relatou os achados de seu estudo na Conferência de Estudos Mórmons da Universidade do Vale de Utah (UVU), através dos quais ela demonstrou que a geração nascida entre o começo dos anos 1980 e o começo dos anos 2000 vem abandonando a Igreja em números muito maiores que as gerações anteriores.

Como exemplo, a Dra. Riess cita uma taxa de retenção de apenas 64% entre membros nascidos e criados na Igreja entre os Mileniais, uma queda abrupta da taxa de 90% entre membros nas décadas de 1970 e 1980.

O estudo sugere três motivos principais para esse êxodo em massa:

1. Mileniais demoram mais para entrar na fase adulta

Mileniais demoram mais, em suas vidas, para fixar-se em carreiras profisisonais, casar-se, ter filhos, etc., que todas as gerações anteriores a si.

2. Mileniais valorizam inclusividade e diversidade;

“… a posição intransigente da igreja sobre questões LGBT é alienadora para uma geração que, como um grupo, abraça inclusividade e diversidade como um estilo de vida. As questões que gerações prévias tinham com homossexualidade tendem a não incomodar os mileniais. O que é problemático é a marginilização de grupos minoritários [hoje em dia].”

Apesar de ser a geração (entre 18 e 35 anos de idade) mais racialmente diversa, e as proporções raciais nacionais haveram mudado consideravelmente, os demográficos raciais para a Igreja SUD são muito menos heterogêneos que a sociedade autóctone.

3. Retenção na Igreja SUD está progressivamente menor.

“[O] estudo da PEW de 2014 demonstra … uma taxa de retenção de 64% entre membros geracionais (i.e., que nasceram na Igreja) … o que significa uma queda considerável dos 70% para o mesmo estudo em 2007 … e 90% para as melhores estimativas dos anos 1970s e 1980s.”

A própria liderança máxima da Igreja SUD admite, e vem demonstrando preocupação com, o êxodo em massa dos jovens (clique aqui para ver essa admissão dos líderes) nessa faixa etária.

O crescimento e a retenção da Igreja SUD vêm caindo progressivamente pelos últimos 30 anos (clique aqui para ver os dados estatísticos) em geral, o que pode ser agravado com esse hiato geracional.

Analistas demonstram que o êxodo é, em grande parte, resultado da homofobia institucional (clique aqui para ver uma análise independente), o que afeta desproporcionalmente essa geração Y.

Milhares de membros da Igreja SUD pediram resignação nos últimos 5 meses por causa do endurecimento da homofobia institucional (clique aqui, aqui, aqui, aqui para ver dados estatítiscos e relatos pessoais dessas resignações), em grande parte, por membros desta geração Y.

Conseguirá a Igreja SUD reveter esse êxodo de membros jovens sem alterar suas posições sociais sobre “grupos minoritários”? Quais outros fatores levam esta geração, desproporcionalmente, a abandonar a fé de seus pais?

23 comentários sobre “Jovens Mórmons Abandonando Igreja

  1. E a tendência é só ficar pior a medida que as pessoas pesquisam mais o passado da igreja, fora que a juventude de hoje é outra!

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.